Não é raro ouvir alguém reclamando sobre o comportamento de um cachorro ciumento. De fato, esse tipo de comportamento pode atrapalhar, e muito, a harmonia da casa. Além disso, pode  impedir passeios agradáveis, ser um obstáculo para receber visitas em casa, entre outras situações.

Segundo diversos autores, o comportamento ciumento surge quando uma importante relação com um parceiro valorizado é ameaçada por um terceiro, um indivíduo reconhecido como rival. Geralmente acontece quando o cão sente que seu espaço ou objetos que considera muito valiosos (como brinquedos, por exemplo) estão sendo ameaçados e ele, portanto, corre o risco de perdê-los.

Entenda o que há por trás de um cachorro ciumento

cachorro ciumento no quintal

É possível que um cachorro se torne ciumento.

Já no século XIX, o grande cientista Darwin afirmou que o ciúme era inato nos seres humanos e animais. Tudo vem de um sentimento de defesa contra as coisas mais caras.

Atualmente, diversos estudos conduzidos pela confirmam essa teoria, ou seja, os cães têm ciumes de seus tutores e tentam afastá-lo do suposto rival.

Principais sinais de um cachorro ciumento

Cada cachorro possui uma índole e comportamento diferente. No entanto, quando acometidos pelo sentimento do ciume, costumam apresentar sinais específicos.

  • Agressividade – cachorros ciumentos podem atacar os animais ou pessoas que consideram suas rivais.
  • Fazendo suas necessidades fora do lugar certo – cachorros ciumentos podem começar a ter comportamentos indesejáveis para chamar a atenção do dono. É muito comum que tutores reclamem de animais que começaram a fazer xixi ou cocô em suas camas, por exemplo.
  • Excesso de ‘grude’ – alguns cães podem ficar extremamente carentes e podem começar a ter um comportamento mais grudento. Ou seja, seguindo e lambendo constantemente o tutor.
  • ‘Pastoreando’ – alguns cachorros ciumentos costumam ‘pastorear’ outros animais ou pessoas, inibindo de se mover livremente.
  • Tentando assustar estranhos – Latir e rosnar não é um comportamento apenas de defesa da casa e da família. Pode ser também uma demarcação de um cachorro ciumento.
  • Comportamento destruidor – esse também é um comportamento que faz parte do cachorro ciumento. De fato, para chamar a atenção, ele poderá destruir objetos pessoais e móveis pela casa.
  • Chamando a atenção – muitos cachorros tem uma forma inofensiva de demonstrar esse sentimento, no entanto é bom prestar atenção em comportamentos como insistir para brincar, deitar em cima do computador, atrapalhar sua leitura ou até mesmo se isolando.
  • Automutilação – muitas vezes cachorros ciumentos podem começar a se auto-mutilar. Uma das lesões psicogênicas mais comuns é, de fato, a dermatite por lambedura, uma ferida que é provocada pelo excesso de lambidas nas patinhas. É uma condição que pode ter outras causas, no entanto sabe-se que, na maioria das vezes, é uma resposta à stress e/ou ansiedade.

Afinal, cachorros sentem ciúmes?

chow chow

Um cachorro ciumento pode querer afastar o dono de outras pessoas e animais.

Em um estudo realizado por profissionais da Universidade de San Diego, foram avaliadas as reações e emoções de 36 cães em uma determinada situação. Foi solicitado aos tutores que interagissem, na presença de seus animais, a diferentes objetos e até mesmo a recém nascidos. A reação dos cães foi bastante evidente, já que todos tentaram chamar a atenção de seus tutores de alguma forma.

O estudo envolveu 14 raças de cães, dentre elas estavam os Dachshund, Chihuahuas, Lulus da Pomerânia, Yorkshires e outras misturas de raças. Além disso, as análises envolveram apenas cães de pequeno porte por questões de segurança e para evitar comportamentos agressivos.

O que causa ciúmes em cães?

O sentimento do ciume faz parte de um instinto de conservação do próprio relacionamento. De fato, sabe-se que um relacionamento entre um cachorro e seu dono é muito forte, e o cachorro ciumento fará de tudo para conservar isso.

Na maioria das vezes, o ciúme de cães é causado por situações como:

  • Mudança de rotina;
  • Nova casa e bairro;
  • Novo cuidador;
  • Novos animais de estimação em casa;
  • Novas pessoas vivendo em casa;
  • Chegada de um bebê.

Como corrigir o comportamento do cachorro ciumento

O seu cachorro ciumento deve fazer parte das atividades e da rotina da casa, sem tratamentos especiais.

O seu cachorro ciumento deve fazer parte das atividades e da rotina da casa, sem tratamentos especiais.

Primeiramente, é importante esclarecer que o relacionamento entre um cão e seu tutor não deve mudar, apesar das novas circunstancias. Ou seja, mesmo com a chegada de um bebê ou novo animal de estimação, não podemos deixar de lado suas necessidades. É necessário manter, portanto, sua rotina de passeio, alimentação, cuidados veterinários.

Veja aqui algumas dicas de como administrar um cachorro ciumento.

Procure manter a rotina

Apesar de ser muito difícil em alguns momentos, é importante manter a rotina de cuidados com o animal de estimação. Por isso, é importante que seus horários de passeio ou de alimentação, por exemplo, continuem sendo respeitados.

Faça anotações

Caso seu cachorro comece a ter comportamentos diferentes, pode ser útil ter uma espécie de diário no qual será possível anotar alterações comportamentais e verificar o que aconteceu de diferente naquele dia. Pode ser um material muito importante para corrigir alterações comportamentais.

Procure envolvê-lo na nova situação

No caso de chegada de um novo membro da família, seja ele um bebê ou outro animal de estimação, procure manter o cachorro sempre por perto. Se conseguir fazer com que se sinta útil, melhor ainda.

Nunca dê carinho somente ao novo

Ás vezes pode ser difícil, mas será necessário dividir as atenções. Sempre que o cachorro chegar perto da nova situação, agrade-o, para que entenda que é algo positivo. Se o comportamento do tutor desde o inicio é afastar o animal, isso terá um reflexo terrível no futuro. O ideal, nessa situação, é dar a mesma atenção e interação tanto para um, quanto para outro e, se possível, ao mesmo tempo.

Outra opção é ignorar seus animais de estimação quando chegar em casa para que eles não sintam que um está recebendo mais atenção do que o outro. O nível de excitação emocional diminuirá, impedindo a ocorrência de sinais de agressão.

Cuidados na hora da alimentação

Alimente animais de estimação separadamente para evitar conflitos durante as refeições.

O que mais fazer com o cachorro ciumento

Como vimos, os cachorros ciumentos podem chegar a ser muito perigosos, principalmente se seu sentimento de rivalidade for relacionado à uma criança. Por isso, é necessário providenciar correções e tomar medidas de segurança o quanto antes.

Nesses casos, é fundamental consultar um veterinário especializado em comportamento e/ou adestramento canino. Além disso, é importante avaliar bem o animal para descartar problemas de saúde que possam estar relacionados com a eventual agressividade ou mudança de comportamento. Condições que causam dor, por exemplo, podem provocar os mesmos sinais comportamentais.

O importante é não repreender, não afastar o animal e persistir com o devido acompanhamento de um profissional.