O panda vermelho é um pequeno mamífero oriundo das regiões montanhosas do Himalaia e do sul da China. É conhecido também como panda pequeno, gato de fogo ou raposa de fogo. É o animal que deu inspiração ao nome do navegador Mozilla Firefox (raposa de fogo em inglês), que ao contrário do que muitos pensam, não é uma raposa, e sim um Panda Vermelho!

Etimologia do nome

A origem do nome panda vermelho não é muito claro.

A origem do nome panda vermelho não é muito claro.

Seu nome científico é Ailurus fulgens. A palavra ailurus vem do grego, e significa gato. Já “fulgens” vem do latim, e significa brilhante.

Foi o francês Frédéric Cuvier que descreveu pela primeira vez o panda vermelho ocidental Ailurus fulgens em 1825, 48 anos antes de catalogar o Panda Gigante.

Entretanto, a origem do nome “panda” não é clara. Muitas pessoas acreditam que deriva da segunda parte de um antigo nome nepalês para esses animais, “nigalya ponya”, que pode significar algo como “comedor de bambu”.

Outro nome local para o panda vermelho é “wah” ou “chitwah”, que tem origem no som emitido pelo animal durante o período de acasalamento.

Em 1897, FW Styan descobriu outro tipo de Panda Vermelho, um pouco maior que o catalogado pelo francês Cuvier, e um pouco mais colorido. Assim, o chamou Ailurus fulgens styani, agora conhecido como Ailurus fulgens refulgens.

O Panda Vermelho pertence, portanto, à família Ailuridae. Entretanto, já foi classificado nas famílias Procyonidae (guaxinins) e Ursidae (ursos).

Classificação do Panda Vermelho

  • Nome científico: Ailurus fulgens
  • Reino: Animalia
  • Filo: Chordata
  • Classe: Mammalia
  • Ordem: Carnivora
  • Família: Ailuridae
  • Subespécie: Ailurus fulgens fulgens (encontrado no Himalaia), Ailurus fulgens refulgens (encontrado na China).
  • Comprimento: até 60 cm, mais 40 cm para a cauda<
  • Altura: até 35 cm
  • Peso: até 4 kg<
  • Filhotes: 1 a 4 filhotes
  • Período de gestação: 90 a 150 dias

Características Físicas do Panda Vermelho

O panda vermelho é um pouco maior que um gato.

O panda vermelho é um pouco maior que um gato.

Esse animal é um pouco maior que um gato doméstico e tem aspecto de urso, com uma pelagem avermelhada e grossa. A cabeça é arredondada, o focinho curto, e as orelhas grandes, eretas e pontudas.

Apresenta uma grossa pelagem sobre o corpo. Na região da barriga, a pelagem é macia, lanosa e densa. A face é predominantemente branca com marcações lacrimais castanho-avermelhadas abaixo dos olhos.

A pelagem do dorso também é castanho-avermelhada, enquanto que ventralmente é preta, assim como suas patas. Entretanto, as solas dos pés e mãos são cobertas com pelos densos de coloração branca.

Sua coloração facilita a camuflagem de seus predadores, já que o vermelho de suas costas é da mesma cor que o musgo encontrado nas árvores da região em que vivem.

Não há dimorfismo sexual, ou seja, diferença visível entre machos e fêmeas, na coloração e no tamanho.

Assim como os pandas gigantes, os pandas vermelhos têm um “polegar” extra, que é, na verdade, uma extensão do osso para agarrar hastes de bambu e galhos de árvores.

Os Pandas Vermelhos são animais muito habilidosos e acrobáticos que vivem nas árvores. Usam suas longas e espessas caudas para se equilibrarem e se cobrirem no inverno, presumivelmente para se aquecer.

Panda Gigante VS Panda Vermelho

Apesar do mesmo nome e de serem originários da Ásia, panda vermelho é bem diferente do panga gigante.

Apesar do mesmo nome e de serem originários da Ásia, panda vermelho é bem diferente do panga gigante.

Apesar de serem nativos da Ásia, seus grupos são bem distintos. As duas espécies convivem juntas apenas na província chinesa de Sichuan, nas quatro seguintes cadeias de montanhas: Liangshan, Qionglai, Minshan e Xiangling. Nessas montanhas, portanto, ambos os pandas compartilham do mesmo habitat e árvores de bambu.

Além disso, as duas espécies diferem grandemente em tamanho. De fato, o Panda Gigante pesa de 65 a 110 Kg, enquanto o Panda Vermelho atinge de 3,7 a 6,2 Kg.

Comportamento do Panda Vermelho

O panda vermelho vive em árvores e tem hábitos diurnos.

O panda vermelho vive em árvores e tem hábitos diurnos.

Os pandas vermelhos são animais crepusculares, ou seja, são mais ativos ao amanhecer, entardecer e à noite. Por isso, costumam passar o dia dormindo nos galhos das árvores ou em tocas.

A temperatura ideal para esses animais é entre 17°C e 25°C. O Panda Vermelho, todavia, não tolera bem temperaturas mais elevadas. Por esse motivo, costumam ficar escondidos nos horários mais quentes do dia.

Escolhem locais com sombra e, de preferência, bem arejados. Gostam muito, portanto, de ficar sob copas sombreadas das árvores, muitas vezes ficando esticados sobre os galhos.

Os Pandas Vermelhos, como foi dito anteriormente, passam muito tempo sobre as árvores. São, de fato, animais muito hábeis e acrobáticos devido a suas características anatômicas. Eles usam a cauda para equilibrar os seus movimentos e utilizam o seu falso polegar, que na verdade é uma extensão do seu osso, para se agarrar nas árvores.

Habitam áreas territoriais demarcadas e são frequentemente solitários. Portanto, raramente vivem em casais ou em grupos familiares.

Esses animais começam sua atividade diária com um ritual de higiene de sua pelagem, lambendo as suas patas dianteiras e massageando as suas costas, abdômen e flancos. Além disso, esfregam as suas costas e barriga ao longo de árvores ou rochas.

Posteriormente, passam a avaliar e demarcar seu território. Fazem isso através de secreções de cheiro forte de sua glândula anal e com a sua urina.

Reprodução do Panda Vermelho

O panda vermelho é tímido e solitário.

O panda vermelho é tímido e solitário.

Pandas Vermelhos são tímidos e solitários, exceto quando acasalam. Nesse período, de fato, os machos menores de panda sinalizam sua disposição de acasalar “marcando” o território com urina e substâncias odoríferas secretadas pelo corpo. O acasalamento ocorre quase sempre no inverno e a gestação dura cerca de quatro meses.

Nesta fase, a fêmea prepara cuidadosamente um ninho protegido e confortável, utilizando pequenos galhos e folhagens. Assim, aguarda a chegada de seus filhotes prevista para as estações mais quentes do ano (primavera e verão).

Os filhotes de Pandas Vermelhos permanecem em seus ninhos por cerca de 90 dias, período durante o qual sua mãe cuida deles. Já os machos têm pouco ou nenhum interesse em seus filhotes.

Alimentação do Panda Vermelho

Assim como os Pandas Gigantes, os Pandas Vermelhos também gostam de comer bambu. Entretanto, comem também muitos outros alimentos como frutas, raízes, nozes, ovos e até mesmo a carne de alguns animais (aves, insetos, pequenos roedores).

Por serem animais crepusculares, procuram alimento à noite. Fazem isso pulando pelas árvores com grande agilidade e velocidade, ou até mesmo no chão. Se alimentam utilizando suas patas dianteiras para colocar o alimento em suas bocas.

Habitat

Os Pandas Vermelhos vivem nas montanhas do Nepal e do norte de Mianmar (Birmânia), bem como na região central da China. Assim como o urso Panda, compartilha o habitat da floresta chuvosa e de alta altitude, mas tem um alcance mais amplo.

Esse animal fica, certamente, muito tempo sobre as árvores nas quais passa uma grande quantidade de horas dormindo durante o dia. De fato, como foi dito anteriormente, são mais ativos à noite.

Os Pandas Vermelhos se adaptam perfeitamente às temperaturas do seu habitat, principalmente no frio. De fato, a sua pelagem é densa, protegendo-os em caso de baixas temperaturas. Além disso, possuem uma cauda longa que, supostamente, é utilizada como cobertor e ajuda a manter a temperatura corporal.

Predadores e formas de defesa

Seus principais predadores são leopardo-das-neves (Uncia uncia) e, infelizmente, os humanos. De fato, esses animais são vítimas da caça clandestina, sobretudo porque os caçadores extraem a sua pele.

Além disso, são caçados para serem vendidos a zoológicos em diversas partes do mundo, principalmente, na América do Norte e na Europa, lugares onde promovem a sua reprodução em cativeiro.

Se um Panda Vermelho se sentir ameaçado ou em perigo, pode produzir uma série de gorjeios curtos. Quando aborrecidos, podem emitir assobios e uma série de bufos.

Se não tiverem como fugir, eles ficam em pé em suas patas traseiras para intimidar o agressor e expõem suas garras semi-retráteis e afiadas nas suas patas dianteiras.

Risco de Extinção do Panda Vermelho

Os pandas vermelhos são uma espécie em risco, vítimas do desmatamento. De fato, seu espaço natural está encolhendo à medida que mais e mais florestas são destruídas pela exploração madeireira e pela disseminação da agricultura.

Os Pandas Vermelhos, classificados como “vulneráveis” pela IUCN (International Union for Conservation of Nature). Estão, portanto, ameaçados pela perda de habitat e pela caça furtiva, apesar de estarem protegidos pela legislação dos países onde são encontrados.

Por causa dessa perda de habitat, populações selvagens de pandas vermelhos estão cada vez mais fragmentadas. Um fragmento que abriga uma população de cerca de quarenta Pandas Vermelhos é o Parque Nacional Langtang, no Nepal, no Himalaia. Mesmo dentro do parque nacional, esses quarenta pandas são fragmentados em quatro grupos.

Problemas adicionais

Em Langtang, os pandas vermelhos têm outro problema. De fato, o parque hospeda também duas fábricas de queijos. Essas fábricas produzem aproximadamente 14 mil quilos de queijo a cada ano para serem vendidos nas proximidades de Katmandu.

Além disso, para acumular os 140 mil litros de leite necessários para fazer o produto, os agricultores mantêm grandes rebanhos de chauri (um híbrido de iaque-vaca), e esses rebanhos têm permissão para pastar dentro do parque.

A competição por fontes de alimento com o chauri, combinada com outras ameaças, leva, consequentemente, à morte muitos pandas vermelhos.

Segundo alguns pesquisadores que escreveram para a revista Conservation Biology, esse problema pode ser resolvido. Eles sugerem a redução da produção de queijo e restrição do número de chauri. Além disso, para que a renda dos produtores de leite continue a mesma, sugerem o aumento proporcional do preço do produto.

Por isso, devido a esses motivos, e apesar de ser uma espécie protegida, a sua população original diminuiu significativamente nos últimos tempos. Nos dias de hoje estima-se que haja somente em torno de 2.500 animais vivendo em liberdade.

Com o objetivo de conscientizar a população e promover sua preservação, criou-se o dia mundial do Panda Vermelho, celebrado no dia 15 de Setembro.

Referências Bibliográficas

National Geographic
World Wild Life
Life Science
Revista Cães e Cia.