Sabia que o tempo de resistência de um cachorro pode variar bastante? Para caminhar com cachorro, é preciso saber por quanto tempo ele suportaria seguir caminhando em um único dia?

Na verdade, o tempo e a distância (alcance de percurso) que um cachorro pode percorrer um único dia vai depender da sua idade e raça.

Um cachorro pequeno e ativo, por exemplo, pode caminhar por cerca de 5 a 6 horas ao dia ou 20 a 24 km. Já os cachorros maiores podem ir mais longe, e sendo que os mais velhos e menores aguentam menos tempo.

Mas, dependendo da raça do cachorro, idade, características e agilidade, é possível ter diferentes níveis de resistência.

Embora a velocidade e a resistência dos cachorros diminuam com a idade e a partir dos desafios na saúde que vão surgindo com ela, você ainda pode se surpreender com o fato de que dois cachorros de uma mesma raça e boa saúde podem ter níveis de resistência totalmente diferentes.

Por esta razão, a persistência e permanência do animal durante uma caminhada pode depender largamente da predisposição genética dele, enquanto outros fatores como idade e problemas de saúde podem influenciar menos.

Leia mais sobre isso abaixo!

Fatores que determinam o alcance de percurso ao caminhar com cachorro

Ao caminhar com cachorro, há vários fatores que podem determina ro alcance do animal durante o percurso.

Em se tratando de cachorro, os principais fatores que podem determinar o tempo e distância que o animal consegue percorrer em um dia, bem como suas habilidades para caminhar, são a seguir:

Idade e saúde

Idade e saúde são os dois fatores mais importantes que podem determinar o alcance do percurso do animal. Nem um filhote ou cachorro idoso vai conseguir percorrer a mesma distância que um cachorro jovem.

Por exemplo, um cachorro de apenas 1 ano de idade não está apto para longas caminhadas, pois as suas articulações e ossatura ainda estão moles.

As longas caminhadas podem lesionar seus membros e prejudicar a saúde do animal. Já um cachorro mais velho pode seguir por distâncias mais longas com o devido treinamento e paradas para descanso e hidratação.

Da mesma forma, um cachorro com mais de 10 anos pode ter muita dificuldade para seguir caminhando por longos períodos e distâncias maiores.

Percursos de longa distância podem afetar seus joelhos e juntas da mesma maneira que nos cachorros menores.

Raça

A raça também representa um papel importante nessa situação. Enquanto algumas raças foram criadas para combates, atividades específicas e esportes, outras foram praticamente desenvolvidas para ficarem deitadas no sofá o dia todo.

As raças de cachorro feitas para caçar e pastorear, incluindo Collies, Terriers, Labrador, Poodle e Pitbull, podem seguir em atividade por distâncias mais longas comparadas às raças braquicefálicas (Buldogue, Pequinês, Pug), que só podem caminhar por 30 minutos.

Pugs e Buldogues franceses, por exemplo, têm problemas de respiração; e mesmo com treinamento, eles podem não conseguir percorrer longas distâncias.

Estamina/Energia

Seres humanos com pouca estamina podem desenvolver dores musculares em poucos minutos ou uma hora depois de se exercitar.

A mesma situação pode ocorrer com os cachorros. Só que os animais não conseguem demonstrar o que sentem quando estão com dor, machucados ou estressados após uma longa atividade.

Os cachorros criados para combates ou eventos esportivos costumam ter mais energia por natureza, comparados aos que foram criados para apenas fazer companhia aos seus donos.

Por outro lado, raças naturalmente energéticas podem até sofrer sérias consequências caso não se exercitem regularmente; eles até ficam muito satisfeitos com oportunidades para gastar essa energia, especialmente durante as caminhadas.

O aumento de resistência está diretamente ligado à queima constante de energia, o que é extremamente importante para essas raças mais energéticas.

Personalidade

Como os seres humanos, os cachorros possuem personalidades diferentes que também podem afetar o humor e a disposição.

Por exemplo, alguns cachorros, mas que outros, podem ser mais preguiçosos e preferir ficar deitados tirando sonecas o dia todo, enquanto outros são ávidos para procurar o que fazer o tempo todo, inclusive traçar novas rotas.

Você pode tentar socializar com o cachorro, especialmente se ele já for do tipo pouco extrovertido.

Eventualmente, ele vai passar a se interessar mais em fazer novos amigos, ingressar em novas aventuras e até sair farejando coisas novas por aí.

Mesmo depois de sessões extensas de treinamento, alguns cachorros podem ainda não conseguir manter o mesmo ritmo que o seu; ou longas distâncias podem não ser a atividade mais adequada para eles.

Dificuldade em manter a rota

A extensão da distância que ocachorro pode percorrer também vai depender da facilidade ou dificuldade da rota.

Por exemplo, se o percurso for íngreme e pedregoso, ele pode não cobrir longas distâncias com a mesma facilidade. Por isso, tenha isso em mente quando for caminhar com ele.

Você pode escolher a rota certa que seja mais confortável para o cachorro, para que eles não percam o interesse.

Raças de cachorro para percorrer longas distâncias

O tempo para caminhar com cachorro vai depender da raça e seu tamanho.

As raças de cachorro mais ativas incluem os Lulus da Pomerania, Corgis, Papillons e Jack Russel Terriers, entre outras raças de pequeno porte.

Esses são bons exemplos, pois essa questão de quanto tempo eles aguentam caminhar sempre surge em relação aos cachorros menores.

Como já dissemos, a maioria dos cachorros pequenos e mais ativos podem percorrer distâncias de até 5 a 6 horas de cada vez. Com o treinamento adequado, eles podem até superar esse tempo, por vários dias seguidos.

Já um cachorro de porte médio pode percorrer 4 km/h, o que já é mais difícil de acontecer com cachorros maiores e mais velhos.

As raças de cachorro mais ativas que podem percorrer longas distâncias incluem: Poodle miniatura, Jack Russell Terrier, Dachshund, Pinscher, Lulu da Pomerânia, Corgi, Papillon, vira-latas, Norwich Terrier e Yorkshire Terrier.

É sempre bom escolher uma raça que pode aguentar mais tempo e distâncias mais longas, mesmo assim tenha sempre em mente as necessidades específicas de cada raça ao tomar a sua decisão final.

Para concluir

Caminhar com cachorro exige treino.

Treinar o cachorro para longas caminhadas e viagens de longos períodos é essencial. Principalmente se você curte passar mais tempo na natureza.

Para isso, você deve começar devagar, caminhando apenas cerca de 10 a 15 minutos por dia, para depois ir estendendo minuto a minuto diariamente.

Preste atenção aos níveis de resistência do seu cachorro, pois eles sempre demonstram interesse em continuar caminhando, mesmo cansados. Respeite as necessidades e não force a barra.

Você deve saber que ele está exausto quando o ritmo diminui e as passadas ficam mais demoradas. Eles são capazes até de sinalizar melhor, parando, ofegando ou até deitando no chão.

Uma vez que ele esteja já caminhando por 3 horas seguidas, sem grande esforço, você pode começar a levá-lo a percursos mais longos, de um dia inteiro.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta