Menu fechado

Tapete higiênico: tudo o que você precisa saber

tapete higiênico para pets

Animais domésticos são mais que animais domésticos para quem realmente os aprecia e ama. Assim, providenciar bem-estar físico e emocional para eles é, antes de obrigação, um prazer. Quando você instala tapete higiênico em sua casa, está demonstrando respeito e afeto por seu cãozinho ou gatinho. E eles reconhecem esse gesto e devolvem em dobro.

Porém, por mais que seu afeto se manifeste em aquisição de utensílios apropriados, é importante conhecer detalhes dos objetos. Dessa maneira, tanto o ambiente se beneficia quanto a família se sente melhor, além de promover efetividade para o animalzinho.

Afinal, pergunta-se: quem possui um animal doméstico e jamais passou por inconveniências em relação às necessidades fisiológicas deles? Todos, certamente. E a coisa em si é mais constrangedora quando em duas ocasiões específicas: quando há visitas em casa e quando o pet está com algum desarranjo intestinal.

É, portanto, nessas situações que o tapete higiênico mais apresenta sua eficácia. É quando você reconhece que o preço pago por ele – aliás, baixo em relação ao benefício – é altamente compensador.

Por outro lado, quem mora em apartamento já conhece a efetividade do tapete higiênico. Nem é preciso destacar aqui, pois, nesses casos, o animal não tem espaço adequado para suas necessidades. Além disso, mesmo que você resida em casa térrea, há a questão de dias chuvosos. Nesse contexto, tapete higiênico é grande auxiliar.

E, anda, por mais que você conheça os hábitos de seu pet, qualquer organismo vivo tem lá seus momentos de descontrole, não é? Faça chuva ou faça sol.

Por que adquirir tapete higiênico afinal

O tapete higiênico é uma forma de ensinar o seu animal a fazer as suas necessidades em local específico.
O tapete higiênico é uma forma de ensinar o seu animal a fazer as suas necessidades em local específico.

De uma ou de outra forma, animais domésticos mantêm determinadas características de seus ancestrais. E seus ancestrais eram silvestres, claro. Entretanto, o constante contato com seres humanos ao longo dos milênios tem introduzido novas histórias na genética animal. Nem sempre elas foram (ou são) boas.

O porquê científico do uso

Há anos, a ciência estuda as questões da memória genética. E não apenas referente a animais, mas igualmente a vegetais. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa tem desenvolvido estudos surpreendentes nesse campo.

Assim, por mais educadinho que seu pet seja, ele mantém determinadas instruções genéticas ainda latentes em seu DNA. Em algum momento, elas podem se manifestar e induzir comportamento inadequado. Isso se dá porque, assim como acontece com humanos, animais também têm individualidade.

Dessa forma, um animal pode se educar mais lentamente que outro, pode aprender determinadas ações mais rapidamente que outro. Conhecer a personalidade de seu animal é o primeiro passo para respeitá-lo.

Assim, seu animal pode não descobrir que o ideal é fazer xixi e cocô no banheiro. Há casos de animais que aprendem a usar até mesmo o vaso e – pasme – a descarga sanitários. Mas isso não é, digamos, comum.

Então, o ideal é você adaptar determinadas condições a seu animal. O uso de tapete sanitário é uma dessas situações.

O porquê biológico do uso

Por outro lado, há a questão da saúde animal. Via de regra, a versão doméstica do tapete higiênico é folha de jornal ou revistas e até mesmo sacos plásticos. Todavia, tais versões produzem efeitos diversos.

Não são raros casos de animais que desenvolvem alergia a tintas de impressão dos jornais. Indústrias de tintas aplicam os mais diversos elementos químicos nelas. Boa parte deles acaba gerando irritação na pele animal ou mesmo alteração no comportamento.

Como se sabe, o olfato canino e felino é altamente sensível. O cheiro da tinta incomoda muito. Então, isso se torna questão de saúde animal.

A mesma preocupação pode ser levada quanto a uso de sacos plásticos. E, nesse caso, ainda há a possibilidade de o animal rasgar e engolir pedaços. Com toda certeza, isso vai acarretar problemas terríveis em algum momento.

Conheça detalhes para optar pelo mais adequado

Tapete higiêncio não é o mesmoq ue a fralda individual.
Tapete higiêncio não é o mesmoq ue a fralda individual.

Muita gente confunde tapete higiênico com fralda individual. Esta é necessária apenas durante período de tratamento médico ou quando o animal apresenta alguma disfunção permanente no sistema excretor.

Tapete higiênico é também conhecido por manta sanitária, tapete sanitário, manta higiênica, privadinha de pets. Dependendo da região em que você está, pode haver outros nomes mais.

O conceito de tapete higiênico é, em si, simples. Trata-se de objeto absorvente que retém líquidos. Assim, qualquer substância líquida que entre em contato com ele é tragada com apoio da Física, já que a tendência de tudo é “descer”. Entretanto e certamente, seu animalzinho não conhece esse conceito – se conhecesse, seria verdadeiro fenômeno, não é mesmo?

Veja abaixo o capítulo sobre como instruir seu animalzinho a usar a peça.

Interessante: você, com certeza, descobriria isso facilmente, mas a gente adianta. É possível até mesmo prender o tapete higiênico na esquina do chão com a parede. Assim, o instinto do pet macho de levantar a pata traseira é preservado.

Há tapetes higiênicos muito diferente entre si. Tamanhos, formas, texturas, cores etc. podem ser meios de atrair seu animalzinho. Para você ter uma ideia, há até mesmo modelos que vêm com pequenos postes ou formas de hidrantes. Assim, os machinhos vão urinar com a patinha levantada.

Tipos de tapete higiênico

Há dois tipos de tapete higiênico.
Há dois tipos de tapete higiênico.

Eles são comercializados em duas versões: descartáveis ou laváveis. Você vai optar pelo que seja mais adequado às condições de sua casa. Porém, saiba que ambas apresentam vantagens e desvantagens. Vamos ver as características agora.

Antes, tanto descartáveis quanto laváveis devem ser protegidos de sol e chuva no caso de serem instalados fora de casa. E bem presos ao chão. Assim, o pet não vai confundir com brinquedos.

Descartáveis, vantagens e desvantagens

Certamente são mais práticos e ideias para residências com pouco espaço. Quando cheios, você simplesmente os dobra e deposita no recipiente de resíduos. Em princípio, a coisa constrangedora estaria resolvida. Porém, para quem tem consciência ecológica, não está nada resolvido.

A mecânica de eficiência é muito parecida com as fraldas infantis ou para idosos. Uma camada de gel retém a urina. Muitos modelos ainda possuem elementos químicos misturados ao gel que ou disfarça ou elimina odores.

Outra vantagem é que o processo de absorção evita que as patinhas se molhem na urina. Se isso ocorrer, ele com certeza vai levar parte dessa urina pela casa enquanto caminha. Obviamente você não vai gostar disso.

Além disso, dispõem ainda de pontos colantes que os mantêm fixados no solo. Assim, por mais que seu animalzinho seja agitado, o tapete higiênico não se solta. Mas especialistas garantem que é ideal que você os troque todos os dias. Se necessário, mais vezes em virtude da quantidade urina e fezes. Essa providência evita acúmulo de bactérias e, claro, insetos.

Normalmente, os pacotes contêm quantidade suficiente para um mês de uso. Há dezenas de marcas à disposição.

A desvantagem é justamente quanto à proteção ao meio ambiente, que é uma das preocupações que todo proprietário de animal tem. Afinal, animal é natureza; natureza é meio ambiente; meio ambiente tem sido maltratado por muitos.

Ocorre que o descarte dos tapetes pode produzir efeitos nocivos à natureza. Em municípios que não dispõem de controle de resíduos sólidos, os tapetes acabam chegando a lixões que, via de regra, estão a céu aberto. Dessa maneira, compõem o conjunto de resíduos que agridem a região.

Laváveis, vantagens e desvantagens

São normalmente feitos de duas placas poliuretano endurecido sobrepostas. A primeira placa é transpassada por furos em toda a extensão; a de baixo, não. Assim, a urina é retira na parte inferior para ser eliminada posteriormente.

Há modelos com apenas a placa superior, vazada. São usados sobre folhas de jornal, que ficam presas embaixo. Porém, esses modelos não evitam cheiros de urina nem trabalho para a família.

Alguns donos de pets alegam que o tapete higiênico lavável é mais adequado a animais de porte médio e grande. De certa forma, eles têm mais facilidade de reconhecer o local ideal para suas necessidades.

Muitos modelos são oferecidos com aparência e textura de grama. Isso produz excelente efeito sobre o animal. Ele é atraído pelo visual, pois este simula ambiente externo. De certa forma, isso facilita muito a habituação do uso.

Essa versão de tapetes higiênico deve ser lavada constantemente. Obviamente, a embalagem leva instruções para isso. Porém, a boa maioria dos proprietários prefere fazê-lo sempre que o pet o usa. Dizem que, assim, o animal tem maior propensão a se habituar.

Quanto à desvantagem, é justamente pelo fato de precisar lavar sempre. Ainda, escolher local adequado para preservar a qualidade do tapete higiênico.

Como instruir o pet a usar

É preciso paciência e muita consistência para introduzir o tapete higiênico.
É preciso paciência e muita consistência para introduzir o tapete higiênico.

Antes de começar a ensinar seu pet a usar o tapete higiênico, você precisa atentar para o seguinte: nem cães nem gatos fazem suas necessidades em locais próximos onde se alimentam ou dormem. Esse comportamento é efeito ainda da tal memória genética de que a gente falou acima.

Os ancestrais desses animais viviam em áreas abertas certamente. Assim, caçavam em determinada região, dormiam em outra e se alimentavam em local mais distante. Por conta da sensibilidade olfativa, mantinham restos de suas presas bem longes. Esse hábito se estendeu a seus excrementos.

É por isso que fabricantes e criadores experientes aconselham troca diária de tapete higiênico descartável ou lavagem constante dos não descartáveis. Seu animalzinho vai ficar satisfeito e, assim, buscar o tapete higiênico sempre que houver necessidade.

Além disso, o próprio gel dos tapetes higiênicos contém aroma agradável ao olfato animal. Dessa maneira, eles vão ser atraídos para o local sempre.

Sempre no mesmo lugar

Pets – de qualquer espécie – precisam de ações repetidas para assimilá-las. Portanto, mantenha o tapete higiênico no mesmo local. Assim, antes de escolher o lugar, avalie bem se não há condições desfavoráveis, como sol, chuva, queda de objetos.

Estratégia de premiação

Faça o seguinte teste para notar bem a importância do elogio e a premiação para seu animal: segure sua cabeça; fite-o por alguns segundos sem sorrir; sorria de repente. É muito grande a chance de ele reagir ao sorriso.

Comprove também esse fato quando você muda o tom de voz ao dar bronca. Isso significa que os pets têm enorme facilidade de avaliar seu comportamento. Portanto, sempre que seu pet fizer suas necessidades no tapete higiênico, elogie, brinque, faça carinhos, fale alegremente com ele.

Em princípio, você vai imaginar que ele não entende isso. Porém, vai notar que a adaptação ao tapete higiênico é bem fácil. O processo é razoavelmente simples: pets têm grande satisfação em causar alegria a seus donos. Ele associa sua alegria ao tapete higiênico. Assim, se esforça para oferecer alegria a você.

Entretanto, faça isso sempre muito próximo ao tapete higiênico e apontando para ele. A associação se dá dessa maneira.

Broncas e castigos

Nem mesmo humanos alteram comportamento de maneira fácil. É preciso certo tempo. Com os animais, esse tempo pode ser um pouco mais estendido.

Assim, jamais bronqueie ou castigue caso ele apresente alguma resistência ao uso do tapete higiênico. Como foi dito acima, ele tem prazer em alegrar seus donos. Broncas, castigos, mal-estar são também associados ao objeto. Portanto, ele vai querer distância.

Além disso, o pet pode “pensar” que a tristeza de seu dono é porque ele faz necessidades. Então, pode querer prender seus excrementos e, assim, vai causar danos no sistema excretor. Se não prender, vai procurar lugar escondido para fazer suas necessidades, de forma que o dono não veja.

E, normalmente, esses “lugares escondidos” são tapetes felpudos ou com fios longos. Assim, acham que podem ocultar urina e fezes.

Outras dicas legais

Além de considerar que os pets não excretam longe de seus locais de repouso e alimentação, há outro fato importante a conhecer. O organismo animal é normalmente regular, ou seja, habitua-se a excretar em determinados momentos.

Cães de grande porte, por exemplo, excretam por volta de 30 a 40 minutos após as refeições. E urinam ao amanhecer ou logo após ingestão de água. Já os filhotes e cães de porte pequeno urinam diversas vezes por dia. Assim, habitue-se você também a levá-lo ao tapete higiênico nessas ocasiões.

Certamente isso não é regra. Portanto, observe o comportamento de seu animal e descubra os momentos certos em que ele excreta. Poucos dias são suficientes para você identificá-los.

Outra estratégia legal é usar produtos que imitam levemente o cheiro da urina animal. Você goteja sobre o tapete. Aos poucos, o pet vai identificar o local como o ideal para fazer xixi.

Então é isso! O uso de tapete higiênico apresenta muito mais vantagens que desvantagens, como foi visto. Representa conforto, segurança e bem-estar físico e emocional tanto para os animais quanto para a família proprietária como um todo.

Se você tiver sugestões ou dúvidas, deixe na área de comentários abaixo. Nossos leitores gostariam muito de conhecer as impressões que você tem sobre tapete higiênico.

Pergunte ou Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

>