O que é Pedigree

Você já deve ter ouvido falar em pedigree ou se possui um cachorro alguém já deve ter perguntado se o mesmo possui um. Nem todo cão possui pedigree, mas todos os cães de raça pura devem ter um registro, o tipo de documento que deve certificar a sua pureza. O nome desse documento é Targeta, e ele costuma ser emitido assim que o criador registra uma ninhada no Kennel Clube ou Clube de raça especializado.

pedigree-old-english-buldogue

O raro Old English Buldogue raça pura com pedigree (Crédito/Copyright: “anetapics/Shutterstock”)

Normalmente, o Kennel Clube leva 30 dias para concluir esse procedimento e enviar o Pedigree ao criador. Portanto, a tarjeta nada mais é que um documento legal, que garante a propriedade do cão ao seu criador. Ao comprar um filhote, o criador deve assinar a autorização de transferência do cão para o seu novo proprietário, no próprio documento do pedigree. De posse deste documento, o comprador deve se dirigir à entidade que emitiu o registro (clube da raça ou kennel clube de seu estado) para que a mesma emita um novo documento constando o nome do novo proprietário do animal.

O pedigree é um documento que nos mostra também toda a ascendência do cão, ou seja, sua origem e “árvore genealógica”, com seu nome de batismo original, possíveis pais renomados e/ou premiados, se ele tem campeões na família, etc., além de ser um certificado legal de pureza da raça e propriedade do animal.

Entidades Cinófilas

entidades-cinofilas

Golden retriever e Staffordshire Terrier juntos no gramado (Crédito/Copyright: “sanjagrujic/Shutterstock”)

Há muitas entidades cinófilas no país que podem emitir registros, mas a única entidade brasileira reconhecida fora do Brasil é a CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia), portanto, é importante registrar seus cães em Kennel Clubes que sejam filiados a essa entidade. Existem também os clubes das raças, como Clube do Dobermann, do Cocker e outros que são associados à CBKC. Os clubes também fazem o registro de animais, encaminhando toda a documentação à Confederação Brasileira de Cinofilia e promovem eventos da raça, etc.

Registro de animais

registro-animais

Filhotes de Huskies Siberianos castanhos (Crédito/Copyright: “framsook/Shutterstock”)

Vamos supor que você agora já possui um animal ou o casal, e pretende agora registrar uma ninhada deles, ou seja, tirar o pedigree dos filhotes. Não é tão simples assim. Nem todo animal pode ter ser registrado e obter um pedigree. À não ser que sejam cumpridos alguns pré-requisitos, como:

  • os pais têm que ter pedigree
  • a cadela deve estar registrada no nome do atual proprietário.
  • o dono da fêmea deve registrar (“abrir”) um canil junto a uma das entidades cinófilas e estar com a anuidade em dia, o que pode ser feito no momento do registro da ninhada.
registro-animais-labradores

Filhotes de Labradores amarelos (Crédito/Copyright: “Anna Hoychuk/Shutterstock”)

Preenchidos os requisitos acima, o proprietário da fêmea deve comparecer ao Kennel Clube de seu estado ou Clube da raça, para pegar mais 3 documentos para serem preenchidos:

1. Proposta de sócio: para tornar-se um criador sócio da entidade,
2. Abertura de Canil: o interessado deve escolher um nome para o seu canil e pagar a anuidade,
3. Mapa de ninhada: formulário no qual você vai comunicar o número de filhotes e os nomes com que os animais serão registrados.

Todos estes documentos deverão ser entregues com as respectivas taxas pagas num prazo de até 90 dias após o nascimento dos filhotes, e o dono recebe o pedigree dos filhotes no prazo de 60 a 90 dias.

Registro de Canis

registro-canil

Cães de diferentes raças e portes juntos no parque (Crédito/Copyright: “SpeedKingz/Shutterstock”)

Caso você esteja pensando em abrir um canil para criação e/ou comercialização de animais, é preciso também estar de acordo com algumas normas legais relacionadas às entidades cinófilas existentes dentro e fora do país. Por exemplo, criador é aquele que possui as ninhadas, ou seja, o proprietário legal de fêmea(s). Aquele que possui apenas machos, não é considerado um criador.

O interessado deve dirigir-se ao Kennel mais próximo, ou entrar em contato pelos sites de cada local, para fazer um requerimento de abertura de canil, sendo que costuma haver uma espera de aproximadamente quatro meses para que este novo canil esteja registrado.

Caso o criador for desempenhar a tividade de criação dos animais de forma esporadica, este poderá registrar a ninhada sem a necessidade da abertura de canil, sendo considerado apenas um criador “iniciante”, podendo apenas registrar no máximo duas ninhadas. Ao passo que der continuidade à criação, a abertura de canil passa a ser obrigatória.

registro-canil-pastores-shetland

Pastores de Shetland juntos no parque (Crédito/Copyright: “volofin/Shutterstock”)

O novo criador poderá se associar ao Kennel juntamente com a abertura de canil pagando uma taxa de inscrição, anuidade e abertura de canil. Como associado o criador passará a ter todas as vantagens inerentes, inclusive o desconto nos serviços de registro. Serão solicitados 3 ou mais opções de nomes para que o canil seja aberto. O Kennel envia todos os documentos e solicitações de abertura e filiação a CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia) que por sua vez os envia até a FCI (Federação Cinológica Internacional) com sede na Bélgica, onde será feita uma busca (não poderá haver dois canis com o mesmo nome), e o registro será efetuado, sendo que os documentos farão todo o caminho de volta até o criador.

De posse do protocolo de abertura de canil, o criador pode dar entrada no registro de ninhada, mas esperará 4 meses para ter toda a papelada do canil e filhotes na mão, sendo que as próximas ninhadas o processo é mais agilizado. Para o registro dos filhotes, o criador deve preencher o “mapa de registro de ninhadas”, disponíveis nos sites, e obter todas as assinaturas exigidas, inclusive do Médico Veterinário. Se a raça criada possuir um clube especializado (p.ex. Clube do Dobermann), o Kennel informará a este clube a existência do novo criador e de novas ninhadas. Dessa maneira, o clube especializado pode entrar em contato com o novo criador para uma nova filiação.

Para mais informações sobre o assunto, clique no link externo abaixo:
CBKC http://www.cbkc.com.br