Weimaraner

O "Fantasma prateado" - Um amigo para sempre se ter ao lado
(Créditos/Copyright: "Eric Isselee/Shutterstock")
Weimaraner
4.00 out of 5 based on 1 customer rating
(1 avaliação de cliente)

Origem: Alemanha
Data de origem: 1800
Grupo de Raças: FCI Grupo 7 – Cães de Parar ou Cães Apontadores / AKC Cães Esportistas / Cão de tiro, Apontadores, Cães de caça.
Função original: cão de tiro apontador e retriever
Função atual: cão de caça e companhia
Tamanho: porte grande
Altura: Fêmea de 56 cm a 63 cm / Macho de 61 cm a 69 cm.
Peso: Fêmea de 23 kg a 29 kg / Macho de 25 kg a 32 kg
Cores: cinza-prata
Pelos: curto, liso, homogêneo.
Manutenção: escovação 2 a 3 vezes.
Expectativa de vida: 10 a 12 anos
Filhotes: 6 filhotes de Weimaraner por cria.
Reconhecimento (Canil):CKC, FCI, AKC, UKC, KCGB, CKC, ANKC, NKC, NZKC, APRI, ACR, DRA, NAPR, ACA.

Categoria

Introdução à raça Weimaraner

cachorro-weimaraner-intro
Dupla de Weimaraners juntos no parque passeando. (Créditos/Copyright: “Igors Jefimovs/Shutterstock”)

O Weimaraner é um cão esportista criado para caçar em alta velocidade e enorme resistência. Eles são cães apontadores e recuperadores de presas muito atléticos que possuem muitos outros talentos. Conseguem combinar graça, vigor e vivacidade a um comportamento alerta e focado. Ele ainda possui características aristocráticas, porém com uma expressão amável.

Originalmente criado como cão de tiro para lidar com presas grandes como veados, lobos e ursos, o “Fantasma Cinza”, como era chamado, foi uma raça canina muito cobiçada na Alemanha, seu país de origem. O apelido vem da sua famosa pelagem curta de cor única e do seu velho hábito de se fazer de sombra de seu dono, uma característica peculiar da raça pelo desejo de sempre permanecer perto da sua família humana.

Eles são incrivelmente inteligentes, leais e costumam se conectar profundamente com seus donos, o que para algumas pessoas, a profundidade dessa relação junto à sua aparência única, fazem dele uma única raça à ser considerada. Como um cão de caça altamente qualificado que é, sua marcha é suave e passiva. E sendo um cão muito ativo, que ama correr e caçar, pode ficar frustrado se mantido preso ou encurralado. Pode ser também teimoso ou cabeça-dura, por isso se adapta melhor a donos ativos que apreciam atividades ao ar livre e que desejam uma companhia amável e divertida.

Weimaraners não costumam ter um botão de “off”, e não desejam outra coisa senão passar o dia todo na companhia de seu dono, caçando — o dia inteiro, todos os dias.

Se nada disso for possível, ele é capaz de se contentar com treinamento de obediência e agilidade, caminhadas, corridas ou participar de esportes caninos, desde que possa ser ativo junto ao seu dono. O Weimaraner é também ousado e indisciplinado, e não muito adequado para crianças pequenas.

São também um perigo para gatos e outros animais de estimação menores por causa do seus instintos de caçador, e se não forem exercitados de maneira suficiente, podem ficar agitados, frenéticos e até agressivos. Hoje, estes elegantes cães podem ainda ser encontrados em campos de caça, e também ser ótimos companheiros em casa. Eles são muito utilizados em serviços policiais como buscas, salvamentos, e rastreamento.

Origem da raça Weimaraner

cachorro-weimaraner-origem
Weimaraner adulto no meio da floresta. (Créditos/Copyright: “DragoNika/Shutterstock”)

A raça Weimaraner tem centenas de anos, e origina-se da mesma linhagem seletiva de outras raças de cães de caça alemãs e descendentes do Bloodhound. A sua primeira aparição se deu em uma pintura de Van Dyck que data de 1.600. Contudo, a raça passou à ser produzida no século XIX por esforços concentrados em criar um cão apontador ideal que pudesse caçar presas de todos os tamanhos. Por esta razão, o Weimaraner se tornou um bom cão de caça e um excelente cão apontador.

O Weimaraner já teve muitos nomes, como “Weimaraner Vorstehund”, “Weim”, “Fantasma Prateado” ou “Fantasma Cinza”, mas seu nome é em homenagem ao Grand Duke de Weimer, um nobre da época cuja côrte patrocinou e financiou a criação da raça.

O início na Alemanha

Na época em que a raça foi criada, os nobres adoravam caçar e precisavam de um cão que tivesse coragem, inteligência, boa habilidade de faro, velocidade e vigor. O cão deveria permanecer perto de seu dono enquanto procuravam pela caça, e que ainda pudesse ser uma boa companhia nas noites frias em frente à lareira.

A Alemanha sempre foi um país de grande abundância na vida selvagem, e raças caninas alemãs sempre tiveram a reputação das melhores do mundo. Como eles conseguiram criar esta raça ideal ainda permanece um mistério, mas acredita-se que as raças cruzadas entre si para criar o Weimaraner incluem o Bloodhound, o Pointer Inglês, o Pointer Alemão de pelo curto, o Great Dane azul, o Huehnerhund cinza-prata ou cão galinha e o Schweisshunde vermelho, um tipo de hound com faro excepcional. A origem da sua cor distinta é também desconhecida, mas sempre foi uma característica antiga da raça. O resultado foi este cão com excelente velocidade, energia e versatilidade para caçar tanto aves selvagens quanto presas maiores quando estas ficavam escarças.

Originalmente, o Weimaraner foi usado para caçar ursos, veados e lobos, mas hoje é mais usado como cão de caça à pássaros e recuperador de presas aquáticas.

Da Alemanha aos Estados Unidos

Logo no início, o progresso da raça foi rigorosamente supervisionada. Foi quando em 1897, um clube exclusivo, Weimaraner Clube Alemão, foi criado na Alemanha para manter e garantir que criadores fossem responsáveis pelo seu desenvolvimento, tendo regras muito rígidas impostas aos seus criadores. Os cães não podiam ser vendidos à quem não era membro e os títulos eram difíceis de se obter.

Os cães cujas raças não eram aprovadas, não podiam ser registradas, e espécies consideradas fracas tinham que ser destruídas. Apenas quando um Americano, Howard Knight, conseguiu entrar no clube e lhe foi permitido pegar dois cães para levar para os Estados Unidos em 1929 que o Weimaraner pode sair do seu país de origem. Os alemães eram tão protetores com relação à raça que embora Knight tenha prometido preservar a pureza dela, o clube lhe enviou apenas dois cães castrados. Mas Knight não se intimidou, e continuou trabalhando até conseguir alguns exemplares que pudessem ser criados nos Estados Unidos.

E finalmente, em 1938, conseguiu 3 fêmeas e um filhote macho fundando o primeiro clube Americano da Raça Weimaraner em 1942. Quanto mais entusiastas eram atraídos pela raça, mais se descobria o seu valor como excelentes companheiros de caça. O reconhecimento da raça pela AKC veio em 1943. A beleza e versatilidade da raça como cão de tiro, animal de estimação e competidor se fez por merecer. Antigos Weimaraners Americanos tiveram desempenhos extraordinários em obediência levando a um enorme interesse pela raça.

A Segunda Guerra Mundial e o declínio da raça

Durante a Segunda Guerra Mundial, começou a ficar difícil para que os criadores Alemães mantivessem seus cães, por isso muitos exemplares da raça foram enviados aos Estados Unidos para que pudessem reproduzir. Assim como ao final da Segunda Guerra, muitos soldados americanos trouxeram Weimaraners para casa com eles, que rapidamente se tornaram populares, especialmente quando o Presidente Eisenhower trouxe o seu Weimaraner, para a Casa Branca.

Ao final de 1950, Weimaraners já eram a décima-segunda raça mais popular registrada pela AKC. Infelizmente, como sempre acontece, isso acabou gerando cruzamentos irresponsáveis, e a qualidade da raça acabou caindo levando a problemas de temperamento, acabando com a sua popularidade. Por volta de 1960, o número de Weims registrados caiu pela metade em comparação com os registros em 1957, caindo ainda mais nas décadas seguintes, 1970 e 1980.

A reviravolta nos dias de hoje

O declínio da sua popularidade e seus problemas gerados pelos maus cruzamentos acabaram permitindo que outros criadores mais dedicados à raça pudessem ter a oportunidade de melhorar a saúde, o temperamento e conformação da raça. Assim, os registros começaram a aumentar na década de 1990, e hoje, o Weimaraner é mais uma vez, uma das raças mais populares nos Estados Unidos e em outros países.

Na Alemanha, o Weimaraner é ainda usado para caçar animais de pele e aves, assim como recuperador em terra ou na água. Nos Estados Unidos, ele não costuma competir, mas é também usado como cão de caça pessoal. Em outros países a raça é bastante popular como cão de companhia.

Aparência do Weimaraner

cachorro-weimaraner-aparencia
Weimaraner filhote e seus lindos olhos azuis (Créditos/Copyright: “Daz Stock/Shutterstock”)

O Weimaraner é um cão atlético de tamanho médio a grande com características elegantemente definidas e uma aparência aristocrática. Sua imagem é de velocidade e graça, e a sua expressão é alerta e auto-confiante. A sua cabeça de tamanho médio, elongada, possui uma parada moderada com um linha medial descendo até a testa, e o pescoço comparativamente londo. O nariz é cinza escuro e os seus dentes cerram em mordida de tesoura. Seus olhos variam entre tons de âmbar claro, cinza e azul acinzentado, sempre com uma expressão inteligente.

As suas orelhas são dispostas ao alto, longas e pendentes, dobradas para frente e pendurando-se ao lado da cabeça. A sua linha dorsal desce gentilmente dos ombros até a garupa. As costas é moderadamente longa, reta e musculosa, com um ligeiro declive até a cernelha. As suas patas são retas, robustas e paralelas com pés firmes e compactos que se assemelham aos dos patos, ajudando a nadar. As unhas dos dedos são cinzas ou âmbar. O rabo costuma ser amputado para ficar com cerca de 4 cm ao completar 2 anos de idade.

O seu pelo é curto, macio, lustroso e bem rente ao seu corpo, em tons sólidos de cinza prata, misturando-se a tons mais escuros do corpo com tons mais claros da cabeça e orelhas. O Weimaraner também possui uma variedade rara com pelos longos e penugens nas patas. E ainda pode vir à ter uma pequena marca branca no peito. Sua pele onde os pelos são quase inexistentes é rosada.

Ambiente Ideal para o Weimaraner

cachorro-weimaraner-ambiente
Filhotes de Weimaraners dormindo juntos agarradinhos no jardim. (Créditos/Copyright: “Daz Stock/Shutterstock”)

O Weimaraner se contenta em viver em pequenas residências ou apartamentos se receber uma grande quantidade de exercícios, mas é mais adequado para viver em locais que hajam um jardim cercado onde possam correr livremente e gastar energia, sem que haja o perigo de fugir, pois Weims são como o mágico Houdini com relação ao confinamento.

São muito inteligentes e capazes de aprender rapidinho como abrir portões, pular ou cavar por baixo deles. Por isso, é importante que vivam dentro de casa, como animal doméstico, porém devidamente seguros e cercados. Não são adequados para viver em canil ou dormir no jardim ou fora de casa já que o que mais gostam é estar perto de seus donos. Podem até ficar do lado de fora da casa em climas mais amenos, mas não são adequados ao relento em noites frias. Como é um cão bastante social, ficaria mais satisfeito se pudesse dividir o seu tempo entre dentro e fora de casa.

Temperamento & Personalidade do Weimaraner

weimaraner-temperamento
Filhotes de Weimaraners convivendo juntos no parque em harmonia. (Créditos/Copyright: “Daz Stock/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, costumam se aproximar das pessoas e gostam de ser carregados por elas. Como todo cão, os Weims precisam de socialização desde filhote — os exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização ajuda a garantir que o seu Weimaraner cresça para se tornar um cão sociável.

O típico Weimaraner é alegre, amigo, amável, afetuoso, brincalhão, corajoso, alerta, protetor, leal e obediente. Características que fazem dele um excelente companheiro, podendo até se tornar um bom cão de guarda. Por outro lado, é auto-confiante, inteligente, incansável e teimoso. Esta raça é capaz de tomar conta da casa se o seu dono der a chance. Ele irá mastigar, latir, perseguir gatos e roubar comida de cima da mesa — se não lhe for dada socialização, treinamento e estrutura que que ele tanto precisa para crescer de forma adequada e saudável.

A personalidade do Weimaraner pode variar entre estar no comando e ser maleável e descontraído. Os machos tendem a ser doces, enquanto as fêmeas mais travessas. Embora ambos amáveis, podem dar trabalho. Eles precisam de interação social e reafirmação para estabelecer esta atitude confiante e devotada.

Por serem tão passionais e devotados, necessitam de socialização desde cedo, e muitas vezes são descritos como uma raça canina emocionalmente “carente”. Preferem viver do lado de dentro da casa como membros da família e exigem a companhia e atenção dos seus donos o tempo inteiro. Uma coisa é certa, ele logo irá tratar de lhe ensinar duas lições de vida fundamentais: um Weimaraner quieto é porque está entediado e um Weimaraner entediado é destrutivo. Portanto planeje mantê-lo ativo, ou ele mesmo irá procurar o que fazer.

A raça aprende rápido, mas fica entediado facilmente também. Se não forem exercitados de forma suficiente ou ignorados, Weimaraners podem desenvolver comportamentos inadequados, como roer tudo que vêm pela frente.

Weimaraneres desejam liderança por natureza e precisam saber o que é esperado deles e por quanto tempo. Se isso não for deixado claro de forma constante, podem ficar desestabilizados, estressados e possivelmente desenvolver um distúrbio de ansiedade muito comum nos cães que os tornam destrutivos e incansáveis.

Por esta razão, necessitam de treinamento experiente e firme desde filhote com um dono que entenda como ser o líder do bando, ou ele pode se tornar difícil de lidar. Sem esta liderança adequada, pode ficar agressivo até com outros cães e membros da família. Seus donos não devem ser duros, mas calmos e ter um ar de autoridade natural para com a sua conduta.

Agressividade e timidez são defeitos temperamentais muito associados à esta raça.

Por isso deve-se lidar com isso o mais cedo possível, com assistência profissional de um treinador experiente para evitar outros comportamentos mais sérios como ataques e mordidas. Deve ser exercitado e estimulado fisicamente e mentalmente de forma suficiente para não se tornar indisciplinado e difícil de ser controlado. Costuma ser bom com crianças, porém devido ao seu alto grau de energia, não é recomendado a ficar ao redor das pequeninas.

Ele também não é nada amigável com estranhos, altamente territorial e irá proteger a sua família de todos os perigos, por isso pode vir a ser um bom cão de guarda. Também possui um instinto forte de caçador e não se deve confiar nele junto a pequenos animais como hamsters, coelhos e porquinhos da índia. O único jeito de evitar um mal comportamento ao redor de outros animais e pessoas é socialização desde cedo.

Com uma socialização adequada, pode se dar bem com outros cães e outros animais domésticos. Embora o Weimaraner adore e deseje agradar o seu dono, é muito independente e gosta de fazer tudo à sua maneira. Ele pode ser insistente e desafiador — e não apenas durante a sua adolescência. No caso do Weimaraner, os seus anos “teens” começam aos 6 meses e só terminam aos dois anos de idade.

Para se ter um Weimaraner, é necessário muita sensibilidade, firmeza com um toque de leveza, e um senso de humor extraordinário. É preciso ser uma pessoa muito inteligente para se estar sempre à frente do Weimaraner, e mesmo assim, há enormes possibilidades de ainda ser passada pra trás por estes cães. Mas, se você for do tipo que adora ter o cão ao seu lado — e pode gastar um bom tempo caminhando, correndo ou caçando com ele — o Weimaraner pode ser o seu companheiro ideal.

O Weimaraner perfeito não nasce perfeito, ele é produto da sua hereditariedade e criação. Seja lá o que for que você deseja dele, procure por um que tenha tido pais com boa personalidade e que tenham sido socializados desde filhotes. Qualquer cão pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, cavações e outros comportamentos inadequados se estiver entediado, destreinado ou não supervisionado. Compre um filhote que tenha sido criado em casa e tenha certeza de que ele foi exposto a diferentes locais e sons, assim como pessoas antes de ir para outro lar.

Continue socializando-o sempre levando a casa de amigos e vizinhos, assim como a passeios públicos. Antes de comprar um filhote, procure saber como escolher o filhote ideal e não deixe de conversar com o seu criador, descreva exatamente o que você procura em um cachorrinho, e peça ajuda para escolher um filhote. Os criadores costumam conviver com filhotes todos os dias e podem dar excelentes recomendações uma vez que saibam um pouco sobre o seu estilo de vida e personalidade.

Cuidados & Manutenção do Weimaraner

cachorro-weimaraner-cuidados
Weimaraner adulto contemplando um dia de sol no rio. (Créditos/Copyright: “Best dog photo/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu Weimaraner à ser escovado e examinado desde filhote. Pegue nas suas patas com frequência — eles costumam ser sensíveis com relação às patas — e olhe dentro das orelhas e boca. Torne isso uma experiência o mais positiva possível com elogios e recompensas para que não sofra toda vez que for ao veterinário. Ao examiná-lo, procure por machucados, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço ou inflamação na pele, nas orelhas, nariz, boca, olhos e patas. Os olhos devem estar sempre claros, sem vermelhidão ou corrimentos.

Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde. O Weimaraner é uma das raças mais fáceis de serem mantidas. Escove seu pelo semanalmente com uma escova de cerdas firmes para mantê-los saudáveis e lustrosos, e lave-o com shampoo à seco ocasionalmente. Para que seus pelos prateados fiquem ainda mais brilhantes, limpe-o com um pano de chamois.

Lave-o com sabão neutro apenas quando necessário, embora ele adore se esfregar por ai em qualquer coisa que cheire mal. Inspecione suas patas depois de sessões de exercícios ou outros desempenhos físicos que tenham exigido muito dele. Todas as raças com orelhas pendentes são suscetíveis à infecções de ouvido, limpe-as e cheque-as com frequência.

Escove os dentes do seu Weimaraner pelo menos 2 ou 3 vezes na semana para remover tártaro e bactérias que se proliferam dentro da sua boca. Diariamente é ainda melhor para manter o bom hálito e evitar a gengivite. Corte suas unhas uma ou duas vezes ao mês se não forem gastas naturalmente. Saiba que Weimaraners têm lábios soltos. Eles não costumam babar muito, mas irão derramar água em todo lugar ao beber. Mantenha algumas toalhas ou papel por perto para limpar sua boca e o que for derramado pelo chão.

Atividade & Exercícios do Weimaraner

cachorro-weimaraner-atividade
Weimaraner correndo livremente no parque. (Créditos/Copyright: “DragoNika/Shutterstock”)

Estes cães poderosos possuem muita energia. Por isso, o Weimaraner exige muitos exercícios e estímulos. Eles adoram correr, caçar, sair para longas caminhadas, passeios de barco, nadar — qualquer coisa que envolva estar com o seu dono. Com relação aos esportes caninos, eles amam agilidade, rastreamento e testes de caça. Aliás, esteja preparado para presentes “moribundos”: animais como sapos, pássaros, até o gato do vizinho que sempre esteja o redor da casa. Ele apenas foi feito para caçar, e é o que ele faz. E nunca rejeite um dos seus presentes ou puna-o, o que pode estragar de vez o seu relacionamento com ele.

Eles devem ser levados para longas caminhadas ou corridas diariamente para evitar comportamentos desagradáveis como latidos em excesso, mastigação de objetos e cavações no jardim. Além disso, precisam de muitas oportunidades para correr livremente. Brinque de pega-pega ou de jogar objetos para que ele possa buscar e trazer de volta, leve-o pra correr ou caminhar, ensine-o a correr ao seu lado ao andar de bicicleta, e outras atividades que envolva correr. Mas, nunca exercite-o depois das refeições. É melhor alimentá-lo após as caminhadas, depois que ele esfriar ou estiver descansado.

O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à raça do seu cachorro. Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo.

Dica: Estes cães amam perseguir qualquer coisa que se mova, incluindo corredores, ciclistas, crinaças e outros animais, por isso prenda-os em locais onde hajam portões, muros e cercas seguras e sempre use a coleira ao passear com eles na rua.

Saúde do Weimaraner

cachorro-weimaraner-saude
Weimaraner filhote deitado no chão coms eu olhar sedutor.

(Créditos/Copyright: “Jeff Leonard/Shutterstock”)
Os Weimaraners são, em sua maioria, saudáveis, mas como toda raça canina, são também suscetíveis a certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos os cachorros terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça.

O Weimaraner costuma ser suscetível à vários problemas, incluindo displasia de quadril, hipotiroidismo, displasia tricúspida (doença cardíaca congênita), problemas de visão como distrofia da córnea e entropia, crescimento rápido excessivo e tumores. Também costuma ganhar muito peso e inchar; é melhor ser alimentado 2 a 3 pequenas refeições ao dia, ao invés de apenas uma grande.

Eles também podem ter níveis elevados de ácido úrico na urina, uma pré-disposição para pedras no rim e dores na bexiga, o que pode levar a cirurgia. A raça costuma viver por cerca de 10 a 12 anos, o que não quer dizer que ele não possa viver por mais tempo. Na verdade, qualquer cachorro pode estender a sua longevidade canina desde que se tomem os devidos cuidados com a sua saúde.

Treinamento do Weimaraner

cachorro-weimaraner-treinamento
Weimaraner adulto na praia brincando de bola. (Créditos/Copyright: “bitt24/Shutterstock”)

Antigas estórias sobre os Weimaraners fizeram parecer que a raça viesse já totalmente treinada e perfeita em todos os aspectos. Até hoje, muita gente ainda acredita nisso, mas infelizmente, não existe tal coisa. Nenhum cão, por mais predisposto à obediência que seja, vem programado com bom comportamento.

Os Weimaraners são altamente inteligentes, mas são muito independentes em seu modo de pensar. Esta combinação faz com que sejam um verdadeiro desafio em relação ao treinamento.

Treinamento de comportamento é altamente recomendado para o Weimaraner, pois alguns sofrem de ansiedade por separação ou comportamento agressivo (como caçadores naturais, todos os Weimaraners manterão algum grau de agressividade). Embora sejam cheios de energia, ávidos para aprender e agradar, e ainda muito motivados por recompensas e elogios, não são fáceis de serem disciplinados.

Apesar da raça ser capaz de aprender tudo rapidamente, não responde bem à disciplina dura e uma vez desconfiada, evitará qualquer tentativa de treino. Nunca use violência física com ele – você nunca deve bater nele ao tentar discipliná-lo, pois são magoados facilmente e isso os tornará desconfiados não confiando mais em você. Uma vez com medo de algo ou alguém, irão ignorar o treinamento. Seja consistente e firme, porém gentil.

O Weimaraner é sensível, e mesmo que não responda bem à raiva, você deve sempre poder dizer “NÃO”. Mantenha as sessões curtas e interessantes, e sempre termine quando ele fizer algo correto para que você possa recompensá-lo pelo bom trabalho.

Por terem muita energia, a primeira coisa que deve aprender é sentar. Isso evitará que ele pule em cima de você, e de outras pessoas, podendo até derrubá-las. Ensinar o seu filhote a sentar, deitar e ficar no lugar é vital para o seu treinamento. Há vários métodos também de treiná-lo a fazer suas necessidades em locais apropriados ou fora de casa.

Considere o método da caixa se precisar adaptá-lo a um ambiente seguro e confinado por razões de segurança e conforto. Gaste o seu tempo com ele em caminhadas com a coleira curta, não dando muita oportunidade para que ele se coloque à sua frente, mas sempre ao seu lado. A raça também costuma latir demais e precisa ser corrigida desde cedo. Ele aprenderá melhor através de sessões de treinamento divertidas que envolvam repetição e técnicas de esforço positivo, elogios e recompensas.

Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo. Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro.

Por fim, segure o seu senso de humor. O fato do seu Weimaraner obedecê-lo ou não irá depender de vários fatores, mas uma coisa é certa, ele sempre irá desobedecer com estilo.

1 review for Weimaraner

  1. 4 out of 5

    :

    Tivemos um macho desta raça na minha adolescência e não soubemos educá-lo da forma correta e apresentar uma liderança adequada. Ele acabou ficando arredio e muito teimoso, não respeitava ninguém da casa. Tivemos que doá-lo. Não tínhamso experiência alguma com cachorro também, péssima escolha, tadinho não teve culpa.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *