Você já se sentiu constrangido quando o seu cachorro se comporta mal em público? Enquanto ter um cachorro perfeitamente treinado é o ideal e o sonho de todo tutor, chegar a esse ponto não é fácil.

Mas só o fato de você estar determinado a treinar o seu cachorro já significa que você está no caminho certo. Não deixe que pequenos erros no treinamento do animal te impeça ou te desanimem de continuar.

Evitar erros no treinamento do seu cachorro para não prejudicar o processo e dificultar as coisas é fundamental. Erros comuns como não ter paciência suficiente, não recompensá-lo na hora certa ou manter o horário na rotina, são alguns exemplos.

Veja abaixo 5 erros no treinamento mais comuns que cometemos e como fazer para evitá-los. Confira!

Não ter paciência

Paciência é a chave para não cometer erros de treinamento.

Treinar o cachorro leva tempo, e todo cachorro tem o seu próprio tempo de aprendizado para conseguir absorver tudo.

Não fique frustrado ou estressado se o animal está levando mais tempo que o esperado para aprender as regras. Isso não só vai piorar as coisas entre vocês, como também vai deixá-lo estressado.

Se o cachorro tiver dificuldades em aprender algum comando, você deve levar em consideração se é a hora certa para este tipo de treinamento.

Talvez você tenha estendido demais as sessões. O ideal é mantê-las curtas (entre 10 a 15 minutos), e sempre terminá-las de forma positiva. Além disso, divida o treino em pequenas sessões, cada uma realizada separadamente.

Não corrigir ou recompensar de imediato

As recompensas devem ser dadas imediatamente., um dos erros de treinamento mais comuns não recompensar na hora certa.

Treinadores usam os “clickers” e os petiscos para recompensar o cachorro durante o treinamento quando eles fazem algo corretamente.

Mas, é preciso recompensar o cachorro imediatamente após a ação e o bom comportamento para reforçar os bons hábitos e evitar os erros no treinamento.

Afinal, os cães não foram abençoados com o mesmo senso de tempo que nós, seres humanos.

Portanto, comportamentos negativos ou positivos devem ser reconhecidos imediatamente; ou você apenas irá confundir o animal.

Se o cachorro fizer algo inadequado, e você escolhe atender ao telefone ao invés de adverti-lo no mesmo instante, ele não vai saber a razão de estar sendo punido minutos depois.

Encorajar maus hábitos

Um dos erros de treinamento mais comuns é encorajar maus hábitos.

Se você acaricia ou toca no cachorro quando ele pula, você está reforçando esse comportamento no animal ao ensinar que pular resulta em ganhar a sua atenção.

Da mesma forma, se você responde aos seus chamados quando implora comida embaixo da mesa, você estará tornando isso um hábito.

Encorajar o cachorro a latir para estranhos ou gatos e depois punir este mesmo comportamento mais tarde na vida quando ele perseguir um novo gatinho ou late para o carteiro não faz o menor sentido.

Falhar em estabelecer uma rotina

Todo treinamento deve seguir uma rotina consistente.

Os cachorros adoram uma rotina. Quando eles conseguem perceber a hora de brincar, passear, comer e dormir, isso lhes dá um maior nível de confiança que constrói antecipação saudável e diminui o estresse.

Eles são animais muito espertos, capazes de perceber rapidamente muitos sinais. Alguns podem até não ser tão importantes — deixando-os confusos e criando problemas mais tarde no treinamento.

Ao treinar filhotes, é essencial determinar um horário para brincar, passear e comer. Qualquer que seja a rotina criada por você, tente mantê-la para inspirar confiança no filhote. A transição para a fase adulta será bem mais fácil com isso.

Não reconhecer medo ou ansiedade no cão

Outro erro de treinamento é não saber identificar sinais de estresse no animal.

Não saber reconhecer alguns sinais que o cachorro apresenta é um dos erros no treinamento mais comuns.

Aprenda a reconhecer os sinais de fadiga, ansiedade ou medo no seu cachorro, a fim de parar a sessão de treinamento imediatamente.

Orelhas baixas, lamber os lábios e encolher-se com o rabo entre as pernas é um desses sinais que devemos ficar atentos — eles mostram que o animal está ansioso ou com medo.

Concluindo…

Para concluir, nunca treine o seu cachorro quando estiver de mau humor ou cansado. A paciência tende a diminuir quando estamos ranzinzas e cansados, e você estará mais propenso a ficar zangado com o cachorro, caso ele não te obedeça ou não consiga desempenhar o que lhe foi mandado.

Para treinar o seu cachorro de maneira profissional, você pode aprender as técnicas em cursos de treinamento de cachorro online. As lições são muito úteis em ajudar na comunicação com o seu cachorro.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta