Antes de responder se vale a pena ou não oferecer ao seu animal de estimação uma ração boa e barata, é necessário explicar um pouco mais sobre o assunto. Ou seja, é primordial entender como a ração é produzida, porque foi desenvolvida, o que existe por trás de sua produção e porque a ração é considerada, por muitos, a melhor opção para o seu cachorro.

Após a leitura do artigo, será possível, portanto, compreender e decidir por si só, se dar uma ração boa e barata pode ser a melhor opção.

Mercado Pet e a Indústria de alimentação animal

ração boa e barata: mais nutrientes

Independente do tipo de ração para cachorro, a ração boa e barata é a que tem mais qualidade de nutrientes.

Segundo artigo publicado em maio de 2018 pelo site globo.com, o mercado Pet faturou R$ 20 bilhões em 2017, sendo que 70% desse valor refere-se à alimentação animal.

Isso significa, portanto, que as empresas investem milhões para oferecer à população mais e mais opções de rações de cachorro. Mas e a ração boa e barata?

Veremos que não é fácil achar uma ração boa e barata. A escolha dependerá muito das exigências do animal e da condição financeira do tutor. De fato, é um parâmetro muito subjetivo.

Como surgiu a ração?

A ração para cachorro é um produto que, sem dúvida, surgiu para oferecer praticidade a quem tem um animal de estimação, mas não tem tempo, condições ou conhecimento para fazer um alimento caseiro completo e balanceado para o próprio pet.

De fato, trata-se de um produto cujas fórmulas são desenvolvidas por veterinários nutricionistas, e, além disso, pode ser imediatamente consumido sendo, presumivelmente, completo e balanceado.

Ao longo dos anos, graças à diversas pesquisas científicas que envolveram milhões de dólares, a alimentação de cachorros começou a se tornar cada vez mais especializada. Sabe-se, de fato, que cada animal tem necessidades especiais de acordo com os mais variados fatores como: idade, raça, porte, estilo de vida e também ao orçamento da família.

Um alimento bem prescrito, certamente, atua diretamente no desenvolvimento e na saúde do animal. Sendo assim, é muito importante que se levem em conta as características do próprio pet para fazer uma boa escolha.

Uma ração ruim, de fato, pode causar mais problemas do que benefícios, obrigando o tutor a gastar muito mais em tratamentos para remediar distúrbios decorrentes de desequilíbrios nutricionais.

Hoje em dia temos, sem dúvida, centenas de produtos à disposição no mercado. Explicaremos aqui as principais diferenças entre as várias categorias. Entre elas existe também a ração boa e barata, entretanto é necessário avaliar o caso individualmente.

Diferenças entre as categorias de alimentos industrializados. Qual seria a ração boa e barata?

Ração boa e barata precisa ter qualidade.

Ração boa e barata precisa ter qualidade.

Primeiramente, é importante entender melhor quais são as diferenças entre as categorias de alimentos industrializados já que há tantas opções no mercado com grandes variações de preços.

Existem três categorias principais de alimentos para cães:

  • Standard;
  • Premium;
  • Super Premium.

Existe, todavia, também uma categoria econômica de qualidade nutritiva bastante questionável.

Dentro dessas divisões existem outras especificidades, como:

  • Faixa etária (filhotes, adultos e idosos);
  • Porte (raças pequenas, médias e grandes);
  • Animais castrados;
  • Sabor;
  • Finalidades terapêuticas.

Ração Standard – seria essa a ração boa e barata?

A ração ‘Standard’ é, sem dúvida, o tipo de alimento mais simples e barato. Pode ser considerada uma ração boa e barata para pessoas que realmente não tem condições de comprar um outro tipo de alimento.

Isso porque o alimento ‘standard’ supre as necessidades básicas do animal, sem oferecer benefícios adicionais dos alimentos considerados Premium ou Super Premium.

Esse tipo de produto possui receita variável. Ou seja: a fórmula pode mudar conforme disponibilidade e custo das matérias primas no mercado.

A digestibilidade desses produtos é mais baixa, o que faz com que o animal consuma uma quantidade maior de alimento para atender as suas necessidades naturais. Além disso, faz com que ele produza, consequentemente, maior volume de fezes.

Rações Standard, também conhecidas como rações de “combate”, utilizam matérias primas de qualidade inferior. As farinhas de origem animal utilizadas para sua produção, de fato, possuem muita matéria mineral oriunda de subprodutos como penas e ossos. Além disso, utilizam-se também proteínas de origem vegetal de menor aproveitamento, como farelo de trigo e soja.

Os veterinários geralmente não recomendam este tipo de alimento. Entretanto, acredito que todos concordem que é melhor dar um alimento ‘standard’ do que dar restos de alimentos da casa, o que, sem o devido conhecimento, pode levar a obesidade, deficiência de nutrientes e/ou eventuais intoxicações.

Alimentos Standard, normalmente, tem duas apresentações: filhotes e adultos. Além disso, são facilmente encontrados em mercados e em Pet Shops que vendem produtos à granel, o que é uma prática que não é recomendada por questões de higiene e conservação.

Algumas rações Standard:

  • Alpo (Purina)
  • Biriba (Guabi)
  • Big Boss (Total Alimentos)
  • Champ (Mars)
  • Deli Dog (Purina)
  • Herói (Guabi)
  • Kanina (Purina)
  • Líder (Total Alimentos)
  • Nero (Total Alimentos)

Ração Premium

Alimentos industrializados considerados Premium tem formulação fixa, completa, balanceada. Além disso, possuem melhor qualidade de ingredientes do que alimentos ‘standard’.

Podem conter em sua formulação matérias primas como carne de boi, frango, peru, ovelha, peixe e ovos. Podem, ou não, conter corantes na formulação.

Por terem em sua composição matérias primas de melhor qualidade, o trato digestivo dos animais costuma, enfim, metabolizar melhor estes alimentos. Portanto o consumo tende a ser menor e mais eficaz.

Além disso, há mais versões disponíveis desse tipo de ração, ou seja, existem alimentos Premium para filhotes e adultos de vários portes, animais castrados, idosos e a versão light.

A ração Premium tem ótimo custo benefício. Se busca uma ração boa e barata, a ração Premium pode ser sua melhor opção. Isso apesar de ser, sem dúvida, mais cara que a categoria ‘Standard’.

Algumas rações Premium:

  • Golden (Premier Pet)
  • Club Performance (Royal Canin)
  • Dog Chow (Purina)
  • Excellence (Selecta)
  • Ecopet (Farmina Pet Foods)
  • Foster (Lupus Alimentos)
  • Gran Plus (Guabi)
  • K&S (Total Alimentos)
  • Max (Total Alimentos)
  • Naturalis (Total Alimentos)
  • Pedigree (Mars)
  • Sabor e Vida (Guabi)
  • Vitta Natural (Premier Pet)

Entretanto, é bom entender também o que diferencia a ração Premium de uma Super Premium para compreender a diferença de preços.

Alimentos Super Premium

Os alimentos Super Premium são produzidos com matérias primas de alta qualidade e digestibilidade, o que ajuda, sem dúvida, na digestão e absorção de nutrientes. Por isso, o animal ingere menor quantidade com melhor aproveitamento.

Produtos desta categoria podem conter alguns ingredientes nutracêuticos, ou seja, ingredientes que tem alguma ação benéfica comprovada para promover melhora da qualidade de vida. São exemplos a L-Carnitina, sulfato de glicosamina e condroitina entre outros. Outra característica é que não possuem corantes.

Marcas de alimentos Super Premium:

  • Eukanuba
  • Cibau (Farmina Pet Foods)
  • Royal Canin
  • Hill’s
  • Proplan (Purina)
  • Premier Pet Formula
  • Equilíbrio (Total Alimentos)

Dentro da categoria Super Premium há varias versões disponíveis para filhotes e adultos de vários portes, alimentos para raças específicas, animais castrados, idosos, versão light. Entretanto, há mais duas subdivisões: os alimentos Grain Free e os alimentos Coadjuvantes, conhecidos também como terapêuticos.

Alimentos ‘Grain Free’

As rações ‘Grain Free’, são alimentos que respeitam a fisiologia dos carnívoros, ou seja, possuem altos níveis em proteínas e gorduras, e baixos teores de carboidratos. Além disso, como diz o próprio nome, não possuem grãos, como arroz, milho e outros cereais, em sua composição.

No entanto, produtos ‘Grain Free’ possuem em sua composição batata ou mandioca. Além de funcionarem como fontes de energia, a presença de um desses dois carboidratos é essencial para promover a extrusão, ou seja o cozimento, do produto.

São alimentos que tem alta digestibilidade, ingredientes proteicos de primeira qualidade e aditivos nutracêuticos. Por esse motivo tem também um preço muito mais elevado.

Entretanto, por ter um alto conteúdo proteico, não são indicados para todos os cachorros. Recomenda-se, portanto, conversar com seu médico veterinário de confiança sobre a mudança de alimentação. Isso porque existem muitas patologias que devem ter cuidados alimentares, o que nos leva à próxima subdivisão de alimentos Super Premium, ou seja, os alimentos coadjuvantes.

Marcas de alimentos ‘Grain Free’:

  • N&D (Farmina Pet Foods)
  • Equilíbrio Grain Free (Total Alimentos)

Alimentos Terapêuticos (ou Coadjuvantes)

Primeiramente, os alimentos terapêuticos entram na categoria Super Premium por serem produtos de alta qualidade.

No entanto, devem ser prescritos apenas por veterinários para tratamento e/ou manutenção de animais com doenças específicas. Ou seja, animais com doenças cardíacas, renais, hepáticas ou até mesmo cães com alergia alimentar, obesidade e diabetes.

Cada fórmula é estudada, portanto, para oferecer a nutrição adequada para seu cachorro, com aditivos que podem melhorar sua qualidade de vida.

Assim como qualquer outro produto com ingredientes de qualidade superior, seu preço é caro. Entretanto, quando o cachorro está doente e o veterinário a recomenda, é um custo que vale muito a pena.

Veja, enfim, alguns fabricantes de alimentos coadjuvantes:

  • Royal Canin Veterinary Diet
  • Vet Life (Farmina Pet Foods)
  • Hill’s Prescription Diet
  • Ração Equilibrio Veterinary (Total Alimentos)
  • Nitrição Clínica (Premier Pet)
  • Veterinary Diet (Proplan)

Qual a melhor ração de manutenção segundo testes de qualidade?

Uma ração boa e barata precisa ter nutrientes suficientes e essenciais.

Uma ração boa e barata precisa ter nutrientes suficientes e essenciais.

Devido à preocupação dos consumidores em relação à qualidade dos alimentos para cachorros, a PROTESTE (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor) realizou uma pesquisa avaliando qualidade de matéria prima e preços dos principais produtos do tipo seco do mercado. Para isso, o órgão enviou para o laboratório 10 produtos para animais adultos e 5 para filhotes.

No entanto, apenas oito das quinze rações para cachorro foram consideradas boas nessa pesquisa. O estudo avaliou, de fato, a composição de dez marcas para cães adultos e cinco para filhotes com base nos parâmetros da Federação Europeia da Indústria de Ração Animal (Fediaf).

Foram, portanto, avaliadas as quantidades de proteína, gordura, fibras e minerais como cálcio, fósforo e zinco, além das calorias.

Resultado do teste baseado na qualidade:

Rações para Adultos

  • Pro Plan (Sabor Frango & Arroz) – Qualidade Excelente.
  • Royal Canin (Cães de porte médio) – Qualidade Excelente.
  • Golden (Sabor frango & arroz) – Qualidade Excelente.
  • Dog Chow (Sabor frango & arroz) – Qualidade Excelente.
  • Equilíbrio (Active) – Qualidade Excelente.
  • Max (Premium special — carne) – Qualidade Média.
  • Pedigree (Vital-Pro sabor carne e vegetais) – Qualidade Média.
  • Herói (Sabor carne e vegetais) – Qualidade Média.
  • Magnus (Carne) – Qualidade Média.
  • Champ (Carne & cereal) – Qualidade Ruim.

Rações para Filhotes:

  • Dog Chow (Sabor frango & arroz)- Qualidade Excelente.
  • Golden (Sabor frango & arroz) -Qualidade Boa.
  • Pedigree (Vital Pro — Filhotes raças médias e grandes) – Qualidade Média.
  • Herói (Sabor carne e cereais) – Qualidade Média.
  • Champ (Alimento completo para cães em crescimento)- Qualidade Ruim.

Resultado do teste baseado no preço (do mais barato ao mais caro):

Rações para adultos:

  • Magnus (Carne) – Qualidade Média.
  • Champ (Carne & cereal) – Qualidade Ruim.
  • Herói (Sabor carne e vegetais) – Qualidade Média.
  • Pedigree (Vital-Pro sabor carne e vegetais) – Qualidade Média.
  • Dog Chow (Sabor frango & arroz) – Qualidade Excelente.
  • Max (Premium special — carne) – Qualidade Média.
  • Golden (Sabor frango & arroz) – Qualidade Excelente.
  • Pro Plan (Sabor Frango & Arroz) – Qualidade Excelente.
  • Equilíbrio (Active) – Qualidade Excelente.
  • Royal Canin (Cães de porte médio) – Qualidade Excelente.

Rações para filhotes:

  • Champ (Alimento completo para cães em crescimento)- Qualidade Ruim.
  • Herói (Sabor carne e cereais) – Qualidade Média.
  • Golden (Sabor frango & arroz) -Qualidade Boa.
  • Pedigree (Vital Pro — Filhotes raças médias e grandes) – Qualidade Média.
  • Dog Chow (Sabor frango & arroz)- Qualidade Excelente.

Para mais informações sobre o teste de qualidade, visite o site da Proteste.

Dicas para escolher a melhor ração boa e barata para o seu pet:

  • Antes de escolher a ração, consulte seu médico veterinário para que avalie se seu pet possui alguma condição de saúde específica.
  • Cada etapa da vida requer, certamente, uma alimentação adequada. Portanto, considere a idade do seu animal na escolha do alimento.
  • O porte é, sem dúvida, outro fator importante a ser considerado. De fato, as necessidades nutricionais são diferentes dependendo do tamanho do animal.

Enfim, oferecer ao cachorro um alimento completo e balanceado irá melhorar, certamente, a sua qualidade de vida, saúde, longevidade, evitando o aparecimento de doenças relacionadas à má nutrição.

Opte, portanto, por investir um pouco mais na alimentação do seu bichinho. Lembre-se: a ração boa e barata não é necessariamente aquela que custa menos, mas é aquela que possui melhor custo benefício. O alimento, de fato, deve suprir com qualidade todas as necessidades nutricionais do seu cachorro.

Além disso, não esqueça de deixar à sua disposição água limpa e fresca. Seu filho de quatro patas agradece!

Referências Bibliográficas:

Case, L.P. Carey, D.P. Hirakawa, D.A. – Nutrição Canina e Felina – Manual para Profissionais. Harcourt Brace. Madrid, 1998.

Ribeiro, R.C. Cortada, C. Valentim, R. Campos, A.G. Compêndio de Rações para Cães e Gatos – indicador de produtos nutricionais para medicina veterinária destinadas a cães e gatos. Varela. São Paulo, 1998.

Associação Brasileira da Indústria de Produtos Para Animais de Estimação (ABINPET)
Proteste https://www.proteste.org.br/