Não me diga que sua gata teve filhotinhos e você entrou em pânico. Ou seu filhinho chegou em casa com um filhote de gato; você se desesperou. Ou uma gata prenhe de rua resolveu usar o quintal de sua casa como maternidade; você não sabe o que fazer.

Ou ainda, sua amiga de infância presenteou sua família com um filhotinho de gato; você disfarçou, pigarreou, mas não pôde dizer não. Ou talvez você tenha resolvido adquirir um gatinho, um belo filhote. Certamente vai precisar saber como cuidar dele.

Calma! Muita calma aí. Você pode se beneficiar dessas situações. E muito. Afinal, são conhecidos os muitos benefícios de se ter um gatinho em casa. E são benefícios não apenas físicos, mas principalmente mentais.

Pois veja:

  • Você se diverte com eles
  • Eles desestressam você com suas brincadeiras
  • Os carinhos que você faz em sua pelagem são calmantes para você também
  • Não há solidão quando um gatinho mora com você
  • E, pasme: eles exercitam até mesmo o sistema imunológico humano contra eventuais bactérias em seus pelos

Neste, vamos tentar tirar você dessa enrascada. Vamos te ajudar a entender como cuidar de filhote de gato em casa. Antes, porém, vamos considerar algumas situações:

Dicas prévias sobre filhotes de gato

O filhote de gato é doce e amável.

O filhote de gato é doce e amável.

  • Todo animal de estimação apresenta algum nível de sujeição, de dependência. Isso acontece mesmo com gatos, cuja fama de vagabundo é conhecida. Porém, trata-se de ser vivo que estará transitando por sua casa. Assim, não deixe de levar seu bichinho ao veterinário sempre que alguma situação exigir.
  • Gatos vivem por 14 a 17 anos. Consequentemente, ao adquirir um filhote, saiba que está obtendo companhia por muito tempo. E um pouco de trabalho também, claro
  • Gatos têm instinto de higiene. Desta forma, facilite situações para que exercite esse instinto
  • Considere calcular os gastos que terá: ração, eventuais remédios, substâncias contra infestação de insetos, higiene etc. Com isso, você evita surpresas futuras
  • A gente sugere que você dê preferência a gatos expostos em abrigos para adoção
  • Gatos são naturalmente curiosos. Isso faz parte de seu comportamento. Portanto, você vai ter de educar seu bichano quanto a determinados móveis e locais em que não possa estar
  • Considere a oportunidade de castrar o gatinho assim que ele atingir idade ideal para isso. Essa ação beneficia o animal, mas também o proprietário em diversos fatores
  • Filhotes de gato desmamam geralmente entre 6 e 8 semanas. Dependendo da raça, pode ser antes. Se você desconfiar que aquele filhote que apareceu em sua casa tem menos que esse tempo, consulte um veterinário para saber se ele já pode consumir alimentos sólidos

Cuidados com filhote de gato

O filhote de gato exige cuidados e manutenção, embora mínima comparada ao cachorro.

O filhote de gato exige cuidados e manutenção, embora mínima comparada ao cachorro.

Se você decidiu ter um filhote de gato em casa, é porque já se apaixonou por um. Já foi pego nas malhas de seu comportamento carinhoso. Então, é hora de ter algumas dicas de como cuidar dele.

Eles são afetuosos, amáveis. E independentes. Consequentemente, podem dar a impressão de que não precisam de cuidados. Entretanto, isso é grande engano. É preciso cuidar da saúde física do filhote de gato, mesmo ele sendo um gato.

Consultas a veterinário

Mesmo que seu filhote de gato não apresente problemas de saúde, programe-se para levá-lo ao veterinário pelo menos uma vez por semestre. Note que esse “programe-se” é em termos de tempo e finanças.

Histórico

Se você adquiriu seu filhote de gato recentemente, procure saber sobre sua saúde primeiro. Consequentemente, verifique as condições de saúde dos pais, se a mãe teve gestação adequada, se houve algum problema nesse período.

Entretanto, caso não tenha meios de obter informações, busque algumas sobre a raça dele. E, se eventualmente não souber sua raça, consiga informações sobre a raça aproximada. Sempre há uma.

Por outro lado, se nada disso for possível, veja as características físicas. Por exemplo, filhotes de gato de cara achatada têm tendência a problemas de respiração; gatinhos com muitos pelos podem apresentar facilidade de irritação de pele; filhotes de gato com pelo muito ralo podem ser avesso a temperaturas baixas etc.

Vacinas

Não descuide das vacinas. É de extrema importância. Determinadas raças precisam de doses extras de certas vacinas. Assim, consulte o veterinário a fim de definir a agenda de vacinação de seu bichano.

Caixa de areia

Como você sabe, gatos são naturalmente higiênicos. Filhotes de gato também, claro. Assim, mantenha sempre uma caixa de areia para as necessidades físicas. Isso evita uma série de problemas de saúde em seu bichano.

Vermifugação

Além de vacinas, o filhote de gato precisa de vermífugos também. Verifique com o veterinário com que frequência você deve dar esse tipo de substância.

Higiene bucal

Gatos têm grande tendência a problemas dentários quando adultos. Entretanto, essa condição pode ser minimizada se seus dentes forem escovados desde a primeira infância. Há tipos de escova para cada tipo de boca. Verifique.

Porém, a gente reconhece que essa ação não é fácil. A maioria dos gatinhos é arisca quanto a ela. Portanto, tenha paciência.

Objetos

Tão logo o filhote de gato chegue a sua casa, verifique eventuais objetos que possam causar acidentes. Portas que se fecham sozinhas, janelas altas em proteção, fios elétricos expostos, embalagens abertas de remédio, produtos de limpeza ao alcance etc. Afinal, como toda “criança”, esses bichinhos são extremamente curiosos.

Dê atenção especial ao rolo de papel higiênico. Eles adoram puxar a ponta até o infinito. Atenção a determinadas plantas; algumas podem ser tóxicas.

Cuide da alimentação e da água do filhote de gato

Filhote de gato deve se alimentar bem e ter água abundante.

Filhote de gato deve se alimentar bem e ter água abundante.

A alimentação do filhote de gato é capítulo especial no convívio com seu bichano. Há uma variedade enorme de tipos de comida e uma maior ainda de marcas. Verifique aquele tipo e aquela marca com os quais ele mais se sente bem.

Você pode notar a preferência dele a partir de observação. A primeira reação, em caso de negativas, é a rejeição. Entretanto, é possível que ele aceite o alimento, mas efeitos diversos apareçam nas fezes, urina, comportamento, brilho dos pelos etc.

Por outro lado, lembre-se de que gatos são carnívoros, ou seja, precisam de proteína animal em seu organismo. Assim, verifique com o veterinário qual é a melhor maneira de alimentá-lo. Em paralelo, é sempre bom inserir aminoácidos na alimentação, como arginina, taurina etc.

Adquira quantidades pequenas de alimento a fim de ir testando. Desta forma, você pode fiscalizar o nível de aceitação do animalzinho.

Importante: É difícil resistir ao “carinho de dar alimento humano” ao filhote de gato. Entretanto, resista. O organismo dele é profundamente sensível a muitas substâncias que são agradáveis ao paladar do ser humano, como doces, por exemplo.

Como suporte informativo, consulte sempre a embalagem do alimento. Ali, há indicações sobre idade, peso, quantidade ideais etc.

Gatos são normalmente controladores de seu apetite. Assim, deixe a vasilha de alimentos sempre com algum conteúdo. Se perceber que restos de ração esteja há muito tempo nela, troque. Porém, não descuide do peso. Apesar de se controlar, alguns podem perder a noção e engordar demais.

Em paralelo, mantenha o pote de água sempre limpo e à disposição. A água deve ser fresca e, claro, limpa também. Mas cuidado com excesso de cloro.

Cuide do bem-estar do filhote de gato

O filhote de gato gosta de brincar com brinquedos que estimulem.

O filhote de gato gosta de brincar com brinquedos que estimulem.

O gato é independente, mas adora carinho. Eles precisam ser entretidos também, caso você não queira que eles rasguem toda a sua mobília da casa. Portanto, forneça formas de entretenimento só dele.

Interatividade

Diz o senso comum que gatos preferem isolamento. Não é bem assim, contudo. Eles também precisam brincar com você, necessitam de atenção, de carinho. Adquira brinquedos específicos para gatos, interaja com ele. Ele vai se sentir bem mais feliz.

Eles gostam de se coçar

Providencie uma barra vertical qualquer para que ele se habitue a se coçar. Além de automassagear, ele encara isso como uma espécie de brincadeira também.

Unhas

O poder das unhas de gato é conhecido de todos. Os filhotes de gatos parecem não ter noção dele. Eles precisam aprender a “lixar” as unhas. Se sua casa não dispuser de chão rústico, providencie uma área qualquer com essa condição. Eles vão arranhar o chão a fim de manter a saúde de suas unhas.

Via de regra, a barra vertical mencionada acima também serve para lixamento das unhas.

Feromônio sintético

Eventualmente, você pode espargir essa substância. Experiências sérias comprovam que ela acalma os filhotes de gato mais interativos, mais ansiosos.

Escovação

Mesmo que seu filhote de gato tenha pelos ralos, habitue-se a escová-lo. Além de massagem, é ato de carinho, de interação. Isso facilita proximidade e respeito do animal para com você.

Além disso, também favorece limpeza de pele do animal, pois a ação retira excesso de pelos soltos que certamente contém micro-organismos.

Local de descanso

Gatos são normalmente preguiçosos. Mas nem todos, claro. Você pode adquirir caminhas lindas no mercado, mas uma caixa com algum pano como forro é mais que suficiente para o conforto dele.

Importante: veterinários e proprietários responsáveis asseguram que gatos são bem mais sensíveis ao frio. Assim, no inverno, mantenha seu “dormitório” em condições aconchegantes e atrativas.

Cuide do visual do filhote de gato

Filhote de gato deve ter os pelos cuidados e unhas aparadas.

Filhote de gato deve ter os pelos cuidados e unhas aparadas.

Manter o visual do seu filhote de gato não é exatamente cuidar da beleza apenas. É mais que isso. Quando os pelos, o bigodinho, a cauda, os dentinhos são bem cuidados, isso evita uma série de problemas tanto de comportamento como de saúde orgânica do animalzinho.

Escovação de pelos e dentes

Embora os gatos saibam fazer a sua própria auto limpeza, escovar os seus pelos, assim como os dentes vai garantir uma higiene muito maior.

Uso de produtos

Todo produto de beleza contém química, incluindo os destinados a humanos. Assim, cuidados com a quantidade, a qualidade e o tipo de produto são importantes. Observe efeitos eventualmente negativos que tais produtos causam no bichinho.

Termômetro da alimentação

Pelos opacos, consequentemente sem brilho, eriçados, quebradiços etc. podem ser indicativo de problemas na alimentação. Atente-se.

Muito bem. Gatos são animais sensíveis, como você já sabe. Ou descobriu aqui. São malemolentes e manhosos. Os filhotes de gato também, claro. Assim, procure fazê-lo se sentir seguro, descobrir que tem uma família protetora e amiga, que pode ficar tranquilo que aos cuidados que vai receber. Isso é importante para ele e para você.

Aproveite que chegou até o fim desta apresentação e interaja com a gente. Deixe seus comentários abaixo com dicas, sugestões, perguntas, opinião etc. Assim como os filhotinhos de gato, a gente gosta de contato