Desde 1950, acreditava-se que um ano de idade de cachorro equivalia a sete anos humanos. Portanto, bastava multiplicar a idade do animal por sete para calcular quanto anos ele teria comparado ao ser humano. Mas essa teoria nunca foi comprovada pela ciência.

Todo tutor deseja que seus cachorros vivam pelo mesmo tempo que eles, ou por mais tempo possível. Mas na realidade, a longevidade animal não é a mesma que a nossa, sendo que muitos cães atingem a completa maturidade no seu desenvolvimento aos dois anos de idade.

Portanto, apesar de todos saberem que o primeiro ano de desenvolvimento do ser humano é diferente do primeiro ano de vida do cachorro, nem sempre é do conhecimento da maioria que o número de anos de idade do cachorro que corresponde à idade humana depende de vários fatores, como raça e porte.

Isso porque cada raça de cachorro envelhece de forma diferente, sendo que os cães de porte pequeno vivem até por mais tempo que os de porte maior. Assim, um estudo recente sugere uma nova fórmula para o cálculo de idade de cachorro baseada nas mudanças ocorridas no DNA canino nesses anos todos.

Na verdade, o antigo cálculo foi baseado em velhas estatísticas de que as pessoas viviam por cerca de 70 anos e cães por 10 anos.

Há quem acredite que a teoria tenha sido uma jogada de marketing, com o intuito de educar as pessoas sobre a rapidez com que o cachorro envelhece em comparação aos seres humanos, principalmente do ponto de vista médico, a fim de encorajar os tutores a levar o animal ao veterinário uma vez ao ano.

De qualquer forma, hoje podemos fazer essa comparação de forma mais assertiva, levando em consideração uma série de fatores.

Confira abaixo como calcular a idade de cachorro corretamente!

Como calcular a idade de cachorro em anos de vida humana

Há vários fatores envolvidos no cálculo de idade de cachorro em anos humanos.

Qualquer pessoa que tem um cachorro em casa já deve ter ouvido falar que os anos de idade dele equivalem a 7 anos da sua vida. No entanto, esse cálculo matemático não é tão simples assim.

Embora seja verdade que os cães amadurecem mais rapidamente em seus primeiros anos de vida, comparado ao desenvolvimento humano, o primeiro ano de vida de um cão equivale a cerca de 15 anos humanos.

Para chegar a esta conclusão, vários outros fatores entram neste cálculo, como tamanho (porte) e raça. Sabe-se que os cachorros pequenos tendem a viver por mais tempo que raças de porte maior, mas eles podem atingir a maturidade mais rapidamente nos primeiros anos de vida.

Um filhote de porte gigante pode envelhecer mais devagar em um primeiro momento, mas estar próximo da meia-idade aos 5 anos. Raças minúsculas e Toys não se tornam idosas até que tenham 10 anos de idade. Já os filhotes de porte médio ficam entre esses dois cálculos.

Cálculo de idade de cachorro segundo a AVMA:

A Associação Americana Médica Veterinária (American Veterinary Medical Association) criou uma diretriz para determinar a idade canina da seguinte forma:

  • Cerca de 15 anos de um ser humano equivale ao primeiro ano de um cão de porte médio;
  • O segundo ano de um cachorro equivale a cerca de 9 anos de um ser humano (cachorros de porte grande);
  • A partir dos dois anos, cada ano de vida do ser humano seria aproximadamente 5 anos para um cachorro.

Cálculo de idade de cachorro segundo o UK Kennel Club:

Já de acordo com o Clube de Canil inglês (UK Kennel Club), os parâmetros para determinar a idade de cachorro são os seguintes:

  • Os primeiros anos de um cão pequeno seriam o mesmo que 12.5 humanos, 10.5 para um cão de porte médio e 9 para os maiores.
  • Cada ano seguinte do cachorro, por sua vez, seria multiplicado entre 4.3 e 13.4 anos, dependendo da raça.

Portanto, esse cálculo não é nada fácil!

Calculadora de idade de cachorro

Para facilitar, pegamos todas essas diretrizes, em acordo também com a AKC e as transformamos em uma prática ferramenta visual, fácil de usar, levando em consideração as diferentes raças dentro de cada categoria de porte: pequeno, médio, grande e gigante.

Dessa forma, você consegue calcular em poucos segundos a idade equivalente aos anos humanos, e saber se ele é considerado filhote, jovem, adulto ou idoso.

Se quiser utilizar a mesma calculadora no seu site/blog, basta clicar no botão abaixo para incorporar o código na sua página.

Mas se seu não souber a idade exata do meu cachorro?

Se você não souber como calcular a idade de cachorro adotado, o seu veterinário pode ajudar.

Muita gente adota ou resgata cães de rua ou abrigos e, por isso, não tem acesso ao histórico do animal e nem sabe determinar ao certo a idade dele. Mas mesmo que você não saiba a data do nascimento dele é possível estimar a sua idade.

Por exemplo, os dentes do cachorro podem te dar uma ideia da sua idade. Obviamente esses parâmetros irão variar para cada cachorro, e também dependem dos cuidados dentários que ele teve antes de você.

Mas como regra geral, observe:

  • 8 semanas: todos os dentes de leite estão presentes;
  • 7 meses: Todos os dentes permanentes estão presentes, sendo todos brancos e limpos;
  • 1 a 2 anos: os dentes estão mais opacos e os de trás mais amarelados;
  • 3 a 5 anos: todos os dentes acumulam tártaro e algum desgaste;
  • 5 a 10 anos: os dentes apresentam maior desgaste e sinais de doenças dentárias;
  • 10 a 15 anos: dentes gastos, com bastante acúmulo de tártaro, e às vezes, com alguns faltando.

Além disso, o veterinário poderá estimar a idade do cachorro através de um exame físico completo ou teste que observam os ossos, juntas, articulações e músculos, assim como órgãos internos.

Os cães mais idoso também podem apresentar alguns outros sinais comuns de envelhecimento, como por exemplo olhos mais embaçados, pêlos grisalhos ao redor do focinho e outras áreas do rosto e corpo, pele solta e patas rígidas.

Como os pesquisadores chegaram a estes números?

O cálculo da idade de cachoror em anos humanos não é uma ci6encia exata.

Como a antiga fórmula se baseava no fato dos seres humanos viverem até cerca de 70 anos e os cachorros 10, os seus resultados nem sempre eram confiáveis. Isso porque já sabemos que a raça e o tamanho do cachorro também são fatores que influenciam na expectativa do animal, sendo as de porte pequeno as raças de maior longevidade.

Já as raças maiores costumam viver menos, pois atingem a maturidade mais rapidamente. De acordo com a AVMA, as raças de porte grande e gigante já são consideradas “idosas”quando atingem 5 anos de idade, sendo que as de porte médio demoram até os 7 anos e as menores cerca de 10 anos.

Para ter chegado a estas conclusões, os pesquisadores consideraram vários fatores, por isso, não é possível obter um resultado preciso, apenas uma estimativa. Segundo a AVMA, apesar de gatos e pequenos cachorros serem considerados idosos aos 10 anos de idade, nós sabemos que eles ainda podem viver por muitos anos ainda.

A classificação “idosa” é baseada no fato de que os animais de estimação envelhecem de forma mais rápida que as pessoas, sendo que os veterinários começam a observar mais problemas relacionados à idade desses animais.

Normalmente, as instituições de estatísticas de saúde não guardam registros de cachorros. Por outro lado, podemos contar com três outras fontes de informações sobre a longevidade dos cães: companhias de seguro pet, pesquisas de clubes de raça e hospitais veterinários.

Estudo do Relógio Epigenético de 2019

Um estudo recente realizado pela Universidade de Califórnia em San Diego (UCSD) apresentou um novo método para calcular a idade dos cães baseando-se nas mudanças de DNA dos homens e cachorros com o passar do tempo.

Em ambas as espécies, grupos de metil são adicionados às moléculas de DNA ao longo do envelhecimento, alterando a atividade do DNA sem alterá-lo. Como resultado, a metilação de DNA tem sido usada por cientistas para estudar o envelhecimento em humanos através de um “relógio epigenético”.

O time de pesquisadores realizou o sequenciamento de DNA direcionado em 104 Labradores Retrievers abrangendo uma faixa etária de 16 anos, em uma tentativa de comparar os relógios epigenéticos dos cães com o dos humanos.

Os resultados permitiram conceber uma fórmula para ajustar a idade canina à idade humana, multiplicando o logaritmo natural da idade do cão por 16 e adicionando 31 (idade humana = 16ln (idade canina) + 31).

Mas como o estudo apenas incluiu uma única raça, nem todas as outras raças poderão ser calculadas da mesma forma, obtendo resultados precisos. Isso porque já sabemos que cada raça envelhece de formas diferentes. Portanto, a fórmula da UCSD pode faltar algumas variáveis para resultados mais conclusivos.

De qualquer forma, esta nova fórmula comprovada pela ciência é certamente mais útil para quem deseja calcular a idade de cachorro em relação à idade humana do que à fórmula antiga que multiplicava pode 7.

Mas porque os cães menores vivem mais?

Este fenômeno já intrigou cientistas por anos, e as pesquisas ainda não conseguiram explicar a relação entre a massa corporal e o tempo de vida dos cachorros.

De um modo geral, os grandes mamíferos como elefantes e baleias, tendem a viver por mais tempo que os animais menores, como ratos, por exemplo. Mas por que os cachorros menores vivem mais tempo que os maiores?

Os cães maiores envelhecem em um ritmo mais acelerado, e suas vidas parecem se desenrolar em movimentos mais rápidos. Os cientistas concluíram que cada 2 kg de massa pode reduzir a expectativa do cão em cerca de 1 mês.

Embora a razão disso ainda ser desconhecida, há várias possibilidades suspeitas, incluindo o fato de que cães maiores têm a tendência a contrair doenças relacionadas à idade mais cedo. Além disso, esse crescimento acelerado dos cães maiores podem levar a uma maior probabilidade de desenvolvimento de células anormais e morte por câncer.

Os cientistas no mundo todo planejam estudo futuros para explicar melhor a ligação entre crescimento e mortalidade.

A gerontologia canina é um campo recente na ciência, enquanto os tutores procuram não só estender o seu tempo de convivência com seus cães, mas também melhorar a qualidade de vida deles durante esse tempo.

Cientistas ainda estão estudando o processo de envelhecimento em cães, usando pesquisas em gerociência para “retardar o envelhecimento deles e promover uma longevidade saudável”.

Seja qual for o cálculo, em idade humana ou canina, ao passo que os cães vão ganhando maturidade e envelhecendo, há uma certa beleza e charme em cada estágio.

Como ajudar o seu cão a viver por mais tempo?

As visitas veterinárias periódicas podem ajudar a prolongar a expectativa de vida independente da idade do cachorro.

Mesmo que o seu cachorro não vá atingir nenhum recorde mundial de longevidade, você ainda pode ajudá-lo a ter uma vida mais longa, de alta qualidade e bem mais feliz.

Veja algumas dicas simples que você pode fazer para aumentar a expectativa de vida do seu cão:

Ofereça uma dieta saudável

Uma alimentação saudável rica em nutrientes que o cachorro precisa é essencial para mantê-lo com saúde e feliz até envelhecer. Além disso, alimento de qualidade vai garantir que ele não desenvolva obesidade e diminui o risco de algum outro problema mais sério de saúde.

Forneça oportunidades para praticar exercícios

A prática de uma atividade física regular, que inclua caminhadas diárias e sessões de brincadeiras, é super importante para manter a saúde física e mental do cachorro, assim como o seu bem estar.

Mantê-lo ativo vai controlar o seu peso, dar energia e manter a saúde cardíaca e os sistema imunológico em dia. Há diversas atividades físicas para cães que podem mantê-los ocupados e se movimentando constantemente.

Mantenha as vacinas em dia

Manter a vacinação em dia vai proteger o cachorro de muitas doenças, inclusive mortais. Não se esqueça também dos tratamentos contra pulgas e carrapatos, assim como outros parasitas perigosos. Fique atento às campanhas de vacinação.

Faça visitas periódicas ao veterinário

As visitas periódicas ao veterinário para os devidos check ups médicos irão ajudar a detectar problemas mais cedo, antes que se tornem graves. Além disso, esses exames podem prevenir muitas doenças.

Passem o tempo juntos sempre que possível

Não tem nada que deixe o seu cachorro mais feliz que passar o tempo junto de seu tutor. Quando na sua presença, tente lhe dar o máximo de atenção, amor e carinho. Nunca é tarde para estreitar ainda mais a ligação entre vocês. Isso vai fazer com que ele se sinta amado e seguro, e, quem sabe fazer com que ele viva mais tempo ao seu lado.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta