Você também tem a impressão de que o seu pet está sempre implorando por comida, mesmo após as refeições? É muito comum ver gatos e cachorro faminto olhando com desdém para seus donos enquanto olha de volta para o prato de comida pela metade.

Parece até que eles não estão nunca satisfeitos com a quantidade de comida que você vem oferecendo a eles, por isso, é normal ficar imaginando qual seria a razão para tal comportamento.

Enquanto gatos e cachorros são puramente motivados por comida, uns até mais que outros, um aumento de apetite pode ser também um sinal de algum problema de saúde adjacente.

Sendo assim, é sempre mais recomendável checar com o veterinário antes para que ele possa verificar se existe algum problema invisível ao nosso conhecimento.

Por outro lado, se o seu pet costuma ter uma saúde de ferro, fatores ambientais podem ser a causa do comportamento famigerado.

Leia mais sobre a questão abaixo!

Gato e cachorro faminto toda hora pode ser problema de saúde

Gato e cachorro faminto o tempo todo pode ser sinal de problemas de saúde.

Diversos problemas médicos poderiam afetar o apetite do seu pet, incluindo diabetes, vermes intestinais, Doença Inflamatória Intestinal, hipertireoidismo e idade avançada.

Todas essas condições podem diminuir a quantidade de nutrientes que o seu cachorro ou gato costuma absorver dos alimentos, fazendo com que nunca se sintam satisfeitos.

Por isso, eles acabam desencadeando o comportamento de gato ou cachorro faminto dando a impressão de que estão sempre com fome.

Na verdade, eles podem até estarem comendo mais do que o necessário ou de costume e ainda assim, começarem a perder peso.

Sinais de padrões alimentares incomuns e perda de peso repentina devem ser levados a sério. Por isso, marque uma consulta no veterinário assim que possível.

Só o veterinário pode pedir os exames e testes necessários capazes de diagnosticar o problema e prescrever os tratamentos mais adequados para cada condição.

Algumas condições podem até ser curadas, se for a tempo, enquanto outras podem ser controladas para manter o animal saudável o máximo de tempo possível.

Gato e cachorro faminto pode ser tédio

Cachorro faminto pode estar relacionado ao tédio.

Animais de estimação sem acesso ao ambiente externo não costumam ter o mesmo estímulo e estilo de vida que aqueles que podem sair com frequência.

Gatos que vivem dentro de casa possuem falta de enriquecimento ambiental comparados àqueles que podem dar suas voltas por aí, perseguindo presas, subindo em árvores, farejando novos aromas.

Muitos tutores podem interpretar mal as investidas por atenção de um gato entediado com o fato de estarem sempre pedindo comida.

E se a gente habituar a dar mais comida quando eles estiverem entediados, eles irão aceitar a oferta e acabar comendo em excesso.

A boa notícia é ser possível frear o tédio e enriquecer o ambiente deles, a fim de reduzir ou eliminar por completo o sentimento de tédio. Basta criar labirintos, túneis e locais para eles subirem e se esconderem.

Uma outra maneira de diminuir o tédio do seu gato e tirar o pensamento deles da comida é trazendo o ambiente externo para dentro de casa, através de vídeos da natureza para gatos e cachorros, que fornecem estimulação visual.

Brincar com os seus pets, levá-los para constantes caminhadas e oferecer diferentes brinquedos que dão a oportunidade para que eles gastem energia e se exercitem é uma excelente forma de distraí-los e afastar o tédio.

Gato e cachorro famintos pode ser a qualidade do alimento

Cachorro faminto pode estar relacionado à falta de nutrientes no alimento.

Uma das maiores causas para o seu gato ou cachorro parecerem famintos o tempo todo é não estar obtendo todos os nutrientes que precisam do alimento que comem nas refeições.

Neste caso, consulte o seu veterinário para poder entender as necessidades nutricionais do seu animal.

Se a ração para gatos for de baixa qualidade, e ele não estiver comendo o suficiente, ele pode facilmente começar a implorar por comida fora dos horários de refeição.

Ração Pet com mais ingredientes secundários que carne ou proteína, por exemplo, pode deixar o animal com fome, mesmo depois de comer.

E se o animal tiver muita energia, ele pode ter necessidades maiores de proteínas que um animal com menos energia. Além disso, alguns animais podem precisar comer apenas 1 vez por dia, enquanto outros duas vezes ao dia com uma dieta de alta qualidade.

Outros podem precisar de poucas refeições adicionais para acomodar suas necessidades energéticas, além de que o tamanho das porções são importantes se você for alimentá-lo algumas vezes no dia.

Mas, com a combinação certa de proteínas e a frequência consistente de refeições vão depender do seu animal de estimação, idade, tamanho (porte) e a sua saúde em geral.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta