Se está buscando artigos que mostrem quanto custa manter um pet, parabéns. Esse é, sem dúvida, o primeiro passo para uma posse responsável e, infelizmente, não são todos que pensam nisso antes de adotar ou comprar um animal de estimação.

Manter um pet, de fato, não é só uma questão de amor, espaço e tempo. Dependendo da espécie escolhida, o custo mensal pode ser alto e até mesmo inviável.

A decisão de levar um bichinho para casa demanda amor e carinho. Entretanto, demanda também uma consulta à tríade:

  • Dinheiro
  • Tempo
  • Responsabilidade

Isso vale para qualquer animal de estimação. O planejamento financeiro é, portanto, essencial para praticar a posse responsável, um conceito cujo primeiro passo é a conscientização.

Dados sobre distribuição de animais de estimação no Brasil

cachorro e gato brincando juntos deitados na grama

Segundo dados atualizados do Instituto Pet Brasil sobre a população de animais de estimação em todo o território nacional, de acordo com números levantados pelo IBGE e atualizados pela inteligência comercial do Instituto Pet Brasil, em 2018 foram contabilizados no país:

  • 54,2 milhões de cães;
  • 39,8 milhões de aves;
  • 23,9 milhões de gatos;
  • 19,1 milhões de peixes e
  • 2,3 milhões de répteis e pequenos mamíferos.

A estimativa total chega, enfim, a 139,3 milhões de animais de estimação. Em 2013, a população pet no Brasil era de cerca de 132,4 milhões de animais, últimos dados disponíveis quando a consulta foi feita pelo IBGE.

Animais de estimação mais presentes nas casas Brasileiras

filhotes de gatos

Os gatos são os pets que mais cresceram no Brasil.

O gato foi o animal que mais cresceu nas pesquisas, com taxa de crescimento de 8,1% desde 2013. Em seguida, aparecem:  os peixes (6,1%), Répteis e pequenos mamíferos ( 5,7%), aves, 5% e cães (3,8%).

Esses novos números confirmam a tendência que identificada pelo Instituto: cada vez mais pessoas e famílias buscam um animal de estimação para companhia, dar e receber afeto e atenção. No entanto, com o maior número de pessoas morando sozinhas, e em espaços menores, é patente o crescimento por animais cujo cuidado no dia a dia seja mais simples, ou que pelo menos exijam menos espaço. Por isso esse crescimento da dos felinos, principalmente em cidades maiores.

Quanto custa manter um Pet no Brasil

saber quanto custa um pet é importante: cachorros deitados juntos

Para saber quanto custa um pet é preciso contabilizar várias variantes.

Primeiramente, é importante dizer que hoje em dia, os animais de estimação são cada vez mais considerados como membros da família ou filhos para seus tutores. Esse sentimento leva a um comportamento diferente do que era no passado. De fato, as pessoas estão gastando cada vez mais com os próprios animais de estimação priorizando qualidade de alimentação, conforto e diversão.

Donos de cães gastam em média R$ 294 por mês, sendo R$ 121 em ração. Os donos de gatos gastam em média R$200, sendo R$ 90 em ração. Além disso, cerca de 8,7% das pessoas também gastam com planos de saúde para seus pets, de acordo com uma pesquisa realizada pela CVA Solutions.

A pesquisa realizada pela CVA Solutions,  entrevistou 3.675 donos de cães e 2.270 donos de gatos em todo o país. De acordo com o documento, os pet shops de bairros e as mega pet shops concentram cada vez mais as compras, em detrimento de supermercados.

Segundo dados da Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação), em 2016 o faturamento do setor foi de quase R$ 19 bilhões. O crescimento vem sendo superior a 5% ao ano.

Quanto custa manter um pet diferente do cão ou gato

Outros pets também possuem custos diferentes de um cão e gato.

Outros pets também possuem custos diferentes de um cão e gato.

Segundo dados informados pela Abinpet:

  • Custo mensal de um aquário – aqui mostraremos o custo de manutenção mensal, sem o capital inicial de investimento para compra de aquário, pedras, plantas, filtro e termostato. Consideradas a alimentação, manutenção (água, elementos filtrantes, energia elétrica), equipamentos (aquário, filtro, bombas,luminária e outros) para uma base de 10 peixes de porte pequeno (máximo 5 cm) em um aquário de 40 litros de água doce. Custo médio por peixe: R$ 5,08.
  • Roedores – o custo de vida mensal é de aproximadamente R$ 55, considerada a alimentação para os tipos mais populares, como porco da índia e coelho anão.
  • Aves – o valor é próximo à R$ 8 mensais, considerando gastos com a alimentação de canário e calopsita, as espécies mais populares.
  • Répteis – o valor alcança quase R$ 15 mensais, considerando a alimentação para a tartaruga tigre d’água.

Por que é importante saber quanto custa manter um Pet

dois cachorros adultos juntos

É importante saber quanto custa um pet para depois não se arrepender e abandoná-lo.

Antes de agir por impulso, é primordial que a família consiga fazer um planejamento financeiro para que, a médio ou longo prazo, esses animais não fiquem em situação de vulnerabilidade e não sejam abandonados diante de qualquer oscilação do mercado ou crise financeira da família.

Sem dúvida, cães e gatos continuam sendo os animais mais presentes nas residências brasileiras. Cães vivem em média de 10 a 13 anos. Gatos de 10 a 16 anos. A cada ano, devem ser considerados custos com, no mínimo, alimentação, medicamentos, vacinas, consultas veterinárias.

Segundo o instituto Pet Brasil, 3,9 milhões, ou seja, 5% da população total de pets do Brasil, se enquadram como animais em condição de vulnerabilidade, pois vivem sob a tutela de famílias classificadas abaixo da linha de pobreza. Há ainda mais de 170 mil bichinhos abandonados sob o cuidado de ONGs em todo o país.

Alguns animais são, certamente, mais caros que outros. O cachorro, é o animal que mais exige esforço financeiro. Isso por que precisa de atenção, quantidade maior de vacinas quando comparado à outros animais. Além disso, é importante calcular a quantidade de alimentação necessária e outros acessórios ou serviços (como hotelzinho, dog hero).

Veja uma estimativa de gastos destinados para a manutenção de animais de estimação como cães e gatos.

Acessórios básicos de segurança

Nessa categoria entram as coleiras, guias e focinheira. O valor dependerá muito do material e da marca escolhida. No entanto, o custo varia de 30 a 400 reais.

Vacinas

Vacinas são primordiais para cães e gatos. Cães devem ser vacinados contra raiva e doenças infecciosas (cinomose, leptospirose, parvovirose, coronavirose, entre outras). Além disso, há também vacinas também giardíase, gripe, cinomose e leptospirose. que dependerão da região onde mora o animal.

Essas são as vacinas contra giardia, gripe canina, leishmaniose. Algumas prefeituras, como a de São Paulo, dão vacinação grátis, mas só contra a raiva. As demais requerem a vacina V10 uma vez ao ano, de R$ 150 a R$ 350.

Gatos também precisam de vacinas contra raiva e outra contra doenças infecciosas.

Antipulgas, vermífogos e similares

Fundamentais para evitar não só pulgas como também carrapatos, que podem transmitir doenças fatais.

Bons antipulgas custam de R$ 50 a R$ 150 e devem ser aplicados uma vez ao mês ou por trimestre, a depender da marca do produto. Há ainda, hoje em dia, comprimidos de custo mais elevado e que duram de 30 a 90 dias.

Além disso, cães e gatos precisam de vermífugos uma vez a cada três ou seis meses. Estes, custam de R$ 5 a R$ 50.

Tapetes higiênicos e/ou areia sanitária

Os tapetes higiênicos têm custo unitário entre R$ 0,50 e R$ 3, e devem ser substituídos uma vez ao dia ou a cada dois dias. Ou seja, o gasto é de cerca R$ 50 por mês.

Gatos não utilizam tapetes higiênicos. Eles necessitam de uma caixa com areia sanitária que tem custo aproximado mensal de 75 reais.

 Alimentação

O custo da alimentação dependerá muito da categoria e da marca escolhida. Alimentos industrializados podem, de fato, ser standard, Premium ou Super Premium.

Há uma diferença importante entre os alimentos em relação à qualidade e digestibilidade, sendo alimentos Premium e Super Premium os mais recomendados.

Um pacote de 15 kg de alimentos Premium e Super Premium pode variar de 100 a 300 reais.

É possível ainda alimentar seu cachorro com alimentos orgânicos ou “naturais”, preparados com menos conservantes. Nesses casos, o custo pode dobrar.

Banho e tosa

É possível dar banho em cães e gatos em casa. Se não for o caso, contabilize entre R$ 15 e R$ 60 para um banho por bimestre, no mínimo. A tosa é recomendada apenas para certas espécies, em intervalos mais longos, de três a seis meses, e custa entre R$ 30 e R$ 70.

Quanto custa manter um pet – custos adicionais

gato e coelho em cima do sofá lado a lado

Há muitos outros custos adicionais que devem ser levados em consideração.

Médico Veterinário (remédios, cirurgias, exames)

Assim como nós, animais também adoecem. Portanto, serão necessárias consultas, remédios e às vezes até mesmo cirurgias. O custo médio, todavia, varia de acordo com o profissional e a demanda. Daí a popularização de planos de saúde para pets, a custos entre R$ 30 e R$ 350 ao mês.

Brinquedos, caminhas, roupas

Considerados por muitos acessórios desnecessários. No entanto, todos esses itens trazem conforto aos animais de estimação.

Brinquedos são essenciais para a manutenção da saúde mental de cães e gatos. Todavia, não é necessário um alto gasto para isso já que alguns brinquedos podem ser improvisados. Entre os itens mais amados por cães, de fato, estão as garrafas PET vazias. E gatos são apaixonados por caixas de papelão e bolinhas de papel.

Conclusão

Animais de estimação conseguem trazer, sem dúvida, muita alegria e amor para nossas vidas, porém é preciso pensar bem antes de inseri-los em nossas vidas.

Por isso, antes de adotar ou comprar um animal de estimação, leia mais sobre posse responsável e converse com pessoas que possuem a espécie de seu interesse.

Referências Bibliográficas

Abinpet

IBGE