Precisando de algumas dicas de decoração “pet-friendly” para incorporar na sua casa? Sabemos que nossos companheiros peludos são mesmo a melhor companhia para todas as horas e em qualquer situação. Por isso, a vontade é tê-los por perto em todo lugar, inclusive dentro de casa.

No entanto, nossos animais de estimação costumam mastigar, arranhar e rasgar tudo à sua volta, principalmente a mobília. Isso acaba comprometendo a relação entre muitos tutores e seus animais, obrigando-os a impor limites de convivência para evitar esses problemas.

É comum entre tutores restringir algumas áreas da casa ou até mesmo o convívio dentro dela quando o cachorro não consegue entender os seus limites ou possui um comportamento digamos, mais “destruidor”.

Felizmente, há algumas maneiras “pet-friendly” que podem resolver esse problema, ajudando a decorar os espaços e criar limites para o animal nos ambientes de interação familiar, sem comprometer o design ou a estética da sua decoração interna.

Veja abaixo 6 dicas de decoração criadas por especialistas em design de interiores para transformar a sua casa à prova de animal de estimação a partir da perspectiva profissional em design.

Confira!

Dica de decoração Pet-friendly #1: Opte por sofá e poltronas de couro

Uma boa dica de decoração “pet-friendly” é investir em um sofá de couro.

Da mesma forma que uma bolsa ou carteira de couro legítima, um sofá de couro costuma envelhecer de forma bacana com o tempo.

Um sofá ou uma poltrona em couro escuro, como marrom, bege, vinho ou cognac podem sustentar e até sobreviver a acidentes e arranhões e, mesmo assim, conservar a boa aparência aconchegante, luxuosa e vintage. Além disso, o couro é mais fácil de limpar e remover pelos, bastando aspirar.

Dica de decoração Pet-friendly #2: Crie uma área designada aos brinquedos

Usar um cesto é uma boa dica de decoração para evitar a bagunça.

Determine quais serão os locais para manter os brinquedos de cachorro para evitar a bagunça generalizada e passar a ideia de que ele pode brincar em todos os locais. Há muitas peças de mobília que podem armazenar brinquedos sem que eles fiquem à mostra.

As mais comuns são os cestos e caixas, para que eles possam alcançar um brinquedo sempre que quiserem. Mas você pode investir cabanas estilosas, onde o animal inclusive pode brincar com eles ali dentro.

Outra opção seria investir nos baús e pufes fechados, em que os brinquedos desaparecem da vista, podendo também fazer parte da decoração como áreas para sentar e mover ao redor.

Dica de decoração Pet-friendly #3: Invista em 2 aspiradores

Essa não é bem uma dica de decoração, mas pode ajudar bastante na sua rotina de limpeza. O ideal é investir em dois aspiradores de pó ou algum modelo dois em um. Isso porque o modelo maior pode servir para a limpeza mais pesada e o outro menor, do tipo de mão ou vertical, para aspirar os pelos diariamente na semana.

Dessa forma, limpar os locais de convívio todos os dias não serão tão difíceis e exaustivos, e a sua casa vai ficar sempre limpa e confortável, livre de poeira, sujeiras e os inconvenientes pelos de animais que grudam na roupa.

Dicas de decoração Pet-friendly #4: Tente evitar as cores escuras

As cores escuras podem deixar o ambiente pesado demais.

Embora muita gente acredite que as cores escuras de tecidos e tapetes podem esconder manchas e sujeiras, elas podem evidenciar ainda mais e ainda pesar no ambiente.

Ao invés de “mascarar” os acidentes em potencial com cores escuras, experimente os tecidos de padrões e texturas multi-coloridas. Os padrões e as cores vão ajudar a esconder possíveis manchas difíceis de sair, enquanto trazem mais vida ao ambiente.

Os tons de cinza e neutros são ideais para evitar que o ambiente fique pesado, sem ser uma “campo magnético” de sujeira.

Dicas de decoração Pet-friendly #5: Permita o acesso fácil à certas áreas

Se o seu cachorro é uma dessas raças com mais dificuldade para subir em locais mais altos, como sofás e poltronas, invista em mobiliário ou peças que possam facilitar esse acesso dele, caso você ache ruim que ele suba neles.

Algumas raças de cachorro possuem patas curtas ou problemas que impedem o alcance ou pulos mais altos. A idade avançada do animal também pode dificultar esse acesso. Para ajudar, invista em pequenos degraus, banquinhos ou até mesmo pufes ou um tapete que facilite a tração.

Dicas de decoração Pet-friendly #6: Escolha móveis à prova de dentes e garras

A maioria dos filhotes passam pela fase de mastigar as coisas, incluindo quinas de paredes e de móveis, assim como os pés. Mas algumas raças demoram a abandonar esse hábito, especialmente se não foram treinadas ou estão entediadas.

Invista no treinamento e correção desse comportamento o quanto antes. Mesmo assim, é possível também optar por móveis feitos de materiais mais resistentes — à prova de dentes e garras.

Por exemplo, sofás, cadeiras, mesas e poltronas com pés de madeira devem ser evitadas, o ideal são os pés e estruturas de metal para frear o instinto de sair mordendo e arranhando tudo pela casa.

Dicas de decoração Pet-friendly #7: Invista em uma peça só dele

Uma boa dica de decoração é investir em uma peça só dele que combine com tudo.

Uma excelente ideia para evitar que o seu cachorro ou gato se apodere de móveis na sua casa ou até desenvolva certos comportamentos territoriais quanto ao local, é investindo em uma peça de mobília só dele que faça parte da decoração no ambiente.

Dessa forma, ele vai ter um lugar próprio para ficar e se sentir completamente incluído no ambiente. Há vários mobiliários bacanas para cachorro e gato que não comprometem a estética da decoração e ainda dão um charme especial ao local.

Há quem prefira criar nichos embutidos nos móveis, colocar uma casinha de cachorro bem charmosa em algum cantinho, uma super almofada confortável ou até mesmo uma capa protetora no sofá com travesseiro só para ele deitar junto de você.

Dicas de decoração Pet-friendly #8: Crie um espaço exclusivo para ele

Criar um local ou espaço para o animal no ambiente ajuda a fazê-lo se sentir parte da casa.

Essa dica de decoração é uma variação acima. Ao invés de investir em um móvel ou acessório, muitos tutores estão tendo a ideia de incorporar soluções de design para os animais de estimação junto aos projetos arquitetônicos do ambiente.

No caso dos gatos, alguns arquitetos criam nichos, degraus e plataformas em projetos de marcenaria para que eles possam caminhar, se esconder e até dormir nesses locais, passando a interagir mais no ambiente de convívio.

Já para os cachorros, as soluções estão mais relacionadas a criar espaços para ele dormir mais abrigado e de forma mais confortável, ou de locais onde ele possa relaxar alheio à rotina da casa.

Dicas de decoração Pet-friendly #9: Facilite a entrada e saída

Facilitar a entrada e saída do animal na casa não é uma dica de decoração, mas pode vir a ser dependendo da solução adotada. Essa é uma das maneiras mais fáceis de fazer com que o animal se sinta parte do convívio, mas entenda também quais os seus limites.

Se você mora em casa com acesso à área externa como quintal, fica mais fácil. Talvez instalar uma portinhola para o animal entrar e sair na porta que dá acesso ao lado de fora possa funcionar. Alguns modelos são super charmosos e seguros.

Mas se você mora em apartamento, talvez fique mais complicado. Uma boa ideia é incorporar a varanda como parte da casa e criar um cantinho para o animal ali — você pode até fazer um mini jardim, com plantas, vasos, piso especial e até uma fonte com água fresca.

Dicas de decoração Pet-friendly #10: Não o isole ou confine-o

Não é bom pra o animal ficar isolado em qualquer canto da casa.

Outra dica que não é bem de decoração, mas que pode influenciar mais no comportamento do animal. Geralmente, quando isolamos ou confinamos o animal em locais afastados ou mais segregados, longe do convívio e interação familiar, o cachorro sente que não é bem vindo.

Isso pode acarretar vários problemas emocionais e comportamentais caninos, culminando até para atitudes agressivas ou destruidoras. Acho que essa não é a ideia, nem o melhor caminho.

Então, não adianta comprar a melhor cama para cachorro, almofada ou casinha, se você vai jogá-la em qualquer canto onde ele não possa estar próximo à você ou demais integrantes da casa.

Pronto! Agora você já sabe o que fazer para deixar a sua casa mais confortável e convidativa para o seu animal de estimação, familiares e visitas! Tenho certeza de que todos irão se beneficiar desse convívio depois disso.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta