A chegada de um filhote de cachorro em casa é motivo de muita alegria e agitação para toda a família. Porém, tomar todos os cuidados com filhote de cachorro desde o primeiro dia é fundamental para que o convívio com o animal futuramente seja o melhor possível.

Isso porque quando se introduzimos o novo integrante na família devemos nos preocupar não só com o que ele vai comer, onde irá dormir e fazer suas necessidades, mas também com os muitas outras questões na casa que podem ser perigosas para ele que ainda não sabe nada da vida.

Por isso, além de providenciar os seus itens pessoais de necessidades básicas, como alimento, água e local para dormir, você terá que preparar a casa para recebê-lo de modo a garantir a sua segurança. Depois, vai ter que tomar providências quanto às suas vacinas, treinamento, socialização, entre outras coisas.

Mas não se preocupe, nós vamos te ajudar nessa nova empreitada! As dicas abaixo vão garantir que todos os cuidados com filhote de cachorro sejam tomados, sem esquecer de nada.

Pode apostar! Vem com a gente!

Como se preparar para receber o cachorro filhote em casa!

Um dos cuidados com filhote de cachorro é preparar a casa antes da sua chegada.

Você já tratou de assinar a papelada, já está com o seu novo “amiguinho peludo” prontinho para levar para casa, agora chegou a hora de tomar as primeiras providências quanto aos cuidados com filhote de cachorro.

Quando trazemos um novo filhote para dentro de casa pela primeira vez, é comum a rotina ficar um tanto caótica. Eles podem até ser pequenos e parecer inofensivos, e eles são! Mas crescem rápido e muito em breve podem causar grandes estragos na sua casa.

Portanto, mais que escolher um cantinho tranquilo da casa para colocar a sua caminha e providenciar a comida, você deve manter o cachorro protegido de certos perigos pela casa, como utensílios domésticos perigosos, plantas e outros itens, além de manter a ordem na casa.

Veja abaixo 5 dicas de segurança e cuidados com filhote de cachorro em casa:

1. Prepare os tapetes higiênicos

Uma das coisas mais impossíveis de se prevenir é os acidentes com urina pelo chão e carpete na casa. Mas você pode ter um pouco mais de controle sobre isso usando os tapetes higiênicos nos locais onde o filhote mais for ficar.

Dessa forma, você consegue evitar ter que limpar o chão e carpete pela casa todos os dias, e se por acaso ele mesmo assim fazer necessidades fora do tapetinho, invista em alguns produtos de limpeza específicos que tiram o odor para que ele não repita novamente no mesmo local.

2. Cubra e organize os cabos soltos

Cachorros adoram mastigar e roer as coisas pela casa, principalmente quando ainda filhotes. Os alvos principais em casa são os cabos de aparelhos eletrônicos, como TV, computador e telefone.

Se ele roer um desses cabos elétricos, não só irá arruinar os fios como ele também pode levar um choque se estiverem na tomada. Antes de trazê-lo para casa, pense em como você vai fazer para tirar os cabos do alcance dele, como elevar do chão, colocá-los dentro de réguas de segurança, cobrir fios desencapados ou até passar fita adesiva, além de proteger as tomadas.

3. Separe alguns itens para entretê-lo

Fornecer meios de entretê-lo é um dos cuidados com filhote de cachorro.

Um filhote entediado em casa é um perigo em potencial. A ansiedade causada pelo tédio de ser deixado sozinho, sem nada para fazer, brincar, mastigar ou destruir, pode resultar em objetos e móveis destruídos pela casa.

Para que isso não aconteça, separe alguns brinquedos para cachorro e objetos apropriados para fazer companhia à ele quando você não estiver por perto. Se ele tiver com que brincar, mastigar e roer, muito provavelmente não vai destruir as suas coisas.

Pode ser que isso não vá impedi-lo completamente de roer o tapete ou fazer xixi no chão, mas vai mantê-lo ocupado por algumas horas.

4. Livre-se dos “venenos” em potencial

Filhotes de cachorro são curiosos e cheios de energia, além de não terem noção do que pode ou não ser tóxico. Isso significa que qualquer coisa jogada por aí pode ser ingerida por eles.

Por isso, é crucial garantir que a sua casa não tenha nada perigoso ou venenoso que eles possam ingerir, como o seguinte abaixo:

  • Algumas espécies de plantas
  • Medicamentos
  • Produtos de limpeza e colas
  • Veneno e/ou iscas para insetos e ratos
  • Insetos e outros bichos
  • Produtos químicos de jardim
  • Baterias e pilhas
  • Alguns alimentos, como chocolate.

Tente se livrar, cobrir ou proteger esses “venenos” em potencial para ficar fora do alcance deles. A melhor forma de prevenir a ingestão de algo perigoso é se possível, se livrar de todos esses itens na casa ou garantir que fiquem fora de alcance.

Opte por plantas que não sejam venenosas, mantenhas os medicamentos, baterias e produtos químicos em locais altos, bem fechados e fora do alcance. Chocolate para cachorro e outros alimentos são perigosos e deve ser jogados fora com cuidado extra.

Isso porque os cachorros adoram revirar lixo e destruir embalagens, por isso, mantenha o lixo também fora do alcance deles. Isso nos leva à próxima e última dica abaixo.

5. Proteja as latas de lixo

Você pode até deixar a dispensa trancada e os alimentos fora do alcance do cachorro, mas nada o impedirá de virar a lata de lixo para descobrir o que há de tão “cheiroso” lá dentro.

O problema é que pode haver muitos itens estragados, venenosos e perigosos ali dentro que se ingeridos podem fazer mal, além da sujeira depois para limpar. Portanto, deixe a sua lata de lixo em local onde ele não possa encontrar ou sempre muito bem fechada, além de optar por um modelo bem pesado.

Principais cuidados com filhote de cachorro nos primeiros dias

Um dos cuidados com filhote de cachorro é fornecer um local adequado à ele.

Os filhotes de cachorro são como os bebês recém nascidos, em alguns aspectos. É natural que eles estranhem o novo lar nos primeiros dias. Afinal, eles não conhecem o ambiente em que estão chegando.

Portanto, os cuidados com filhote de cachorro nos primeiros dias exigirão a compreensão dos seus tutores e muita paciência. Você terá que ser carinhosa e atenciosa com ele neste período de transição, a fim de facilitar a sua adaptação.

Veja o que você pode fazer em relação aos primeiros cuidados com filhote de cachorro para adaptá-lo mais rapidamente ao ambiente:

Crie um espaço tranquilo só dele

Como vimos, preparar a casa para receber o novo filhote irá facilitar a sua vida e oferecer mais segurança ao animal. Mas o seu conforto também é importante e você pode começar escolhendo um cantinho mais tranquilo na casa para colocar a caminha dele.

É importante escolher um local silencioso e não muito movimentado, pois os filhotes costumam ficar inseguros e acuados nos primeiros dias de casa nova. Além disso, com poucos meses de vida eles dormem bastante, por isso precisam de um ambiente calmo, onde se sintam seguros e confortáveis.

O melhor local vai depender da raça, do clima da região e claro, da disponibilidade de espaço na sua casa. Além disso, providencie um bebedouro e comedouro próximo ao local dele.

Mas, de um modo geral, os cuidados com filhote de cachorro incluem: uma cama limpa, aconchegante, seca e quente, além de espaço mínimo para se movimentar e fazer suas necessidades fisiológicas. A área deve ser segura, abrigada e bem ventilada, com água sempre fresca e em abundância, de livre acesso.

Porém, nos primeiros dias, como os filhotes são muito curiosos e não conhecem muito bem o ambiente e os perigos a sua volta, o ideal é restringi-los de alguns acessos como escadas e outros ambientes da casa.

É importante também que ele goste do seu espaço para poder ficar nele sempre que quiser ou precisar. Você pode treiná-lo para que ele aprenda a ir para a própria cama e valorizar o momento por lá. Tente agradá-lo bastante com carinhos ou petiscos, mostrando que o local é bom de ficar.

O filhote pode até dormir com você, mas é importante que ele tenha seu o próprio espaço desde o início para criar a sua independência, com a sua própria cama e seus objetos pessoais.

Zele pelo sono dele na primeira noite

Um dos cuidados com filhote de cachorro é zelar pelo sono tranquilo dele.

De noite, quando for a hora dele dormir, coloque-o na caminha de cachorro e cubra-o com um pano, que pode ser o cobertor que veio com ele do canil, que ainda possa estar com o cheiro da sua mãe. Ele vai se sentir mais protegido.

Há quem inclua relógios mecânicos para simular os batimentos cardíacos maternos e bichinhos de pelúcia para fazer lhe companhia na falta dos irmãos.

Normalmente, um filhote de até 3 meses de idade costuma dormir até 80% do tempo. Portanto, evite acordá-lo com freqüência ou pegá-lo no colo de qualquer maneira. Também não é bom deixá-lo sozinho por muito tempo ou permitir que crianças brinquem demais com ele, deixando-o agitado.

Cuide para que a alimentação seja adequada

A alimentação do filhote é muito importante e deve ser equilibrada desde o início para que ele se desenvolva bem até a fase adulta. No entanto, o ideal é evitar alterar a alimentação dele nas primeiras semanas.

Você deve estipular um horário fixo para oferecer as refeições, sempre na quantidade recomendada pelo médico veterinário ou da embalagem da ração específica para filhote. Nunca deixe ração no comedouro à vontade, pois isso pode os riscos à obesidade, acarretando maiores problemas de saúde.

Quando você deixa a ração disponível 24 horas por dia, o filhote acaba comendo pouco por entender que a comida está lá a todo momento. Além disso, ele acaba salivando várias vezes em cima da comida contribuindo para a proliferação de bactérias.

Também não é saudável deixar a ração exposta ao oxigênio e luz, pois o alimento oxida e perde os nutrientes, podendo até atrair ratos e insetos. Para evitar que tudo isso, basta oferecer a quantidade correta, na hora certa.

Como treinar o filhote a comer na hora certa

Para fazer com que o filhote coma na hora certa, ofereça a quantidade correta no horário escolhido pela manhã e aguarde 10 segundos. Se ele começar a comer, espere ele terminar, elogie e recompense-o com carinho e tire o pote de ração.

Caso ele não coma, tire o pote de ração após os 10 segundos e só ofereça de novamente na próxima refeição. Caso ele comece a comer, mas pare não querendo mais, tire o pote e jogue a ração fora.

Faça isso em todas as refeições, mesmo que ele pule uma delas. Na próxima refeição, apenas ofereça a quantidade certa novamente, sem compensar pelo o que ele não comeu. Só assim ele vai entender que deve comer a quantidade certa, no horário estipulado.

Ensine-o a fazer as necessidades no lugar certo

O filhote deve aprender a fazer usas necessidades no local certo.

Ensinar a fazer as necessidades no local certo também faz parte da lista de cuidados com filhote de cachorro. Não há uma fórmula secreta, mas ajuda bastante tentar eliminar as chances de erro, aumentando as chances de acertar.

Para isso, você vai ter que determinar desde o início onde o seu filhote vai fazer as suas necessidades. É importante que o local seja mais reservado, sem muita movimentação de pessoas, nem muito próximo de portas e nem de onde o filhote come e dorme.

Normalmente, a melhor opção no início é utilizar os tapetes higiênicos sobre o local, quando não há um local externo para ele usar, como o gramado, por exemplo. Outro fator importante é só deixá-lo solto quando puder ser supervisionado, para que você possa levá-lo ao local quando observar que ele precisa fazer suas necessidades.

Uma outra dica é condicioná-lo à ir para o tapete ou local de fazer suas necessidades sempre após as refeições. No começo leve-o, depois observe se ele vai sozinho.

Quando ele tiver que ficar sozinho, restrinja o local com os tapetes higiênicos para ele acertar o local. E sempre que ele fizer no local certo por vontade própria, elogie e recompense-o com um petisco, ração e carinhos.

Comece o treinamento básico o mais cedo possível

Ensinar os comandos básicos de treinamento como vir quando chamado, sentar, deitar, soltar e ficar desde cedo é fundamental. Isso além de aumentar a conexão entre vocês, obedecer a esses é essencial para impor os limites, principalmente em locais públicos e na presença de estranhos, além de facilitar a rotina.

Isso vai evitar que ele cresça desobediente e sem limites, aprendendo que tem hora para tudo e que ele deve obedecer quando chamado ou quando você der uma ordem. Por exemplo, pedir para sentar é útil para colocar a coleira e esperar pelo alimento.

O comando para deitar e ficar parado é necessário para escová-lo e vesti-lo, ou para não pular em cima de alguma visita. Aprender a buscar e largar os objetos também é importante, além de vir quando chamado,a ssim como saber andar ao seu lado na hora do passeio, sem puxar a guia.

Introduza a socialização adequada

A socialização é uma das coisas mais importantes nos cuidados com filhote de cachorro.

A socialização desde cedo é também um dos cuidados com filhote de cachorro mais importante para o seu desenvolvimento saudável. Caso o filhote não seja socializado ou a socialização seja feita de forma errada, ele não vai conseguir interagir direito com outras pessoas, animais e lugares diferentes ao se tornar um cachorro adulto.

É muito comum alguns cães ficarem super excitados e ansiosos na presença de pessoas ou outros animais, ou distraídos e sem foco, ou até medrosos, reativos e inseguros. Tudo isso por conta da falta de socialização ou ter sido inadequada.

Mas ao contrário que muita gente pensa, socializar o animal não é simplesmente levá-lo ao parque para brincar com os cachorros ou cheirá-los. É preciso expô-lo a diferentes ambientes, pessoas, animais, cheiros, barulhos, etc.

Além disso, ele precisa ter boas experiências diante de todas essas coisas novas, e precisa ser feita pelo menos até 1 ano e meio de idade. Ee também precisa entender que nem sempre os outros vão querer interagir com ele e respeitar.

Mantenha a vacinação e a vermifugação em dia

Independente de todos os cuidados com filhote de cachorro aqui já listados, a vacinação é um dos mais importantes. Todo cachorro precisa tomar as suas vacinas desde filhote para garantir a sua saúde e bom desenvolvimento. A vacina polivalente V8 protege o cachorro das seguintes doenças:

  • Adenovirose;
  • Cinomose;
  • Coronavirose;
  • Hepatite Infecciosa Canina;
  • Leptospirose;
  • Parainfluenza Canina;
  • Parvovirose.

Além da V8, o filhote também deve ser vacinado contra a RAIVA. A vacina v8/v10 é dada em três a cinco doses, dependendo da indicação do veterinário, com intervalo de 21 a 30 dias cada. Já a anti-rábica é dose única, dada junto com a última dose da polivalente.

A vermifugação também é muito importante, e deve ser dada em dose única, sendo repetida depois de 15 dias. A primeira consulta no veterinário vai esclarecer sobre todas as vacinas e as datas a serem cumpridas, assim como todos os cuidados com filhote de cachorro necessários de agora em diante.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta