Você saberia dizer se existe no mercado um microchip para cachorro com rastreador GPS? Afinal, o que os microchips e rastreadores GPS são capazes de oferecer? São muitas as dúvidas em relação à esses dispositivos de segurança, e muita gente nem sabe que existem, quanto mais como funcionam.

Vamos falar a verdade; há muitos equívocos em relação à alguns produtos para cachorro disponíveis atualmente no mercado. São tantas opções e novidades aparecendo a todo momento que não conseguimos nos manter atualizados sobre tudo.

Principalmente no que diz respeito à dispositivos de segurança, como os rastreadores GPS e os microchips para cachorro.

Os dois erros mais comuns é achar que rastreadores GPS podem ser implantados nos cachorros ou outro animais de estimação; e que microchips incluem capacidade para rastrear o animal por GPS.

Para ajudar a esclarecer como esses dois produtos funcionam, e listar suas principais diferenças, a fim de acabar de vez com as dúvidas, mitos e ideias erradas sobre eles.

Confira abaixo!

O mito sobre o microchip rastreador de cachorro

Não existe microchip para cachorro que possa rastrear o animal.

Se você é como a maioria dos tutores, já deve ter considerado todas as opções possíveis em relação à manter o seu cachorro seguro.

Por isso, temos certeza de que você já ouviu falar em microchips, bem como rastreadores GPS. Quem sabe até já pensou ser possível combinar os dois produtos em um só, fazendo com que seja o aparelho de segurança perfeito.

Bem, especialistas em tecnologia de equipamentos para cachorro concordam que seria a solução ideal para manter os animais de estimação seguros com eficiência.

No entanto, é importante ressaltar que, até o momento, não há tecnologia de consumo disponível que possa combinar ambos os equipamentos, microchip e GPS, em apenas um único aparelho.

Isto significa que não se pode implantar um rastreador com GPS debaixo da pele do animal, assim como os microchips para cachorro não oferecem rastreador com GPS.

Microchip para cachorro: um simples Chip identificador

O microchip para cachorro é apenas uma forma de identificá-lo.

O microchip para cachorro é um implante de identificação de frequência de rádio (RFID), sendo que o seu nome já sugere que serve para apenas identificar o animal.

O aparelho é composto por um chip eletrônico minúsculo, que carrega um número de identificação único, como um RG. Encapsulado em um cilindro de vidro, o chip tem o tamanho de um grão de arroz e pesam cerca de 0.025 gramas.

Portanto, há de se concluir que microchips não possuem tamanho suficiente para acondicionar um rastreador GPS ou qualquer outra tecnologia de localização neste momento.

Microchips só funcionam em situações em que o cachorro implantado com o aparelho foge ou se perde, sendo levado para o veterinário.

Apenas os veterinários podem identificar o tutor do cachorro, através de um scanner que pode ler a ID do microchip, que por sua vez, está linkada às informações de contato do tutor e registradas no banco de dados do microchip.

Além disso, se as suas informações de contato não estiverem atualizadas, por exemplo, o veterinário não será capaz de fazer o contato, caso o animal seja encontrado. Portanto, o ideal é que as informações estejam sempre atualizadas para que o aparelho seja eficiente.

Implantar o microchip tem se tornado uma prática comum, e é agora legalmente exigido em alguns países. Não é o caso do Brasil, pois muitos veterinários ainda não trabalham com a tecnologia ou não possuem os equipamentos necessários para fazer a sua leitura.

A vantagem do microchip para cachorro é fornecer uma solução permanente e segura para identificar o animal, quando perdido e encontrado por alguém que se importe em encontrar o seu dono.

Então, o microchip não é capaz de ajudar a encontrar o animal?

Infelizmente, microchips possuem uso extremamente limitado. Como dissemos, a única forma possível de fazer bom uso do microchip é quando alguém encontra o seu cachorro e leva-o para um veterinário capacitado para ler a ID do chip.

Enquanto isso, caso você esteja procurando pelo animal, o microchip não pode te ajudar em nada, nem facilitar o trabalho para você. Sendo assim, microchips não têm muita utilidade em retornar o animal para você.

Portanto, depender do microchip para reaver o cachorro perdido quando você precisa agir rápido não é a melhor solução. Felizmente, os rastreadores de cachorro com GPS permitem rastrear o animal com segurança e possivelmente retorná-lo em tempo-real.

GPS para cachorro: Rastreador em tempo-real

Ao contrário do microchip para cachorro, o rastreador GPS pode localiza ro animal em tempo real.

Ao contrário do microchip, um rastreador GPS permite rastrear o cachorro em tempo-real, tornando possível encontrar o animal imediatamente, caso ele fuja ou se perca por aí, sem precisar depender que alguém o encontre e entre em contato com você.

Como o rastreador possui uma antena de GPS e outras peças importante que permitem que o aparelho seja localizado em qualquer lugar no planeta através de satélites, o aparelho é mais eficiente para esta proposta.

O cálculo das coordenadas de localização são enviadas do rastreador para os servidores e para o aplicativo no smartphone com a ajuda da rede móvel local – como enviar um simples SMS.

Por esta razão, o rastreador funciona em qualquer faixa, em mais de 150 países do mundo, porém exige um plano de assinatura.

Normalmente, esses aparelhos podem ser acoplados na coleira do animal (coleira pra cachorro com GPS). É tão fácil de usar, que muitos tutores estão aderindo às vantagens da tecnologia de rastreador GPS, com o objetivo de manter seus animais mais seguros.

Diferenças entre Rastreador GPS X Microchip

O microchip para cachorro tem características distintas do rastreador GPS.

Para resumir, vamos listar abaixo as principais diferenças entre os dois produtos: os rastreadores GPS e os microchips:

#1: Função/Utilidade

Apesar das crenças populares, os rastreadores com GPS e microchips possuem funções distintas. Um microchip permite que os cachorros perdidos quando levados a um veterinário possa ser identificado pelo número no microchip implantado, Já o rastreador GPS permite localizar o cachorro em tempo-real.

#2: Componentes necessários

Os aparelhos também possuem componentes diferentes para realizar as funções descritas acima, cada um com propostas específicas. Um microchip possui apenas a simples função de fornecer um número de identidade linkado ao cachorro.

O aparelho é composto de um chip minúsculo dentro de um cilindro de vidro, para ser implantado debaixo da pele do animal.

Já um rastreador GPS oferece recursos diferentes para ajudar a localizar o cachorro. como módulo de GPS, antena, luz de LED light, alto-falante, bateria e cartão SIM.

#3: Tamanho

O tamanho dos microchips e rastreadores GPS variam bastante. Por conter apenas uma cápsula que abriga um chip minúsculo que pode ser lido através de um scanner RFID, microchips são do tamanho de um grão de arroz.

Por outro lado, o rastreador GPS deve ser grande o suficiente para incluir todos os seus componentes, e ser fixado na coleira do animal, tornando o aparelho muito maior que um microchip.

O que fazer para manter o seu cachorro seguro

perder o cachorro é uma experiência bastante desagradável, para não dizer apavorante. Então, para garantir que ele não fuja ou se perca, recomendamos seguir as dicas abaixo:

  • Manter as placas de identificação na coleira do animal visíveis e com as informações atualizadas sempre;
  • Se optar por um rastreador GPS, mantenha o aparelho na coleira do animal em todos os momentos, principalmente quando não estiver em casa ou sair para passear;
  • O implante de Microchip serve apenas como uma identificação extra, caso a placa saia da coleira ou o animal esteja sem coleira;
  • Mantenha os portões e saídas externas de casa sempre fechados
  • Quando for passear, mantenha o animal sempre na coleira e à vista.

Com todas essas informações você nunca mais vai confundir microchip para cachorro com rastreador GPS, e seguindo as dicas acima, o seu cachorro nunca sairá do seu lado.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta