Você saberia dizer se os gatos são mais inteligentes que os cachorros? Nós colocamos à prova, perguntando aos veterinários especialistas quais os animais que costumam apresentar uma maior inteligência animal.

Muitos tutores já compararam e se perguntaram qual desses animais são mais inteligentes.

Porém, pessoas mais inclinadas a uma identificação canina afirmam ser os cachorros os mais inteligentes, enquanto as que preferem os gatos, vão afirmar o oposto, obviamente.

Na verdade, as pesquisas científicas ainda continuam a explorar o que diz respeito à inteligência animal.

As respostas que os animais podem dar em relação às suas capacidades são tão boas quanto aos comandos que damos à eles.

Talvez o cachorro supere o gato, pois a maioria dos estudos são conduzidos em ambientes laboratoriais, sendo que gatos são animais predadores que possuem uma série de reações comportamentais em uma situação potencialmente perigosa que os obriguem a não participar.

Nós pedimos ajuda a veterinários para nos explicarem como a inteligência desses animais é definida e colocada em teste.

Leia mais sobre o assunto abaixo!

Como se define inteligência animal

A inteligência animal refere-se à habilidade de aprender comandos e memorizar coisas, objetos, palavras…

O que é inteligência, afinal? Em relação aos seres humanos, a inteligência geralmente se refere à habilidade de lembrar de detalhes, como fatos, bem como a habilidade de resolver problemas complexos e criativos.

No que diz respeito aos animais, estudos científicos ainda estão testando se os cachorros e gatos são capazes de aprender comandos ou desempenhar certas tarefas.

Tipicamente, os cachorros são introduzidos a pessoas e lugares estranhos e/ou desconhecidos como parte da rotina diária deles, através das caminhadas nas ruas, voltas de carro, idas ao pet shop, visitas, etc).

Além disso, os cachorros possuem uma longa história de cooperação com os humanos desde a nossa evolução como espécies. Eles também foram criados seletivamente para características comportamentais específicas.

O resultado? Os cachorros tendem a obter sucesso quando cientistas os levam para os laboratórios ou para suas casas ao pedir que desempenhem certas tarefas.

Mas essa técnica para testar a inteligência dos gatos não funciona da mesma maneira. Isso porque os gatos possuem vidas sociais diferentes e a maioria se domesticou a si mesmo.

Os gatos não foram criados de forma seletiva com o objetivo de reproduzir características funcionais como os cachorros, e eles tendem a ser mais independentes.

Por isso, colocar os gatos para participar dos mesmos experimentos que os cachorros pode ser mais difícil. Além disso, seria injusto assumir que essa dificuldade é o mesmo que falta de inteligência.

Como cientistas testam inteligência animal

A inteligência animal deve ser testada de forma diferente em gatos e cachorros.

Para testar a inteligência nos gatos, cientistas observam o seguinte: permanência em relação a um objeto, isto é, se você esconder algo tirando da visão do gato, se ele ainda sabe que está ali.

A memória é outro fator. Como, por exemplo, se você distraí-lo por cerca de 30 minutos, ele ainda se lembrará do objeto que foi tirado dele?

Um outro fator a ser observado é “causa e efeito”: qualquer gato que tenha aprendido a jogar algo de cima da mesa do chão como uma ótima maneira de chamar atenção passaria no teste.

O entendimento do tempo, pelo menos quando é hora de alimentá-lo, e algumas direções humanas, como apontar algo e ele seguir com o olhar, responder a chamados pelo nome, etc são sinais de inteligência.

Já os cachorros são testados em categorias diferentes, como a habilidade de aprender a comandos, entender diferentes quantidades e aprender palavras como nome de objetos, além de entender o tempo e certos comportamentos humanos.

Afinal, qual é o mais inteligente: cachorro ou gato?

A inteligência animal é diferente para cada espécie.

As pessoas muitas vezes associam a inteligência animal com a facilidade em treiná-lo. Como os cachorros são mais fáceis de treinar, a maioria assume que são mais inteligentes que os gatos.

No entanto, é possível também treinar gatos — apenas a abordagem de treinamento será feita de forma diferente.

Ambas as espécies serão capazes de desenvolver laços com os humanos através de interações regulares e se comportarão de maneiras que talvez não sejam tão fáceis como testar em um laboratório.

Isso porque já vimos que o que funciona para os cachorros não funcionará da mesma forma para os gatos.

Não há uma resposta clara em relação à qual o mais inteligente: cachorro ou gato. Mas há como focar nas habilidades únicas de cada espécie e indivíduo.

O importante é amar nossos animais de estimação e cultivar suas habilidades através de brincadeiras e exercícios o máximo possível, para que eles evoluam e se desenvolvam de forma inteligente cada vez mais.

Portanto, a inteligência animal pode ser estimulada e aprimorada pela vida toda!

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta