Staffordshire Terrier Americano

cao-staffordshire-terrier-americano
(Créditos/Copyright: “Por Eric Issele/Shutterstock”)
Staffordshire Terrier Americano

Origem: Estados Unidos
Data de origem: século XIX
Grupo de Raças: FCI Grupo 03 – Cães Terriers / AKC Raro / UKC Terrier.
Função original: cão de luta
Função atual: cão de companhia
Outros nomes ou apelidos: Am Staff
Tamanho: porte médio a grande
Altura: Machos de 46 cm a 48 cm / Fêmeas de 43 cm a 46 cm
Peso: Machos de 30 kg a 35 kg / Fêmeas de 25 kg a 30 kg
Cores: qualquer cor, sólido, particolor ou com manchas são permitidos; contudo, mais de 80% branco, preto-e-tan, e fígado não devem ser encorajados.
Pêlos: curto rente à pele, brilhante e macio.
Manutenção: fácil, baixa, escovações semanais.
Expectativa de vida: cerca de 09 a 15 anos.
Filhotes: de 5 a 10 filhotes de Pit Bull Terrier por cria
Reconhecimento (Canil): ACA / AKC / ANKC / APBR / APRI / CKC / DRA / FCI / NAPR / NKC / NZKC.

Introdução à raça Staffordshire Terrier Americano

cao-staffordshire-terrier-americano-intro
AmStaffs filhotes lado a lado prestando toda atenção ao seu dono. (Créditos/Copyright: “Por Alena Kazlouskaya/Shutterstock”)

O Staffordshire Terrier Americano já ocasionou muitos debates com relação à sua origem.
Alguns especialistas dizem que o Staffordshire Terrier Americano e o Pit Bull Terrier Americano são a mesma raça, outros afirmam, com a mesma convicção, de que são duas raças completamente diferentes. Ambas são denominadas “raças bully”, muitas vezes apenas chamadas de “pit bull”. O problema é que “pit bull” não é uma raça, mas um termo usado para descrever raças como o Pit Bull Terrier Americano, o Bull Terrier, o Staffordshire Bull Terrier e o Staffordshire Terrier Americano.

Apesar das controvérsias, todos os especialistas concordam que esta confusão começou quando a AKC, no início de 1930, quis dar um novo nome à raça Pit Bull Terrier Americano, Staffordshire Terrier Americano, para separá-la de seu passado de cão de luta. O Pit Bull Terrier Americano passou a não ser mais reconhecido pela AKC, enquanto o Staffordshire Terrier Americano, que é levemente menor, tem sido. Na verdade, todas as raças “bull” são muitas vezes confundidas.

O Staffordshire Terrier Americano é a raça conhecida no segmento de exposições e conformação de raças, enquanto o Pit Bull Terrier Americano ficou com a sua linhagem de cão de luta. As duas raças são reconhecidas por diferentes instituições de registro de raças, embora são criadas para ter as mesmas qualidades e mesma construção, apenas com algumas pequenas diferenças.

Embora tenha uma aparência bastante intimidadora, o Am Staff, como é carinhosamente chamado, é amável, dócil, brincalhão e ativo. Normalmente é até amistoso com estranhos desde que esteja na presença de seu dono, e muito bom com crianças. É uma raça muito protetora com relação à sua família e território, portanto pode ser agressiva com relação a outros cães — especialmente aqueles que o desafiarem. É teimoso, tenaz e destemido. Mas o mais importante para esta raça é a afeição do seu dono.

São excelente companhia, pois são afetuosos, devotados e protetores. Estão constantemente tentando agradar, e são muito obedientes. Os Am Staffs Terriers são cães de guarda naturais, altamente inteligentes, leais e corajosos. É importante socializar uma raça bully como esta desde pequena para prevenir comportamentos agressivos. Quando treinado suficientemente, o Staffordshire Terrier Americano é capaz até de se dar bem com outros animais e pessoas que não sejam do seu convívio. Contudo, é uma raça que exige paciência e um dono experiente, que seja ativo, firme, compreensivo e paciente.

O Am Staff possui uma aparência e reputação formidáveis, e foi feito para amar e aceitar pessoas. Nas mãos de donos responsáveis e amáveis, com a quantidade certa de socialização, treinamento, atenção e amor, ele é capaz de ser uma cachorro dócil e afetuoso com toda a família.

Origem da raça Staffordshire Terrier Americano

cao-staffordshire-terrier-origem
Cães Staffordshire Terriers Americanos correndo juntos na neve. (Créditos/Copyright: “/Shutterstock”)

O Staffordshire Terrier Americano é uma das raças terrier mais antigas. Cruzamentos feitos durante o século XIX, na região inglesa de Staffordshire, entre raças como o Buldogue e vários outros tipos de terriers, acabaram dando origem ao musculoso e ativo Staffordshire Bull Terrier, na tentativa de desenvolver raças de cães de luta cada vez mais poderosas.

Vários outros cães ancestrais antigos foram também desenvolvidos para o popular “esporte” de luta de cães. Por isso, a vitalidade extraordinária desta raça é o resultado direto de cruzamentos entre cães de luta de sucesso. Todos estes cachorros ganharam fama rapidamente, mesmo o esporte tendo sido declarado ilegal, e todos passaram a ser chamados de “pit bulls” (Pit Bull Terrier Americano, o Bull Terrier, o Staffordshire Bull Terrier e o Staffordshire Terrier Americano), em alusão às arenas de lutas.

O Staffordshire Terrier Americano na América

Trazido para os Estados Unidos ao final dos anos 1800, onde eles dominaram as “arenas de de luta”, a raça caiu no gosto dos Americanos que transformaram a sua aparência, aumentando o seu peso e sua cabeça. Foi nos Estados Unidos que eles se tornaram conhecidos como Pit Bull Terrier, Bull Terrier Americano e até Yankee Terrier. Hoje reconhecida como uma raça separada, o Staffordshire Terrier Americano é maior e ainda mais pesado que o seu primo inglês, o Staffordshire Bull Terrier.

Embora seus antigos ancestrais tenham vindo da Inglaterra, o desenvolvimento do Staffordshire Terrier Americano é uma história de raça inteiramente Americana. Este tipo de cachorro foi instrumental para o sucesso de fazendeiros e colonos que desenvolveram este país. Eles eram usados para trabalhos na fazenda, caçar animais selvagens como porcos, ursos e outros animais grandes, guardavam e vigiavam o território, e faziam companhia a suas famílias.

Staffordshire Terrier Americano X Pit Bull Terrier Americano

Depois que as “rinhas de cães” foram proibidas também nos Estados Unidos em meados de 1900, duas linhagens destes cães foram desenvolvidas, uma linhagem para exposição e outra não. A linhagem para exposições foi chamada de Staffordshire Americano, para que o seu passado de cão de luta pudesse ficar para trás, enquanto a outra ficou sendo Pit Bull Terrier Americano. As duas são agora reconhecidas como duas raças separadas, e o Staffordshire Terrier passou a ser oficialmente chamado de Staffordshire Terrier Americano em 1972. Ambos são ótimos animais de estimação com o dono certo. O Staffordshire Terrier Americano foi reconhecido pela AKC em 1936.

O Staffordshire Terrier Americano nos dias de hoje

Os Staffordshires Terrier Americanos de hoje são companheiros amáveis, além de estrelas de eventos de conformação, nem de longe os gladiadores do passado. O Am Staff evoluiu para um temperamento doce e leal, com uma disposição digna de confiança ao redor das pessoas. Contudo, a raça (juntamente com seus primos) têm sido alvo de ataques da mídia de vez em quando. O importante é saber que que muitas destas notícias que são divulgadas na mídia (como ataques envolvendo “Pit Bulls”) são protagonizados por cães de má criação, misturas de cães indevidas que criam raças completamente diferentes. Apesar disso, o Am Staff atualmente tem desfrutado de um dos seus períodos mais populares entre pessoas que desejam um cachorro divertido e amável. Embora raramente seja usado em fazendas, os talentos que fizeram dele um cachorro para todas as horas ainda podem ser encontrados na raça. Alguns dos talentos do Staffordshire Terrier Americano incluem cão de guarda, vigia, trabalho policial e alguns esportes caninos como o agility.

Aparência do Staffordshire Terrier Americano

cao-staffordshire-terrier-aparencia
Staffordshire Terrier Americano filhote parte castanho, parte branco andando no deck. (Créditos/Copyright: “Por Sergey Lavrentev/Shutterstock”)

O Staffordshire Terrier Americano é um cachorro extremamente forte e poderoso para o seu tamanho. A raça possui um corpo compacto, musculoso que é ágil e atlético. Em geral, AmStaffs possuem uma estrutura óssea maior, cabeça maior e são mais pesados que os Pit Bull Terriers Americanos, e normalmente são mais baixos.

Am Staffs possuem uma cabeça com bochechas largas, focinho curto de comprimento médio e arredondado na parte de cima saindo bem abaixo dos olhos e mandíbulas fortes. Os lábios são retos e fechados, sem ser caídos, e os dentes formam uma mordida de tesoura.

Am Staffs possuem costas curtas e largas, patas traseiras retas. Suas orelhas eretas são tipicamente cortadas – embora naturais sejam a preferência, contanto que sejam curtas e para cima. Os olhos devem ser pretos, fundos e separados um do outro. Pálpebras rosadas são consideradas um defeito de acordo com os padrões da AKC. A cauda não deve ser amputada, embora seja considerada curta comparada ao tamanho do cachorro, e afina na ponta.

A pelagem do Staffordshire Terrier é curta e quase não precisa de manutenção ou muito cuidado. Os pêlos devem ser sempre curtos e lisos, do mesmo comprimento pelo corpo inteiro do cachorro, deve permanecer duro ao toque e bem rente à pele do cão. Seus pêlos podem ser brilhantes, mas nunca macios ou sedosos. As cores podem variar bastante — sólida, parcial ou manchado, embora vermelho e bege com reflexos, tanto com branco ou sem branco, são preferíveis. Preto e castanho, vinho ou qualquer outra combinação que seja mais de 80% branco, de acordo com os padrões da AKC não são encorajados. Ao contrário do Pit Bull Terrier Americano, o Staffordshire não pode ter nariz “Dudley” (vermelho).

Ambiente Ideal para o Staffordshire Terrier Americano

cao-staffordshire-terrier-ambiente
Stafffordshire Terrier Americano adulto interagindo amigavelmente com um filhote de gato. (Créditos/Copyright: “Por Grigorita Ko/Shutterstock”)

O Staffordshire Terrier Americano pode ficar bem em um apartamento ou pequena residência se for exercitado de forma suficiente. Eles são bastante ativos dentro de casa, mas são capazes de ficarem bem sem um jardim. A raça prefere os climas quentes e é bastante vulnerável em climas frios. Embora possa viver do lado de fora da casa em climas temperados, a raça é mais adequada para ficar junto à sua família, dentro de casa.

Temperamento & Personalidade do Staffordshire Terrier Americano

cao-staffordshire-terrier-temperamento
Staffordshire Terrier Americano e sua dona deitados no chão apreciando a companhia um do outro. (Créditos/Copyright: “Por Chirtsova Natalia/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, costumam se aproximar das pessoas e gostam de ser carregados por elas. Como todo cão, o Staffordshire Terrier Americano precisa de socialização desde filhote — o exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização de uma raça bully ajuda a garantir que o seu Staffordshire Terrier Americano cresça saudável tornando-se um cão bastante sociável.

O Staffordshire Terrier Americano é um cachorro inteligente, alegre, extrovertido, estável, de boa natureza, leal, tenaz e muito afetuoso. Ele possui muita energia e esbanja força e agilidade. São teimosos e destemidos, cheios de vida e extremamente corajosos.

Quase sempre obedientes, é o tipo de cachorro que deseja agradar o seu dono mais que tudo na vida. Por isso, é altamente protetor de sua família e propriedade, e irá combater o inimigo com persistência se sentir que está ameaçado. Também possui uma alta tolerância à dor. A raça possui a reputação de bom cão de guarda, mas a sua boa natureza e espírito amistoso pode traí-lo. A sua principal arma é a sua aparência de mau e corpo musculoso e sua reputação de feroz.

Alguns Staffs que não forem socializados o suficiente podem se mostrar agressivos. Portanto socialize-os desde pequenos para evitar tendências agressivas. Quando treinados e socializados de maneira adequada, o Staff é capaz de ser um companheiro excelente para a família. Tanto é que, tipicamente, Staffs amam passar o tempo com seus donos e irão segui-los onde for pela casa. É comum eles se aconchegarem no colo sempre que tiverem chance. Ele também adora atenção e aprovação de seu dono, seja de visitantes ou participando de exposições ou campeonatos de agility.

Am Staffs podem não falar a nossa língua, mas eles adoram se comunicar com as pessoas e sentem prazer em chamar atenção. Os sons que eles fazem quando querem alguma coisa pode ser muito divertido. Eles não costumam latir em excesso, à não ser que sejam deixados sozinhos com frequência e sem estímulos.

Embora afetuosos, não é uma raça para pessoas passivas demais que não entendem que todo cachorro possui o instinto de manter o bando em ordem. Eles precisam de um dono firme, confiante, consistente que entende como apresentar uma liderança adequada.

Treinamento e uma criação junto a outros animais de estimação desde pequeno é importante para a sua socialização e bom desenvolvimento, ou ele poderá provocar brigas com outros cachorros, especialmente se sentir que está sendo desafiado, devido a sua natureza Terrier. A verdade é que apesar de amarem a companhia de seres humanos, estão mais propensos a odiar outros cachorros que amá-los, especialmente os do mesmo sexo. Seria mais aconselhável não manter cachorros intactos do mesmo sexo juntos e evitar levá-los a parques ou locais públicos onde é permitido que fiquem correndo solto. Considere a castração para mantê-los mais calmos e amistosos.

Se o seu Am Staff vai se dar bem com outros cachorros em locais públicos vai variar de cachorro pra cachorro — alguns são amistosos; outros, nem tanto. Com a socialização adequada, o Staff é capaz de se dar bem com todos, até estranhos desde que na presença de seus donos.

Eles enxergam gatos e outros animais pequenos e peludos como presas, à não ser que sejam de seu convívio. Mas são bastante tolerantes com crianças, mas isso não significa que irão tolerar ser maltratados ou servir de babá canina. Nenhum cachorro deve ser deixado sozinho com crianças pequenas, para a segurança de todos os envolvidos. Esta raça é mais adequada para famílias com crianças de 6 anos de idade ou mais. E crianças de qualquer idade devem ser ensinadas a tratar estes cachorros (ou qualquer outro animal) com respeito.

Como qualquer outro cachorro, o Staff certamente possui alguns comportamentos normais que podem ser altamente destrutivos quando não canalizados de maneira adequada. Am Staffs são famosos pela propensão a cavar, puxar e mastigar. Proteja seus pertences colocando-os fora do alcance. No jardim, forneça um local só dele para cavar. E tenha sempre um estoque de brinquedos para ele mastigar e brincar.

Qualquer cachorro, não importa o quanto for bonzinho, pode desenvolver níveis de comportamento inadequados, como latir em excesso, cavar, roubar comida e outros comportamentos indesejáveis se estiver entediado, destreinado ou não for supervisionado.

Seja o seu Am Staff de criadores ou de grupos de salvamento, filhote ou adulto, você terá que dar muito amor à ele. Ele é teimoso e dominador, e se você deixar, ele irá tentar mandar em você e controlar tudo.

Problemas podem surgir quando a pessoa não consegue distinguir um comportamento natural canino confundindo com emoções humanas, acabando com um cão que pensa que é o dono da casa. Para um cão menor e não tão forte e poderoso, às vezes é mais fácil lidar com isso, mas com uma raça poderosa como o Staffordshire Terrier Americano, a pessoa PRECISA entender e seguir à risca o conceito de como manter um cachorro na linha em casa.

O Staffordshire Terrier Americano perfeito não nasce perfeito, ele é produto da sua hereditariedade e criação. Seja lá o que você deseja dele, procure por um que tenha tido pais com boa personalidade e que tenham sido socializados desde filhotes. Qualquer cão pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, cavações e outros comportamentos inadequados se estiver entediado, destreinado ou não supervisionado.

Compre um filhote que tenha sido criado em casa e tenha certeza de que ele foi exposto a diferentes locais e sons, assim como pessoas antes de ir para outro lar. Continue socializando-o sempre levando a casa de amigos e vizinhos, assim como a passeios públicos. Antes de comprar um filhote, procure saber como escolher o filhote ideal e não deixe de conversar com o seu criador, descreva exatamente o que você procura em um cãozinho, e peça ajuda para escolher um filhote. Os criadores costumam conviver com filhotes todos os dias e podem dar excelentes recomendações uma vez que saibam um pouco sobre o seus estilo de vida e personalidade.

Viver com um Staffordshire Terrier Americano é uma enorme responsabilidade — uma dessas que não podemos se livrar tão facilmente, se decidir que ele não é o cachorro certo. Tenha certeza de que estará fazendo a escolha certa antes de levar o seu Am Staff para casa.

Cuidados e Manutenção do Staffordshire Terrier Americano

cao-staffordshire-terrier-cuidados
Staffordshire Terrier Americano adulto de pelagem toda branca. (Créditos/Copyright: “Por Lunja/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu Staffordshire Terrier Americano à ser escovado e examinado desde filhote. Mecha em suas patas com frequência — os cães costumam ser sensíveis com relação às suas patas — e olhe dentro de sua boca e orelhas. Torne essa manutenção uma experiência positiva cheia de elogios e recompensas, e assim você irá construir a base para exames veterinários e idas ao petshop mais fáceis de se lidar.

Ao checá-lo, procure por machucados, arranhões, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço, ou inflamação na pele, nas orelhas, nariz, boca, olhos e patas. Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde.

Escove os seus dentes 2 ou 3 vezes na semana para remover tártaro e bactéria que proliferam dentro da boca – diariamente é ainda melhor para prevenir gengivite e mau hálito e ainda evitar o caimento de dentes precoce. Corte suas unhas uma ou duas vezes ao mês se não forem gastas naturalmente. E cheque suas orelhas uma vez por semana por sujeira, vermelhidão ou mau cheiro que possam indicar infecções. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas.

AmStaffs possuem uma pelagem curta fácil de cuidar e manter. Escove-o regularmente com uma escova firme, dê banhos ou use shampoo seco quando necessário. Passar uma toalha ou pano de chamois para fazer os pêlos brilharem. Eles soltam pouco pêlo, dependendo do clima. Para remover os pêlos soltos, passe uma toalha áspera ou seca, ou use uma luva de borracha especialmente feita para isso.

Saúde do Staffordshire Terrier Americano

cao-staffordshire-terrier-saude
Staffordshire Terrier Americanos filhotes juntos no jardim. (Créditos/Copyright: “Por Grigorita Ko/Shutterstock”)

Na maioria das vezes, os Staffordshire Terriers Americanos são todos saudáveis, mas como toda raça canina, alguns são mais suscetíveis à certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos eles terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça.

Alguns Am Staffs são suscetíveis a sopros cardíacos, problemas de tireóide, alergias de pele, tumores, displasia de quadril, cataratas e cardiopatia congênita. Pode ter também “ataxia”, um problema de saúde muito sério para a raça. Se estiver considerando um AmStaff é bom perguntar ao criador se os filhotes foram testados e estão livres de ataxia, que normalmente é um gene recessivo, ou seja, se um dos parentes não tiver a doença, é possível saber que os filhotes não serão afetados pela doença.

Lembre-se que depois de levar um filhote para casa, você tem a responsabilidade de protegê-lo de um dos problemas caninos mais comuns: a obesidade canina. Manter o seu Am Staff em um peso adequado é uma das maneiras mais fáceis de manter a saúde do seu cachorro e a vida dele saudável para a vida inteira. Em geral, qualquer cachorro pode estender a sua longevidade canina desde que se tomem os devidos cuidados com a sua saúde. O Staffordshire Terrier Americano costuma viver cerca de 09 a 15 anos e ter de 5 a 10 filhotes por cria.

Atividade & Exercícios do Staffordshire Terrier Americano

cao-staffordshire-terrier-atividade
Staffordshire Terrier preto e branco pronto pra sua atividade no parque. (Créditos/Copyright: “Por Vera Zinkova/Shutterstock”)

A maioria dos Staffordshire Terriers Americanos possuem aquilo que as pessoas chamam de “drive,” uma espécie de desejo instintivo que os obriga a ter algo para fazer sempre. O AmStaff precisa gastar a sua energia diariamente, ou ele se tornará muito difícil de lidar. Espere gastar, pelo menos 2 horas por dia com ele. Em geral, todos eles são atléticos e saudáveis e podem ser excelentes companheiros para corridas ou ciclismo. Muitos Am Staffs adoram nadar e correr e trazer coisas de volta, seja na água ou na terra. Graças a sua inteligência e desejo de agradar o tempo todo, Am Staffs também costumam se dar bem em esportes caninos, como o agility, puxar trenós ou carrinhos, freestyle, farejamento, obediência, rally e tracking.

Eles precisam ser levados para fazer longas caminhadas ou corridas diariamente, e enquanto fazem isso, devem estar ao lado ou atrás da pessoa que leva a coleira, pois por instinto o líder é quem lidera o caminho, e o líder DEVE ser o humano. Ensine-o a entrar e sair depois de você, sempre.

O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à raça do seu cachorro. Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo ao seu lado.

Treinamento do Staffordshire Terrier Americano

cao-staffordshire-terrier-treinamento
Staffordshire Terrier Americano de perfil.(Créditos/Copyright: “Por Grisha Bruev/Shutterstock”)

Comece o seu treinamento cedo e continue treinando-o durante a vida toda. O Staffordshire Terrier Americano e muito obediente e ávido para agradar. Socialização intensiva e extensa desde cedo, assim como treinamento de obediência são a base para uma boa relação com o seu Staffordshire Terrier e absolutamente crucial para esta raça. Inicie o seu treinamento no momento que trazê-lo para casa. Mesmo filhote ele é capaz de absorver tudo o que você for capaz de ensiná-lo. Não espere até os 6 meses de idade, ou você terá que lidar com um cachorro muito mais teimoso.

O mínimo de treinamento e socialização desde sempre, junto a uma quantidade adequada de exercícios e uma liderança firme, fará com que ele seja um cachorro tranquilo e obediente.

O AmStaff é uma raça de de energia muito alta e vívida, o que torna o seu treinamento um pouco difícil. Sendo inteligente, obstinado e teimoso, esta raça PRECISA e um treinamento consistente com um treinador dominante para evitar problemas de dominância que possa surgir. Uma correção firme é imprescindível para uma raça poderosa como esta.

Socialize-o completamente desde pequeno para combater tendências agressivas e mantenha-o sempre sob controle na presença de outros cães. Ensine-o respeitar as pessoas não permitindo que ele pule em cima delas ou entre em casa primeiro que elas. Seu dono deve sempre manter o cachorro ao seu lado ou atrás quando caminhando com ele.

O objetivo do treinamento desta raça é obter sucesso no status de líder do bando. É natural para um cachorro haver uma ordem no seu bando. Quando seres humanos vivem junto a cachorros, nós nos tornamos o seu bando. O bando inteiro deve cooperar sob um único líder; os limites são claramente definidos e as regras são colocadas.

O dono e todos as outras pessoas de seu convívio DEVEM estar em uma ordem acima do cachorro. É a única maneira de se obter sucesso nesta relação com o seu cachorro. Quando treinado e socializado de maneira adequada, o Staffordshire Americano é capaz de ser um excelente cachorro e companheiro da família.

O Staffordshire Terrier Americano deve ser ensinado desde cedo a não puxar pela coleira, pois ele costuma ficar muito forte quando adulto. Ele é capaz de aprender e absorver muita coisa se for treinado com consistência. Staffordshire Terriers Americanos são obedientes e possuem um forte instinto para agradar o seu dono, mas não irão responder bem à métodos severos e agressivos. O seu treinamento deve ser feito com respeito, elogios, firmeza, paciência e consistência. Eles precisam de comandos assertivos, firmes e consistentes, e respondem bem a recompensas. Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo. Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro.

Ensinar o seu cachorro a deitar, sentar e ficar no lugar é vital para o treinamento de um filhote. Há vários métodos de treinamento para treiná-lo a fazer suas necessidades fora de casa. Considere o método da caixa se precisar adaptá-lo a um ambiente seguro e confinado por várias razões de segurança e conforto.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Staffordshire Terrier Americano”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *