Você já notou o seu cachorro tremendo, mesmo não estando frio? Embora seja também uma reação comum ao sentir frio, os cachorros se chacoalham, sacodem ou tremem ao brincar, se secar ou espreguiçar e para trabalhar a energia. Portando, uma boa tremida ou sacudida é natural.

No entanto, nem todo tremor é um bom sinal. Existem muitas outras razões para os tremores no cachorro, podendo ser um sinal de algum problema, dor ou até sintoma de alguma doença grave.

Seguem abaixo algumas razões para o seu cachorro estar tremendo, como você pode diferenciá-las e o que fazer na suspeita de uma suspeita médica para mantê-lo saudável.

Continue nos acompanhando!

Quando cachorro tremendo não é um problema?

Cachorro tremendo pode ser apenas um comportamento natural para se secar ou espantar o frio.

Se você tem um cachorro em casa, muito provavelmente já está familiarizado com as suas chacoalhadas para se secar. O seu corpo se contorcendo, com as bochechas e orelhas chacoalhando de um lado ao outro, em uma dança frenética pós-banho é um reflexo saudável deles para se secarem rapidamente e prevenirem a hipotermia.

Os tremores também são formas muito eficazes de gerar calor no corpo, e uma resposta natural a queda de temperatura corporal. Quando o cachorro tem uma febre, por exemplo, o termostato do corpo é redefinido para uma temperatura mais alta.

E quando a temperatura tenta abaixar,  a fim de voltar ao normal, os tremores surgem para restaurar o novo ponto de ajuste de temperatura elevada.

Mas outro comportamento saudável de cachorro tremendo é o tremor de excitação quando eles estão brincando com você. Neste caso, eles podem estremecer enquanto pulam, lambem ou se aconchegam em você esfregando o focinho. É como os cachorros demonstram emoções.

Porém, embora nem sempre cachorro tremendo seja um problema, alguns cachorros ficam excitados demais e hiperativos. Neste caso, é possível incluir alguns métodos de treinamento comportamental para ensiná-lo a controlar a sua excitação.

Quando cachorro tremendo pode indicar problemas

Cachorro tremendo pode indicar sinais de ansiedade ou medo.

Enquanto cachorro tremendo pode ser uma reação natural e reflexo comum para controlar a temperatura corporal e demonstrar emoções, alguns tremores podem revelar-se como sinais que indicam problemas.

Por isso, é sempre bom ficar de olho, e saber diferenciar um cachorro tremendo como reflexo natural ou sinais de problemas mais graves. Como os seguintes abaixo:

Estresse por ansiedade ou medo

Ansiedade canina e medo podem provocar tremores em alguns cachorros. Pessoas estranhas, trovões e tempestades, visita veterinária e até saudade do dono podem instigar problemas de ansiedade.

Ao contrário dos tremores naturais, essa resposta automática ao estresse emocional costumam acompanhar respiração ofegante, mastigação de móveis ou portas e outros “maus comportamentos caninos”. O cachorro pode também tentar se esconder, grunhir, uivar ou apresentar sinais de agressão.

Algumas raças também são mais suscetíveis à ansiedade, mas a disposição e circunstâncias também tem importantes papéis na reação do cachorro ao estresse. Se ansiedade crônica for um problema, alguns métodos de treinamento podem ajudar o cão a superar os medos e aclimatar à certas situações. O veterinário também pode prescrever alguns medicamentos.

Dores

O cachorro tremendo também pode ser um sinal de dor, seja por algum trauma agudo ou alguma outra condição crônica dolorosa. Porém, é bom lembrar que nem todos os cachorros tremem em resposta à dor – tremores são simplesmente um dos vários sintomas que um cachorro com dor pode apresentar.

Envenenamento

Além de vômito e diarréia, chocolate para cachorro, algumas espécies de plantas, ou qualquer outro produto perigoso em altas doses podem envenenar o cachorro e provocar tremores incontroláveis, a até convulsões. Em caso de suspeita de envenenamento, ligue para o veterinário imediatamente.

Idade avançada

Infelizmente, cachorro tremendo em idade avançada é comum, pois a velhice aumenta os riscos de doenças que provocam tremores e deterioração cognitiva. Não há como reverter esse quadro, mas você pode trabalhar com o seu veterinário para encontrar terapias e tratamentos, a fim de ajudar a reduzir os desconfortos e oferecer mais suporte durante os anos de velhice canina.

Enfraquecimento muscular

Atrofia ou músculos enfraquecidos, principalmente das patas traseiras, podem muitas vezes causar tremores. Isso pode ser também uma das causas em consequência do envelhecimento, o enfraquecimento muscular em cães mais velhos.

Quando cachorro tremendo indica alguma doença

Cachorro tremendo pode indicar alguma doença mais séria.

Existe uma variedade de problemas médicos subjacentes, que vão desde insuficiência renal a desequilíbrios hormonais, além de outra síndromes, que podem provocar tremores. Doenças neurológicas e musculares também podem deixar o seu cachorro tremendo. Veja com mais detalhes alguma delas abaixo:

Síndrome do Cão Branco Abanador

A doença séria também pode deixar o seu cachorro tremendo. No entanto, esses tremores são bem diferentes das tremedeiras de felicidade e excitação, geralmente relacionadas à ansiedade, já que não são nenhuma reação a estressores específicos.

A Síndrome do Cão Branco Abanador, também conhecida por Síndrome do tremor generalizado e síndrome do tremor responsivo, causa tremores pelo corpo inteiro, normalmente em cães jovens.

Embora tenha sido descoberta inicialmente em raças de porte pequeno como Maltês e West Highland White Terriers, pode ocorrer em qualquer cachorro, independente do porte ou raça. Ela é tratada com corticoesteróides, com melhorias descritas em semanas.

Cinomose

O vírus, que costuma apresentar febre, tosse e corrimento nasal, também pode causar convulsões e tremores. Filhotes que não foram vacinados por completo podem estar em maior risco de adquirir a virose.

Não há cura para a cinomose, mas o veterinário pode administrar os sintomas e ajudar a prevenir infecções secundárias com fluidos intravenosos e antibióticos até o sistema imunológico do animal combata o vírus.

Uma variedade de outras toxinas podem causar tremores, como um dos sintomas neurológicos iniciais.

Doenças renais

Cachorros com doença renal crônica ou insuficiência renal podem não apresentar sintomas por um longo período; e de repente você pode notar que ele tem bebido água e urinado com mais frequência.

Outros sinais, incluindo tremedeiras, podem se apresentar ao longo do progresso rápido. Embora você não possa curá-lo, você pode controlar a doença renal com terapias e tratamentos, a fim de permitir uma qualidade de vida melhor na medida do possível.

Doença de Addison

Cães com Doença de Addison não possuem cortisol suficiente, sendo que os sintomas mais comuns incluem perda de energia, problemas gastrointestinais e falta ou pouco apetite, além de tremedeiras.

O problema é que a Doença de Addison muitas vezes é mal diagnosticada, podendo levar a problemas mais severos. Se o seu cachorro parecer doente cronicamente e desnutrido, converse com o seu veterinário sobre as possíveis causas dos sintomas para garantir que ele tenha ou não a doença, a fim de iniciar o tratamento o mais rápido possível.

O que fazer em caso de cachorro tremendo

Caso observar o cachorro tremendo, tente primeiro identificar a causa.

Tremores ou tremedeiras são sempre uma preocupação, principalmente se não for um comportamento comum no cachorro. Se você notar que o cachorro tremendo não seja algo normal, a primeira coisa é observar se não é algo relacionado ao ambiente, que possa estar deixando-o ansioso ou com medo.

Se for o caso, elimine a fonte de estresse ou remova o cachorro da situação para ver se os tremores passam ou tendem a diminuir.

Outra boa medida é checar a temperatura do animal (a variação normal é de 37,7⁰C a 38⁰ C) para determinar a presença de febre, que vai exigir uma atenção veterinária. Se o seu cão não parecer ansioso ou com medo, além de apresentar uma temperatura corporal normal, entre em contato com o veterinário se:

    • Os tremores continuam por mais de 1-2 horas;
    • Apresentar qualquer outros sintoma como letargia, falta de apetite, vômito, diarréia, dificuldade respiratória, etc;
    • Você identificar uma toxina potencial no ambiente que ele possa ter ingerido.

Para todo e qualquer problema médico, quanto mais cedo você descobrir as causas do cachorro tremendo e poder tratá-las adequadamente, maiores serão as probabilidades de voc6e obter resultados positivos para o problema.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta