Entre opções disponíveis, proteções e economias em potencial, entenda os benefícios que o Plano de Saúde Pet pode oferecer e saiba como contratar o mais adequado ao seu animal e ao seu bolso.

A ideia de que o seu cachorro ou qualquer outro animal de estimação pode ficar seriamente doente ou se acidentar não é nada agradável – além de não querer imaginá-los sofrendo por alguma razão, não gostamos nem de pensar na hipótese de não conseguir providenciar o melhor tratamento, caso algo aconteça.

Infelizmente, por conta da natureza inquisitiva, vitalidade, e expectativas de vida relativamente curtas, acidentes podem acontecer e doenças, inevitavelmente dependendo da raça, podem vir a surgir.

Como os preços das consultas veterinárias têm só aumentando nos últimos tempos, a possibilidade de poder contratar um plano de saúde para cachorro, ou qualquer outro animal de estimação, é uma alternativa que pode dar uma certa paz de espírito – e ainda pode potencialmente te salvar algum dinheiro.

Continue lendo abaixo para saber como contratar o melhor plano de saúde pet!

Por que você precisa de uma plano de saúde pet

Plano de Saúde Pet é necessário para evitar gastos inesperados.

A principal razão para contratar um plano de saúde para cachorro, por exemplo, é evitar os altos custos das consultas veterinárias, principalmente em casos de acidentes e/ou emergências de alguma doença inesperada.

Os custos de um tratamento no caso de um cachorro que venha a ser atropelado pode chegar a custar milhares de reais, dependendo das lesões e cirurgias. Já um tratamento de câncer, por exemplo, pode chegar a custar cerca de R$ 20.000,00.

Poucos tutores podem arcar com despesas altas como essas, ainda mais inesperadas. Portanto, se o seu animal de estimação contrair uma doença ou se envolver em algum acidente, o plano de saúde pet pode ajudar a economizar algum dinheiro.

Normalmente, as coberturas oferecidas podem cobrir outros custos, incluindo danos a terceiros, no caso do seu animal lesionar alguém ou uma propriedade, bem como roubo, e perda ou morte prematura.

Opções de plano de saúde para cachorro

Existem vários tipos de Plano de Saúde Pet

Invariavelmente, condições pré-existentes são excluídas das coberturas dos planos de saúde pet. É possível escolher vários tipos de planos de saúde para cachorro.

Mas não é surpresa alguma o fato de quanto mais alto você pagar, mais abrangente será a sua cobertura.

Veja abaixo:

Apenas acidentes

O nível de cobertura mais básico é para “apenas acidentes”, em que o plano vai cobrir acidentes ocasionais, mas não doenças inesperadas. Dependendo da apólice contratada, pode haver também um limite de tempo para tratamento ou limite de valor que pode ser reivindicado.

Tempo limitado

O próximo nível de plano de saúde pet é a cobertura por “tempo limitado”, que cobre acidentes ou doenças, mas apenas por um período de tempo específico, normalmente um ano.

Para qualquer condição, você terá que pagar por tratamentos adicionais feitos fora deste prazo de cobertura de 12 meses, no caso. Pode haver também um limite de valor de crédito a reivindicar para cada condição.

Benefício máximo

Estas coberturas não possuem limite de tempo, mas possuem limite de custo. Por exemplo, R$2.000,00 por condição ou crédito; ou talvez um valor “até” estipulado por ano.

Somas maiores são esperadas quando o animal é submetido a cirurgias complexas após acidentes ou doenças graves, e você pode atingir o limite da cobertura rapidamente.

Cobertura vitalícia

A cobertura mais completa – e mais cara – em um plano de saúde pet é a “vitalícia”. Através dela, o seu cachorro será coberto em qualquer condição, por um valor total generoso, muitas vezes de cerca de R$10.000,00 por um período de um ano (12 meses).

Quanto custa um Plano de Saúde Pet

O Plano de Saúde Pet vai depender de váriso fatores e da cobertura escolhida.

Quanto você vai pagar por um plano de saúde pet vai depender de uma série de fatores, incluindo o nível de cobertura escolhido, o excesso e o vendedor(seguradora ou representante).

O preço também vai depender da idade e raça do cachorro. Isso porque algumas raças, como os Golden retrievers, são mais suscetíveis a problemas de saúde específicos ao longo da vida, o que afeta diretamente no custo do seguro.

Mas existem alguns truques para diminuir o custo do plano de saúde pet:

  • Castração e microchip podem ter descontos;
  • Escolher um plano com excesso mais alto, ou seja, pagar mais por cada crédito;
  • Algumas seguradoras dão desconto por contratações online, ou por incluir mais de um animal, ou ter diferentes planos com a mesma seguradora.

E as consultas veterinárias de rotina?

Plano de Saúde Pet não costuma cobrir consultas veterinárias.

Geralmente, plano de saúde pet apenas cobre consultas veterinárias de emergência que surgem por conta de doenças ou lesões.

Portanto, você ainda terá que pagar por visitas de rotina e prevenção. O seu veterinário pode oferecer um plano de saúde anual, com o qual você pode pagar uma taxa mensal com desconto por exames regulares e tratamentos preventivos.

Estes planos podem gerar uma economia a longo prazo e devem ser contratados em conjunto – e não ao invés de – plano de saúde.

O que observar ao contratar um plano de saúde pet

É preciso pesquisar e analisar o Plano de Saúde Pet com cuidado antes de contratar.

Como em toda compra, o produto mais barato do mercado nem sempre é a melhor escolha. Além disso, você deve tentar analisar outros fatores além do preço.

Comece se perguntando o seguinte:

  • Há quanto tempo a companhia oferece este tipo de seguro?
  • Eles possuem uma boa reputação? Quais as informações online disponíveis?
  • O seu veterinário recomendaria?
  • A seguradora pagaria o veterinário diretamente?
  • A franquia aumenta após acionar o seguro?

Graças aos avanços nos cuidados veterinários e o desenvolvimento de produtos nutricionais de qualidade, os animais de estimação têm gozado de mais tempo de vida.

Porém, o custo para ter um animal de estimação também aumentou com a necessidade de arcar com alimento, brinquedos, acessórios e cuidados veterinários.

Mas embora um plano de saúde pet seja uma despesa extra somada ao orçamento doméstico, a sensação de segurança que ele oferece é impagável.

Dessa forma, você vai gastar menos tempo se preocupando se o seu cachorro vai ficar doente ou se machucar – podendo desfrutar mais da sua companhia.

Um plano de saúde pet pode ajudar no planejamento da saúde dele — e compensar os custos de uma rotina de cuidados, lesões e doenças inesperadas.

É possível contratar uma cobertura eficiente por um preço razoável, desde que você tenha consciência das armadilhas em potencial.

Veja abaixo fatores importantes a serem considerados antes de contratar um plano de saúde pet:

1. Compare as Provedoras de Seguro

Antes de decidir por um plano de saúde e cadastrar o seu animal, compare as seguradoras.

Uma comparação lado-a-lado mostrará a diferença em planos, franquias, coberturas, dedutíveis, co-pagamentos, reembolsos e outros detalhes, incluindo as exclusões e adicionais.

2. Cheque a reputação da seguradora

Procure pelo histórico de confiabilidade do provedor de seguro. A chave para escolher uma boa seguradora é poder contar com a estabilidade da empresa, experiência e recomendações.

Quanto tempo a seguradora está no mercado? Eles são uma empresa confiável? Eles possuem veterinários na equipe com conhecimento das necessidades dos animais e que podem ajudar a desenvolver as políticas?

3. Quanto você deve esperar pagar?

As ofertas de franquias dos planos de saúde pet com benefícios equivalentes variam bastante. No entanto, tome como base cerca de R$ 115,00 ao mês, o mínimo para uma cobertura abrangente.

Coberturas vitalícias começam a partir desse valor para um cachorro de dois anos de idade, mas isso também vai depender da raça do animal e da idade quando passou a ser assegurado.

Qualquer coisa acima faz sentido, mas se você estiver pagando bem menos por esta cobertura, é provável que ela tenha várias restrições.

4. Pesquise o que está coberto — e o que pode afetar a cobertura

Alguns planos de saúde pet podem ter exclusões para condições que são pré-existentes, hereditárias, congênitas, ou relacionadas à criação.

Por isso, podem aplicar restrições na cobertura quando você acionar a franquia. Portanto, antes de contratar, entenda o que pode ou não afetar a sua cobertura, como a raça do cachorro e suas condições pré-existentes.

Descubra quantas vezes e porque a franquia pode aumentar. Pergunte se quanto mais você usar isso vai afetar a cobertura.

5. Escolha a cobertura mais adequada

Tenha em mente o que você deseja que o plano cubra: rotina de saúde (vacinas, controle e prevenção de pragas, exames e testes), cuidados médicos desconhecidos (condições crônicas, cirurgias e hospitalização, medicamentos, exames, laboratório, doenças, e lesões), ou cobertura completa que inclui até condições hereditárias.

Discuta sobre a saúde do seu animal com o seu veterinário para ter uma ideia de quais problemas de saúde seriam mais comuns no caso da raça dele, se há histórico de doenças em sua árvore genealógica.

Você quer estar preparado no caso de uma emergência ou doença inesperada? Então, esta é a hora de decidir se não quiser ficar sem cobertura caso alguma condição pré-existente apareça ao longo da vida dele.

Fique atento às restrições de idade

A companhia de seguro sabe que quanto mais velho for o animal, mais problemas de saúde ele terá. As contas pelas consultas veterinárias são inevitáveis e altas, especialmente quando há um diagnóstico e tratamento de alguma condição séria ou crônica.

As coberturas de valor baixo que terminam quando o cachorro passa a ter 10 anos de idade provam que não há cobertura para os acionamentos de franquia no “fim da vida”.

Não se esqueça das coberturas para consultas

Provavelmente, a maioria das pessoas vai achar que R$ 15.000,00 é mais que suficiente para cobrir o custo com consultas veterinárias. Mas não é, e irá aumentar ainda mais daqui 10 anos.

Uma boa parte de seguradoras agora oferecem um limite de cerca de R$ 30.000,00 para consultas veterinárias, sendo este o mínimo já que os veterinários estão aumentando os preços pelas consultas acima da inflação.

Pergunte sobre descontos

Como dissemos um pouco mais acima, é possível conseguir alguns descontos nas franquias. Normalmente, o plano de saúde pet oferece cerca de 5% de desconto para quem incluir na apólice 2-3 pets e 10% para 4 ou mais.

Quem já possui outros seguros, como de carro, casa, etc, também podem obter 5% de desconto adicional em outras apólices de seguradoras que podem ser combinadas a um dos descontos de múltiplos pets.

Atente-se aos aumentos de valores dos adicionais nas franquias

Alguns provedores de seguro mantém os valores das mensalidades baixos, porém aumentam significantemente os adicionais para consultas veterinárias, ao longo da idade do animal.

Esse “adicional” pode ser uma contribuição percentual em cima do custo do tratamento – tipicamente 20%, ou até mais que isso.

Isso significa que uma consulta veterinária de 15.000, por exemplo, poderia ser dividida em 3.000 de franquia mais 756 de adicional na apólice. Neste caso, a seguradora pagaria apenas 11.344.

Monitore os aumentos dos adicionais na sua apólice, a fim de garantir que você possa cobrir quaisquer deficiências – uma conta inesperada do veterinário pode acabar pesando no orçamento.

Talvez seja melhor escolher uma franquia fixa mais alta na apólice que não muda e possui o mesmo adicional por toda a vida do animal.

Cuidado com as exclusões de cobertura pelas mesmas condições

Assim como as franquias podem subir, os termos e condições na apólice também podem mudar com o passar da idade do animal.

Apólices mensais padrão podem excluir qualquer condição que já tenha sido reivindicada no seguro.
Por exemplo, Eczema é uma condição que pode afetar o seu cachorro por anos, mas apenas em uma cobertura vitalícia você poderia continuar acionando o seguro para o seu tratamento depois da próxima renovação de franquia após o acionamento.

Boas seguradoras oferecem essa cobertura, cobrando de 30 a 40% a mais que a cobertura básica.

Não fique presa à inflação das consultas

A franquia do seguro pode subir em reflexo ao aumento de custo dos sinistros e das ocorrências. Além disso, o valor das consultas veterinárias também têm subido com a inflação.

Isso reflete a grande variedade de tratamentos disponíveis hoje. A qualidade da oferta e valores podem ser comparados a um hospital particular.

Entenda como as franquias podem aumentar no futuro

Pense bastante antes de fechar um contrato de um novo plano de saúde pet só por conta de uma oferta inicial especial ou desconto.

Estes descontos normalmente apenas se aplicam ao primeiro ano de cobertura, para depois serem revertidos ao preço cheio no ano seguinte e nos próximos.

Para ter uma ideia do valor de mercado, tente buscar orçamentos diferentes usando várias idades de cachorro. Isso vai te dar uma ideia se a seguradora vai continuar a oferecer um bom valor no futuro.

Escolha o tipo de reembolso mais adequado

As seguradoras utilizam duas formas de calcular os reembolsos: eles usam porcentagem da fatura ou uma programação anual de benefícios de licenças.

A fatura é a conta que o veterinário te entrega após o tratamento do animal. Se você escolher o plano de porcentagem na fatura, você será reembolsado com porcentagem que pagou na fatura.

Já a programação anual de benefícios de licenças lista tudo o que é coberto pelo plano com um conjunto de reembolsos, renovados anualmente.

Há outros fatores que podem afetar o valor do reembolso: franquia por incidente ou franquia anual.

Cuidado para não pagar apenas pela marca

Muitas empresas e grandes marcas oferecem seguros e planos de saúde pet, porém a cobertura desses planos pode ser terceirizada por provedores especialistas.

Estas marcas podem cobrar um preço apenas pelo seu nome, sendo que os mesmos especialistas em seguros pet oferecem produtos similares diretamente contratados por valores inferiores.

Atente-se à restrições de coberturas para certas raças

Existem alguns problemas de saúde já conhecidos em algumas raças, como a displasia de quadril no Pastor Alemão e a baixa expectativa de vida de cachorros de porte grande, como o Dogue Alemão.

Esse tipo de informação é refletida nos termos e condições de toda apólice de seguro. Normalmente, as seguradoras são claras sobre isso, mas você deve ficar atento aos detalhes.

As seguradoras apenas oferecem cobertura para custos inesperados e não para pagamentos inevitáveis por doenças inerentes.

Pergunte sobre coberturas para dentes e gengivas

A maioria das apólices de seguro não cobre despesas dentárias, como problemas nos dentes ou gengivas. Portanto, cuide bem da saúde bucal do seu cachorro e nunca ofereça açúcar para ele.

Revise custo e valor

Não há razão nenhuma para contratar um plano de saúde pet só porque é barato se ele não cobrir as suas necessidades. Você está interessado em bem-estar, cuidados médicos ou uma assistência completa?

A sua mensalidade e reembolso irão variar de acordo com o tipo de cobertura e franquia escolhida. As franquias devem levar em consideração: uma franquia por incidente é aplicada a cada ocorrência e pode reduzir a sua mensalidade.

Uma franquia anual baixa pode resultar em uma mensalidade mais alta, enquanto uma franquia mais alta vai ter uma mensalidade baixa.

No entanto, não se baseie apenas no custo. Enquanto uma mensalidade baixa pode ser atraente, você não vai querer limitar a quantidade de benefícios a receber quando precisar.

Contrate o mais cedo possível

É importante contratar um plano de saúde pet enquanto o animal é ainda jovem e saudável para evitar a limitações nas coberturas, por conta das condições pré-existentes e para reduzir o custo da apólice.

Como nos planos de saúde para nós humanos, os valores dos planos de saúde pet aumentam conforme a idade do segurado.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta