As competições caninas são extremamente divertidas e interessantes, tanto para quem assiste como para quem participa delas, seja cão e dono, ou apenas o animal. As primeiras competições caninas surgiram no Reino Unido, a partir da tradicional corrida de cães e provas de pastoreio.

Outras modalidades apareceram em uma época em que os cães auxiliavam seus donos no trabalho. Pastores costumavam desenvolver atividades de treinamento para seus cães de pastoreio e competiam entre vizinhos para saber quem era o mais apto ao trabalho. Desde então, muita coisa mudou, as atividades foram aperfeiçoadas resultando no surgimento de diversas formas de competição.

Aquilo que um dia era parte essencial do trabalho virou diversão, que ao popularizar-se se tornou um esporte e hoje todo esse treinamento é levado à sério.

competicoes-populares

Jack Russel Terrier em primeiro lugar no pódio (Crédito/Copyright: “alexei_tm/Shutterstock”)

Determinadas raças de cães são criadas exclusivamente para os mais variados esportes. As competições caninas podem ter ou não a participação do dono ou treinador, como no caso das competições de pastoreio, na qual o dono fica apenas observando. Mas na maior parte dos esportes caninos, o envolvimento do dono ou do treinador durante a atividade é essencial, e muitas vezes determina o vencedor.

Além de ser um superestímulo mental e físico para o cão, os esportes caninos colaboram na criação de laços extremamente estreitos entre o dono e o seu animal. A atividade, desde o seu treinamento, é capaz de desenvolver uma comunicação bastante clara e efetiva com o animal, o que gera ainda mais envolvimento e interação entre os dois.

competicoes-populares

Pastor Alemão orgulhoso exibindo seus prêmios (Crédito/Copyright: “Nikolai Tsvetkov/Shutterstock”)

Os esportes caninos e as competições ganham cada vez mais popularidade em todo o mundo, e começam também a ganhar maior visibilidade no Brasil, interessando demais os brasileiros. A mistura que combina o adestramento com as atividades físicas, além de melhorar a capacidade de compreensão dos cães, também os ajuda a ficar longe de problemas ligados ao sedentarismo.

competicoes-populares

Labradores Retrievers disputando um frisbee na água (Crédito/Copyright: “DP Foto CZ/Shutterstock”)

Pois, além deste incentivo à maior conexão com o cão, os esportes caninos também são atividades excelentes para manter a saúde de ambos, já que o movimento e a agilidade são pontos-chave nessas atividades. São muitas as oportunidades que o dono têm para praticar uma atividade esportiva ou de lazer com seu animal.

Seja qual for a modalidade escolhida, a qualidade do trabalho exigido ao cão será a expressão de uma verdadeira cumplicidade entre o animal e seu dono, sem a qual não haveria nenhuma atividade e nenhuma vitória.

Estes eventos nacionais organizados em países onde existem organizações cinófilas são, em geral, regidos por normas internacionais, veja exemplos destas atividades esportivas e algumas modalidades abaixo:

1. Concurso de beleza

competicoes-populares-beleza

Famoso Cão Montanhês de Bernese premiado em competição de conformação (Crédito/Copyright: “Soloviov Vadym/Shutterstock”)

Esse tipo de competição, popularmente conhecida por exposição, são eventos locais, nacionais, internacionais ou mundiais, durante o qual os cães de diferentes raças são avaliados baseados em suas características físicas, postura, relação a sua morfologia e comportamento, por juízes e especialistas, com base nos padrões da raça que representam.

Qualquer cão de raça pura está apto a participar dessas exposições, nas quais se determina qual animal é o melhor representante da raça. Nessa competição, as características do cãozinho são avaliadas pelos padrões internacionais e pela Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC). Existem padrões, medidas e características específicas a serem avaliadas, incluindo seus movimentos enquanto caminha e corre são avaliados em parâmetros bastante rígidos.

2. Competições de pastoreio

competicoes-populares-pastoreio

Border Collie em plena competição de pastoreio guiando ovelhas (Crédito/Copyright: “clearviewstock/Shutterstock”)

Foi a partir das competições de pastoreio que todas as outras modalidades de esportes caninos apareceram. Esta, que foi a primeira de todas elas continua bastante popular. Durante a prova, os cães, trabalhando sozinhos ou em duplas, devem conduzir o gado de um lugar para o outro, levando-se em consideração a precisão no deslocamento, tempo e eficiência.

As categorias podem ser gerais, nas quais todos os cães competem entre si, ou separadas por raças, assim como uma divisão na modalidade pelo número de cães pastoreando. Existem vários tipos de provas, desde as que acontecem em pastos imensos e abertos até as que o cão deve levar um determinado número de animais para cada celeiro. As modalidades também são definidas pelo tipo de animal que deve ser pastoreado, como ovelhas ou gado.

3. Corridas de trenó

competicoes-populares-treno

Time de Huskies Siberianos em competição de trenós (Crédito/Copyright: “hramovnick/Shutterstock”)

Os primeiros cães de trenó datam de cerca de 4.000 anos atrás na Sibéria Oriental. Mas as corridas de trenós puxados por cães como atividade esportiva só foram reconhecidas no início do século XX. Foi durante o auge da corrida do ouro que, grupos de entusiastas começaram a comparar seus cães de trenó em termos de força e velocidade. Desde o início do século, essas corridas deixaram de existir apenas no Alasca e vêm se popularizando nos Estados Unidos e no Canadá.

À partir de 1924, chegou a Nova Inglaterra, com a fundação do Clube de Cão Trenó da Nova Inglaterra. Em 1932, os Jogos Olímpicos de Inverno em Lake Placid foram palco para as primeiras corridas de trenó como esporte de demonstração e, assim, tornaram-se um sucesso mundialmente, especialmente na América do Norte, durante os jogos de inverno.

4. Pulka-skiing

A Escandinávia (Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia) também é um berço dos esportes de trenó, contudo, a atividade mais popular é o pulka-skiing, um esporte que combina a modalidade de esqui cross-country e trenó. A atividade consiste em prender o esquiador em um cabo a sua equipe composta de um a três cães em média, que puxam um trenó. Geralmente são usados cães de caça como Braque, Pointers, Setters, pois são cães mais rápidos em distâncias curtas (7-12 km) e psicologicamente mais aptos à solidão.

5. Competições de obediência

competicoes-populares-obediencia

Labrador Retriever amarelo em treinamento de obediência para competição (Crédito/Copyright: “Ermolaev Alexander/Shutterstock”)

As competições de obediência exigem muito treinamento e um enorme comprometimento entre o adestrador e o cão. Existem vários níveis nessa competição, e as categorias podem ser por raça, idade ou até tempo de treinamento. Em algumas modalidades, como o “Obedience Rally”, que são abertas a todos os cães, inclusive vira-latas, todos os cães competem entre si, independentemente da raça, e são julgados pela habilidade em obedecer comandos e executar tarefas.

As provas têm várias etapas, com percursos, sorteios de tarefas e comandos gerais a serem cumpridos. A comunicação entre cão e treinador é crucial para o bom desempenho das tarefas, e quanto menos comunicação verbal, mais pontos o cão leva. Os cães que participam de provas de obediência costumam ser muito inteligentes e recomenda-se que o treinamento seja feito desde filhote.

6. Competições de Freestyle

competicoes-populares-freestyle

Cachorro correndo para pegar frisbee treinando para competir em freestyle (Crédito/Copyright: “alexei_tm/Shutterstock”)

O esporte surgiu nos anos 90 em países da Europa, EUA e Canadá. Estas competições de Freestyle, ou estilo livre, são verdadeiros shows de talento. As equipes são compostas pelo cão e seu dono ou adestrador, que possuem cerca de 3 minutos, dependendo do regulamento da competição, para fazer sua apresentação. Existem alguns movimentos e truques obrigatórios que devem ser incluídos na coreografia, mas todo o resto fica por conta da dupla.

A competição costuma ser uma das que mais atraem o público, pois é muito divertida e impressionante — é aberta a todos os tipos de cães, não há categorias diferentes e uma das vantagens é exigir pouca força do dono e também do animal, mas involve muita coordenação. As duplas são julgadas pela coreografia, precisão na execução dos movimentos obrigatórios, criatividade e destreza. O dono utiliza gestos como acenar, girar, andar para frente e para trás, misturados a uma harmônica coreografia semelhante a uma dança por meio de técnicas de adestramento combinadas ao uso do clicker.

7. Competição de Frisbee ou disco canino

competicoes-populares-frisbee

Rottweiler em plena ação pulando para pegar o frisbee no ar (Crédito/Copyright: “Makarova Viktoria/Shutterstock”)

O esporte surgiu nos EUA e é bastante apreciado lá e na Europa. No Brasil, a prática é realizada como recreação ou uma brincadeira entre dono e cão. Nessa competição, cão e dono são julgados pela habilidade no jogo do disco. O dono lança o disco que deve ser apanhado pelo cão ainda no ar. Os quesitos avaliados são: distância (o dono fica posicionado com o cão atrás de uma linha e joga o disco), altura, rapidez e precisão (o dono deve jogar o disco e o cão deve buscá-lo dentro de círculos desenhados).

competicoes-populares-frisbee

Cão pegando frisbee no ar (Crédito/Copyright: “malamooshi/Shutterstock”)

Existem várias modalidades dentro da competição, algumas incluem performances freestyle com o disco (une técnicas de freestyle com o arremesso do disco e movimentos sincronizados com um fundo musical), outras focam na distância e outras exclusivamente na altura. Podem participar dessa competição todos os tipos de cães e alguns campeonatos são gerais, enquanto outros fazem várias categorias, por porte, raça e peso, no entanto, cães com uma estrutura física pesada ou obesos não devem saltar e os com estrutura leve ou instinto de caça se saem melhor.

8. Agility

competicoes-populares-agility

Cachorro competindo em agility (Crédito/Copyright: “Zelenskaya/Shutterstock”)

Uma das competições de cães mais conhecidas no mundo, o Agility, do inglês “agilidade”, surgiu nos anos 80 para entreter os visitantes de uma exposição de cães na Inglaterra. O esporte é baseado em técnicas do hipismo e praticado entre o dono e seu cachorro que devem ultrapassar diversos obstáculos presentes em um circuito específico, combinando habilidade e velocidade.

Muitos países europeus descobriram o esporte, antes de ele chegar ao Brasil, por volta dos anos 90, e ainda, de ser regulamentado pela Comissão Brasileira de Agility (CBA) em parceria com a Confederação Brasileira de Cinofilia.

competicoes-populares-agility

Cachorro pulando obstáculo em competição de agility (Crédito/Copyright: “Joop Snijder Photography/Shutterstock”)

Hoje, mais de 50 instituições no Brasil oferecem a modalidade. O cão deve percorrer um circuito de obstáculos em menor tempo possível, como rampas, pneus e túneis, além de obedecer aos comandos verbais e gestos do tutor. O mais importante é completar o percurso sem cometer faltas, sendo que o tempo é determinante, pois a velocidade e a agilidade do animal é o principal critério de avaliação.

Todos os cães a partir de um ano de idade podem praticar, mas o Border Collie, no caso da categoria standard (grandes raças), é a raça que historicamente mais se destacou nas competições. Em outras categorias, cães como Poodle, Pastor de Shetland, Cocker Spaniel e Schnauzer também se dão bem.

9. Flyball

competicoes-populares-flyball

Dogo Argentino em competição de flyball (Crédito/Copyright: “Melounix/Shutterstock”)

O Flyball é um tipo de corrida de revezamento que envolve equipes de quatro cães. Na década de 60, o esporte foi classificado como uma evolução do Agility. A modalidade surgiu nos EUA, onde é bastante regulamentada, inclusive com uma associação fiscalizadora, a NAFA. A prática é popular também em países como Canadá, Inglaterra, Austrália, Bélgica e Reino Unido.

No Brasil, o flyball é adotado mais como forma de lazer. No quesito socialização, é um esporte campeão, pois ativa o instinto de matilha, e também traz muita disciplina aos cães. Além da interação com o dono, todos os cães devem se comunicar muito bem.

competicoes-populares-flyball

Cachorro treinando flyball no parque (Crédito/Copyright: “Christian Mueller/Shutterstock”)

O objetivo é fazer com que um cachorro de cada equipe percorra obstáculos (normalmente quatro) posicionados a cerca de 3 metros de distância um do outro, até chegar na última barreira, onde ele encontra uma caixa com um pedal que solta uma bola de tênis. Ao pegar a bolinha, o cão deve retornar aos obstáculos até seu dono. Uma vez concluído o percurso, o próximo cão é liberado a partir da linha de partida.

A primeira equipe em que todos os quatro cães estejam reunidos na linha de chegada, ganha. Uma boa vantagem é elaborar estratégias, começando com os cães menores e finalizar a corrida com um cão maior e bem rápido. Como é uma atividade que exige agilidade, é praticada por raças como o Border Collie, mas, assim como o Agility, pode ser praticada por qualquer cão.

10. Dog Hiking

competicoes-populares-hiking

Mulher correndo com seu cachorro (Crédito/Copyright: “Blazej Lyjak/Shutterstock”)

Para aqueles que apreciam esportes de aventura, como trilhas, mountain bike e corridas, existem alguns esportes, ainda pouco conhecidos no Brasil, que possuem exatamente essa proposta. O dog hiking, por exemplo, é um deles, e qualquer cão pode participar. O esporte consiste em uma corrida de aventura, onde participam os cães e seus donos, correndo durante um percurso de trilha com um ou mais cães soltos, dependendo da equipe, a cruzar a linha de chegada juntos.

11. Bikejorking

competicoes-populares-bikejorking

Husky Siberiano participando de competição de bikejorking (Crédito/Copyright: “Migle Narbutaite/Shutterstock”)

O Bikejorking também é outra modalidade de esporte de aventura, como uma corrida de trenós, só que com bicicletas. Os donos são puxados pelos cães, que recebem comandos com relação a direção certa a seguir.

12. Canicross

ompeticoes-populares-canicross

Cachorro em competição de canicross (Crédito/Copyright: “Migle Narbutaite/Shutterstock”)

O esporte nasceu no Reino Unido tendo como objetivo treinar cães de trenó ou de tração. A modalidade ficou tão popular por lá que ganhou diversos campeonatos.

No Brasil, existem iniciativas de canicross no Rio de Janeiro e São Paulo, e apesar de ser uma modalidade pouco explorada por aqui, já há grupos empenhados na criação da Federação Brasileira de Canicross no País. O Canicross é como um trekking para cães praticado em trilhas e terrenos irregulares em meio à natureza.

competicoes-populares-canicross

Cachorro correndo ocm seu dono em competição de canicross (Crédito/Copyright: “Migle Narbutaite/Shutterstock”)

A atividade consiste em uma corrida em que o dono e cachorro correm juntos, e presos um ao outro. O dono usa um cinto conectado a um colete de tração especial com a guia do cão amarrada a ele para conduzi-lo pelo caminho escolhido. As distâncias são longas e essa é uma prova de resistência.

O esporte pode ser praticado por cachorros de todas as raças e portes, contanto que a idade do animal seja superior a um ano. Porém, recomenda-se que o dono tenha mais de 7 anos para guiar o animal.

13. Competições de velocidade terrestre

competicoes-populares-velocidade-terrestre

Galgos em corrida de velocidade (Crédito/Copyright: “EcoPrint/Shutterstock”)

A corrida terrestre de velocidade é um dos tipos de esporte canino mais populares, e já foi palco de muitas apostas, assim como as corridas de cavalo. Nas antigas corridas, na epoca de seu surgimento no Reino Unido, lebres de verdade eram usadas para que os cães as perseguissem. Mas, nos dias de dia, as corridas são realizadas com lebres mecânicas. Há categorias que variam na distância e no tipo de pista, sendo a corrida de 750 a mais popular.

14. Esportes aquáticos

competicoes-populares-esportes-aquaticos

Golden Retriever nadando em piscina (Crédito/Copyright: “guigaamartins/Shutterstock”)

Há uma infinidade de esportes caninos praticados na água, mas a maioria consiste na busca de objetos arremessados na água para que cão possa buscar e trazer de volta ao seu dono, semelhante à caça. Nessa categoria, existem três modalidades: objetos que boiam, objetos que afundam e o arremesso de ambos. Há também a corrida de natação, que funciona exatamente como as competições dos seres humanos.

Dada a largada, os cães pulam na água e devem nadar uma determinada distância. Pode ser realizado em piscinas, lagos e até no mar. Outra modalidade que está ganhando espaço é o Dock Jumping, que consiste no salto para dentro da água, onde os quesitos julgados são a altura, a distância e também a forma como o cão entra na água.

Agora que você conhece tantas modalidades de esportes caninos, você já pode se animar e escolher um para praticar com o seu cãozinho. Nós garantimos a diversão para ambos. Lembre-se, porém que é necessário muito comprometimento, disciplina e treinos com muita técnica de reforço positivo. O adestramento correto deve ser sempre prazeroso para o cão, só assim o desempenho dele será um dos melhores!