A casinha de cachorro é um artefato muito importante para o cachorro. Além de fornecer conforto e abrigo, o seu melhor amigo merece esse carinho.

Por isso, construir a casinha de cachorro certa para o seu cachorro pode ser divertido e muito recompensante. No entanto, para saber como fazer uma casinha de cachorro é preciso ter um planejamento e compreender a sua função e o seu propósito. Senão, pode ser um desastre total.

Saiba como fazer casinha de cachorro com perfeição

Se você sair por aí conversando com alguns donos de cachorro, provavelmente você voltará com pelo menos 10 projetos de casinha de cachorro diferentes. Todos com a promessa de que será perfeita! Se você decidir construir uma casinha de cachorro que preenche todas as necessidades do seu cachorro perfeitamente, nenhuma dessa pessoas irá criticar o seu projeto arquitetônico.

No entanto, nem tudo sai como planejamos. Algumas pessoas cometem mais erros que outras pelo caminho. Outras possuem mais experiência. De fato, quando construímos uma casinha de cachorro, é necessário considerar o tamanho adequado, o design, o material, a construção e o local da casinha de cachorro.

Para preencher todos os requisitos e melhor se adequar às necessidades do seu ocupante, a casinha de cachorro não pode ser cheia de frescura ou complicada. O propósito da casinha de cachorro é fornecer abrigo e conforto. Ou seja, permitir que o seu ocupante fique seco, longe do vento, fresco no verão e aquecido no inverno. Além disso, ainda ser um local onde ele se sinta seguro.

Lembre-se, uma casinha de cachorro ideal deve ser construída de acordo com o clima do local para se adequar a todos esses propósitos para que a sua função seja alcançada de forma correta.

Casinha de cachorro não pode ser úmida

A principal função de uma casinha de cachorro é não ser úmida e permanecer seca. É verdade que nem sempre é possível evitar que o cachorro molhe o local em dias chuvosos, mas esse não é o problema.

Assumindo que a casinha de cachorro seja à prova d’água, o principal problema é a umidade. Quando a umidade é alta, bactéria e vírus se proliferam e são facilmente carregados pela atmosfera do ambiente.

A situação pode piorar se o local não tiver uma troca de ar adequada. Ou seja, o ar fica abafado e úmido, assim aumentando as chances de doenças. Especialmente doenças respiratórias como bronquite e pneumonias. Além disso, até parasitas são um problema quando a umidade é alta.

O local não pode ser úmido e ter sempre uma boa troca de ar fresco. Por isso, portas e janelas são necessárias. Se for um canil, onde terão vários ocupantes, até um ventilador pode ser necessário. Já uma casinha de cachorro deve ter o tamanho certo, assim como a sua porta de entrada e saída para fornecer a ventilação de ar necessária.

A casinha de cachorro deve “respirar”. Seja pelas paredes ou pela porta e janelas. Casinha de cachorro de madeira, por causa das propriedades do material, normalmente respira até um certo grau. Adicionando uma porta de lona tipo “flap” ou uma de metal com ventilação, você elimina a umidade.

Casinha de cachorro não pode ser quente

Muita gente não tem ideia do quanto o cachorro é capaz de se adaptar às temperaturas diversas. Ao contrário dos seres humanos, os cachorros possuem sua própria forma de isolamento térmico, em forma de pelos. Igualmente, os cachorros de pelos curtos possuem a mesma habilidade de se manterem aquecidos que os cachorros de pelos longos.

Isto deve-se ao fato de que a pelagem deles é diferente. Por exemplo, o pelo do Doberman é curto, mas muito forte. Na verdade, é até oco. Isto é, na base dos pelos existem bolsas de ar que são o material isolante perfeito. O São Bernardo, por exemplo, possui uma pelagem dupla, densa e longa. O isolamento térmico é fornecido pelas bolsas de ar entre as camadas de pelos, camada externa e interna.

Ninguém aqui está dizendo que os Dobermans não irão tremer de frio no inverno (aliás, é a forma natural do corpo aumentar a sua temperatura), mas o São Bernardo e até o Malamute do Alasca farão o mesmo.

Tudo o que um cachorro deseja é ficar longe do frio, e isso significa um local longe do vento. O cachorro não quer ficar quente, ele usa a sua própria temperatura corporal para se aquecer. Além disso, ele ainda é capaz de se acostumar com as baixas temperaturas durante o outono e se preparar melhor para o inverno. Portanto, não é necessário colocar alguma fonte de aquecimento dentro da casinha de cachorro.

Casinha de cachorro deve ter o tamanho certo

Um outro problema comum ao construir casinhas de cachorro é o tamanho. A casinha não precisa ser nenhum palácio. Uma casinha de cachorro grande demais não será eficiente. Da mesma forma, uma casinha de cachorro pequena demais não funciona. Certamente, a casinha de cachorro pequena ficará muito quente e não haverá espaço suficiente para que ele se mova, levante ou se espreguice.

O cachorro quando se deita ou se encolhe para dormir ou se aquecer não toma muito espaço. Se você desenhar um retângulo ao redor dele com cerca de 7,5cm à mais de cada lado, de certo este é o tamanho certo para o interior da casinha de cachorro.

Lembre-se que, o corpo dele irá fornecer a temperatura necessária para manter a casinha aquecida. Se for muito grande, não será possível mantê-la aquecida. Já a altura, você pode manter de 10-15 cm acima dos seus ombros. Ele não se importará em abaixar a cabeça.

Isolamento térmico é perigoso

Materiais de isolamento térmico, se forem expostos, podem ser um desastre. Um cachorro entediado é mais suscetível a destruição e começar a roer as paredes. Normalmente, esses materiais de isolamento térmico obstruem o intestino do animal se forem ingeridos.

Isolamento térmico bom é aquele encontrado na pelagem dos cachorros. Ou seja, uma parede oca formada por uma camada interna e externa preenchidas com espaço vazio de ar. Isso manterá o cachorro aquecido durante o inverno e fresco no verão.

Porém, o mais importante, as paredes irão respirar, permitindo que o excesso de umidade passe pelas paredes. Fibra de vidro acaba armazenando umidade apodrecendo a madeira e adoecendo ainda mais o cachorro.

A casinha de cachorro ideal é de madeira ou plástico

Os materiais ideais para uma casinha de cachorro feita em casa podem ser comprados em qualquer loja de construção ou madeireira. A madeira seria preferível para pelo menos a camada interior. Ela pode ser desinfectada até um certo grau, mas pode melhorar com tinta esmalte e/ou tintas epóxi.

Algumas das novas casinha de cachorro de plástico de alto impacto pré fabricadas possuem os mesmos recursos. Eles usam paredes de espessura dupla, possuem boa ventilação e são muito fácies de limpar e desinfetar.

Também é possível construir uma casinha de cachorro com blocos de concreto para quem deseja algo permanente. Mas elas são úmidas em qualquer clima e impossíveis de desinfetar e até limpar (mesmo com tinta epoxy). Pois a sua natureza porosa permite que bactérias e outros materiais como sujeira entrem na superfície. Todas as casinha de cachorro de metal são fáceis de desinfetar e limpar, mas podem ser muito frias no inverno e muito quentes no verão.

Fibra de vidro também às vezes é usada, e são fáceis de limpar e desinfetar, mas são caras. Elas também podem rachar e se quebrar em temperaturas frias.

Tente também fazer o teto, ou uma porção grande dele, capaz de se abrir para facilitar a limpeza. Telhas de fibra de vidro também podem ser usadas, mas metal coberto por recomendado até para paredes é a melhor opção. É forte, à prova d’água e fácil de usar.

A entrada da casinha de cachorro é importante

A porta da casinha de cachorro não pode ser grande demais. Talvez, como medida padrão, um cachorro de 30 kg deve ter uma abertura de cerca de 30 cm x 35cm (altura).

Em áreas onde o clima é bem quente, pode ser um pouco maior para aumentar a ventilação. É importante também que a parte de baixo da abertura esteja cerca de 10 a 20 cm do chão. E para finalizar, a porta deve ficar na direção oposta do vento.

O que usar como leito?

Se estiver pensando em fornecer algum tipo de leito para servir de caminha de cachorro, esqueça materiais palha, feno ou cascas de madeira. Isso pode causar várias doenças, como sarna, e ainda proliferar pulgas e carrapatos. Além disso, esses materiais são impossíveis de deisnfetar e ainda podem entupir canos e calhas na hora de lavar. Use cobertores velhos, colchonetes ou futons que podem ser retirados para lavar. Alguns cachorros podem até tirar para fora da casinha e usar para brincar, mas se quiserem conforto, eles aprenderão.

Qual o melhor local para a casinha de cachorro?

Use um senso comum para verão e climas quentes. Se o seu cachorro for dormir do lado de fora da casa, a casinha de cachorro deve ficar em um local coberto ou na sombra, sem exposição direta do sol. E lembre-se de colocá-la com a porta na direção oposta do vento.

Por outro lado, se o seu cachorro for do tipo que compartilha do interior da casa e dorme dentro de casa, existem várias opções para criar um cantinho todo especial para ele.

1. Na cozinha

Casinha de cachorro incorporada à marcenaria da cozinha, debaixo da bancada.

Casinha de cachorro incorporada à marcenaria da cozinha, debaixo da bancada. (Foto cortesia de The Muir Showrooms)

Se a sua família é do tipo que passa muito tempo na cozinha, o seu cachorro vai querer passar um bom tempo junto de vocês ali também. Você pode deixar um espaço aberto debaixo da pia ou entre os armários debaixo da bancada como parte da marcenaria. Seria como deixar um nicho para um eletrodoméstico como a lava-louças. Coloque uma caminha acolchoada ou colchonete e faça dali um lugarzinho aconchegante para ele.

2. Debaixo das escadas

Casinha de cachorro no vão debaixo da escada.

Casinha de cachorro no vão debaixo da escada.(Foto cortesia de Baldwin Homes, Inc.)

Muitas vezes o vão debaixo das escadas (interna) é um espaço não muito bem utilizado. Você pode aproveitar o espaço para construir uma casinha de cachorro ali ou até mesmo adaptar o local para acomodá-lo melhor.

3. Na lavanderia

Casinha de cachorro incorporada à lavanderia.

Casinha de cachorro incorporada à lavanderia.
(Foto cortesia de Stanton Homes)

Normalmente, a lavanderia é um local que atura água e uma faxina mais pesada. O chão é propício à limpeza, e normalmente um local coberto. Perfeito para uma casinha de cachorro! E se tiver acesso fácil tanto para o exterior quanto para o interior da casa, melhor ainda.

4. No hall de entrada

Casinha de cachorro incorporada ao hall de entrada da casa.

Casinha de cachorro incorporada ao hall de entrada da casa. (Foto cortesia de Murphy & Co. Design)

Todo mundo que tem cachorro sabe que chegar em casa e ser logo recepcionado com alegria é um dos benefícios de ter um cachorro. Se você colocar a casinha de cachorro dele no hall de entrada da casa você vai facilitar ainda mais as coisas para ele. Ou você pode limitar um local só dele, com um portão de segurança quando ele tiver que ficar preso por algumas horas enquanto você não está em casa.

5. Debaixo da janela

Casinha de cachorro incorporada à marcenaria debaixo da baywindow.

Casinha de cachorro incorporada à marcenaria debaixo da baywindow. (Foto cortesia de Heaven & Stubbs Bespoke Furniture Ltd)

Janelas do tipo bay window são ótimas para construir um local para se sentar sobre a janela. São locais ainda mais reaproveitáveis se você construir um nicho debaixo desse assento. Enquanto você relaxa lendo um livro sentada sobre a janela, o seu cachorro pode relaxar também bem abaixo de você, em um local só dele.

6. Incorporada ao design da sala de estar

Casinha de cachorro incorporada ao design da sala de estar.

Casinha de cachorro incorporada ao design da sala de estar. (Foto cortesia de Portico Design Group)

Você pode também incorporar o design da casinha de cachorro no planejamento da sua sala de estar como parte da mobília. Assim, ele se sente parte da família e estará confortavelmente próximo de todos vocês.

7. No Playroom

Casinha de cachorro incorporada ao playroom.

Casinha de cachorro incorporada ao playroom.(Foto cortesia de MaK Interiors)

As crianças possuem seus locais de brincar e ter o cachorro por perto. Por que não incorporar o local do cachorro no playroom? Faça um cantinho só dele para que o cachorro possa dividir esses momentos de alegria com seus melhores amigos.

Fontes:
AKC
Petcoach