O mundo animal é, sem dúvida, o maior e mais diversificado dos cinco reinos dos seres vivos. Existem, de fato, aproximadamente 2 milhões de espécies de animais identificadas.

Todos os animais compartilham características em comum:

  • Ao contrário das plantas, os animais obtêm a energia de que precisam comendo alimentos.
  • Muitas células são altamente móveis.
  • A maioria se reproduz sexualmente
  • Possuem órgãos sensoriais que permitem reagir rapidamente ao ambiente.

A classificação geral dos animais faz uso dessas e outras características para agrupar animais semelhantes.

Classificação do mundo animal

mundo animal leão

O mundo animal pode ser dividido em vetebrados e invertebrados.

Como dissemos anteriormente, foram descobertas aproximadamente duas milhões de espécies de animais. Por isso, para facilitar, os cientistas dividiram o mundo animal em divisões e subdivisões. A primeira divisão é chamada de filo. Cada filo se divide em grupos chamados classes. As classes  são divididas em ordens, famílias e depois gêneros.

Cada gênero contém, enfim, espécies, que são grupos individuais de animais que têm as mesmas características e podem se reproduzir juntos.

Alguns animais, como a água-viva, têm uma estrutura relativamente simples. Eles são invertebrados, ou seja, não têm espinha dorsal. Essa característica pertence a aproximadamente 98% do mundo animal.

Animais com espinha dorsal, são chamados de vertebrados. Fazem parte dessa classificação, portanto, os mamíferos, pássaros, peixes, anfíbios e répteis.

O mundo animal dos Vertebrados

mundo animal aves

No mundo animal, as aves pertencem ao grupo dos vertebrados.

Os animais vertebrados são pertencentes ao Filo dos Cordados (Chordata). A principal característica do grupo é a presença da medula espinhal e coluna vertebral.

Os animais cordados são divididos em 5 classes: peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.

Peixes

Os peixes são animais com o corpo coberto por escamas e respiração branquial, ou seja, retiram oxigênio da água. Além disso, não controlam a temperatura do corpo (pecilotérmicos).

Anfíbios

Os anfíbios, muitas vezes confundidos com répteis, são animais que dependem da água na fase larval (respiração branquial) e passam por uma metamorfose corporal na vida adulta e adquirem a respiração pulmonar. Entre esses animais estão os sapos, rãs, pererecas e salamandras. Assim como os peixes, os anfíbios também não conseguem controlar a temperatura do corpo.

Répteis

Os répteis, no entanto, são animais que possuem respiração pulmonar e corpo coberto de escamas ou carapaça. Podem viver na água ou na terra e também são pecilotérmicos. Entre eles fazem parte dessa fatia do mundo animal as tartarugas, jacarés e lagartos.

Aves

As aves são animais com o corpo coberto de penas e que possuem respiração pulmonar, controlam a temperatura do corpo (homeotérmicos). Entre elas estão a galinha (e o galo), avestruz, ema, pinguim, papagaio e beija-flor.

Mamíferos

Os mamíferos, classificação da qual o ser humano também faz parte, apresentam pelos, são homeotérmicos e possuem respiração pulmonar. A principal características deste grupo é o fato das fêmeas alimentarem os filhotes através das glândulas mamárias.

O mundo animal dos Invertebrados

Os moluscos fazem parte do mundo animal dos invertebrados.

Os moluscos fazem parte do mundo animal dos invertebrados.

Os animais invertebrados são representados por inúmeros filos com características bem diferentes, mas todos são pluricelulares e não possuem parede celular.

Existem oito filos de animais invertebrados, são eles: poríferos, cnidários, platelmintos, nematelmintos, moluscos, anelídeos, equinodermos e artrópodes.

Poríferos

Os poríferos, como as esponjas, são animais primitivos de água doce ou salgada. Eles são organismos que não possuem órgãos, nem capacidade de locomoção e a reprodução pode ser sexuada ou assexuada.

Cnidários

Apesar do nome estranho, os Cnidários, ou celenterados (filo Cnidaria), são muto apreciados pelos seres humanos. De fato, trata-se de organismos pluricelulares que vivem em ambientes aquáticos, sendo a grande maioria marinha. Existem mais de 11.000 espécies de cnidários em todo o mundo. Os principais representantes do grupo são as águas-vivas, os corais, as anêmonas-do-mar, as hidras e as caravelas.

Platelmintos

Esses animais, assim como os Nematelmintos, são comunemente mencionados na medicina. Platelmintos são vermes do filo Platyhelminthes, essa ramificação agrega em torno de 20 mil espécies de animais acemolados.

A característica dos platelmintos mais marcante, e que define o visual dessas criaturas de maneira bem singular, é o seu corpo achatado dorso-ventralmente. Muitas vezes, parasitam o intestino de outros animais e também de seres humanos.

Nematelmintos

Os nematelmintos, à diferença dos platelmintos, são vermes de corpo cilíndrico, afilado nas extremidades. Muitas espécies são de vida livre e vivem em ambiente aquático ou terrestre; outras são parasitas de plantas e de animais, inclusive o ser humano.

Moluscos

Os moluscos são bem famosos no mundo animal pois, muitos deles, são extremamente apreciados na gastronomia. São aqueles animais de corpo mole, geralmente envoltos por uma concha, ou seja, ostras, mariscos, caracol e caramujo. Em alguns, como a lula, a concha é interna e em outros, é ausente, como no polvo. As conchas são importantes para proteger o corpo mole dos moluscos e evitar a perda de água.

Além disso, os moluscos vivem em ambientes aquáticos marinho ou de água doce e no meio terrestre úmido. O filo Mollusca é o segundo maior em número de espécies, aproximadamente 50 mil, atrás apenas dos artrópodes.

Anelídeos

Os anelídeos são animais invertebrados de corpo mole, alongado, cilíndrico e dividido em anéis. Portanto, apresentam uma nítida segmentação. O filo Annelida apresenta 15 mil espécies, encontradas na água doce ou salgada e em solo úmido. Os principais representantes dos anelídeos são as minhocas e as sanguessugas.

Equinodermos

O filo Echinodermata é constituído por cerca de 7.000 espécies distribuídas em cinco classes: Crinoidea, Asteroidea, Ophiuroidea, Echinoidea e Holothuroidea.

O nome do grupo é derivado de duas palavras gregas: echinos, que significa espinho, e derma, que significa pele, e se refere às projeções em forma de espinhos ou tubérculos presentes na superfície do corpo.

Fazem parte dessa categoria do mundo animal as estrelas marinhas, por exemplo. Muitos são adaptados para se fixar a substratos rochosos, enquanto outros vivem em substratos lodosos, arenosos ou até mesmo em madeira submersa.

Embora a grande maioria das espécies seja marinha, algumas toleram a água salobra. Podem ser encontrados em todos os oceanos, latitudes e profundidades, da zona entremarés às regiões abissais. No entanto, são mais abundantes na região tropical do que nas águas polares.

Artrópodes

Enfim, os artrópodes. Esses também fazem bastante parte do nosso dia a dia. Artrópodes, de fato, são um filo de animais invertebrados que possuem exoesqueleto rígido e vários pares de apêndices articulados, cujo número varia de acordo com a classe. Ou seja, fazem parte desse filo os insetos.

O mundo animal e sua imensa variedade

Como vimos, o mundo animal é tão imenso que precisou ser subdividido em várias classes. A parte ainda mais incrível, é que cada espécie, mesmo dentro das mesmas ordens, famílias e gêneros, possuem características físicas e fisiológicas próprias que diferenciam um do outro.

O mundo animal pode ser um pouco estranho às vezes, mas é certamente surpreendente e fascinante.