Cachorro filhote e gato adulto podem se conviver bem, mas para isso acontecer leva tempo.

Levar um filhote de cachorro para casa é uma enorme satisfação, qualquer um ficaria empolgado. Afinal, não há alegria maior para um tutor observá-los a explorar o mundo, cheios de curiosidade e entusiasmo.

Mas quando você introduz um cachorro filhote em um lar onde já existe um gato adulto, o processo de convivência pacífica pode ser um pouco mais complexo.

Isso não significa que não pode ser feito, pelo contrário. Com algumas precauções e um plano de ação cuidadosamente traçado com antecedência, você vai conseguir que o seu novo filhote e o seu bichano, já residente, se tornem grandes amigos.

Não é nada diferente do que introduzir um filhote de gato a uma cachorro adulto — porém, há algumas diferenças. Veja só!

Conheça o seu gato!

Para cachorro filhote e gato adulto se darem bem é preciso conhecer bem os animais.

Alguns gatos adultos realmente gostam de estar ao redor de cachorros, por isso não se importarão muito com a presença do novo filhote.

Mas antes de iniciar o processo de escolher o seu filhote de cachorro, considere analisar primeiro se o seu gato irá gostar da ideia.

Isso porque, embora alguns não se importem, há bichanos com outras personalidades. Por exemplo, tem gato que detesta outro gato em casa, mas não se importa com cachorro; enquanto outros não toleram de jeito nenhum.

Isso vai depender muito da raça de ambos também. Então, tente introduzir o gato a outros cachorros primeiro e observe a reação dele. Peça para uma amiga vir te visitar e trazer o cachorro dela para ver se eles se dão bem.

Se tudo correr bem, você pode começar a procurar pelo seu filhote!

Escolha a raça do cachorro filhote com cuidado

Cachorro filhote e gato adulto podem se dar bem dependendo da raça.

Como existe gato que não se dá bem com cachorro, existem também raças de cachorro que não toleram gatos, mesmo se forem treinados para conviver um com outro desde cedo.

Portanto, nem se for um cachorro filhote de gato adulto juntos vai adiantar.

Para evitar qualquer desapontamento ou estresse, considere procurar por uma raça que você sabe que costuma se dar bem com cachorros.

Obviamente, nenhum filhote é igual ao outro, mas selecionar uma raça mais tranquila e relaxada, amistosa com outros animais, é um caminho mais garantido a percorrer.

Compartilhe os cheiros do cachorro filhote e gato

Cachorro filhote e gato adulto precisam se familiarizar um com o cheiro do outro.

Os gatos dependem muito dos odores, e de repente, introduzem o cheiro de um novo cachorro filhote ao reino do gato já adulto, pode causar um estresse desnecessário.

Tente mudar uma coisa de cada vez e, lentamente introduza o cheiro do novo animal ao gato.

Se você puder visitar o filhote antes de trazê-lo para casa, leve uma manta com você e embrulhe o filhote nela, deixei-o deitar e rolar em cima dela.

Quando chegar em casa, esfregue a manta em locais por onde o gato costuma passar e ficar ao redor da casa — ou apenas no local onde o filhote vai ficar quando viver para casa.

Foque nos batentes da porta e cantos dos móveis — em geral, locais onde os gatos gostam de se esfregar.

Quando o cachorro filhote e gato se encontrarem em casa, continue deixando os itens do cachorro com o cheiro dele pela casa, onde o gato tem acesso, mas sem o cachorro por perto. Você pode fazer o mesmo com os itens do gato também.

Ofereça um local para fugas

Cachorro filhote e gato adulto juntos precisam de um local para fugir um do outro.

Não apresse as coisas em introduzir o cachorro filhote e gato juntos em casa. Espere cerca de uma semana ou até mais, se for possível.

Isso vai permitir que o filhote se acostume também ao local, e se sinta menos ameaçado pelo espaço novo e outro animal.

Antes de trazer o filhote para casa, reorganize o seu espaço para adequá-lo também ao gato.

Forneça prateleiras em que o bichano possa subir se tiverem necessidade de escapar do filhote, bem como providencie um local só para o filhote onde o gato não terá acesso por um tempo.

Só não mude o local onde ele come e faz suas necessidades, nem onde ele costuma dormir. se você tiver um espaço pequeno, você pode usar os protões e cercados de bebê para separá-los separados.

E mesmo quando chegar a hora certa de introduzi-los, providencia uma rota e fuga para o gato acessar facilmente — uma porta aberta, janela ou local para subir.

Espere o cachorro e gato se acostumarem

Tenha paciência com a adaptação do cachorro filhote e gato adulto.

Quando introduzir o cachorro filhote e gato, certifique-se que ambos estão calmos. Uma boa hora para o cachorro e quando voltar de um passeio ou depois de brincar bastante.

Não acorde o gato — espere quando ele já estiver acordado, mas não muito excitado para brincar.

Mantenha o cachorro na coleira e guia ou no cercado, para que o gato não se sinta ameaçado. Não deixe que o filhote persiga o gato, pois é um hábito mais difícil de romper se for estabelecido desde o início, e os gatos certamente não gostam disso.

Não tente forçar o seu gato adulto a fazer nada. Eles precisam sentir que estão no completo controle.

Deixe que eles se aproximem do filhote no tempo deles e recompense ambos com petiscos pelo bom comportamento e atitude.

Mantenha o filhote um pouco distraído também, com um brinquedo ou petisco, para que o gato tenha tempo suficiente para explorá-lo bastante.

Continue insistindo com o cachorro filhote e gato juntos

Para cachorro filhote e gato adulto se darem bem é preciso insistir.

O melhor é fazer dessa primeira introdução algo positivo e mantê-la curta. Se você conseguir identificar qualquer sinal positivo na linguagem corporal de ambos, isso é ótimo!

Termine o encontro e repita tudo de novo no dia seguinte. Se um deles parecer ansioso ou ameaçado, volte alguns passos para a introdução dos itens com cheiro de tente de novo.

Mantenha esses encontros breves e positivos o máximo possível até que os dois estejam apresentando sinais de que podem ficar juntos sem problemas.

Após isso, você pode tentar introduzi-los no mesmo espaço, até mesmo dormindo no mesmo local. Não dê mais atenção a um deles ou tente forçar o outro a agir de alguma modo específico, especialmente os gatos.

Quanto mais eles estiverem acostumados um com o outro, mais tempo eles passarão juntos sem ser grande coisa, e logo você vai ver que o cachorro filhote e gato são felizes na companhia um do outro.

Para concluir, cachorro filhote e gato adulto podem se dar bem!

Com um pouco de paciência e perseverança, você será capaz de introduzir o seu cachorro filhote e gato sem estresse.

Lembre-se de que animais pegam muitas dicas de seus tutores, portanto, quanto mais calmo você estiver com a situação, mais fácil será para eles compreenderem que pode dar certo esse encontro!

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta