Menu fechado

Como adestrar o seu cachorro

como-adestrar-cachorro

O cachorro irá aprender melhor se for imediatamente recompensado pelas suas ações. Um ingrediente importante no processo de aprendizagem é atenção: Se o cão não estiver prestando atenção em você, a lição não será aprendida. Um cachorro cansado ou ansioso terá mais dificuldade em se concentrar. Distrações também podem interferir no aprendizado. Uma recompensa particularmente atraente pode ajudar a trazer o foco para a tarefa que esteja tentando ensinar.

Além do treinamento básico, alguns cães podem aprender a desempenhar truques ainda mais elaborados, como se apoiar na patas traseiras para implorar ou pedir algo. Este nível de adestramento aumenta ainda mais em cães que desempenham papéis na televisão e no cinema, que são capazes de desempenhar tarefas humanas sob instruções de um treinador. Estes cães normalmente são cães do Grupo de Pastores e Boieiros, que inclui raças como os Collies e os Pastores — que estão entre os cães mais treináveis dos cães domésticos.

Treinamento de coleira

como-adestrar-cachorro-coleira
Dono adestrando seu cachorro com o método da coleira (Crédito/Copyright: “Rock and Wasp/Shutterstock”)

O treinamento com a coleira pode causar danos físicos no cachorro se o treinamento for feito errado e a coleira for usada de maneira incorreta. A coleira ou enforcadora pode ser um complemento útil para treinar cães e filhotes mais velhos, mas isso vai depender do tamanho, força e temperamento do cachorro, e também da habilidade e treinamento do dono. Pergunte ao treinador se uma enforcadora é apropriada para o seu cachorro, e se for, peça ao treinador para ensiná-lo a usá-la.

Se o dono não souber usar da forma apropriada, esse tipo de coleira pode causar muitas lesões na traquéia, especialmente as raças menores e cães de pelagem curta. Além disso, um cão tímido, sensível ou submisso pode ficar traumatizado pelo uso indevido de uma coleira enforcadora. Se o seu cão for um desses que costuma puxar pela coleira insistentemente ou possui outros problemas em se comportar com coleira, considere usar uma coleira de cabeça ou peitoral para corrigir este comportamento.

Treinamento de caixa canina

como-adestrar-cachorro-caixa
Cachorro Cocker Spaniel Inglês em sua caixa canina (Crédito/Copyright: “SGM/Shutterstock”)

A caixa pode se tornar a melhor amiga do cachorro e do seu dono. Enquanto um filhote pode parecer melancólico dentro da caixa, é bem provável que ele esteja também confortável e contente. É melhor treinar o seu filhote a usar a caixa desde pequenino, já que exige-se mais paciência e perseverança para treinar um cachorro mais velho. Um cão adulto que foi treinado a usar a caixa quando filhote vai querer passar um tempo em seu local privado de livre e espontânea vontade sem se queixar.

Vantagens:

  • Acostuma o cão a ter o seu próprio local quieto, onde ele possa brincar com seus brinquedos ou apreciar uma soneca.
  • Permite manter o cão (e a sua casa) seguro quando você não pode supervisioná-lo.
  • Serve como uma boa acomodação em viagens de carro.
  • Serve como um local seguro para se recuperar de alguma doença ou cirurgia.
  • Serve como um local aconchegante para dormir.

Desvantagens:

Em alguns casos de ansiedade de separação, a caixa pode ser perigosa. Cães podem se machucar seriamente se enjaulados durante um ataque de pânico. O nível de terror deles pode levá-los a um comportamento frenético e uma falta de percepção de dor.

Treinamento de socialização

como-adestrar-cachorro-socializacao
Cachorros sendo adestrados a socializar entre si pela dona no parque (Crédito/Copyright: “eurobanks/Shutterstock”)

As primeiras semanas de desenvolvimento do seu filhote são as melhores para expô-lo a quanto mais experiências diferentes melhor. Um filhote pode ficar muito confortável com crianças, areia da praia e mar. Claro, animais jovens, assim como crianças pequenas, podem se sentir sobrecarregados com muitos estímulos novos de uma só vez.

Porém, quanto mais experiências e aventuras um filhote puder ter desde o início, mais confiante e confiável ele será, e mais provável a lidar com situações futuras com interesse, e não medo. Tente uma destas dicas:

  • Introduza novas situações, e deixe que o seu filhote aja em seu próprio tempo.
  • Encorage-o a subir as escadas.
  • Leve-o para dar voltas de carro — para outros lugares que não seja o veterinário — para que ele possa associar carros com diversão.
  • Leve-o para passear em locais barulhentos, ruas cheias de movimento para que ele se acostume ao barulho e a pessoas de todos os tipos, tamanhos e maneiras de se vestir.
  • Deixe ele conhecer outros cães (depois de saber se eles são amigáveis).

Pergunte ou Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Conteúdo em Audio: