Menu fechado

Cachorro filhote ou adulto: o que considerar antes de decidir ter cachorro

Cachorro filhote: Cachorros Shih Tzus de todas as cores e estilos.

A decisão de ter um cachorro é algo muito importante que deve ser tomada de forma consciente e responsável. Isto significa que, independente de comprar ou adotar um cachorro filhote ou adulto a pessoa deve saber que vai estar comprometida com esta decisão pelo resto da vida dele. Portanto é bom saber o que se deve considerar antes de se comprometer com um cachorro.

A maioria das pessoas quando pensa em ter um cachorro costuma pensar apenas nas coisas boas. Ou seja, todo cachorro filhote é fofinho, engraçadinho e divertido, no entanto, todos eles são, além de todas essas coisas, seres vivos que precisam ser bem cuidados.

O que considerar antes de ter um cachorro filhote ou adulto

Todos os cuidados que qualquer cachorro precisa vão muito além de abrigo, água e comida. Isto é, todo cachorro filhote ou adulto precisa de carinho, atenção e uma parcela do seu tempo. É importante também lembrar que, eles também adoecem, se machucam, envelhecem, e infelizmente morrem.

Por isso, na hora de comprar ou adotar o seu cachorro filhote ou adulto, você deve levar em antes consideração alguns pontos importantes para mais tarde não se arrepender. E com isso, fazendo com que mais cachorros acabem abandonados em abrigos para adoção. Ou pior, nas ruas.

Escolha o seu cachorro filhote ou adulto com calma e sem pressa. Faça a sua pesquisa sem demora. Afinal, você estará escolhendo um amigo que vai compartilhar com você a sua casa e a sua vida pelos próximos 10 a 15 anos. Antes de comprar ou adotar um cachorro filhote ou adulto, considere alguns destes pontos e avalie as seguintes situações:

1. Falta de tempo

Cachorro filhote: Casal passeando com cachorro na chuva.
Cachorro filhote: Casal passeando com cachorro na chuva. (Crédito/Copyright: “Halfpoint/Shutterstock”)

Se você trabalha muito e ainda precisa cuidar dos filhos, da casa e tem uma vida social agitada; saiba que vai piorar. Isto é, para ter um cachorro filhote ou adulto, sua agenda deverá ser reorganizada e o animal deverá entrar na sua lista de prioridades.

Se você achar que não vai ter tempo para se dedicar à ele, pense direito. Cachorros são animais domésticos que precisam de companhia e de cuidados. Ou seja, se você não tem tempo para cuidar dele da forma que ele precisa, isso será ruim para ele e acarretará maiores problemas para vocês dois.

2. Costuma viajar muito ou ficar fora

Cachorro filhote: Golden Retriever passeando de carro.
Cachorro filhote: Golden Retriever passeando de carro. (Crédito/Copyright: “LeventeGyori/Shutterstock”)

Se você viaja muito a trabalho, ou costuma ir a lugares onde não é possível levar cachorro, isso é outro sinal de alerta. É claro que existem hotéis para cães, mas nem sempre é possível arcar com todas essas despesas. Principalmente se for uma constância na sua vida. Além disso, cachorros criam vínculos com seus donos e gostam da companhia deles. A sua ausência constante pode trazer alguns problemas emocionais ao cachorro. Considere ter que viajar com o cachorro.

3. Orçamento apertado

Cachorro filhote: Menina abraçada com o seu cachorro.
Cachorro filhote: Menina abraçada com o seu cachorro. (Crédito/Copyright: “gabczi/Shutterstock”)

O custo de um cachorro filhote ou mesmo adulto vai muito além do preço inicial do cachorro. Não esqueça que um cachorro traz gastos com comida, veterinário e, algumas vezes, remédios e cirurgias.

Nem sempre é preciso de muito dinheiro, mas esse fato não deve ser ignorado. O custo é um fator importante a ser considerado antes de comprar ou adotar um cachorro. Ponha no papel todos os gastos. Isto incluirá pelo menos ração, veterinário, vacinas, banho e tosa se for uma destas raças que exigem atenção extra com o pelo. Além disso, você vai ter gasto com brinquedos, coleiras, shampoos e remédios.

Pense também quando tiver que viajar e nem sempre for possível levar o seu cachorro com você. Lembre-­se quem nem sempre pais, amigos e vizinhos estarão disponíveis. Para a nossa sorte existem excelentes hospedagens para cachorros em quase todas as grandes cidades do Brasil. No entanto, nem sempre isso cabe no orçamento. Há também as emergências, adestramento, e outros acessórios para cachorro. Portanto, não é assim tão baratinho, é coisa para se pensar.

4. Modismos ou empolgação

Cachorro filhote: Buldogue inglês filhote.
Cachorro filhote: Buldogue inglês filhote.(Crédito/Copyright: “Charles Shapiro/Shutterstock”)

Se você quer um cachorro só porque deu vontade ou está se sentindo sozinho, pense com calma. Ou de repente, você se apaixonou por uma determinada raça famosa do Instagram ou viu um filme na TV, é melhor esquecer essa ideia. Ter um cachorro é muito mais que uma vontade que vem e passa. Cachorro é como ter filhos, não se abandona quando a gente cansa. Muitos cães de raças da “moda” acabam sendo abandonados.

5. Só para agradar os filhos

Cachorro filhote: Menino abraçado com o seu cachorro feliz da vida.
Cachorro filhote: Menino abraçado com o seu cachorro feliz da vida. (Crédito/Copyright: “Rob Hainer/Shutterstock”)

Como pai ou mãe, você deve ser responsável. Se você não gosta ou não tem tempo para ter um cachorro, não compre ou adote um apenas porque seus filhos estão insistindo. O trauma de “devolver” o cachorro ao abrigo pode ser muito maior para as crianças do que ouvir um “não”, sem falar que isso também será traumático para o cachorro.

6. Nem todos estão de acordo

Cachorro filhote: Família se divertindo com cachorro Golden retriever.
Cachorro filhote: Família se divertindo com cachorro Golden retriever. (Crédito/Copyright: “Monkey Business Images/Shutterstock”)

A decisão de ter um cachorro deve ser tomada por todos os membros da casa, em comum acordo. Se um membro da família for contra ou não gostar de cachorro, pode não dar certo. Portanto não pense que uma pessoa simplesmente pode “aprender a amar” o cachorro, as vezes isso não acontece. É melhor tentar convencer a outra pessoa bem direitinho antes de levar o cachorro para casa.

7. Não consegue decidir a melhor raça

Cachorro filhote: Diferentes raças de cachorros juntas.
Cachorro filhote: Diferentes raças de cachorros juntas. (Crédito/Copyright: “Bildagentur Zoonar GmbH/Shutterstock”)

Existem inúmeras raças de cachorro ou até vira latas com centenas de particularidades diferentes, sendo que nem todas podem se encaixar no seu estilo de vida. Procure se informar antes com treinadores e criadores sobre algumas delas. Leve em consideração: o tamanho do cachorro já na fase adulta e o espaço que você tem disponível para ele viver.

Não se esqueça do temperamento da raça com relação à crianças, se você tiver filhos. É importante saber antes também dos cuidados que devem ser tomados com ele. Cachorros possuem necessidades de exercícios para manter boa saúde física e mental, pois a falta de exercício adequado resulta em mal comportamento. Se você não for uma pessoa muito ativa ou não tem tempo suficiente para isso, tente escolher uma raça que não exija muita atividade.

8. E se for preciso treinar

Cachorro filhote: Cachorro sendo treinado.
Cachorro filhote: Cachorro sendo treinado.(Crédito/Copyright: “Jne Valokuvaus/Shutterstock”)

Os cães treinados possuem os melhores comportamentos, mas é trabalhoso e exige dedicação. Se você não pretende treinar o seu cachorro, melhor evitar os cachorros de porte grande. Considere também levar o seu filhote (o ideal é entre 2 e 6 meses de idade) para aulas de socialização com um treinador profissional. Cachorros que aprendem a se comportar em público, no meio de outros cachorros, pessoas e ambientes diferentes são muito mais calmos, controlados e fáceis de se conviver.

9. Preferência por cachorro fêmea ou cachorro macho

Cachorro filhote: Casal de Golden Retrievers caramelo e branco.
Cachorro filhote: Casal de Golden Retrievers caramelo e branco. (Crédito/Copyright: “Petr Jilek/Shutterstock”)

Esta escolha é muito particular, mas que deve ser levada em conta por toda a família. Alguns dizem que as fêmeas são mais calmas e dóceis, menos agressivas e dominantes. Além disso, são menores que os machos da mesma raça. Por outro lado, as fêmeas entram no cio aproximadamente, de seis em seis meses, o que pode ser um pouco inconveniente em alguns aspectos. Já os machos possuem a tendência de “marcar” o território deles com urina, além de “montar” nos outros ou em qualquer outro objeto. Ou seja, comportamentos que se não forem corrigidos desde cedo podem ser um problema.

10. Prefere cachorro filhote ou adulto

Cachorro filhote: Filhotes de Husky Siberiano.
Cachorro filhote: Filhotes de Husky Siberiano.(Crédito/Copyright: “framsook/Shutterstock”)

Cachorro filhote é mesmo uma gracinha, mas também dão muito trabalho. Se você não tem tempo, ou não pode dedicar algumas noites sem dormir à ele, pense bem. Filhotes exigem bastante de nós nos primeiros meses. Se você não quer conviver com o período de dentição, ou você passa muitas horas por dia fora de casa e treiná­-lo a fazer suas necessidades em local apropriado pode ser problema, considere a possibilidade de adotar um cachorro adulto. Os cães adultos também podem ser excelentes companheiros, e muitos deles sentem-­se gratos pelos novos donos e são extremamente dóceis e obedientes.

11. É permitido?

Cachorro filhote: Golden retriever em família na sala.
Cachorro filhote: Golden retriever em família na sala. (Crédito/Copyright: “Pressmaster/Shutterstock”)

Por fim, não adianta nada decidir ter um cachorro se onde você mora não for permitido. Em caso de apartamentos ou condomínios, é preciso conferir antes se existem proibições quanto a posse de animais, restrições a tamanhos ou raças.

Conclusão

Se depois de ler tudo isso e considerar todas essas questões você achar que está pronta para ter um cachorro, vá em frente. Você não vai se arrepender! Os cachorros são uma companhia maravilhosa e um amigo fiel para o resto da vida. Se estiver na dúvida entre comprar ou adotar um cachorro filhote ou adulto, pesquise antes o preço do cachorro e leia antes sobre razões para adotar um cachorro ao invés de comprar um filhote.

Pergunte ou Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Conteúdo em Audio: