Menu fechado

Veterinário: o que esperar da primeira consulta veterinária

Shar Pei no colo do veterinário em sua primeira consulta veterinária.

Ao adotar ou comprar um cachorro, seja ele filhote ou adulto, o tutor deverá assumir uma série de responsabilidades, sendo o controle de sua saúde, por certo, fundamental desde o primeiro momento. Dito isso, é importante que o seu cachorro tenha um veterinário. Mas você sabe o que esperar da primeira consulta veterinária do seu cachorro: quando ela deve ocorrer?

Veterinário de confiança é importante

Veterinário: Golden Retriever sendo vacinado no veterinári.
Veterinário: Golden Retriever sendo vacinado no veterinário. (Crédito/Copyright: “Syda Productions/Shutterstock”)

Recomenda-se que antes mesmo de ir para casa, o novo membro da família passe por uma consulta com um médico veterinário de sua confiança. Veja pelo menos quatro bons motivos para realizar logo a primeira consulta veterinária do cachorro:

  • Verifica a saúde geral do animal;
  • Se o filhote tiver sido adquirido em alguma loja ou criador e apresentar doenças congênitas ou infecciosas, o tutor poderá pedir indenização;
  • Verifica se o cachorro apresenta sinais de doenças infecciosas, o que é essencial para quem tem outros animais de estimação, evitando, assim, contaminações;
  • Verifica a presença de ectoparasitas como pulgas e carrapatos, indicando tratamento e prevenindo infestações.

Ainda não tem um veterinário de confiança? Antes mesmo de buscar seu novo cachorro, aproveite para visitar algumas clínicas veterinárias, e quem sabe atém um hospital veterinário. Veja quais facilidades oferecem, se os funcionários parecem amigáveis e se o veterinário faz com que se sinta à vontade, transmitindo segurança. Pergunte também sobre horários de funcionamento e atendimentos de emergência. Existem clínicas e hospital veterinário 24hrs.

Procedimentos comuns na primeira consulta

Cachorro sendo examinado em primeira consulta ao veterinário.
Cachorro sendo examinado em primeira consulta ao veterinário. (Crédito/Copyright: “Tyler Olson/Shutterstock”)

Na primeira consulta veterinária do cachorro, será realizado certamente um check-up geral do estado de saúde do animal. É importante levar a carteirinha de vacinação (se tiver uma) para que o veterinário possa verificar a data da última dose aplicada e, não menos importante, o tipo e marca.

Primeiramente, o veterinário irá olhar o estado físico geral do cachorro, observando comportamento, pele e pelos, escore corporal (se está magro, acima do peso ou ideal), se há ou não presença de secreções. Logo depois, avaliará a temperatura, peso, frequência cardíaca respiratória e palpará linfonodos e abdômen para controlar se está tudo dentro da conformidade. Caso seja detectada alguma anormalidade, exames complementares poderão ser solicitados.

Algumas questões essenciais devem ser abordadas na primeira consulta

Cachorro no colo do seu veterinário na primeira consulta.
Cachorro no colo do seu veterinário na primeira consulta. (Crédito/Copyright: “Albina Glisic/Shutterstock”)

Vermifugo e Vacinas

Sem dúvida, o veterinário irá orientar sobre estes dois itens essenciais. Portanto, informará sobre periodicidade e tipo de vacina indicada para cada caso. Há vacinas que são obrigatórias e outras que podem ser aplicadas conforme o risco presente no ambiente em que o animal vive.

Alimentos

O tipo de alimento escolhido influencia diretamente no crescimento e desenvolvimento do cachorro. A escolha do tipo de dieta dependerá da rotina e estilo de vida do tutor. De qualquer forma, seja alimentação escolhida industrializada, natural ou caseira, o importante é que seja completa e balanceada, com índices nutricionais adequados para a fase de vida do cachorro. Veja mais no artigo sobre rações para cachorros.

Ectoparasitas

É importante verificar a condição e integridade da pele e dos pelos do cachorro na primeira consulta. Geralmente, os cachorros apresentam pulgas e carrapatos. Em alguns casos podem apresentar sarnas ou outros tipos de problemas dermatológicos. Avaliando tudo isso e levando em consideração o local no qual o animal irá viver, o veterinário poderá prescrever o produto mais adequado.

Existem, hoje em dia, muitas opções no mercado, como: comprimidos, produtos spray, top spot, coleiras antiparasitárias. Além do tratamento indicado para o animal, o veterinário poderá orientar como evitar a proliferação destes parasitas no ambiente.

Higiene bucal

Muitos não se preocupam com a higiene bucal do cachorro logo no início, mas é muito importante pensar nisso. Peça ao veterinário que ensine como fazer a higienização básica para evitar, ou postergar, o aparecimento de tártaro e doença periodontal.

Atenção: nunca utilize pastas de dente de uso humano pois estas contém flúor que é tóxico para cães.

Brinquedos e Ossinhos

Falar sobre brinquedos para cachorro e ossinhos também é importante, pois alguns deles podem não ser seguros para seu pet. Cachorros mais brutos, por exemplo, podem quebrar brinquedos mais delicados e ingerir os pedaços, podendo causar obstruções intestinais sérias. O mesmo vale para ossos naturais.

Socialização

Verifique com o veterinário quando poderá iniciar a socializar o seu novo cachorro. Isso dependerá muito de sua idade, índole, vacinação e condição de saúde.

Reprodução e Castração

É muito importante conhecer as características reprodutivas dos cães para evitar gestações indesejadas, fugas, entre outros fatores. Veja com seu veterinário qual o melhor momento para castrar ou cruzar seu cachorro com segurança.

Quando voltar ao veterinário?

Husky Siberiano filhote no colo do seu veterinário.
Husky Siberiano filhote no colo do seu veterinário.

Se o novo membro da família for um filhote, o tutor deverá voltar à clínica até completar o ciclo de vacinas. Depois de terminado o ciclo inicial, as vacinas deverão ser repetidas anualmente. Portanto, pelo menos uma vez por ano, será realizado um check up do seu filho canino.

Os procedimentos do check up anual são parecidos com os da primeira consulta. A diferença é, todavia, que o veterinário já terá uma ficha de atendimento do pet e conhecerá seu histórico. Assim, será realizado um exame físico completo através de uma investigação visual do corpo e da boca além da palpação do abdomen, bem como dos linfonodos.

Cães menores tem maior propensão a desenvolvimento de tártaro, que pode prejudicar a saúde e qualidade de vida do animal. O veterinário poderá sugerir uma limpeza periódica da boca para evitar maiores problemas depois.

Se o tutor tiver sorte, ele deverá voltar ao veterinário somente para consultas de rotina que geralmente coincidem com a vacinação anual. Mas infelizmente, muitas vezes os cachorros tem alguns problemas que podem ocorrer ao longo da vida.

Principais sinais para voltar ao veterinário

Veterinário: Golden retriever checando os batimentos cardíacos em consulta veterinária.
Veterinário: Golden retriever checando os batimentos cardíacos em consulta veterinária. (Crédito/Copyright: “Syda Productions/Shutterstock”)

Veja alguns sinais que podem indicar a necessidade de levar seu cachorro ao veterinário:

  • Vômito e diarréia – Se o animal apresentar vômito e/ou diarreia várias vezes em um dia, e houver presença sangue ou excesso de salivação, não espere muito para levá-lo ao consultório.
  • Inapetência – A maioria dos cachorros adora comer. Recusar comida pode ser, portanto, preocupante.
  • Aumento do consumo de água – Atitude considerada normal em dias muito quentes e secos. Porém se perceber que virou um hábito, é melhor investigar pois há diferentes patologias que provocam este sinal.
  • Dor ou irregularidade ao urinar – Pode indicar uma série de doenças do trato urinário que devem ser investigadas o quanto antes.
  • Secreções oculares e nasais – Merecem atenção especial principalmente em cães com vacinas atrasadas ou vacinados com produtos anti éticos.
  • Inchaço repentino do abdômen – Cachorros de grande porte, com tórax profundo, apresentam frequentemente uma condição chamada torção gástrica. Trata-se de uma emergência que pode provocar o óbito do cachorro em poucas horas. O principal sinal é o inchaço muito evidente do abdômen.
  • Mudança repentina de comportamento – Esta transformação pode indicar que há algo errado com seu cachorro e, por isso, merece uma investigação.
  • Planos de saúde para cachorros

    Veterinário: Labrador retriever filhote sendo examinado pós-operatório.
    Veterinário: Labrador retriever filhote sendo examinado pós-operatório. (Crédito/Copyright: “didesign021/Shutterstock”)

    Hoje em dia é possível encontrar planos de saúde para o seu cachorro. Pesquise companhias especializadas em planos de saúde animal, como por exemplo, Health for Pet, Petplan, Animed, Dr. Pet.

    Ter um cachorro pode ser, sem dúvida, uma das experiências mais recompensadoras da vida. Criar um bom relacionamento com o veterinário desde o início é aumentar a chance de oferecer ao seu cachorro uma qualidade de vida melhor, com muita saúde.

Pergunte ou Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

>