Manter um aquário é um hobby que exige muita dedicação e cuidado, não só para manter a boa aparência do equipamento, mas também o melhor dos ambientes para a saúde dos seres vivendo ali dentro. Para isso, as condições devem sempre estar favoráveis e em perfeito equilíbrio. E a bombinha de aquário é um dos equipamentos que contribui bastante para que isso aconteça.

Não importa se o aquário é de água doce ou salgada, seja qual for o tamanho e o que é cultivado dentro dele, ele vai sempre exigir equipamentos mínimos para que a prática do aquarismo seja feita da forma correta.

A bombinha de aquário permite que a água fique sempre em circulação, a fim de aumentar a sua oxigenação. Por esta razão, é um equipamento fundamental para criar um ambiente saudável para os seres aquáticos ali dentro, mesmo que sejam apenas plantas e corais, com pouquíssimas espécies de peixes.

As bombas são divididas em diversos tipos, sendo classificadas entre bombas externas e internas, podendo também servir para água doce ou salgada, um fator importante a ser considerado na hora de escolher, pois isso vai alterar o nível de oxigenação da água.

E aí, ansioso para iniciar a montagem do seu aquário? Selecionamos abaixo alguns modelos de bombinha de aquário para te ajudar nessa escolha.

Confira!

Bombinha de aquário pequeno – Sarlo Better

Esse é um modelo de bombinha de aquário submersa, ou seja, que deve ficar dentro do aquário, embaixo d’água. Ela é ideal para aquários pequenos a médio, de preferência com vazão de água entre 60 e 170 litros por hora.

A sua coluna d’água é de 55 cm, podendo ser usada tanto em aquários de água doce ou salgada, além de pequenas fontes e chafarizes. Ela trabalha de forma silenciosa e produz intensa movimentação de água, com um baixo consumo de energia.

Bombinha para aquários grandes – Sarlo Better

Outro modelo de bombinha de aquário submersa da mesma fabricante, só que ideal para aquários maiores. Sua vazão é 400 a 1.000 litros por hora e sua coluna d’água de 2 metros.

Embora pareça pequena, ela é uma bomba submersa bastante potente, podendo ser utilizada em climatizadores, recalques, filtros biológicos, pequenas fontes, chafarizes e para circular a água de aquários de água doce ou salgada.

Bombinha de aquário externa – Boyu

Esse outro modelo de bombinha de aquário compressora é de utilização externa, e capacidade de vazão para 2L por minuto. Ela é capaz de manter os níveis de oxigênio elevados em seu aquário, fornecendo mais qualidade de vida aos seus moradores aquáticos. Ela é silenciosa, leve, pequena e portátil, estando disponível nas versões de 110V e 220V.

Quais as vantagens em usar a bombinha de aquário?

A bombinha de aquário pode trazer muitas vantagens.

A bombinha de aquário é um equipamento usado para circular a água e mantê-la oxigenada. Dessa forma, é possível criar um ambiente aquático mais saudável para os peixes e outros habitantes do aquário.

Ela é necessária, pois no habitat aquático natural, seja ele doce ou salgado, esses seres vivos, plantas ou animais, vivem em águas com constante fluxo. Sendo assim, a bombinha recria esses movimentos, a fim de tentar imitar essa renovação da água.

Mas dependendo do tipo de bomba, ela ainda pode trazer outras serventias se aliada aos demais equipamentos do aquário, como o filtro e iluminação. Ela também pode auxiliar no funcionamento de outras peças, como chafarizes.

Além disso, através do movimento da água, ela consegue manter a oxigenação alta , distribuir melhor os nutrientes por todo o aquário, melhorando também o aspecto da água e sua qualidade, ajudando a prevenir doenças.

Sem falar que a bomba também deixa o aquário mais “vivo” através dessa circulação de água, movimentando as plantas e fazendo com que o espaço fique com uma aparência mais natural e dinâmica.

VantagensDesvantagens
Circula e aumenta a oxigenação da águaOcupam espaço no interior do aquário
Cria um ambiente mais saudávelPode ser vendida separadamente
Auxilia no funcionamento de outros equipamentosEncarece o investimento
Distribui melhor os nutrientesPrecisa ficar ligada na tomada (gasta energia)
Deixa o aquário mais dinâmico e vivoFaz um certo barulho

Tipos de bombinha de aquário

Há diferentes tipos de bombinha de aquário.

Basicamente, as bombinhas de aquário são divididas em submersas (internas) e externas, sendo que dentro dessas duas categorias existem outras especificações. Assim, cada modelo tem características específicas e vai servir para diferentes necessidades.

Obviamente, as bombinhas de aquário submersas são aquelas instaladas dentro do aquário, abaixo da superfície de água. Elas são ideais para levar a água até o filtro, além de serem muito fáceis de instalar. No entanto, podem deixar a água fria, podendo exigir o uso de um aquecedor, dependendo do tamanho do aquário.

Já as bombinhas externas são instaladas do lado de fora do aquário ou dentro dele, porém sobre a superfície da água, tornando a limpeza mais fácil. A movimentação da água se dá através de tubos de entrada e saída.

Em ambos os casos, o mais importante é não deixar de observar se elas são indicadas para água doce ou salgada, ou se podem ser usadas nos dois ambientes, além de saber qual é o fluxo de vazão de água e coluna d’água delas.

Quando a instalação de uma bomba é necessária?

Uma bombinha de aquário é sempre útil, mesmo que algumas espécies de peixe dispensem o uso dela. Um peixe Betta, por exemplo, deve viver sozinho em um pequeno aquário e não precisa da bombinha. Assim como ele, outras espécies de peixes também não precisam do equipamento.

Porém, se você estiver iniciando na prática de aquarismo, a bombinha pode ser de grande ajuda em situações de emergência. Isso porque ela ajuda a aumentar a quantidade de oxigênio na água, um fator muito importante para os peixes e que não deve faltar, senão eles morrem.

Quando o clima está muito quente a capacidade de absorver oxigênio é menor, então a bombinha ajuda a equilibrar essa temperatura, sendo ainda mais essencial no verão ou em locais mais quentes.

Além disso, se o aquário não possuir plantas naturais, que ajudam na troca de oxigênio, ele vai exigir uma bomba. Mas lembre-se, a forma de instalação e o local da bomba no aquário dependendo do tipo dela.

Como limpar o seu aquário

Mesmo instalando uma bombinha de aquário é necessário fazer alimpeza adequada.

De nada vai adiantar você instalar uma bombinha se você não souber limpar o aquário, deixando a água ficar suja. A sujeira também vai interferir na oxigenação da água e dificultar a respiração dos animais.

A frequência da limpeza depender do tamanho do aquário, tipo de água (doce ou salgada) e dos peixes e plantas que vivem dentro dele. Mas de uma forma geral, ela costuma ser feita semanalmente ou de 15 em 15 dias.

Se o aquário estiver exposto à luz do sol ele pode precisar de limpeza mais frequente, pois a incidência solar aumenta a proliferação de algas.

Veja como efetuar essa limpeza abaixo:

  • Separe parte da água do aquário e coloque em outro recipiente com os peixes dentro para aguardar a limpeza;
  • Desligue os equipamentos elétricos, como o filtro e a bomba, e faça a limpeza deles, separadamente;
  • Retire todos os enfeites do aquário e limpe-os com uma escovinha em água corrente, sem usar qualquer produto;
  • Limpe a parte interna do vidro com produtos específicos para limpeza de aquário;
  • Remova os resíduos maiores com uma peneira;
  • Trate a água que será inserida no aquário com os produtos específicos encontrados em pet shops ou na internet;
  • Remova até 30% da água do aquário com a ajuda de um sifão, posicionando-o no fundo para remover essa sujeira acumulada;
  • Coloque os enfeites limpos e os equipamentos de volta dentro do aquário;
  • Insira a água tratada com o auxílio do sifão, certificando-se antes de que a temperatura seja semelhante da água no interior do aquário para evitar o choque térmico, que pode matar os peixes.
  • Coloque todos os peixes de volta com a ajuda de uma peneira de aquário.

Como escolher a bombinha de aquário ideal

Para escolher a bombinha de aquário ideal fique de olho em fatores importantes como vazão e sistema de filtragem.

Como já deu para perceber, a bombinha de aquário é um equipamento indispensável se você quiser criar um ambiente mais saudável para os seus peixinhos. Ela traz muitas vantagens e facilita a sua vida, principalmente se você ainda for iniciante no aquarismo.

Então, antes de fazer a sua escolha, fique atento aos fatores abaixo para poder escolher o equipamento ideal para o seu aquário:

Sistema de filtragem

Como a bombinha de aquário vai trabalhar em conjunto com outros equipamentos como o filtro, eles precisam ser compatíveis. Assim, escolha primeiro o filtro, sempre de acordo com as necessidades dos peixes e demais seres que viverão no aquário. Depois, escolha a bomba ideal para trabalhar em conjunto com eles e demais peças do aquário.

Capacidade de vazão e coluna d’água

A capacidade de vazão de água indica a quantidade de água que passa pela bomba dentro de uma hora, por isso é medida em litros por hora (l/h). A escolha da bomba ideal, nesse sentido, vai depender do tamanho do aquário e do tipo de bomba.

Por exemplo, a bomba deve ter seis vezes a quantidade total de água do aquário. Portanto, se o seu aquário é de 100 litros, a bomba deverá ter pelo menos 600 l/h de capacidade de vazão.

Já um aquário de 200 litros, precisará de uma bomba de 1200 l/h e, assim por diante. A
coluna d’água é a altura máxima que a bomba consegue jogar água verticalmente até o filtro.

Tipo de água

É comum muitas bombinhas de aquário serem compatíveis com água doce e salgada ao mesmo tempo. No entanto, alguns modelos são mais indicados para uma finalidade específica.

Por isso, verifique se o modelo de bomba escolhido é compatível com seu tipo de aquário. Isso porque os aquários de água salgada precisam de equipamentos próprios para não enferrujar e exigem que a água fique em constante movimento, por conta da oxigenação inferior.

Tamanho e fixação

O tamanho e a forma de fixação da bomba são importantes se ela for interna. Isso porque se ela for grande demais vai acabar ocupando espaço interno que poderia ser aproveitado pelos peixinhos.

Uma bomba pequena não interfere em nada sua capacidade, sendo que existem modelos menores de grande potência.

A fixação também é importante: alguns modelos funcionam com imã e outras por ventosa. O ideal é escolher a que conseguir se fixar com mais firmeza e oferecer maior facilidade de manuseio para limpar.

Potência e consumo energético

As bombinhas de aquário podem variar muito em potência, interferindo diretamente no consumo de energia. Obviamente, quanto maior a potência, mais ela vai consumir energia por mês – afinal ficam ligadas o tempo inteiro.

De qualquer modo, esse consumo de energia não é tão alto, mas fica ligada direto em conjunto com outros equipamentos do aquário, isso merece um pouco da sua atenção para equilibrar as coisas.

Aviso Importante:
Nossos redatores não possuem qualquer ligação com os fabricantes dos produtos aqui analisados. No entanto, todos os produtos possuem links direcionados à lojas online que fornecem programas de afiliados. Ao clicarem no link do produto e, posteriormente fechando a compra, vocês estarão automaticamente contribuindo para que o Vidanimal receba uma pequena porcentagem de comissão pela venda do produto. Isso nos ajuda a manter nosso trabalho e várias outras pessoas a encontrar o que procuram!

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta