Ranqueamento de fofura? Pode crer! Um estudo científico afirma ter encontrado um padrão que sugere quais os cachorros mais fofos do mundo. Portanto, cachorro fofo é cientificamente provado ter a melhor aparência.

Na maioria das vezes, estudos e pesquisas são feitos com o objetivo de promover o conhecimento da humanidade.

Mas assim como nem todo arquiteto é capaz de construir o Palácio de Buckingham ou o Parthenon, tampouco alguém com um simples acesso ao computador poderá destravar os segredos do Universo.

No entanto, a website moneybeach.co.uk de comparações de seguros fez um estudo a fim de decidir quais os tipos de cachorro são vistos como os mais atraentes aos olhos humanos.

Eles usaram como base um princípio fundamental em Arte e Design, criado nos tempos clássicos: o Golden Ratio ou Proporção Áurea, que se relaciona aos padrões de proporção observados na natureza.

Para o estudo, eles usaram imagens de 100 raças de cachorro diferentes, para depois ranquear como as características físicas de cada uma delas mais se aproximava à teoria de proporção.

Os resultados foram surpreendentes!

Embora tudo pareça sem sentido, a aparência do animal não é o atributo mais importante para a maioria dos tutores — afinal, quando procuramos por um cachorro, ele precisa estar de acordo com o nosso estilo de vida, ao invés de ser o mais atraente em “selfies”.

Mas, se você ficou curioso, listamos abaixo o ranking dos cachorros mais fofos, de acordo com o estudo. Aproveitamos também para incluir suas principais características, além da aparência.

Confira!

1. Dálmata: 67.03%

O Dálmata é uma raça de cachorro famosa pela pelagem branca cheia de manchinhas, pretas ou chocolate. Sua origem e história ainda é alvo de disputas: alguns historiadores reivindicam evidências encontradas no Egito Antigo; outros na Grécia Antiga; e outros na região da Iugoslávia, além da província da Dalmácia, hoje Croácia.

De qualquer forma, a sua origem foi atribuída à nação Européia, e seus exemplares já foram utilizados para inúmeras tarefas desde então – guardar estábulos, escoltar carruagens, além de caçar pragas e pássaros, pastorear, servir como cão de resgate para bombeiros e trabalhar no circo.

Mas, apesar de ter sido considerado um cachorro fofo no topo do ranking, o Dal não é para qualquer um, muito menos para donos de primeira viagem.

Eles amam estar junto de seus donos para qualquer atividade e são capazes de ser companhias maravilhosas, mas possuem alta energia, podendo ser exaustivos.

Portanto, ele tem uma personalidade super ativa, brincalhona e dedicada. Adora correr e sair para vaguear, por isso precisa obter exercícios diários em áreas seguras para se comportar bem dentro de casa.

2. Cão D’Água irlandês: 66.26%

O Cão d’água irlandês é uma raça de cachorro que adora nadar, mas cuja origem não está totalmente clara, apesar dos sinais de influência de cães d’água europeus de pêlo enrolado.

Embora seja chamado de Spaniel, ele foi criado para trabalhar como “retriever”, para caçar aves selvagens.

Ele é uma raça afetuosa e inquisitiva, que se sente muito confortável na água, mas também na companhia de seu dono para qualquer atividade.

3. Fox Terrier de pelo duro: 65.53%

O Fox Terrier é uma raça de cachorro fofo de porte pequeno-médio, de origem inglesa. Ele foi desenvolvido no século XVII a partir de cruzamentos de diversas raças de Terrier trabalhadoras, a fim de criar a mistura ideal de um cão equilibrado, capaz de caçar e matar pestes.

Estes cruzamentos acabaram originando duas variações: Fox Terriers de Pelos Lisos e Fox Terriers de Pelos Duros (ou ondulados), ambos são muito extrovertidos, ativos e curiosos, de atitude destemida e aventureira, sempre prontos para tudo.

O Fox Terrier Duro é bonito, alegre e bem estiloso, bem como forte, energético, curioso, inteligente, ávido, dinâmico, persistente, brincalhão, independente, afetuoso e, acima de tudo, muito amigo, leal e protetor de seu dono.

Eles são excelentes escolhas para a família toda, e obedecem às ordens e regras de quem lhes impõe disciplina e lhes dá carinho.

4. Labrador: 64.67%

O Labrador Retriever é um cachorro fofo e forte, de porte médio com uma aparência atlética e bem equilibrada. Além disso é bonito, inteligente, divertido e amável, calmo e tranquilo apesar do seu tamanho.

Enfim, é o tipo de cão versátil que pode fazer de tudo. Eles são originários da Terra Nova (Newfoundland), Ilha do Pacífico no Canadá, por volta de meados de 1700.

Os labs são descendentes de cães encontrados por exploradores, pescadores e colonos, que foram importados para a Inglaterra no início dos anos 1800s, onde foram cruzados eventualmente com outras raças de cães esportistas, dando origem ao robusto e forte que conhecemos hoje.

A sua versatilidade e os infinitos atributos fizeram do Labrador Retriever um animal de estimação bastante popular vários lugares do mundo, graças ao seu temperamento ávido a agradar e sua facilidade para aprender.

Não é à toa que está entre as raças mais populares e mais vendidas, porém também entre as raças mais abandonadas e mais visadas por ladrões.

5. Basset Hound: 64.43%

O Basset Hound ou simplesmente Basset é uma das raças de cães altamente reconhecíveis no mundo inteiro pelas suas patas curtas e grossas, silhueta longa e baixa estatura.

Ele é um cachorro fofo e um dos mais populares entre todos os hounds. Foi criado para caçar pequenas presas através do seu extraordinário faro, surgindo do cruzamento entre o Bloodhound e o Beagle.

Por ter sido criado originalmente para caçar, muitas das suas características possuem uma razão: suas orelhas longas e baixas se arrastam no chão e ajudam a farejar, enquanto a sua pele solta ao redor da face formam rugas que captam o cheiro de qualquer coisa que estiverem rastreando.

Portanto, são farejadores potentes, perdendo apenas para o Bloodhound. Um rastreador talentoso e determinado, que dificilmente se distrai, por isso tem a tendência a ser teimoso e lento.

O Basset está entre as raças de temperamento mais tranquilos e de natureza boa. É amigável com outros cães, outros animais de estimação e crianças.

Ele precisa de exercícios regulares para manter-se em boa forma, pois adoram comer e ganham peso com facilidade. Como possuem alta resistência, caminhadas diárias já são o suficiente para mantê-los saudáveis.

6. Samoieda: 64.33%

O Samoieda veio do norte da Rússia, na região da Sibéria, e é considerado um dos cachorros mais antigos por conta da descendência de cães que acompanharam as migrações das tribos dos Samoiedos, que viviam na Sibéria e cujas origens remontam à Pré-História.

Curioso é o seu o apelido de “cão que ri”. Além de ter sido muito utilizado como cão pastor e de companhia, ele se adapta muito bem às crianças e outros animais, conservando o jeitão de brincalhão até idade avançada.

No Brasil se tornaram muito populares, com posição de destaque nas competições de exposição.

7. Jack Russell: 63.86%

O Jack Russell Terrier é uma raça oriunda da Inglaterra, desenvolvida na metade do século XIX pelo Reverendo inglês John Russell, que buscava um animal imbatível para a caça às raposas.

Após alguns cruzamentos entre a própria cadela Fox Terrier com Beagles e outras raças desconhecidas, nasceu o Jack Russell, um cão forte, corajoso, inteligente e compacto, de aparência rústica, e ideal para caça.

O Jack Russell Terrier é corajoso, alegre, independente e ativo, sempre pronto para uma atividade, trabalho ou nova aventura. Seu corpo atlético, quadrado, equilibrado e proporcional, o levaram a ocupar o sétimo lugar no raking de cachorro mais fofo.

É uma raça que possui muita vitalidade, determinação e um desejo intenso de caçar. Muitos apreciam a sua personalidade destemida, energética, suas palhaçadas divertidas e seu tamanho portátil.

8. Rottweiler: 63.65%

O Rottweiler data dos primórdios do Império Romano, sendo considerada uma das raças de pastoreio mais antigas da história.

Os antigos Rottweilers costumavam guardar e proteger os rebanhos dos exércitos romanos em expansão.

Descendentes dos poderosos Mastifes, e carinhosamente chamados de “Rotties” ou “Rotts”, os Rottweilers são um cachorro fofo forte, que pode ser uma companhia muito leais.

O Rottweiler possui todas as habilidades necessárias tanto para pastorear gado por longas distâncias, como para servir de cão de guarda — tarefas que necessitam de muita força, agilidade e resistência — que ele tem de sobra!

9. São Bernardo: 62.94%

O São Bernardo é uma raça muito antiga originária dos Alpes Suíços, que foi desenvolvida a partir de cruzamentos de antigos cães molossóides levados à região por tropas Romanas durante as conquistas do Império.

Originalmente, o São Bernardo foi criado com o intuito de proteger propriedades, e depois foi usado para missões de busca e resgate, durante o século XVIII.

Os cruzamentos visavam obter um cão robusto, de pelagem isolante e com um excelente faro, que pudesse trabalhar em condições climáticas rigorosas.

Ele possui um temperamento calmo, tranquilo e paciente, embora não seja muito brincalhão.

Costuma ser muito devotado a sua família, adora companhia e gosta de agradar, mas tudo no seu próprio ritmo. Ele é doce e protetor, mas pode ser um pouco teimoso.

É também um excelente cão de guarda, com uma enorme habilidade em pressentir perigos iminentes, além das habilidades de faro e direção.

10. Golden Retriever: 62.52%

O Golden Retriever vem do Reino Unido, e foi desenvolvido na segunda metade do século XIX por um aristocrata escocês chamado Dudley Marjoribanks, que mais tarde tornou-se Lord Tweedmouth.

Ele é um cão de caça de porte médio a grande, bem equilibrado e simétrico, com um desempenho ativo e aparência poderosa que sempre se destacou no levantamento e recuperação de presas como pássaros e aves selvagens.

Portanto, o Golden retriever é uma raça atlética, forte, robusta, com um comportamento alerta e autoconfiante, expressão amigável e inteligente.

Foram estas características e temperamento alegre e meigo, junto da sua aparência exuberante, que o tornaram um cachorro fofo e uma das raças mais populares e apreciadas, tanto para caça como para cão de companhia. Além disso, o Golden Retriever é uma das raças mais vendidas no Brasil.

11. Terra Nova: 62.07%

O Terra-nova veio da Ilha Newfoundland (Ilha “Terra Nova”), no Canadá, e descendem de cães indígenas e do grande-cão-urso-preto, introduzido pelos vikings milhares de anos atrás.

Ele é considerado um cachorro fofo paciente, tolerante e tranquilo. Por isso, é um bom cão de companhia, já que gosta de participar das atividades familiares e aprecia estar na companhia humana.

Além disso, ele também é um excelente nadador, e possui adestramento considerado fácil.

12. Pug: 61.44%

O Pug é uma raça de cão de companhia de pequeno porte originária da China, que foi levada à Europa, primeiramente pelos holandeses e em seguida pelos ingleses.

Ele é um cachorro fofo e uma das raças mais populares e mais vendidas no mundo, por conta do seu tamanho e por não necessitarem de muito exercício.

Assim, o Pug é o tipo de cachorro ideal para apartamento. Além disso, o seu focinho “achatado”, faz com que seu sistema respiratório superior seja comprimido, o que diminui a sua tolerância ao exercício físico e temperaturas elevadas, levando muitas vezes a dificuldades de respiração.

Apesar disso, ele tem uma natureza brincalhona e amável, altamente adaptável a qualquer ambiente.

13. Schnauzer: 59.01%

O Schnauzer é uma raça canina que veio da Alemanha nos séculos XV e XVI, se tornando muito popular por toda a Europa.

Embora seja considerado um cachorro do tipo terrier, os Schnauzers não possuem o temperamento típico da raça. Ele é versátil, robusto e aristocrático.

Originalmente, foram criados para caçar ratos, pastorear e proteger o gado, e até cuidar de crianças e mantê-las seguras, um verdadeiro “pau para toda obra” nas fazendas alemãs.

Eles são famosos por exibirem muitas das características “ideais” de toda raça canina — inteligência alta, versatilidade, agilidade, natureza alerta e protetora, confiabilidade, força, resistência e amor pela família.

Além disso, também possuem uma aparência muito graciosa e elegante, personalidade forte, e podem ser teimosos e cabeça-duras.

14. Leonberger: 58.99%

Ao olhar para o Leonberger, você automaticamente se lembra de duas outras raças: o São Bernardo e o Newfoundland.

Isso porque a raça é resultante da mistura delas, pelo seu criador alemão, Heinrich E. de Leonberg, em meados do séc. 19, que iniciou a experiência em busca de um cão de companhia.

Nessa brincadeira, obteve um cão forte e destemido, gentil, amigo, inteligente e protetor; ele gosta de conviver em família, sendo também excelente auxiliar em casos de resgate e de pastoreio.

15. Husky Siberiano: 58.48%

O Husky Siberiano é uma raça canina de porte médio e pelagem densa originária do nordeste da Sibéria, como o Samoieda.

Ele é muito ativo, energético e resiliente, capaz de combinar força, velocidade e resistência, mesmo em ambientes extremamente frios e inóspitos do Ártico Siberiano.

Além disso, o Husky é um cão amável, aventureiro, alerta, independente, inteligente, teimoso e obstinado, que adora atividades ao ar livre..

Ele gosta da companhia de outros cães e pessoas e precisa de muitos exercícios, especialmente com crianças ativas e adultos que possam acompanhá-lo.

16. Cão Boiadeiro de Berna: 56.76%

O Cão Boiadeiro de Berna ou Cão Montanhês de Bernese é uma das quatro raças do tipo Sennenhund (Cães Montanheses Suíços), originárias dos Alpes Suíços, porém o único de pelagem longa.

Os filhotes costumam ser instantaneamente reconhecidos pela pelagem tricolor brilhante e “Cruz Suíça” branca no peito, sua marca registrada.

Além da aparência de ursinho de pelúcio quando pequeno, o Berner possui um excelente temperamento, muito famoso por ser calmo, leal e afetuoso.

Talvez por isso tenha se tornado tão popular entre nós, brasileiros — um cachorro fofo genuíno!

17. Buldogue inglês: 56.30%

O Buldogue é uma raça de cachorro de porte médio de origem Britânica. Outras raças de cachorros Buldogues incluem o Buldogue Americano, o Antigo Buldogue Inglês (hoje extinto) e o Buldogue Francês.

Ele descende de cães mastifes de luta levados às Ilhas Britânicas pelos antigos Romanos, para que fossem utilizados no combates a touros em um “esporte” muito popular na época conhecido por “Bull-baiting”.

Muito antes disso, os Buldogues também foram utilizados para direcionar rebanhos, mas hoje estes cachorros aparentemente ferozes apenas se parecem com os seus ancestrais na aparência, pois não são nada ferozes.

Eles são excelentes cães de companhia, por serem surpreendentemente dóceis e muito fiéis. Possuem um temperamento amável e gentil, inteligentes, joviais, afetuosos, fortes, resolutos, corajosos e determinados.

Além disso, nenhuma outra raça de cachorro é mais admirada por todas essas suas qualidades, principalmente a lealdade e determinação. Eles são calmos quando adultos, e embora amigáveis e brincalhões, podem ser teimosos.

18. Bloodhound (Cão-de-santo-humberto): 56.05%

Não se deixe enganar pela aparência “babona” da raça. Os Bloodhounds são muito inteligentes, e possuem um faro surpreendente.

Eles são enormes, altos, incansáveis e teimosos farejadores. A sua pele solta e enrugada junto de suas orelhas caídas ajudam a coletar e encapsular partículas de odores.

Definitivamente, um cachorro fofo de porte grande, embora tenha sido o último da nossa lista.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta