Plano de saúde pet pode ajudar a manter os cachorros saudáveis de diversas formas, desde remover obstáculos em termos de cuidados com a saúde, encorajar a prevenção à diagnosticar condições a longo prazo mais cedo.

O seguro saúde não é o mesmo que assistência médica. No entanto, o seguro de saúde para animais de estimação pode melhorar o acesso à assistência médica veterinária. Além disso, pode também incentivar os cuidados com o animal.

Se você tem um cachorro, gato ou pássaro como animal de estimação, você provavelmente está acostumado a providenciar alimento, local para dormir, brinquedos e tudo o mais que eles necessitam.

Planos de saúde pet são equivalentes aos seguro saúde para os humanos, variam para cada animal. Ou seja, os diferentes animais, raças e idades são cotados em preços diferentes, sendo que os planos também possuem coberturas diferenciadas.

Muitas vezes, os serviços e procedimentos cobertos não valem o valor cobrado. Por outro lado, o seguro oferece a garantia ao tutor de não ter que escolher entre um procedimento milionário e a vida do animal.

Portanto, se você está curioso sobre os benefícios que um plano de saúde pet pode oferecer e se vale mesmo o investimento, você precisa entender que eles podem ter valores bem altos, além de não incluir muitos cuidados.

Mas e se o seu animal ficar doente ou se machucar? O plano de saúde é capaz de salvar a vida dele em caso de uma emergência médica — e ainda proteger o tutor financeiramente?

Essas e outras dúvidas serão sanadas mais abaixo. Vamos dar uma olhada em como o plano de saúde pet funciona, suas coberturas e custos.

Acompanhe!

Benefícios do Plano de Saúde Pet

O plano de saúde pet pode trazer vários benefícios.

Embora ainda seja um assunto um tanto controverso, os benefícios que um plano de saúde pet é capaz de oferecer, dependendo das condições de saúde do seu animal o seguro pode ajudar a manter os cuidados e ainda proteger as suas finanças.

Independente dos custos altos que os planos e coberturas possam atingir e do uso eventual que você possa vir a usufruir, alguns benefícios são inegáveis. Mas antes de decidir, confira alguns dos benefícios que o plano de saúde pet pode lhe oferecer:

Plano de saúde pet incentiva cuidados preventivos

Um plano de saúde pet com uma cobertura que paga por consultas e vacinas ajuda a remover esses obstáculos com o custo dos cuidados com o animal. De qualquer forma, a pessoa que não tem como arcar com estes custos nem deveria ter um animal de estimação.

O importante é saber que o ideal é investir em cuidados preventivos para que as coberturas façam algum sentido. Por exemplo, a maioria dos planos de saúde para animais não cobrem doenças cuja prevenção é feita por vacinas.

Isso faz com que os tutores sejam obrigados a manter as vacinas de seus animais em dia. Na maioria das vezes, as pessoas esquecem o quanto o tempo é crucial para uma assistência médica adequada.

Nesse sentido, tutores não devem esperar semanas ou meses para consultar o veterinário em caso de suspeita de algum problema de saúde. Isso porque uma simples doença ou condição de saúde pode se tornar risco de vida em questão de dias.

Em caso de uma condição pré-existente, o problema pode piorar até incapacitar ou se tornar fatal para o animal. Assim, as apólices de seguro pet podem encorajar os tutores a fazer checkups regulares e seguir os conselhos veterinários quando recomendados medicamentos e mudanças no estilo de vida do animal.

Remove obstáculos quanto aos cuidados com o animal

Uma das maiores tragédias que podem acontecer a um tutor é o animal contrair uma doença inesperada ou sofrer um acidente. Muitos acabam optando por esperar as coisas melhorarem, principalmente quando não se tem como arcar com os custos de uma emergência veterinária.

O perigo é que se não melhorar e as coisas piorarem há o risco de perder o animal. Por isso, o plano de saúde pet ou um plano de saúde para cachorro é a solução para proteger a saúde do animal. No caso de uma emergência veterinária, no pior das hipóteses você vai ter uma conta modesta para pagar e uma consciência tranquila.

Se algo sério acontecer, pelo menos o seu cachorro não vai ter que ficar semanas se locomovendo com uma pata quebrada só porque você não tem como pagar as contas da consulta veterinária.

Sem falar que alguns planos de saúde dão até desconto em medicamentos antipulgas ou parasitas. Caso você não tiver que gastar tanto dinheiro com esses medicamentos, provavelmente usará com mais frequência, sem procrastinar os cuidados.

Plano de saúde pet pode melhorar a qualidade dos cuidados

Normalmente, um bom plano de saúde pet cobre serviços secundários que melhoram a qualidade dos cuidados com o animal. Por exemplo, o seguro que cobre internação veterinária garante que o animal tenha um atendimento de alta qualidade no caso de um pós-operatório.

Isso acaba aumentando as chances de uma recuperação completa para o seu animal de estimação. Além disso, é muito mais provável que você vá para um pronto-socorro animal em caso de emergência, do que esperar para ser atendido na clínica veterinária.

Doenças pré existentes podem ser diagnosticadas mais cedo

Se você tem o hábito de levar o seu cachorro para o veterinário para exames completos todos os anos, talvez seja uma bom negócio ter um plano de saúde pet. Quando você faz isso, as chances poder diagnosticar alguma doença logo no início é alta.

Desse modo, você também consegue descobrir se o seu animal é suscetível a algum problema de saúde até mesmo antes dele se manifestar, podendo ter recomendações veterinárias de como proceder daqui para frente, antes que a doença se desenvolva.

Por exemplo, você terá como saber se ele terá problemas de articulações antes de começar a ensiná-lo truques ou exigir demais do físico dele. Ou ainda, você não vai punir o seu cachorro por não prestar atenção, se você já souber que ele pode estar parcialmente ou completamente surdo.

Mas o que um plano de saúde pet cobre (ou não cobre)

É preciso estar atento às coberturas do plano de saéde pet.

Descobrir as coberturas de uma apólice de seguro pet pode ser tão confuso quando as apólices do seu plano de saúde. A diferença é muito das coberturas dependem da raça do cachorro ou do animal assegurado.

Por isso, será preciso pesquisar a apólice de seguro, comparando-a com o histórico médico do animal e suas necessidades de saúde futuras.

Listamos abaixo as coberturas que a maioria das apólices de seguro saúde pet costumam ter — e não ter — mesmo assim, confira item por item da apólice de seguro que você esteja considerando em específico.

CoberturasNão incluídos
Testes DiagnósticosAssistência Dentária
CirurgiasCondições pré existentes ou hereditárias
MedicamentosConsultas preventivas ou rotineiras
Tratamentos

No entanto, estas limitações e coberturas variam muito entre as apólices, por isso o ideal é prestar muita atenção nos termos para cada animal pesquisado. A raça e as condições hereditárias também podem ser difíceis de definir, e algumas seguradoras podem até cobri-las se aparecerem após a contratação.

Assim, não deixe de conversar com o seu veterinário antes de decidir por um plano de saúde pet específico. E se caso você tiver algum tipo de animal de estimação “exótico” ou menos comum, como cavalo, iguana ou papagaio, por exemplo, talvez você tenha que pesquisar seguradoras especializadas nesses animais.

Como escolher o plano de saúde pet correto

Para escolher o melhor plano de saude pet você deve analisar todos os fatores da apólice

Além de pesquisar e entender exatamente o que o seu plano de saúde pet cobre, existem alguns outros fatores que também devem ser considerados ao escolher uma apólice de seguro, segue a abaixo:

  • Custo das franquias
  • Carência
  • Dedutíveis e co-pagamentos
  • Porcentagens de reembolsos
  • Quantidade máxima de benefícios

Se você achou tudo tão complicado quanto escolher o seu próprio segura saúde, você não está errado. Mas é preciso comparar todos esses fatores com os custos que você costuma ter ou teria com o seu animal para saber se vale o investimento.

Comparando os fatores…

Normalmente, um plano de saúde pet custa cerca de R$100 ou mais por mês, sendo que a apólices podem cobrir cerca de 70% a 90% dos custos, dependendo do plano. Ou, cobrar milhares de reais em dedutíveis antes mesmo dos seus benefícios chegarem até você.

Isso significa que o plano mais barato pode não ser a melhor escolha se ele tiver um valor alto de dedutível ou reembolsar apenas uma pequena porcentagem por cada serviço ou procedimento.

É bom lembrar também que muitas seguradoras oferecem apenas reembolso, ou seja, você deve pagar os custos veterinários na hora enquanto negocia o que estiver elegível.

Serviços relacionados e dedutíveis

Uma das questões mais importantes a ser consideradas ao escolher o plano de saúde pet é com relação aos serviços relacionados. Nem todas as seguradoras são iguais, e muitas excluem tratamentos específicos ou pagam porcentagens diferentes por procedimentos. Por isso, sempre leia com atenção as apólices de cada plano escolhido.

Além disso, muitos planos também variam seus dedutíveis baseados nos tipos de incidentes e tratamentos, o que pode dificultar o planejamento de emergências.

O que os veterinários recomendam

Apesar dos custos, alguns veterinários recomendam plano de saúde para animais de todas as idades e tamanho porque ele oferece uma segurança maior e ainda funciona como uma espécie de poupança para as contas mais altas que podem surgir.

Alguns até costumam enviar a fatura integral às seguradoras por não saberem ao certo o que poderá ser coberto ou não. Mas se você ainda achar válido, não deixe comparar as apólices e pesquise pelo menos os preços entre três ou mais seguradoras.

Alternativas ao plano de saúde pet

Há alternativas para quem não quer optar pelo plano de saéde pet.

Já se você não curtiu a ideia do plano de saúde pet, existem algumas alternativas, mas vão exigir uma abordagem mais proativa da sua parte. Uma opção interessante é fazer um fundo de poupança para os cuidados do animal — essencialmente colocando de lado de qualquer forma as franquias do seguro caso o seu animal tenha uma problema de saúde ou uma emergência inesperada.

Mas para fazer uma estimativa correta, você terá que pesquisar o histórico médico do animal para saber quais os tipos mais comuns de doenças hereditárias ou adquiridas que ele possa vir a ter. Depois, ligue para o seu veterinário para uma melhor estimativa de custos.

Com isso, já dá para ter uma ideia de uma plano de pagamentos hipotéticos. Porém, não deixe de incluir problemas comuns como ossos quebrados e cuidados odontológicos.

Além disso, pesquise estabelecimentos para a assitência médica, que pode variar dependendo da sua localização, como clínicas, pronto-socorros, ongs e universidades que podem trabalhar com custos mais baixos ou melhores condições de pagamentos.

Muitos desses lugares funcionam sob o sistema de ordem de chegada e não hora marcada, por isso esteja preparado para longas esperas. Por outro lado, há quem ofereça consultas anuais de baixo custo e medicamentos, mas não lidam com problemas crônicos mais sérios.

Há também clínicas que oferecem planos de consultas com acesso a desconto ou facilidades de pagamentos em serviços como vacinas e consultas preventivas ilimitadas por uma tarifa mensal ou anual.

Afinal, plano de saúde pet vale a pena investir?

O benefício de um plano de saúde pet vai depender muito da localização onde você mora, do tipo de animal de estimação e do estilo de vida de vocês. se o seu animal costuma vaguear livremente solto pelas ruas, ele vai estar mais suscetível à acidentes. Neste caso um plano de saúde pet seria boa opção.

No caso de um cachorro que come tudo o que vê pela frente e corre atrás de tudo o que se move, o plano de saúde pet também pode valer a pena. Mas se você tem um gatinho saudável, que costuma só ficar dentro de casa, o custo-benefício pode fazer menos sentido.

Uma coisa é certa: se o seu animal costuma ser saudável e não possui nenhuma condição pré existente preocupante ou que ofereça algum risco à sua saúde, um plano de saúde pet realmente não valerá de nada.

Mesmo que o seu animal venha a precisar de cirurgia eventualmente uma vez na vida, talvez acabe saindo elas por elas no melhor cenário. Como todo seguro saúde, escolher ter ou não cobertura para o seu animal é basicamente apostar de que eles não precisarão — ou que os cuidados custarão menos que as franquias pagas ao longo dos anos.

Na realidade, o plano de saúde pet é mais focado em quem não consegue planejar um fundo em seu orçamento para cobrir os custos veterinários do animal ao longo da vida, ou para quem deseja ter a tranquilidade em termos financeiros que ele pode oferecer.

Se este é o seu caso, pesquise bastante antes de decidir pelo seu plano de saúde pet.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta