Menu fechado

Conheça as raças de cachorro da língua azul

cachorro da língua azul

“Cachorro da língua azul?” Pode parecer brincadeira, mas eles existem! Algumas raças de cachorro possuem a língua de coloração azulada. Às vezes, de tão azul é até roxa. Uma característica bem peculiar.

Na verdade, essa é uma característica própria dessas raças, e embora esses cachorros não nasçam com a língua azul, mas adquirem a coloração azulada após alguns meses passam, isso é um fenômeno considerado normal dentro do grupo de raças deles.

No entanto, se o seu cão não faz parte desse grupo de raças e nunca teve língua desta cor, mas um dia apresentar esse “fenômeno”, leve-o ao veterinário. Neste caso, isso não é normal, pode ser uma doença chamada cianose.

Mas esse é outro assunto, pois estamos aqui pra falar sobre quais são essas raças de cachorro da língua azul tão curiosas, e por que eles possuem a língua nessa coloração, afinal.

Por que cachorro da língua azul?

O Chow Chow é um cachorro da língua azul
O Chow Chow é um cachorro da língua azul

Em primeiro lugar, saiba que são muitas as teorias para a existência de cachorros da língua azul, sejam elas científicas ou apenas lendas. Uma das explicações mais curiosas diz ser um “castigo dos deuses”. Pelo menos é essa a explicação da mitologia chinesa em relação à raça Chow Chow.

A lenda do Chow Chow: Língua azul como praga divina

Há milhares de anos atrás, quando os Deuses ainda estavam construindo os mundos, cada Deus teve que assumir uma incumbência. Assim, um deles teve a missão de fazer os céus, e achou que seria bem legal se o firmamento fosse azul.

Da mesma forma, outro deus se interessou em fazer as raças de cachorros. E assim, fez todas elas, incluindo a raça Chow Chow</em>, com a língua de coloração normal igual a todas as outras, nessa época.

O problema é que o Chow gostava muito dos dias e detestava as noites. Gostava tanto da claridade que passou séculos maldizendo a escuridão das noites.

Certo dia, cansado de vociferar contra a noite, o Chow Chow resolveu dar um jeito na situação. Esperou uma noite de distração do Deus que pintava os céus de azul e lambeu tudo para que os dias fossem eternos. Acontece que a tinta ainda estava fresca e a língua do Chow ficou azulada.

Lógico que quando o deus descobriu, não gostou nada daquela rebeldia. Então, para manter sua autoridade sobre o mundo e dar o exemplo, lançou um castigo sobre o Chow Chow. A cor azul não sairia nunca mais da língua do cão. E o Chow Chow passou a ser um cachorro da língua azul.

A lenda do Chow Chow: Um descuido de Buda

Existem muitas lendas ao redor do cachorro de língua azul.
Existem muitas lendas ao redor do cachorro de língua azul.

Uma outra lenda também muito antiga, diz que a língua azul dos cães teve origem por um descuido de Buda. Segundo a lenda, Buda estava pintando o céu e deixou os pincéis no chão. Seu cão, o Chow Chow pra variar, acabou lambendo os pincéis, ficando com al;ingua azul para sempre.

Uma outra versão Budista, diz que a língua azul entrou na genética dos cães quando Buda, cansado e com frio, pediu para dois de seus cachorros – da mesma raça – buscarem lenha para a lareira.

No entanto, os cães encontraram apenas lenha já queimadas, mas mesmo assim abocanharam a lenha e levaram-nas para Buda para não decepcioná-lo. Assim, o azulado da lenha chamuscada permaneceu na língua dos cães para sempre.

Dá pra saber qual dessas histórias é a verdadeira?!

Língua Azul como efeito genético

Cachorro da língua azul é efeito genético.
Cachorro da língua azul é efeito genético.

Claro, devido a falta de força das teorias acima, os cientistas foram atrás de explicações mais aceitáveis. Certamente, não acreditaram nas lendas. Desta maneira, descobriram que a língua azul é resultado de acidente genético em algum momento da evolução da espécie canina.

Assim, descobriram que células produtoras de substâncias coloridas – as mesmas que fazem as cores das raças da espécie humana – se confundiram e passaram a criar línguas azuis. Entretanto, mesmo no meio científico, há mais de uma corrente de conjecturas sobre os cachorros da língua azul.

Por exemplo, uma dessas correntes diz que a língua rosada (normal) dos cães se dá por conta de grande quantidade de oxigênio de que as células são carregadas. Em função de mutação constitutiva das células durante a gestação de alguns elementos, essas células passaram a capturar oxigênio em menor quantidade.

Desta maneira, esse processo alterou a intensidade das células de melanina, o que provocou a cor azulada. Essa substância é controladora das cores dos cabelos e peles dos mamíferos. Por ter sido uma espécie de acidente, o fato se tornou “anormal”, ou seja, como é muito comum.

Outras teorias genéticas

Outra teoria é resultado de descoberta da quantidade insuficiente de tirosina nessas raças. A tirosina é um aminoácido que compõe as proteínas. Não sendo produzida em quantidade ideal, o nível de melanina também decai.

Mas, há outra análise genética seguida por vários outros estudiosos. Esta lembra que o “fenômeno cachorro da língua azul” não é exclusividade de cães. Outros animais, como lagartos, girafas e ursos, têm esse órgão azulado. Isso leva a crer em eventual cruzamento entre cão e Hemicyon.

Hemicyon é animal já extinto, uma espécie de “cão-urso”, pois detinha as características físicas desses dois animais. A mistura dessas duas espécies teria dado origem ao Chow Chow, a raça de cachorro da língua azul mais conhecida. O fato de fósseis de Hemicyon terem 44 dentes, como os Chow Chow, também induz a essa teoria.

A língua é mesmo azul?

Não exatamente. Em verdade, trata-se de acúmulo de pigmentos escurecidos. A depender da incidência da luz, do nível de oxigenação, da quantidade de melanina e até da raça, a cor aparenta ser azulada. É mais caída para azul muito, mas muito escuro, quase roxo.

Raças de cães de língua azul

As raças de cachorro da língua azul mais comentadas no mundo inteiro são as duas primeiras da lista abaixo. Elas possuem essa coloração na língua como característica constante nos indivíduos e não apenas em alguns deles.

Entretanto, há cerca de 50 raças que apresentam alguma pigmentação diferente na língua, sejam apenas manchas, uma ou outra área da língua azulada ou alguns pontos coloridos. Vamos ver algumas delas.

Chow Chow

Cachorro da língua azul: Chow Chow
Cachorro da língua azul: Chow Chow

É a raça de cachorro da língua azul mais conhecida. Há registros de presença dessa raça de mais de 2 mil anos. De imediato, o que mais chama a atenção no visual do Chow Chow é a cabeleira basta semelhante à de pequenos leões. Entretanto, assim que você o vê abrindo a boca para latir ou respirar, é a língua que passa a ser o foco da atenção.

A cabeça é aquadradada e há pouca variedade de cores, a maioria voltada ao dourado. Já os olhos, apesar de meigos, se fixam no alvo de maneira que Marco Polo, comerciante veneziano grande explorador da China, os classificou como “cão de guerra”. Apesar disso, são pacíficos.

Uma curiosidade sobre o Chow Chow é que o recém-nascido não apresenta língua azul. Ela passa por essa transformação a partir dos 70 ou 80 dias. Diz-se, inclusive, que a raça não é pura se a cor da língua não se alterar.

Shar Pei

Cachorro de língua azul: Shar pei
Cachorro de língua azul: Shar pei

É a segunda raça de língua azul mais conhecida. Têm pelo curto e faixa de gordura que são seu charme. Essa gordurinha é mais intensa na infância, pois há excesso de pele ainda em formação.

Dizem os estudiosos que a raça Shar Peis é mais antiga que a Chow Chow. Há figuras indicativas em vasos cerâmicos e em escritos do século III a.C.

Akita

Cachorro da língua azul: Akita
Cachorro da língua azul: Akita

A raça Akita (ou Akita Inu) tem origem na província com o mesmo nome, na ilha japonesa Honshow. Essa raça é tão amada no país inteiro que é tida como patrimônio cultural tradicional. Apresenta orelhas em forma de triângulo e a cauda é bastante curva.

Sua postura de fidelidade é exemplo para todos os cães do mundo – foi até protagonista de filme, “Sempre ao seu lado”, com Richard Gere.

Não tem língua completamente azul, mas a maioria dos indivíduos tem grandes manchas azul-arroxeadas.

Cocker Spaniel

Cachorro da língua azul: Cocker Spaniel Inglês
Cachorro da língua azul: Cocker Spaniel Inglês

Assim como acontece com o Akita, a língua do Cocker Spaniel também não é de todo azulada, mas manchada agradável e lindamente com manchas quase roxas. No Brasil, a raça é bastante difundida e admirada.

A raça sofreu uma infinidade de alterações genéticas a partir de experiências de fecundação. Isso criou variedade enorme de sub-raças.

Pastor australiano

Cachorro da língua azul: Pastor Australiano.
Cachorro da língua azul: Pastor Australiano.

O Pastor Australiano é também conhecido como “Aussie”. Apesar do nome, é oriundo de criadores americanos. Na Austrália, foi usado nas pastagens e desenvolveu características apropriadas para essa atividade.

Também não tem a língua azul na totalidade, mas as manchas encontradas na maioria dos elementos são simpáticas.

Dálmatas

Cachorro da língua azul: Dálmata.
Cachorro da língua azul: Dálmata.

Considerado cães de porte bonito e elegante, os Dálmatas são mais conhecidos pelas manchas no corpo todo e não na língua. Porém, esta também mostra pigmentação azulada em boa quantidade de indivíduos. Sua origem não é efetivamente registrada. Diz-se ter origem na antiga Iugoslávia, hoje território croata.

Newfoundlands

Cachorro da língua azul: Newfoundland ou Terra Nova.
Cachorro da língua azul: Newfoundland ou Terra Nova.

Em Português livre, é simplesmente Terra Nova. Sua origem é a ilha canadense Newfoundland, onde aborígenes domaram um tipo de cão chamado grande cão urso há mais de mil anos. Aquela raça foi mesclada com outras quando comerciantes europeus chegaram à ilha com seus animais do Velho Mundo.

Mini-pei

Esses pequenos serezinhos são brincalhões porque estão sempre felizes por algum motivo. São também muito carinhosos. Além da língua azulada, o que o caracteriza em relação ao comportamento é seu instinto de defesa familiar.

Thai Ridgeback

Cachorro da língua azul: Thai Ridgeback
Cachorro da língua azul: Thai Ridgeback

É raça com agilidade incrível e resistência admirável. É senhor dos territórios que ocupa, por isso é firme e decidido – há registros de ter participado de contendas terríveis. Isso é transparente no próprio visual.

Assim, consequentemente, é necessário que o proprietário seja ainda mais firme e autoritário a fim de que ele compreenda que é submisso. Entretanto, são calmos, tranquilos.

Portanto, quando você ouvir falar em cachorro da língua azul, não se espante. Eles existem. E aos montes. Diga pra gente se isso causou surpresa em você. Diga isso no campo de comentários abaixo.

Pergunte ou Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *