Menu fechado

Cacatua: comportamento e beleza

cacatua

A cacatua se apresenta em apenas uma cor, ou seja, diferente da maioria das aves da família dos papagaios. (Sim, ela é um tipo de papagaio.) Apesar do monocromatismo, essa ave tem charme peculiar. E sua beleza charmosa tem um nome: crista. Você vai ver mais abaixo neste artigo.

Para compensar a falta de cores, os especialistas brincam dizendo que há excesso de amor por humanos. “A cacatua parece não ter um coração no corpo, mas sim um corpo no coração”, comentam eles. É assim que eles esclarecem o comportamento amoroso dessa ave. Se puder, ela vai querer permanecer minuto a minuto ao lado do dono durante o dia inteiro.

E alegre, feliz, contente.

Mas (bem, sempre há um “mas”), quando querem atenção, elas realmente querem atenção. Isso significa muito mais do pode parecer, como você vai perceber claramente nos capítulos abaixo que falam sobre comportamento. Atente-se a isso.

O que os proprietários dizem sobre cacatua

A cacatua é uma ave dócil e sociável.
A cacatua é uma ave dócil e sociável.

Cacatua é ave amável, singela, amorosa e amiga. Todos que já tiveram contato com essa ave sabe disso. Porém, é também intensamente narcisista. Isso quer dizer que precisa de atenção o tempo todo. Qualquer sensação que ela tiver de estar sendo recusada causa problemas mais ou menos sérios. Veja.

Há casos registrados de cacatua estressada a ponto de arrancar as próprias penas e se automutilar. Além disso, passam a destruir objetos dentro da gaiola. Tudo isso porque simplesmente ficou algumas horas sozinha em casa. Ou começou a cantar e ninguém olhou para ela.

Além disso, há outros casos de agressividade e rejeição à família. Ela pode estar no seio familiar há muito tempo, mas, se não tiver atenção em alguns momentos e isso se repetir, ela rejeita a todos indistintamente.

Por isso, especialistas aconselham que interessados em ter um indivíduo dessa ave devem ser pessoas com tempo disponível para interagir sempre com ela. Caso contrário, a relação cacatua-família vai se tornar bem difícil.

Você identifica o humor de sua cacatua pela posição da crista:

  • Estando ereta na vertical, significa que está bastante ativa e contente; aproxime-se
  • Estando relaxada, é sinal de que quer descansar – brinque com cuidado
  • Estando totalmente abaixada, tome cuidado. Ela está estressada

A crista abaixada também pode significar desconforto na gaiola. Talvez esteja entediada com algum brinquedo, não tenha gostado de algum alimento, tenha antipatizado com alguém da família.

Isso é importante: crista jogada para baixo também pode ser indício de algum problema de saúde. Nesse caso, convém buscar auxílio de um veterinário aviário. É importante, aliás, que o profissional tenha conhecimento comprovado sobre aves em geral.

Não espere que sua cacatua fale

Ela é altamente inteligente. É capaz de aprender pequenas ações diárias, como apanhar objetos leves, puxar fios de tecidos – incluindo aí as cortinas; portanto, cuidado com elas -, “surrupiar” alimentos. Então, é preciso algum cuidado, pois alguns objetos podem representar perigo físico para ela.

Por se parecer muito com outras aves falantes e por fazer parte da família dos papagaios, muitos donos desinformados adquirem um indivíduo para ouvi-lo falar.  A cacatua é muito sonora – aliás, bem sonora. Grasnam, gritam, cantam, mas não falam tão compreensivelmente quando papagaios. Emite sons até identificáveis, mas não palavras propriamente ditas.

Alguns indivíduos podem ter sonoridade de palavras mais intensa, mas não é comum.

Fazedora de chuva

Isso é interessante: habitantes de determinadas regiões da Austrália e da Nova Guiné creem piamente que a cacatua é mágica. Ou melhor, especialmente para a área rural, para a agricultura. A espécie cacatua-negra de cauda vermelha parece ter essa capacidade. Quando é vista nessas regiões, a população sabe – ou imagina saber – que haverá boa chuva naquele dia.

O banho da cacatua

Parece nome de filme ou de livro de mistério, mas é apenas um dado interessante sobre a cacatua. A maneira como ela se higieniza é tão graciosa que merece destaque.

Quando na natureza, ela pode se agarrar em algum galho e pôr-se de cabeça para baixo em algum acúmulo de água (poça, rio, lagoa etc.); pode também esperar dias chuvosos para voar e, ao bater das asas, se lavar; ainda – e isso é bem gracioso -, ela vai esfregar o corpo todo em folhas de árvores com sereno ou gotas de chuva.

Estando ela em ambiente doméstico, é altamente importante que o dono jogue gotículas de água sobre as penas quando em dias quentes. O clima tropical de seu habitat é relativamente úmido. Por isso, ela precisa de refrescar.

O que a Biologia diz sobre cacatua

Tudo indica que a origem da cacatua seja mesmo a Austrália. Porém, muitos habitantes das Ilhas Salomão, Filipinas, Nova Guiné e até mesmo a Indonésia garantem a cacatua é de suas respectivas regiões.

Seu habitat preferido, quando livre na natureza, são florestas tropicais, como as da Austrália e Brasil. Porém, ainda que goste de calor, ela vai buscar umidade no ar para se manter fresca.

Contudo, não é raro se encontrar cacatua em outros tipos de ambientes, como descampados gramados e montanhas. Nesses locais, buscam por sementes em geral como alimento.

Não obstante ser monocromática, as espécies de cacatua têm cores específicas. Podem ser brancas, cinza, pretas ou rosa.

Dados técnico-biológicos da cacatua

Ela é psitaciformes, ou seja, aves cujo bico é extremamente forte, arredondado e ao mesmo tempo recurvado para trás. O nome da família é Cacatuidae.

As patas são do tipo zigodáctilo, isto é, apresentam dois dedos voltados para a frente e outros dois dirigidos para trás. Esse formato permite agarradura perfeita sobre alimentos e pontos de apoio para escalada e movimentação.

O que a distingue de outros tipos de papagaios é justamente a crista maleável, que a gente já mencionou acima.

Segundo estudos, há por volta de 20 subespécies de cacatua já conhecidas e registradas. O tamanho médio é de 45/50cm e o tempo médio de vida é de 40 anos.

Estrutura física geral

As asas são realmente fortes, o que a torna excelente voadora. Elas são arredondadas, o que produz bom efeito aerodinâmico juntamente com o formato do corpo.

O bico, como já foi dito, é curvo e não totalmente fixo. A parte de cima apresenta certa capacidade de movimento e é maior que a parte de baixo. Quanto à língua, é muito áspera, o que auxilia na mastigação e no trato dos alimentos.

Ela nasce de ovos

Claro, são aves e, como você sabe, todas nascem de ovos e não geram leite (a gente vai falar do ornitorrinco oportunamente, que contraria essa afirmação). A fêmea expõe entre 2 e 6 ovos por ninhada, que são quebrados pelos filhotes entre 20 e 30 dias.

O macho usa a crista para cortejar a fêmea. A época de nidificação (construção de ninhos) está associada ao ambiente e região em que vive. Podem ser em orifícios em troncos de árvores, no chão, em moitas.

Os filhotes são totalmente dependentes dos pais nas primeiras semanas (em Biologia, isso se chama crias altriciais). Ainda que cresçam um pouco, não saem do ninho por até 3 meses. Durante esse período, são alimentados pelos dois progenitores. Até por mais ou menos 9 ou 10 meses, o filhote vai acompanhar os pais nas aventuras da vida.

Tem excelente ciclo de vida: algumas espécies vivem até 30 anos; outras, 80 anos.

Cacatua se alimenta assim

Ela é onívora, ou seja, tanto se alimenta de vegetais quanto de pequenos animais, no caso, de insetos. Gostam de nozes, frutas não cítricas e sementes, por exemplo; mas, igualmente, de larvas de besouro ou mesmo de besouros recém-nascidos.

No Brasil, a versão cacatua-palmeira é provida de bico extremamente poderoso. Assim, consegue quebrar cascas de castanhas facilmente. E também usa o bico como instrumento de subida em árvores em busca de comida. Além disso, suas patas são construídas de forma apropriada para agarrar a comida e levá-la à boca.

Isso é importante: ela também come ração, mas específica. Adquira ração em casas legalizadas e com bom sentido de higiene. Apesar de forte, a cacatua é sensível a determinadas substâncias envolvidas na industrialização da ração.

Apesar de alimentação variada, nenhuma espécie apresenta peso muito alto. A média é de 500gr.

Proteção total

A Convenção sobre Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas Silvestres – Cites dispõe de regras de proteção e estratégias para diminuir o comércio ilegal e consequente captura de cacatua na vida selvagem. Os mecanismos desse comércio visam apenas lucro, independentemente das condições em que os indivíduos são retirados de seu habitat e dos modos como são mantidos.

A cacatua-branca, a Major Mitchell e a Goffin são as versões mais visadas por caçadores ilegais. Criadores também inconscientes têm preferência por elas, o que alimenta o comércio.

Tipos de cacatua

Há por volta de duas dezenas de tipos de cacatua. Vamos ver algumas agora.

Cacatua-de-goffin

É também conhecida como Cacatua goffiniana ou cacatua-de-tanimbar. Sua origem é a ilha de Yandema, uma das pertencentes ao arquipélago de Tanimbar, Indonésia. De lá, acabaram ganhando popularidade em todo o país e também em Porto Rico.

Inicialmente, biólogos confundiram a goffiniana com outro tipo, a cacatua-de-salomão. Somente em 2004, foi redescrita e redenominada.

Dentre as cacatuas brancas, a goffiniana é a menor – aliás, tem por volta de 250gr de peso. Esse detalhe acaba atraindo caçadores e criadores ilegais. Por conta disso e também por conta de invasão humana em seu habitat, está na lista vermelha das espécies ameaçadas.

Entretanto, ela se dá muito bem em ambientes fechados. Assim, há bom número de cacatua goffiniana em reservas especializadas em aves. Nesse ambiente – cativeiro – vive quase 20 anos. Isso significa que sua longevidade é realmente baixa considerando-se a de outras aves da família.

Dentre os tipos de cacatuas, é considerada uma das mais espertas. Há alguns anos, indivíduos goffinianos da universidade de Viena e de Oxford foram flagrados usando de subterfúgios externos para conseguir alimento. Entenderam que não alcançariam um pedaço de noz fora da gaiola. Então, simplesmente apanharam um graveto e usaram como extensão da pata.

Cacatua-rosa

Tem mais ou menos 35cm de comprimento e por volta de 400gr. Sua crista é sua identificação: há uma dezena e meia de penas realmente longas e lançadas para a frente da cara; além disso, são normalmente arroxeadas, com base bem forte e grossa.

Gostam de bandos pequenos, com entre 20 e 50 elementos. Encontram-se para formar grupos mais em época de abundância de alimentos. Um detalhe chama a atenção de especialistas quanto ao comportamento grupal. Não é raro se encontrar um indivíduo do bando fazendo as vezes de sentinela. Nesses momentos, está sempre atento a movimentos estranhos no ambiente.

Trata-se de tipo de cacatua que prefere as árvores como lar. Assim, evitam a grama por algum motivo ainda desconhecido.

Cacatua-branca

Apresenta-se em tamanho médio, por volta de 45cm, e, quando adulta, chega a 800gr. Vive até uns 80 anos, sendo originária das ilhas Ternate (Filipinas); Bacan e Halmahera (Indonésia). Seus olhos são lindamente acastanhados e o bico é acinzentado.

O macho, via de regra, apresenta a cabeça mais avantajada e o bico um pouco mais comprido.

Cacatua-negra-da-cauda-vermelha

Ela é exatamente assim: negra com rabo vermelho. Chega a 60cm de comprimento e uns 800 gr de peso. Sua crista tem sentido contrário: inicia no alto da cabeça e é jogada para trás.

As fêmeas geralmente são menores e marrons escuro. Ambos os sexos têm faixas amarelas no tórax e cauda e, nas asas e bochechas, pequenas manchas circulares amarelas.

Cacatua-de-crista-amarela

É normalmente branca, mas a crista é exatamente como diz seu nome.  Entretanto, o bico, as pernas e os olhos são sempre pretos. É uma das aves mais barulhentas da espécie.

Pode chegar a quase 60cm de comprimento. Vive mais na Nova Guiné e região sudeste da Austrália.

Adquira um indivíduo corretamente

Você é admirador de animais. E do tipo consciente. Não gostaria, obviamente, de fazer parte da estrutura infernal de comércio ilegal de animais, especialmente referente a sua adorável cacatua.

Então, veja como adquirir um indivíduo de maneira legal:

  • Ao identificar uma loja que venda cacatua, pesquise o histórico em sites de órgãos oficiais
  • Não havendo problemas, averigue se o formulário de nota fiscal apresenta dados importantes, como CNPJ, inscrição estadual, inscrição municipal (se for o caso), endereço correto e forma de contato. Faça isso antes de formalizar a compra
  • A própria loja deve oferecer condições adequadas à ave. Alimento, água, espaço, brinquedinhos etc. Caso contrário, é sinal de irresponsabilidade. Assim, certamente a própria loja não terá preocupação com origem do animal
  • Todas as aves com origem legal dispõem de microchip instalado em uma das patas. Observe esse detalhe atentamente

Se você pressentir qualquer espécie de irregularidade, use o telefone da Linha Verde (0800-618080) do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.

Portanto, é isso

Cacatua preenche grande espaço psicológico na estrutura mental dos proprietários. Para isso, lança mão de sua personalidade amiga e companheira. Assim, você, como criador admirador de animais em geral, pode ajudar na conscientização das pessoas a sua volta quanto a respeito para com animais e importância deles para todos nós.

Auxilie.

Caso tenha dúvidas ou mais informações sobre cacatua, deixe no espaço de comentários abaixo. Envie suas impressões sobre essa ave fantástica.

Pergunte ou Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *