Os gatos são animais higiênicos por natureza, sendo que se lamber para se manterem limpos é um de seus hábitos de higiene mais comuns. Além de eliminar sujeiras, o hábito também remove pêlos soltos. Por isso, é comum o gato ingerir parte deles e acumulá-los no estômago, formando a famosa bola de pêlo.

Quem nunca presenciou ao vivo ou pelo menos viu em algum desenho animado um gato vomitando bolas de pelos? Pode até ser engraçado, mas há ocasiões em que isso se torna um enorme desconforto para o bichano e até um problema mais grave.

Isso porque apesar de comuns, o acúmulo de pelos pode levar o animal a expelir essas bolas com mais frequência ou até impedir que sejam eliminadas de maneira natural.

Nesse caso, é essencial entender por que elas se formam, como ajudar o bichano a eliminá-las mais facilmente e prevenir a sua formação.

Só assim você vai conseguir garantir a saúde e o bem estar do seu gato. Leia mais sobre o assunto abaixo!

Por que as bolas de pêlo se formam?

A bola de pelos se forma durante a própria higinização do gato.

Já sabemos ou ouvimos falar que os gatos são animais extremamente limpos, pois costumam cuidar eles mesmos da sua própria higiene através das lambidas pelo corpo.

Através de suas línguas ásperas, cheias de “espículas” (espinhos responsáveis pela aspereza), eles conseguem remover sujeiras, poeira e pêlos soltos da pelagem.

Embora seja um hábito muito comum e natural dos felinos, muitos pêlos acabam ficando grudados na língua, sendo que outros são engolidos.

Na maioria das vezes, os tricobezoares são eliminados nas fezes. Porém, há casos em que eles se acumulam no sistema digestivo e não são digeridos propriamente, formando as famosas bolas de pelo, também chamadas de tricobezoares.

Tricobezoares são uma mistura de pelo com saliva e suco gástrico, além de ocasionalmente restos de comida.

No entanto, não é nada anormal a formação de bolas de pelo, mas elas podem causar incômodos no gato, ou podem até acarretar outros problemas extremamente graves, principalmente se ele não conseguir eliminá-las facilmente ou ficarem presas no intestino.

Quando a bola de pêlo pode ser um problema?

A bola de pelo por ser um problema se o gato não conseguir digerir e eliminar nas fezes.

Idealmente, todo pelo ingerido durante a limpeza que o gato faz deve ser eliminado gradualmente pelas fezes.

Mas em alguns casos, as bolas de pêlos se acumulam no estômago causando incômodos, tendo que ser expelidas oralmente.

Algumas raças de gatos de pêlos mais longos costumam eliminar cerca de até uma bola de pelo por semana pela boca, principalmente nas estações de troca de pelo (primavera e outono), mesmo os que possuem pelos curtos.
Embora essa formação de bolas de pelos seja um fator comum na rotina de muitos gatos, não conseguem expelir as bolas de pelo.

Por isso, é preciso ficar atento para garantir que eles estão eliminando esses pêlos acumulados sem grandes problemas, seja nas fezes ou pela boca, para que eles não fiquem presos no intestino ou no estômago deles.

Quando isso acontece, os sintomas mais comuns são a perda de apetite e redução na quantidade de fezes. Na pior das hipóteses, pode ocorrer a obstrução do intestino, exigindo lavagem intestinal ou até cirurgia.

Sendo assim, fique atento aos sintomas abaixo, que indicam bola de pelo presa no intestino:

  • Desconforto ou dores abdominais;
  • Prisão de ventre;
  • Vários vômitos por dia;
  • Diarréia ou fezes ressecadas;
  • Falta de apetite;
  • Ânsia e regurgitações frequentes;
  • Sinais de cansaço e apatia;
  • Desidratação.

Veterinários advertem que quando esses sintomas de problemas evoluem, há o risco de doenças graves, como “Lipidose hepática”, uma doença grave que acomete o fígado dos gatos.

Além disso, eles também podem acabar ficando anêmicos, por conta da falta de apetite e desidratação.

O que fazer em caso de bola de pêlo presa?

Normalmente, as bolas de pêlo podem ser identificadas através de exames de ultrassons e de sangue, capazes de diagnosticar melhor a saúde do animal.

Se você notar qualquer um desses sintomas acima, leve imediatamente o animal ao veterinário, pois quanto mais cedo o problema for detectado e resolvido, menos chances de problemas graves ele terá.

Somente o veterinário pode orientá-lo sobre como proceder em caso de bola de pelo presa no intestino, inclusive recomendar a sua remoção cirúrgica, se for o caso.

Como ajudar o gato a eliminar as bolas de pelo

Manter a escovação em dia pode ajudar a evitar a formação de bola de pelos

Caso você tenha notado alguns dos sintomas acima ou perceba que o seu gatinho não está conseguindo eliminar as bolas de pelo sozinho com facilidade, é possível ajudá-lo.

Veja abaixo como proceder para auxiliar nessa remoção:

  • Inclua mais fibras na alimentação – fibras ajudam a melhorar a digestão e os processo intestinais para que ele consiga eliminar as bolas mais facilmente.
  • Plante grama para purgar – quando o animal possui desconfortos estomacais, é um instinto natural comer grama para purgar. Sendo assim, se possível, plante a planta valeriana e gramas para ajudar na regurgitação das bolas de pelos.
  • Passe manteiga nas patas – a manteiga pode funcionar como um laxante se você passar um pouco nas patas do animal para ele lamber, só não exagere na dose.
  • Utilize malta como laxante – a malta é outro alimento que favorece o trânsito intestinal do gato. Ela é derivada da cevada e pode ser passada em pasta na pata ou focinho do animal para ele lamber.

Como prevenir a formação de bolas de pêlo

Há várias formas de prevenir a formação de bolas de pelos.

Agora sabemos que as bolas de pêlos são comuns por conta dos hábitos de auto-higiene dos felinos.

Mas como pode acarretar em incômodos e até problemas mais sérios, nada mais justo que tentar evitar a sua formação.

Há como investir em estratégias para prevenir o acúmulo de pelos no estômago ou no intestino.

Uma alimentação mais saudável é a forma mais simples, já que muitos ingredientes podem ajudar a melhorar a digestão e o funcionamento do intestino.

Além disso, basta seguir as estratégias abaixo:

Evite bola de pêlo com escovações

Escove os pelos do gato desde filhote (ou, se necessário, tose) com frequência semanal para remover os fios soltos e diminuir a quantidade, principalmente na época de queda ou se o gato tem pelagem média ou longa, que são os mais afetados pelo problema.

Veterinário pode prevenir problemas com bola de pêlos

Não deixe de levá-lo às consultas veterinárias regularmente, a fim de checar problemas intestinais relacionados às tricobezoares.

Hidratação ajuda no organismo

Mantenha o gato hidratado e incentive-o a beber água com frequência. Os gatos não costumam beber tanta água durante o dia, mas é essencial para o bom funcionamento do organismo em geral.

Uma boa alimentação evita a formação de bola de pêlo

Forneça rações para gatos de qualidade, feitas especialmente para os que possuem esse problema de digestão, bem como alta concentração de fibras, digestibilidade e nutrientes essenciais para regular o intestino.

Atividades físicas distraem

Mantenha o animal sempre ativo com brincadeiras e brinquedos interativos para estimulá-lo a se movimentar e gastar energia.

Atividades físicas ajudam o organismo a funcionar melhor, incluindo equilibrar o intestino, além de aprimorar a saúde mental e física, tornando a pele e os pelos mais saudáveis.

Ambiente limpo não acumula sujeira nos pêlos

Manter a limpeza da casa em dia vai ajudar o gato a não acumular sujeira e poeira na pelagem, consequentemente diminuindo a formação de bolas de pelo.

Mantenha os parasitas longe dos pêlos

As pulgas e carrapatos costumam fazer o gato se lamber com frequência. Assim, não deixe de fazer o tratamento de prevenção contra esses parasitas para ajudar a reduzir os pelos no intestino.

Concluindo…

Se você notar que o seu gato está eliminando bolas de pêlo com mais frequência, procure o seu veterinário para um tratamento preventivo antes que seja tarde.

Antes de tomar qualquer decisão por conta própria, somente o veterinário vai poder recomendar rações, petiscos e até pastas para a pelagem, feitas especialmente para a prevenção do tricobezoar.

Somente um bom profissional será capaz de indicar o melhor procedimento para eliminar a bola de pelo presa do intestino do seu gato, se for o caso.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta