Adotar um novo cachorro é mesmo excitante, mas é importante que você prepare antes tudo para ficar um “lar à prova de pet”, a fim de minimizar os estragos que o animal pode fazer até se acostumar com o novo ambiente.

Desde esconder velas aromáticas à cortar as unhas deles, há muito o que fazer para ajudar a proteger o seu espaço ou a propriedade inteira.

Segundo uma pesquisa conduzida pela MattressNextDay, 70% dos tutores ingleses tiveram itens destruídos em casa por seus cachorros, enquanto que 80% das pessoas já tiveram enormes prejuízos com consertos ou substituições de itens danificados.

A maioria das pessoas que decide ter um animal de estimação planeja gastar com cama, brinquedos, comedouros, coleiras, etc. O orçamento é pensado para acomodar alimentos, vacinas e até seguro saúde para o animal.

Porém, praticamente nenhum tutor se prepara para os estragos que os cachorros podem fazer em suas casas.

Veja abaixo o que você pode fazer para evitar que os estragos aconteçam ou garantir o menor prejuízo possível ao trazer um novo animal para a sua casa.

Confira!

1. Forneça atividades e exercícios suficientes

Para ter um lar à prova de pet, exercite bastante o animal e gaste a energia dele.

Cheios de vida e energia para gastar, os cachorros precisam se exercitar regularmente para mantê-los estimulados e espantar o tédio.

Isso porque, como os humanos, os animais de estimação também ficam entediados em casa. Por isso, é vital que tenham entretenimento suficiente.

Quando os cachorros não possuem formas de extravasar seus desejos e energia, eles podem apresentar problemas de comportamento canino que os levam a destruir as coisas pela casa.

Para alguns cachorros, o tédio leva a escavações, rasgar tecidos de móveis, almofadas, travesseiros, roupa de cama e até o colchão.

Para evitar qualquer comportamento destrutivo, mantenha uma rotina de exercícios físicos regulares e ofereça itens que possam ser destruídos, como brinquedos apropriados ou até caixas de papelão, que podem oferecer horas de entretenimento divertido

2. Invista em treinamento profissional

Se você está tendo dificuldades para treinar o seu cachorro de forma adequada, não há razão para não investir na ajuda de um profissional.

Muitos treinadores de cachorro possuem serviços online, tornando ainda mais acessível para tutores obterem ajuda sem precisar sair de casa.

Quanto mais tempo você prolongar o problema, mais difícil será consertá-lo. O treinamento profissional ajuda a aliviar o estresse, evitar o conflito e melhorar o comportamento, e como recompensa, o cachorro será mais feliz, obediente, seguro e menos agressivo.

3. Utilize produtos para evitar roer objetos

Lar à prova de pet pode usar produtos que evitam que eles destruam os objetos e móveis.

Você pode proteger os seus móveis e estofados, bem como acessórios, com produtos em spray específicos para evitar que os cachorros roam ou mastiguem. Eles possuem gosto desagradável que desencoraja o cachorro a roer os objetos.

4. Providencie um espaço próprio para o animal

Se o cachorro gosta do sofá defina um espaço só para ele.

Forneça um local específico e confortável para o cachorro relaxar em casa. Que seja um canto na sala ou uma cama macia, isso vai ajudá-los a se sentir parte da família, além de terem um local para se retirar quando quiserem.

Alguns cercados são uma boa ideia para criar um espaço só deles. Ter um espaço limitado dá a impressão de um local seguro onde eles possam ir quando se sentirem nervosos ou estressados, para não serem incomodados por ninguém na casa.

5. Remova todos os itens de risco

pra um lar à prova de pet não deixe as coisas jogadas pela casa.

Vários itens pela casa pode ser facilmente descobertos por cachorros curiosos, principalmente os filhotes. Tesouras, pinças, jóias, medicamentos e vasos são perigos em potencial.

Mantenha todos os itens potencialmente perigosos longe do alcance do cachorro. Eles adoram explorar novos cheiros e fuçar em objetos, portanto, seja cuidadoso com o que deixa jogado pela casa, se não quiser encontrá-los destruídos.

6. Evite utilizar velas aromáticas na decoração

Um lar à prova de pet não pode ter velas acesas pela casa sem supervisão.

Tenha cuidado com difusores, velas aromáticas e outros itens perfumados. Embora sejam itens de efeito calmante e decorativos, são atraentes aos cachorros justamente pelo cheiro que exalam.

Esses itens devem ficar fora de alcance para evitar acidentes ao derrubá-los. O cachorro pode se queimar ou incendiar a casa também. Se ingerir pode também se intoxicar. Portanto, evite utilizar ou deixe fora do alcance deles.

7. Identifique as áreas de risco à estragos

Saiba identificar as áreas de possíveis estragos na casa.

Se o seu cachorro é daqueles que gosta de ficar na janela ou no portão olhando o movimento do lado de fora, invista em cortinas e materiais mais resistentes.

Garanta que ele não vai destruir as telas de proteção, grades ou roer a madeira do portão para tentar enfiar a cara ou fugir.

Limite as áreas que ele pode acessar no jardim para evitar as escavações e tentativas de escape. Além disso, mantenha as unhas do cachorro cortadas e gastas para que ele não arranhe o piso, principalmente se for de madeira.

8. Mantenha o seu quarto “PET-FRIENDLY”

Ter um local para ele nos eu quarto faz com que ele se sinta parte da casa.

Enquanto já existem estudos que afirmam ser saudável o cachorro dormir com o seu dono no mesmo quarto, é importante que o quarto seja “pet-friendly”.

Se você optar por permitir que ele entre no quarto onde você dorme, faça com que o local seja seguro para evitar comportamentos destrutivos.

Os gatos, por exemplo, costumam arranhar os cantos da cama. Uma opção é colocar colunas de arranhar para que eles não estraguem a cama.

Mantenha também a porta do quarto aberta, para que eles possam entrar e sair quando quiserem, mas também para se sentirem confortáveis para ficar sabendo que tem a opção de sair.

E não se esqueça de oferece também um local para eles dormirem dentro e fora do quarto, para que tenham uma opção de escolha própria.

9. Faça com que o animal trabalhe para comer

De acordo com veterinários, a melhor forma de manter o animal entretido é fazendo com que eles trabalhem para conseguir a comida.

Pode até parecer complicado, mas é uma maneira simples de mantê-los interessados. Uma das melhores formas para fazer isso é utilizando os brinquedos comedouros ou “quebra-cabeça” de alimento, que recompensam o animal com comida através da interação.

Se você tiver vários tipos diferentes desses brinquedos, inclusive feitos em casa, vai conseguir mantê-los sempre ativos e interessados em descobrir o que irão ganhar.

Só não facilite demais para que eles consigam o alimento muito rápido e percam o interesse.

10. Garanta check-ups de saúde regularmente

Mantenha a saúde do animal em dia com checkups regulares.

Por fim, se o seu cachorro estiver apresentando comportamento destrutivo em excesso e fora do normal, ele pode estar com dor ou sofrendo de ansiedade.

Os cachorros costumam ficar mais vocais quando estão com dor e muitos também ficam defensivos ou agressivos ao tentar proteger a área de desconforto.

Alguns comportamentos para ficar de olho incluem escavações, mastigação, teimosia e dentição.

Antes de brigar com eles, marque uma consulta veterinária para examinar mais profundamente os sintomas e descobrir se há algum problema de saúde por trás do comportamento.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta