O espirro reverso é, sem dúvida, algo muito comum em cães e que pode assustar o tutor que não está familiarizado com o barulho.

Quando os animais de estimação invertem o espirro, eles geralmente ficam de pé, estendem a cabeça e o pescoço, puxam os lábios para trás e inalam repetidamente e com força através do nariz. Esse processo todo, faz com que emitam um som característico que pode assustar um pouco os tutores mais inexperientes.

O que é o espirro reverso em cães

Espirro reverso, conhecido na veterinária como respiração paroxística inspiratória, é um fenômeno observado em cães, particularmente em braquicefálicos, ou seja, cães com focinho achatado como Pug, Buldogue Inglês ou Francês.

É caracterizado por uma rápida e repetida inalação forçada passando através do nariz, acompanhada de sons de ronco ou engasgos. Embora possa parecer angustiante para o animal, o fenômeno não é prejudicial. A maioria dos cães permanecem completamente normais antes e depois de tais episódios. Além disso, a maioria dos cães têm episódios de espirro reverso repetidos ao longo das suas vidas.

Sintomas do espirro reverso canino

Cães que apresentam espirro reverso geralmente apresentam os seguintes sintomas:

  • O cão fica estático;
  • Estica o pescoço para o alto;
  • Os olhos ficam arregalados;
  • O cão faz movimentos respiratórios mais rápidos do que o comum;
  • Emite sons nasais (por isso a confusão com um engasgamento);
  • Tosse.

Causas do Espirro Reverso

Espirros reversos e espirros “regulares” são reflexos intimamente relacionados. O objetivo de ambos é, de fato, expulsar um agente irritante da parte superior do trato respiratório.

Irritações nas vias nasais como excesso de poeira, por exemplo, provoca espirros regulares. Por outro lado, a irritação que ocorre na área atrás das cavidades nasais, acima do palato mole, fazem com que os cães “invertam’ o espirro. Ou seja, o episódio ocasional de espirros reversos é perfeitamente normal. É apenas o jeito do corpo de se livrar de algo que está irritando a nasofaringe.

O espirro reverso começa a merecer atenção a mais quando se torna muito frequente. Nesse caso, pode haver algum agente irritando na nasofaringe que o cachorro não está conseguindo expelir. Por isso, caso isso ocorra, sugere-se uma visita ao médico veterinário para avaliações mais aprofundadas.

O que pode desencadear um espirro reverso

Um espirro reverso normal tem duração curta e não acontece com frequência. Espirros reversos também podem ser causados ​​por:

  • Perfume irritante no ambiente;
  • Excitação;
  • Intolerância ao Exercício
  • Trauma após puxada na coleira.
  • Ácaros
  • Vírus
  • Alergias sazonais

Problemas de saúde que causam espirros reversos

Para obter um diagnóstico preciso do que está causando episódios de espirros reversos frequentes no cachorro, o veterinário fará, muito provavelmente, um exame físico e coletará o histórico do animal (anamnese). Além disso, poderá solicitar exames complementares, como exames de sangue e de de imagem.

As possíveis causas de espirros reversos excessivos incluem alergias, infecções, formações anormais, material estranho (por exemplo, grama), ou anormalidades anatômicas que afetam a nasofaringe.

Os ácaros nasais, ou seja, pequenos parasitas que podem infestar as passagens nasais e os seios dos cães, são outra possível causa do espirro reverso.

Como tratar o espirro reverso?

Em casos de episódios  leves e esporádicos, não é necessário algum tipo de tratamento já que não são considerados eventos anormais.

Em geral, o tratamento é feito em animais com episódios frequentes e, portanto, anormais. Nesses casos, são utilizados medicamentos específicos após diagnóstico correto. O tratamento cirúrgico, no entanto, só é necessário quando houver presença de massas e anormalidades anatômicas.

Referências bibliográficas:

Manual Saunders – Clínica de Pequenos Animais. Bichard, s. Sherding, R. São Paulo, Roca, 2003.

What is the Reverse Dog Sneeze and Why Does it Happen.