in

Como cortar unha de cachorro: Razões para não ignorar as unhas

como cortar unha de cachorro: pessoa segurando pata do cachorro

Saber como cortar unha de cachorro faz parte da rotina de higiene e cuidados de quem tem um pet. Porém, sem o conhecimento adequado, é muito fácil ferir o animal durante este procedimento. Se feito de forma incorreta, o cachorro pode ter sangramento abundante e, inclusive, sentir dor.

Assim, para saber como cortar unha de cachorro de forma correta é necessário, em primeiro lugar, entender mais sobre sua estrutura anatômica.

Estrutura anatômica da unha canina

As unhas dos cachorros são estruturas queratinizadas compactadas e achatadas que crescem a partir da epiderme. Em seu interior, contém uma parte carnuda extremamente vascularizada, chamada “sabugo”. Entretanto, durante o corte, deve-se tomar muito cuidado para evitá-lo, retirando somente a parte excedente. Isso porque, caso seja atingido o sabugo, dois problemas irão certamente ocorrer: sangramento abundante e dor.

Outra característica da unha de cachorro é que tem crescimento contínuo e curvo. Por isso, saber como cortar unha de cachorro vai evitar que a mesma cresça a ponto de entrar novamente na pele, o que também provoca muito sofrimento ao animal. Isto acontece frequentemente com a unha do quinto dedo, já que não encosta no chão e portanto não se desgasta naturalmente. Além disso, as unhas, possuem tamanho proporcional ao porte do cachorro e podem ainda ser de coloração clara ou preta.

Se o cão tiver unhas claras, fica sem dúvida muito mais fácil cortá-las, pois a parte vascularizada é facilmente identificável externamente. Contudo, as unhas pretas não permitem esta visualização e, portanto, dificultam o procedimento.

Como cortar unha de cachorro: Por que é importante?

como cortar unha de cachorro: moça segurando patas do cachorro.
Como cortar unha de cachorro: é preciso tomar cuidado e observar a saúde das unhas do cachorro.

Por não terem a habilidade de retração das unhas (como no caso dos felinos), os cachorros acabam promovendo o desgaste natural com o próprio caminhar. Se o desgaste não for suficiente, as unhas continuam crescendo e, dessa forma, podem dificultar a locomoção, quebrar, provocar lesões dolorosas ou até mesmo continuar crescendo até entrar na pele novamente. Além disso, podem causar deformidades posturais e perda de equilíbrio.

Como cortar unha de cachorro é, portanto, um procedimento especialmente importante para cães que vivem confinados em locais com piso liso (já que este não promove desgaste natural) e animais com locomoção limitada, como cães idosos ou deficientes.

Condições que podem afetar o crescimento e aumentar a necessidade de cortar unha de cachorro

  • Tipo de piso – Cachorros que vivem dentro de casa em ambientes com piso liso ou carpete tendem a ficar com unhas mais longas já que não ocorre desgaste natural;
  • Atividade física – Igualmente, animais que ficam muito tempo no colo ou sofá, sem atividades físicas diárias tendem a não desgastar as unhas;
  • Alimentação – A qualidade do alimento canino oferecido influencia diretamente na condição da pele, pelos e consequentemente das unhas;
  • Condições de saúde – Há patologias que podem influenciar negativamente na aparência e qualidade das unhas.

Unhas quebradiças podem ser sinal de problemas sérios de saúde no cachorro

como cortar unha de cachorro: pata mostrando as unhas e almofadas
Como cortar unha de cachorro: observe qualquer mudança no aspecto das unhas

Encontrar uma unha quebrada na pata do seu cachorro pode ser facilmente atribuída a atividades vigorosas no quintal, como constantes escavações. Porém, uma unha quebrada pode ser um sinal de algo mais sério. Caso perceba os sinais mencionados abaixo, recomenda-se agendar uma consulta com seu veterinário de confiança.

Principais sinais de doenças em unhas de cachorros

  • Excesso de lambedura da região;
  • Dificuldade de locomoção;
  • Dor local;
  • Alteração da coloração dos tecidos em volta das unhas;
  • Deformidade da unha;
  • Coloração anormal da unha.

Principais causas de doenças em unha de cachorro

  • Infecções bacterianas ou fúngicas;
  • Tumores;
  • Trauma;
  • Doenças autoimunes;
  • Doenças congênitas.

1. Infecções

Infecções bacterianas e fúngicas são comuns nas patas e nas unhas dos cachorros. Uma unha mal cortada ou quebrada também pode ocasionar infecção, caso seja exposta a fatores contaminantes. Sinais de infecção podem incluir comportamentos como claudicação ou lambedura excessiva da região afetada. Frequentemente, ocorre também vermelhidão além de secreções na junção entre a unha e a pata.

Além disso, infecções severas podem ocasionar descoloração e a unha pode ficar quebradiça. O seu veterinário, certamente, irá prescrever antibióticos orais ou medicamentos antifúngicos para resolver estas condições.

2. Carcinoma de células escamosas

Sabe-se que cães de portes grandes e gigantes possuem predisposição ao desenvolvimento de neoplasias malignas nas patas. Cães de pelagem escura como Labradores pretos, Pastores-de-brie e Poodles Padrão estão apresentando cada vez mais um tipo de tumor específico chamado carcinoma de células escamosas.

As células escamosas (ceratinócitos) são as principais células estruturais da epiderme (camada externa da pele). O carcinoma de células escamosas é, portanto, o câncer dessas células. Este tipo de patologia pode destruir o osso e causar, consequentemente, a quebra das unhas com facilidade.

Estudos mostram que cachorros de porte grande e pelagem preta tem maior tendência a ter este tipo de tumor. Algumas raças parecem ter mais predisposição, como: Rottweilers, Schnauzers Gigantes, Poodles (Standard), Dachshunds e Labradores. Além disso, os animais afetados costumam ser idosos (entre 7 a 10 anos).

Estes tumores aparecem frequentemente como lesões que não cicatrizam. Ademais, as lesões podem ser ulceradas ou necrosadas. É comum verificar este tipo de ferimento próximo ao leito da unha. Geralmente atinge também os ossos e tecidos em volta, espalhando lentamente, o que permite que seja combatido antes de espalhar para outras áreas do corpo.

Melanoma

O Melanoma é um tumor maligno de células de pigmento que estão localizadas em diversas regiões do corpo: na pele principalmente, mas também na cavidade oral, interdigito, no leito ungueal (unha), nos coxins (almofadas das patas), olhos, junções muco cutâneas e trato gastrointestinal. É, sem dúvidas, o tumor maligno mais frequente na cavidade oral de cães.

Assim como o carcinoma de células escamosas, o melanoma pode destruir o osso, enfraquecer a unha e causar, consequentemente, sua quebra. Nos estágios iniciais deste tumor, é possível notar vermelhidão ou secreções na junção entre a unha e a pata. Caso não seja tratado, o melanoma tende a se espalhar pelo corpo. Portanto, o diagnóstico precoce é, sem dúvida, extremamente importante para salvar a vida do cachorro. Assim como com o carcinoma de células escamosas, o diagnóstico exige uma visita ao veterinário.

Onicodistrofia lupóide simétrica

Doença autoimune que faz com que as unhas do cachorro fiquem secas e quebradiças. A doença é resultado de um sistema imunológico hiperativo que afeta as unhas. É portanto comum observar a quebra de unhas, feridas que nunca cicatrizam e perda das unhas em todas as patas.

Outros sintomas da onicodistrofia lupóide são unhas deformadas, dor, infecções secundárias e consequentemente dificuldade de locomoção. Os cães mais predispostos a esta doença são Rottweilers e Galgos.

Se ocorrer crescimento anormal da unha…

Ao reparar que, apesar de cortar unha de cachorro frequentemente, o crescimento continua excessivo e as unhas parecem frágeis, atenção. Este pode ser um dos sinais de uma doença extremamente perigosa chamada Leishmaniose.

A Leishmaniose é transmitida pela picada de mosquitos, e pode causar problemas dermatológicos (perda de pelos em focinho, orelhas e região dos olhos), emagrecimento progressivo, anorexia, bem como crescimento anormal das unhas. Dependendo das complicações e da evolução do quadro, o animal pode até mesmo morrer.

Foi classificada, diante disso, entre as seis endemias prioritárias no mundo, segundo o Ministério da Saúde, acometendo principalmente cães, gatos e humanos.

Como cortar unha de cachorro corretamente

como cortar unha de cachorro: buldogue francês cortando a unha no veterinário
Como cortar unha de cachorro: é importante cortar as unhas do cachorro quando não são gastas naturalmente.

Primeiramente, pegue todos os itens necessários:

  • Cortador bem afiado e proporcional ao tamanho da unha (preferencialmente tipo guilhotina);
  • Lixa de unha;
  • Kit primeiros socorros (com gaze, um desinfetante e pó hemostático, amido milho ou pó de café).

Quando a unha é clara, é fácil visualizar o sabugo. Neste caso, corte a pontinha da unha deixando uma margem de segurança de alguns milímetros do vaso sanguíneo. Entretanto, unhas pretas são mais difíceis, portanto, corte somente a pontinha com cuidado. Posteriormente, pode-se dar acabamento com a lixa. Em caso de sangramento, aplique o pó hemostático ou amido de milho no local até parar o sangramento.

Procure sempre cortar unha de cachorro em um ângulo de 45 graus em relação à pata, acompanhando o formato da unha. É muito importante também saber como cortar unha de cachorro do quinto dedo, pois esta não raspa no chão e, portanto, não sofre desgaste natural.

Resumindo: Todo cuidado é pouco com relação às patas do seu cachorro

Neste artigo foi possível compreender que saber como cortar unha de cachorro é importante, não é só um fator estético mas uma oportunidade de avaliar a saúde do pet. Por isso, caso note os sinais descritos acima, examine bem todos os dedos do animal procurando por sinais de inchaço, secreção ou dor.

O diagnóstico precoce de uma das patologias descritas, principalmente de tumores, pode certamente aumentar a chance de sucesso no tratamento e fazer com que o seu cachorro tenha, consequentemente, uma melhor qualidade de vida.

Referências externas:

Manual Saunders – Clínica de Pequenos Animais. Bichard. S. Roca, 2003.
Digital Squamous Cell Carcinoma in Dogs: Epidemiological, Histological, and Immunohistochemical Study. S. Belluco et Al. 2013
PetMD.com

Avatar

Written by Dra. Valentina Vecchi (CRMV/SP:21838)

Valentina Vecchi (CRMV/SP: 21838), Médica Veterinária de São Paulo especializada em Acupuntura Veterinária, apaixonada pelos seus pacientes atuais e potenciais. Além de escrever para o Vidanimal, atualmente divide seu tempo atendendo seus pacientes e escrevendo para seus blogs 4Patas Acunputura Veterinária e blog4patas.com.br além de escrever artigos sobre pets para a revista digital “Senhora Atual“.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

porque-cachorros-comportam-mal

Cachorro malcriado: Porque os cachorros se comportam mal

Cachorro no trabalho melhora o astral do ambiente