O cão idoso precisa de cuidados especiais, assim como quando os humanos envelhecem. Embora a gente não goste de pensar que nossos amigos peludos irão envelhecer, há certas atitudes que podemos tomar para ajudar a desacelerar o declínio cognitivo deles.

Desde fornecer uma dieta balanceada a exercícios físicos moderados regulares e estimulação mental, tudo isso pode ajudar o cão idoso a se manter saudável ao prosseguir para a fase de uma idade mais avançada.

Assim como acontece conosco, os cachorros e gatos também ficam suscetíveis às mesmas situações dos idosos, podendo desenvolver problemas de saúde.

Mas muitas vezes, colocamos a culpa no curso natural do envelhecimento, como se fosse algo irreparável, e esquecemos que podemos fazer alguma para retardar esses processos e evitar muitas dessas doenças.

Durante os meses mais frios, por exemplo, o cachorro de mais idade precisa de um suporte extra, pois ele pode passar a apresentar sinais senis, como se perder entre os cômodos da casa ou não reconhecer membros da família.

Eles podem também começar a ficar pra trás durante as caminhadas ou ter mais dificuldade em subir no sofá, por exemplo, devido ao enrijecimento das articulações.

Outros sinais de envelhecimento no cão idoso incluem: redução do apetite, aumento no consumo de água (que indica ou deficiência renal/hepática), mau hálito, perda de peso,
protuberâncias e saliências pelo corpo, letargia, intolerância aos exercícios e aumento do cansaço.

Se você observar algum desses sinais no seu animal consulte o seu veterinário para uma melhor abordagem e siga as dicas abaixo!

1. Mantenha o cão idoso ativo

Mantenha o seu cão idoso ativo.

Enquanto todo cachorro precisa de muito exercício físico para se manter saudável, o cão idoso deve ser exercitado pouco, mas várias vezes.

Eles podem estar diminuindo o ritmo de vida, mas os cães idosos ainda precisam de exercícios regulares e estímulos mentais.

Caminhar com ele vai ajudar a prevenir o ganho de peso e manter as funções cognitivas através de uma mente mais ativa.

Esses passeios devem ser curtos, porém regulares para prevenir o enrijecimento das juntas e o enfraquecimento dos ligamentos musculares e articulações.

2. Aumente os níveis de nutrientes na dieta

O ganho de peso e a obesidade, por consequência, é mais comum entre os cachorros mais velhos, especialmente entre aqueles que se movimentam menos por conta do enfraquecimento dos ossos e músculos.

Por isso, tente oferecer o que há de melhor em nutrientes na alimentação do seu cão idoso. Escolha uma ração especialmente desenvolvida para idosos (seniors), com ingredientes capazes de fornecer força, menos calorias e gorduras e mais fibras.

O veterinário tem como recomendar uma dieta apropriada para a raça e idade do animal. As pesquisas mostram que dietas especialmente formuladas possuem a capacidade de ajudar a controlar condições médicas associadas ao envelhecimento, desde que recomendadas pelo veterinário e introduzidas gradualmente.

3. Mantenha os cuidados básicos com o cão idoso

Um cão idoso precisa de todos os cuidados básicos com mais frequência.

Ao passo que os cães envelhecem, a tarefa de cuidar deles vai se tornando cada vez mais difícil.

Para mantê-los felizes e saudáveis, é preciso ficar em dia com a rotina de manutenção e cuidados.

À medida que aumentam de idade, o enrijecimento das juntas e articulações começa a impedi-los de cuidar de si mesmos.

Eles vão ficando menos ativos, as unhas começam a ficar longas por não serem desgastadas naturalmente, podendo crescer para dentro.

Os pelos também ficam emaranhados, crescem ao redor dos olhos e entre as patas. Por isso, eles precisam manter a rotina de aparar as unhas e os pêlos para evitar problemas mais sérios.

4. Providencie cuidados com as articulações do cão idoso

Se você quer que o seu cão idoso tenha uma velhice longa e feliz, dê uma atenção especial às suas articulações.

Embora cachorros mais novos também possam passar pela experiência de enrijecimento das juntas, o problema é mais comum entre os cães mais velhos, e bem desconfortável.

Para aliviar a dor, você pode fazer uso de suplementos para melhorar a saúde das articulações, principalmente se o cachorro sofre de artrite. O seu veterinário vai saber recomendar as melhores opções de suplementos para cães.

5. Observe os sinais de senilidade no cão idoso

Um cão idoso vai apresentar sinais senis como nós humanos.

O envelhecimento provoca uma perda de funções cognitivas. Por exemplo, se o seu cão idoso começar a ter acidentes pela casa, como fazer necessidades onde não deve, esbarrar nos móveis ou ficar desorientado; tudo isso é sinal de disfunção cognitiva.

Ficar de olhos atentos no comportamento do seu cachorro daqui pra frente é fundamental para identificar esses sinais o mais cedo possível e tomar providências necessárias para o seu conforto.

6. Reduza os níveis de estresse no cão idoso

Ao contrário dos filhotes ou cachorros mais novos, o cão idoso pode não lidar bem com situações estressantes.
Para mantê-los felizes, garanta a redução de qualquer estresse em casa, oferecendo um local tranquilo e confortável para ele se retirar e relaxar, diminua a quantidade de barulhos e evite qualquer comportamento desregrado que possa provocar ansiedade nele.

7. Coloque a cama do cão idoso em local ideal

Um cão idoso precisa dormir em local adequado.

Providenciar uma caminha de cachorro macia e confortável, de preferência quentinha no inverno e fresca no verão, em um local quieto, reservado e acessível é fundamental.

Evite que o animal tenha que subir escadas, tomar sereno ou vento. Eles devem ter acesso próximo ao jardim, já que seus hábitos e necessidades físicas mudam e eles podem precisar se aliviar mais vezes.

De preferência, utilize uma cama com colchão ortopédico e acolchoamento extra para suporte extra às articulações – algumas camas elevadas também podem ajudá-lo a subir e descer da cama. São ótimas opções para o verão, por permitirem uma melhor circulação de ar e arejamento.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta