Pastor Australiano

cao-pastor-australiano
(Créditos/Copyright: "Por Livre Partida/Shutterstock")
Pastor Australiano

Origem: Estados Unidos
Data de origem: século XIX
Grupo de Raças: FCI Grupo 01 – Cães Pastores e Boieiros (exceto Boiadeiros Suíços) / AKC Pastoreio.
Função original: cão pastor
Função atual: cão de companhia, cão pastor
Outros nomes ou apelidos: Aussie
Tamanho: porte médio.
Altura: Fêmeas de 46cm a 53cm / Machos de 52cm a 58cm.
Peso: Fêmeas de 18kg a 25kg / Machos de 25kg a 29kg.
Cores: cinza, preto, vermelho, todos merle.
Pêlos: liso, longo.
Manutenção: moderada, escovações semanais e banhos ocasionais.
Expectativa de vida: cerca de 12 a 15 anos.
Filhotes: cerca de 6 a 9 filhotes, padrão de 7 filhotes de Pastor Australiano por cria.
Reconhecimento (Canil):ACA / ACR / AKC / APRI / ASCA / CKC / DRA / NAPR / NKC / NZKC / UKC.

Introdução à raça Pastor Australiano

cao-pastor-australiano-intro
Pastor Australiano vermelho merle no observando seu rebanho no rancho. (Créditos/Copyright: “Por Aneta Jungerova/Shutterstock”)

Apesar do seu nome, o Pastor Australiano não é originário da Austrália, mas foi desenvolvido a partir de uma raça ou conjunto de raças do País Basco da Europa Ocidental e foi trazido por eles para os Estados Unidos durante o período da Corrida do Ouro em cerca de 1840, no século XIX. Estas pessoas teriam morado por um breve período na Austrália antes de se mudarem para a América, mesmo assim se não por isso, o Pastor Australiano não tem nenhuma outra conexão com a Austrália.

É verdade que há uma série de teorias diferentes sobre como a raça ficou associada com a Austrália, mas nunca se chegou a um consenso. Eles possuem uma aparência muito similar ao popular Pastor Inglês e ao Border Collie, além de que pesquisas já indicaram que os Pastores Australianos e os Border Collies são parentes próximos; e ambos um tanto mais distantes que outras raças como os Collies e Shetland Sheepdogs.

Pastores Australianos cresceram em popularidade logo após a Segunda Guerra Mundial e ficaram conhecidos por todos através de rodeios, exposições de cavalos, e filmes da Disney feitos para a televisão. A vida ao lado deles é uma verdadeira aventura.

Originalmente criado para pastorear o gado, o Pastor Australiano ainda permanece uma raça de cachorro trabalhadora no coração; o Aussie, como é carinhosamente chamado, é uma raça que além de ser extremamente inteligente, possui uma enorme quantidade de energia. Por isso, é preciso que ele tenha sempre uma tarefa para fazer. Longas caminhadas diárias e sessões de treinamentos irão satisfazer suas necessidades, ele necessita estar sempre ocupado.

Ele pode ser uma companhia maravilhosa para a família se a sua inteligência e energia for canalizada por esportes caninos, muitas atividades ou tarefas ao redor da casa. Se ele não tiver a chance de se exercitar e desafiar a sua mente, ele estará fadado a ficar frustrado, destrutivo e barulhento, portanto difícil de se conviver. Sem nada pra fazer ele acaba inventando algo: pastorear as crianças, seus ou de vizinhos; perseguir carros ou outros animais; e até destruir tudo na casa que vê pela frente. Com exercícios e treinamento adequado, ele será leal, super devotado e obediente. É preciso tempo e muito esforço para mantê-lo ocupado e satisfeito, e se você não tiver tempo ou energia para treiná-lo e exercitá-lo como ele precisa, o Aussie definitivamente não é a raça mais adequada para você. Mas se estiver pronto para lhe dar liderança e treinamento consistente, então o Aussie será a companhia perfeita para a sua vida.

Além de inteligente e cheio de energia, o Aussie é uma raça amável, forte, alerta, confiante, independente e responsiva. Ele é reservado com estranhos, mas possui uma natureza protetora. Eles são devotados à sua família, e por isso precisam estar o mais perto de sua gente possível: deitados aos seus pés, encostados em suas pernas ou até descansando a cabeça no seu colo. Tudo provavelmente para fazer você não se sentir tão mal por ele ser mais inteligente que você.

Portanto, nunca subestime a sua inteligência. O Pastor Australiano está entre as raças mais espertas que existe, e uma das quais seus donos precisam prestar muita atenção para não ficarem para trás. Apesar de adorar uma atividade ou tarefa para fazer, ele não é o tipo de raça que vai se contentar em ficar esquecido em um quintal, ele prefere mil vezes a companhia de seus donos em toda e qualquer circunstância. Ele foi feito para trabalhar junto de seu dono. Ele também não precisa se um enorme jardim, o Aussie é versátil e pode se adaptar a mesmo qualquer ambiente, desde que seja exercitado e estimulado e tenha a companhia de sua família junto dele para não se sentir solitário.

Raças pastoras costumam latir, e o Aussie não é exceção. Ele sempre irá alertar latindo para que você saiba que ele está vendo ou ouvindo algo fora do comum. Ensine-o a diferenciar o que é ou não algo fora da sua rotina — discriminar entre um estranho na porta ou animal no jardim e o vizinho colocando seu carro na garagem tarde da noite.

O Pastor Australiano é focado, por isso se você estiver interessado em esportes caninos, o Aussie é perfeito — agility, flyball, frisbee, competições de pastoreio, obediência, tracking. Ele também é super bem sucedido em carreiras caninas como cão guia, de assistência, policial, e trabalhos de busca e salvamento.

Uma questão importante que precisamos saber sobre a raça é que há dois tipos de Pastores Australianos: um tipo estritamente para os talentos de pastoreio e aqueles criados para exposições e eventos de desempenho. Os do tipo pastoreio são menores, mais magros e com pelagem mais curta que os de exposição. Estas características fazem com que eles sejam mais ágeis para lidar com o gado, e a pelagem curta é melhor para não enroscar em galhos e plantas pelo pasto. Por isso é importante conhecer a linhagem do cão antes de comprar o filhote. Um Pastor australiano de linhagem de exposições ainda terá instintos de pastoreio, mas a sua pelagem mais densa irá atrapalhá-lo se usado para o trabalho. No entanto ele será um competidor de sucesso e esportes caninos.

Outro coisa importante é o fato de que existem as variedades “mini” e o “toy”, mas a AKC não as reconhece e não podem ser registradas. Até há um clube para o mini Aussie, o Clube Pastor Australiano Miniatura da América, e estas versões menores possuem o mesmo temperamento e as mesmas necessidades, portanto não são mais fáceis de se conviver e nem menos ativas.

Origem da raça Pastor Australiano

cao-pastor-australiano-origem
Pastor Australiano castanho avermelhando e branco de perfil. (Créditos/Copyright: “Por SubertT/Shutterstock”)

Apesar do nome, o Pastor Australiano não é nada Australiano, mas desenvolvido nas montanhas do Pirineus, região oeste da Europa, entre a Espanha e França, e refinada nos Estados Unidos para trabalhar como cão pastor em ranchos.

O Pastor Australiano já teve muitos nomes no passado incluindo Cão Pastor, Blue Heeler, Pastor Espanhol, Bob-Tail, Pastor do Novo México, Pastor da Califórnia e Pastor Austríaco.

Os principais ancestrais da raça eram provavelmente cachorros Espanhóis que acompanhavam os pastores bascos e rebanhos de ovelhas Merino exportadas para a América e Austrália no início do período das colônias. Seus prováveis ancestrais incluem tipos de Collies da Austrália; Sheepdogs alemães conhecidos por Koolies alemães; e outros cães pastores.

Os primórdios do Pastor Autraliano

Existem muitas teorias com relação à origem da raça, mas nenhuma comprovada. Uma das mais populares é que a raça tenha sido originada durante o início dos anos 1800s, quando pastores bascos da Europa se estabeleceram na Austrália, trazendo com eles suas ovelhas e cães pastores. Logo depois, muitos destes pastores se mudaram para o oeste dos Estados Unidos, levando seus cães.

Naturalmente, pastores americanos apelidaram estes cães de Pastores Australianos devido à sua origem anterior. É possível também que cães vindos da Austrália eram “blue merle” e o adjetivo “Australiano” passou a ser associado a qualquer cachorro com esta cor de pelagem.

A área acidentada da Austrália e Oeste Americano exigiram muito destes cães pastores, coisa que eles não tiveram que passar na Europa, mas depois de vários cruzamentos e seleções rigorosas com relação às suas habilidades de trabalho, o cão basco logo se adaptou e superou todas as duras condições.

O Pastor Australiano até os dias de hoje

O Pastor Australiano foi cruzado com várias raças em uma tentativa de produzir um animal capaz de lidar com estas drásticas temperaturas do oeste americano. Os cruzamentos durante este período foram focados principalmente em habilidades — velocidade, agilidade, e resistência — ao invés de aparência, o que atrasou o reconhecimento do Pastor Australiano como raça.

A raça manteve o seu “low profile” até meados de 1950, após a Segunda Guerra Mundial, até que foi apresentado em uma apresentação popular em rodeios e participar de filmes da Disney. Multidões de espectadores em rodeios ou shows de cavalos, e de filmes ou programas de TV sobre faroeste, ficaram admirados pelos cães atléticos que viam trabalhando ao lado destes famosos cowboys. Apesar de todo esse interesse popular, a raça não foi reconhecida pela AKC até 1993.

O Aussie está entre as raças mais versáteis que existem, obtendo sucesso em conformação, obediência, pastoreio e competição de agilidade. Ele também é adepto a pastorear gado; alguns até acreditam que o seu estilo é mais adequado ao gado que as ovelhas. Seus outros talentos incluem retrieving, cão vigia, trabalho policial, detecção de narcóticos, busca & salvamento, e ainda é capaz de desempenhar muitos truques.

Hoje, o Pastor Australiano permanece o mesmo cachorro atraente e inteligente que já provou ser tão útil aos fazendeiros no velho oeste. Ele é amado por muitos e adora a sua vida de cão de companhia, protetor e pastor.

Aparência do Pastor Australiano

cao-pastor-australiano-aparencia
Pastor Australiano cinza e castanho merle no campo (Créditos/Copyright: “Por Bildagentur Zoonar GmbH/Shutterstock”)

O Pastor Australiano é um cachorro atlético de porte e ossatura mediana; com uma construção robusta, equilibrada e de aparência rústica. Ele é leve, ágil, levemente mais longo que alto. É musculoso e poderoso o suficiente para trabalhar o dia inteiro, sem precisar sacrificar a velocidade e agilidade necessária para lidar com o gado. A sua passada é livre e fácil, e deve ser capaz de mudar de direção ou velocidade instantâneamente. A sua expressão é sempre penetrante, inteligente e ávida.

Eles possuem um peitoral forte e profundo, as patas da frente são retas e seus pés ovais, compactos com dedos bem arqueados. Pastores Australianos possuem uma cabeça proporcional com parada moderada e dentes que se fecham em mordida de tesoura. As orelhas são triangulares e levemente arredondadas na ponta. Embora alguns Aussies nascem com suas caudas naturalmente ou parcialmente cortadas, a maioria deles nasce com caudas inteiras, longas.

Ao longo da história, criadores tem cortado as caudas dos filhotes assim que nascem. Cortar a cauda de cães trabalhadores acabou se tornando uma tradição com o objetivo de prevenir lesões. Tal prática é também vista como uma forma de aumentar a velocidade e melhorar a higiene (a cauda peluda do Aussie costuma ficar embaraçada e suja). Nos Estados Unidos e Canadá, o padrão da raça exige que a cauda seja corada naturalmente ou não desde que não exceda um certo tamanho como característica determinante; no entanto, alguns exemplares de cauda longa já receberam reconhecimento. Já na Europa, qualquer comprimento de cauda natural é aceito, pois cortar caudas e orelhas é uma prática proibida, incluindo o Reino Unido.

O Pastor Australiano possui uma pelagem de comprimento médio, resistente à água capaz de mantê-lo confortável em temperaturas frias e climas chuvosos. Aussies que vivem em climas mais frios possuem uma camada interna de pêlos mais espessa que os que vivem em climas mais amenos. Pêlos lisos ou ondulados cobrem todo o corpo, pêlos curtos, macios na cabeça e nas orelhas, nas patas da frente, e embaixo dos calcanhares. Plumagens, ou pêlos mais longos cobrem a parte de trás das patas traseiras. Os pêlos no pescoço e peito são longos, especialmente grossos e cheios nos machos. Pastores Australianos soltam pêlos o ano inteiro, mas bem mais durante a primavera, ao perder a pelagem de inverno.

Pastores Australianos são conhecidos pela sua pelagem “merle” — manchas escuras sobre um fundo claro da mesma cor, dando uma espécie de aparência marmorizada — não se limitando a este mesmo padrão. Aussies podem ter pêlos da cor cinza merle, vermelho merle, preto ou vermelho, todos com ou sem marcas brancas e pontos em cobre (marcas na face, orelhas, pernas e cauda). Todos os cães pretos e cinza merle possuem narizes pretos, íris e lábios. Todos os vermelhos e vermelhos merle possuem focinhos vinho ou marrom, íris e lábios.

Evite adquirir um Pastor Australiano inteiro branco — a coloração branca é geneticamente linkada a surdez e cegueira na raça, e normalmente ocorre quando dois cães merle são cruzados entre si.

Tão incrível quanto a sua pelagem são as variações em coloração dos olhos do Aussie: marrom, âmbar, azul, verde, amêndoa, que são de cores diferentes — por exemplo, sendo um azul e o outro verde — e até olhos “metade-metade”, em que metade do olhos é de uma cor e a outra metade de outra.

Ambiente Ideal para o Pastor Australiano

cao-pastor-australiano-ambiente-ideal
Pastor Australiano preto, branco e castanho na frente de sua casa montando guarda. (Créditos/Copyright: “Por SubertT/Shutterstock”)

Pastores Australianos são cães trabalhadores energéticos de alma, e por isso precisam de muito exercício físico. Você não precisa morar em uma fazenda ou criar gado, mas eles não são recomendados para vida em apartamento ou um lar muito pequeno. O campo seria ideal, mas uma casa em um condomínio com área de lazer, ou até uma casa com um pequeno jardim pode funcionar. O importante é sempre ter em mente que o Aussie precisa ter algo para fazer.

Temperamento & Personalidade do Pastor Australiano

cao-pastro-autraliano-temperamento
Pastor australiano castanho e branco passeando no parque admirando o jardim florido. (Créditos/Copyright: “Por SubertT/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Como todo cão, o Pastor Australiano precisa de socialização desde filhote — o exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização ajuda a garantir que o seu Aussie cresça saudável tornando-se um cão bastante sociável.

Embora agressivos enquanto estão trabalhando com o rebanho, os Pastores Australianos possuem um temperamento tranquilo e são gentis com seus amigos humanos. Aussies são devotados, amigos leais e guardiões, pois possuem uma natureza protetora e territorial. Afetuosos, muito vívidos, ágeis e atentos — eles ainda são ávidos para agradar e possuem um sexto sentido com relação ao que o seu dono espera deles.

Aussies precisam da companhia humana: eles são até conhecidos por “Cães Velcro” por causa do enorme desejo se estar sempre perto dos seus donos e pela sua tendência a formar ligações devotadas e intensas pelas suas pessoas favoritas. Pastores Australianos ficam tão apegados que podem até desenvolver Ansiedade de separação.

O Aussie possui muitas qualidades, mas não podem se desenvolver de forma mágica. Eles são espirituosos e permanecem como filhotes até mesmo quando adultos. No caso deles, seus anos “teen” podem começar aos seis meses e continuar até cerca de dois anos de idade. Por esta razão, eles são ótimas companhias para crianças, mesmo elas sendo ativas, pois eles amam brincar. São também bons com outros animais de estimação e não costumam ser agressivos com relação a outros cachorros, especialmente se forem socializados desde filhotes.

Aussies também são super sensíveis ao sons e podem desenvolver fobias, especialmente por trovões, se eles não forem acostumados a barulhos altos ou inesperados. Por outro lado, eles são excelentes vigias, pois são inclinados a latir em aviso com relação a atividades nos vizinhos e irão sempre alertá-lo de qualquer coisa ou pessoa fora do comum. Não são inclinados a latir de maneira obsessiva. Alguns costumam mordiscar os calcanhares das pessoas em uma tentativa de pastoreá-las, comportamento que deve ser corrigido, ensinado a ele que humanos não devem ser pastoreados.

Pastores Australianos são super inteligentes, versáteis e adaptáveis. Eles são cães que pensam, criados para usar o cérebro e tomar decisões. O Aussie quer fazer parte de tudo que acontece e precisa de um estilo de vida ativo para ser feliz. Ele também prefere consistência. Ele gosta de coisas que acontecem na mesma hora todos os dias — rotina — refeições, caminhadas, hora de dormir e acordar. Tudo o que você desejar mudar na sua rotina, o vai querer aprovar primeiro.

Espere gastar bastante tempo treinando o Aussie e ensinando-o truques, não porque ele não aprende rápido, mas porque ele precisa aprender coisas para se manter focado e a sua mente ativa ocupada. Ensine-o a trazer o jornal ou os seus chinelos, levar as roupas para o cesto de roupa suja, ajudar você no jardim empurrando o carrinho de mão ou qualquer outra tarefa importante para a sua rotina, ele vai adorar fazer parte disso. Quando ele terminar suas tarefas diárias, ele estará pronto para brincar do que você quiser ou acompanhá-lo em alguma caminhada ou corrida ao lado da sua bicicleta.

Pastores Australianos não são do tipo que ficam deitados no chão da sala o dia inteiro sem fazer nada ou vivem felizes isolados no quintal sem companhia. Eles não só precisam de muito exercício físico, mas também de algo para ocupar a mente diariamente. Esta raça sem estímulos costuma ficar facilmente entediada, levando a sérios problemas de comportamento. Sem exercícios físicos e mentais e a falta de um verdadeiro líder do bando (seu dono), eles acabam ficando nervosos e destrutivos se deixados sozinhos.

Como foram criados para serem exigentes com rebanhos, Pastores Australianos podem e irão facilmente tomar o papel de líderes e passar a agir de forma dominante na casa se não for dada à ele uma liderança firme e confiante. Por esta razão, a raça não é recomendada a pessoas muito tímidas ou de personalidade mais fraca, assim como pessoas que não tenham um estilo de vida ativo.

Socialização desde cedo é a solução. Como muitas raças pastoras. O Aussie é por natureza muito leal à sua família, mas desconfiado e não muito chegado a estranhos. Eles precisam ser expostos desde filhotes a muitas pessoas diferentes, lugares, sons e experiências para que não fiquem anti sociais.

Sem uma liderança adequada em que as regras e limites estejam bem claros, Aussies podem rapidamente de tornarem autoritários, simplesmente porque a maior parte das pessoas costumam tratá-los de forma inadequada, sem que haja uma liderança firme e clara, causando assim alguns comportamentos negativos no cachorro. Até as crianças devem aprender a lidar com o cachorro e serem seus líderes.

Qualquer cachorro que apresente comportamentos como rosnar, surtar ou morder, está demonstrando que falta liderança. Estes problemas costumam surgir quando a pessoa não consegue distinguir um comportamento natural canino e confunde com emoções humanas, acabando com um cão que pensa que é o dono da casa. A pessoa PRECISA entender e seguir à risca o conceito de como manter um cachorro na linha em casa não importa o seu porte. Estes problemas podem ser corrigidos logo que os humanos passarem a ter controle sobre o cachorro.

O Aussie perfeito não nasce perfeito, ele é produto da sua hereditariedade e criação. Seja lá o que você deseja dele, procure por um que tenha tido pais com boa personalidade e que tenham sido socializados desde filhotes. Qualquer cão pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, cavações e outros comportamentos inadequados se estiver entediado, destreinado ou não supervisionado.

Compre um filhote que tenha sido criado em casa e tenha certeza de que ele foi exposto a diferentes locais e sons, assim como pessoas antes de ir para outro lar. Continue socializando-o sempre levando a casa de amigos e vizinhos, assim como a passeios públicos. Antes de comprar um filhote, procure saber como escolher o filhote ideal e não deixe de conversar com o seu criador, descreva exatamente o que você procura em um cãozinho, e peça ajuda para escolher um filhote. Os criadores costumam conviver com filhotes todos os dias e podem dar excelentes recomendações uma vez que saibam um pouco sobre o seus estilo de vida e personalidade.

Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, costumam se aproximar das pessoas e gostam de ser carregados por elas. Escolha sempre o filhote que seja um meio-termo, não aquele que estiver mordendo ou judiando dos outros filhotes, nem aquele que estiver timidamente acuado em um cantinho. Tente sempre conhecer um de seus pais — normalmente é a mãe que fica disponível — para garantir que que ele tenha um temperamento que te faça sentir-se confortável com ele. Conhecer irmãos ou outros parentes também ajuda a avaliar como o filhote será na idade adulta.

Cuidados e Manutenção do Pastor Australiano

cao-pastor-australiano-cuidados
Pastor Australiano e seu olhar penetrante. (Créditos/Copyright: “Por SubertT/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu Pastor Australiano à ser escovado e examinado desde filhote. Mecha em suas patas com frequência — os cães costumam ser sensíveis com relação às suas patas — e olhe dentro de sua boca e orelhas. Torne essa manutenção uma experiência positiva cheia de elogios e recompensas, e assim você irá construir a base para exames veterinários e idas ao petshop mais fáceis de se lidar. Uma introdução cedo mostra para o independente Aussie que manutenção é um hábito normal da sua vida, e o ensina a aceitar com paciência todo o processo.

Ao checá-lo, procure por machucados, arranhões, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço, ou inflamação na pele, nas orelhas, nariz, boca, olhos e patas. Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde. Escove os seus dentes 2 ou 3 vezes na semana para remover tártaro e bactéria que proliferam dentro da boca – diariamente é ainda melhor para prevenir gengivite e mau hálito e ainda evitar o caimento precoce dos dentes.

Corte suas unhas uma ou duas vezes ao mês se não forem gastas naturalmente para evitar lágrimas dolorosas e outros problemas. Se você pode ouvir suas unhas batendo no chão, elas estão longas demais. Unhas caninas possuem artérias, se você cortá-las demais causará sangramento — e o seu cão pode não querer cooperar nas próximas vezes. Por isso, se você não tiver experiência ou não se sentir confiante para a tarefa, procure ajuda profissional. Cheque também suas orelhas uma vez por semana por sujeira, vermelhidão ou mau cheiro que possam indicar infecções. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas.

Pastores Australianos possuem uma pelagem fácil de se manter e cuidar. Escovações ocasionais com uma escova firme e apropriada é o suficiente para ajudar na troca de pêlos e mantê-los sem nós e embaraços. Escove-o semanalmente, talvez um pouco mais durante os períodos de troca, primavera e outono. Antes de começar a escovar, borrife um pouco de condicionador diluído em água nos pêlos para ajudar a desembaraçar. Depois, usando a escova apropriada deslize-a na direção do crescimento dos pêlos, certificando-se de estar tocando a raiz e à pele — não apenas no topo da pelagem. Nós são comuns atrás das orelhas, e é preciso cuidar disso com um pente especial.

Se você manter o seu Aussie escovado, os banhos serão apenas ocasionais, e quando ele estiver muito sujo, que provavelmente será apenas algumas vezes ao ano. Use a shampoo para cães para evitar ressecamento da pele e dos pêlos. A pelagem deve aparentar estar brilhante, nunca opaca. Uma pelagem opaca indica uma dieta melhor ou cuidados mais frequentes. Você deve também cortar os pêlos ao redor das orelhas, nas patas e entre os dedos e a área da cauda. Se você não se sentir confortável para a tarefa, peça ajuda a um profissional.

Saúde do Pastor Australiano

cao-pastor-australiano-saude
Pastor Australiano cinza merle e sue solhos azuis penetrantes. (Créditos/Copyright: “Por North woodsman/Shutterstock”)

Na maioria das vezes, Pastores Australianos são todos saudáveis, mas como toda raça canina, alguns são mais suscetíveis à certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos eles terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça.

O Aussie é suscetível a uma variedade de problemas de saúde e problemas, incluindo displasia de quadril e cotovelos, problemas de visão, epilepsia, entre outros. A coloração merle, por exemplo, que na verdade é uma questão genética que está diretamente associada ao fator de cegueira e surdez expressado em cruzamentos entre merle/merles. Caudas naturalmente cortadas também possuem sérios defeitos na coluna vertebral.

Displasia de quadril é é uma má formação genética do soquete do quadril. A cabeça do osso da coxa não se encaixa perfeitamente no soquete e a cartilagem entre os ossos começa a desgastar como passar dos anos, e a inflamação constante pode levar a artrite.

Os problemas de genéticos de visão também são vários nos Aussies, incluindo colobomas, em que parte da estrutura dos olhos fica faltando. Eles também podem sofrer de alguns tipos de cataratas, opacidade nas lentes oculares que causa dificuldade de visão; atrofia progressiva da retina (PRA), uma doença degenerativa da retina que pode causar cegueira; e descolamentos de retinas, uma lesão na face que faz com que a retina se desloque dos tecidos que as dão suporte. Outro problema de visão persistente é membrana pupilar, pequenos fios de tecido fetal que cruzam a iris; e distichiasis, uma condição que ocorre quando os cílios crescem na glândula oleosa dos olhos do animal e sai pra fora da pálpebra irritando os olhos.

Aussies também estão entre as raças que podem ser afetadas por Anomalia Collie de Visão (CEA), um grupo de problemas na vista que variam entre sério e pouco preocupante, mas que podem levar a cegueira, por isso todos os filhotes devem ser testados por oftalmologistas após os 6 semanas e antes de trazê-lo para casa, continuando a examiná-lo anualmente.

Aussies, assim como Collies, Pastores Alemães e muitas outras raças pastoras, também é uma das raças que pode ter uma mutação no gene MDR1 que leva a Sensibilidade à Múltiplas Drogas (MDS) o que pode ocasionar reações fatais a uma variedade de drogas veterinárias incluindo vermicidas preventivos comuns.

Epilepsia também ocorre na raça mas não há como testar. Eles também são suscetíveis a Osteocondrose Dissecans (OCD), uma condição ortopédica causada pelo crescimento inadequado da cartilagem das juntas, normalmente nos cotovelos, mas também observada nos ombros. Hipotireoidismo também pode ocorrer, um nível baixo anormal de hormônios produzidos pela glândula da tireóide, o que pode levar a infertilidade, e outros sinais como obesidade, fadiga, letargia, baixo nível de energia, entre outros.

Cães também podem desenvolver câncer, assim como humanos. E por fim, dermatite solar nasal ou nariz-Collie, uma condição que normalmente ocorre em cães com nariz sem pigmento, e por isso são sensíveis ao sol e podem desenvolver lesões solares no nariz e ocasionalmente ao redor dos olhos.

Todos os cães possuem potencial para desenvolver problemas de saúde genéticos como toda pessoa tem potencial para adquirir uma doença em particular. Corra de qualquer criador que não ofereça uma garantia de saúde de seus filhotes, e não garanta que a sua raça seja 100% saudável e não tenha nenhum problema.

Todos os cães possuem o potencial para desenvolver problemas genéticos de saúde, assim como todas as pessoas possuem potencial para herdar doenças. É sempre uma boa ideia perguntar a criadores quais os problemas que possam existir em suas linhagens. Um criador honesto e de boa reputação sempre estará a disposição para discutir a saúde de seus cachorros, seja boa ou má.

Criadores cuidadosos costumam investigar e testar seus cães para evitar doenças genéticas e reproduzir apenas as espécies mais saudáveis e de melhor aparência, mas às vezes a Mãe Natureza possui outros planos. Um filhote pode desenvolver uma destas doenças mesmo em reproduções cuidadosas. Avanços na medicina veterinária hoje garantem que na maioria das vezes os cães podem ter uma qualidade de vida. Se estiver pensando em comprar um filhote, pergunte ao criador sobre as idades dos cães em sua linhagem e as causas mais comuns de morte.

Lembre-se que depois de levar um filhote para casa, você tem a responsabilidade de protegê-lo de um dos problemas caninos mais comuns: a obesidade canina, inclusive uma das tendências da raça. Manter o seu Aussie em um peso adequado é uma das maneiras mais fáceis de manter a saúde do seu cachorro e a vida dele saudável para a vida inteira. Em geral, qualquer cachorro pode estender a sua longevidade canina desde que se tomem os devidos cuidados com a sua saúde. O Aussie costuma viver cerca de 12 a 13 anos, e ter muitos filhotes por cria, cerca de 5 a 8 filhotes.

Atividade & Exercícios do Pastor Australiano

cao-pastor-australiano-atividades
Pastor Australiano participando de competições caninas. (Créditos/Copyright: “Por Mackland/Shutterstock”)

Assistir ao Pastor Australiano pastorear um rebanho de ovelhas pode ser incrível. Com segurança e movimento atlético, ele direciona o rebanho usando mordiscadas, latidos e o seu “olhar” penetrante que diz claramente: “Eu estou no comando”. Inteligente, trabalhador e versátil, o Aussie é o tipo de cachorro que prospera em um lar em que o seu cérebro e energia são colocados à toda prova.

Você não vai precisar manter um rebanho de ovelhas se decidir viver com o Aussie — embora não seja nada mal — mas você terá que mantê-lo bastante ocupado. Ele é um cachorro de muita energia que não sabe o significa de ficar parado. Por ter muita energia para queimar, ele precisa de muito exercício físico e estímulos mentais para ficar em forma em todos os sentidos — uma simples caminhada ao redor do quarteirão definitivamente não é o suficiente — e pelo menos um pequeno jardim para ajudá-lo a exaurir um pouco dessa energia.

Se você tiver a sorte de ter um jardim, ele terá que devidamente cercado, pois o Aussie pode muito bem cavar ou pular. Pela mesma razão, tenha-o sempre na coleira à não ser que ele tenha sido muito bem treinado a resistir seus desejos. Enquanto fizer suas caminhadas, ele deve sempre se manter ao lado ou atrás da pessoa que segura a guia, para que ele saiba quem é o líder. As brincadeiras podem até suprir suas necessidades físicas, no entanto, como em toda raça, apenas brincar não irá suprir seu instinto primário de caminhar. Cães que não fazem suas caminhadas diariamente são mais suscetíveis a apresentar problemas de comportamento. Como qualquer outra raça pastora, o Aussie também obtém sucesso em muitos esportes caninos, especialmente pastoreio, agility, frisbee e flyball.

Para suprir suas necessidades físicas, o Aussie precisa de pelo menos ½ hora a 1 hora de atividades estimulantes todos os dias, como corrida, Frisbee, ou exercícios de obediência ou agilidade. Quando você não puder brincar com ele, os brinquedos que são “quebra-cabeças” também são uma ótima forma de manter a mente ativa dele ocupada. Se ele não for exercitado e estimulado o suficiente pode se tornar incansável e destrutivo.

Os filhotes não precisam de tantos exercícios como os adultos, e não devem correr sobre superfícies duras como o concreto ou pulem demais até que eles tenham pelo menos um ano de vida. Isto pode pressionar o desenvolvimento do sistema esquelético e causar futuros problemas de juntas.

O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à idade, condições de saúde e nível de atividade da raça do seu cachorro. Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo ao seu lado.

Treinamento do Pastor Australiano

cao-pastor-australiano-treinamento
Pastor Australiano vermelho merle no rancho.
(Créditos/Copyright: “Por Aneta Jungerova/Shutterstock”)

Comece o treinamento do seu filhote no primeiro dia que ele chegar em casa. Mesmo com cerca de 8 semanas de vida ele é capaz de absorver tudo aquilo que você quiser ensiná-lo. Não espere que ele tenha 6 meses de idade para iniciar o treinamento dele e você terá um cachorro bem mais teimoso para lidar.

O hábito do Aussie de mordiscar e perseguir é excelente para o pastoreio de ovelhas, mas é um mau comportamento se aplicado aos humanos e até outros animais de estimação. Aulas de obediência podem ajudar a evitar esse comportamento, e ainda ajudam a satisfazer a necessidade deles de estímulos mentais e trabalho. Aussies respondem bem aos métodos de treinamento que usam reforço positivo — recompensas como elogios, brincadeiras e comida — e normalmente acatam felizes os comandos de seu dono. Eles apenas precisam saber quem está no comando para fazerem um bom trabalho.

O Pastor Australiano é divertido e fácil de treinar porque ele aprende rápido e facilmente. Eles se beneficiam de socialização desde cedo e obediência básica. É importante que eles saibam quem é o seu dono, ou eles tentarão tomar o controle. O Aussie precisa de direção efetiva, firma, honesta e consistente. A sua inteligência alta e habilidade de aprendizado faz com que o treinamento repetitivo algo muito entediante. Aussies são normalmente ávidos e adeptos a uma variedade de esportes caninos e jogos, como pastoreio, Flyball e competições de agilidade.

Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo. Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro.

O treinamento da caixa é algo também fortemente recomendado para o Aussie. Não só ajuda no treinamento dentro de casa, mas também serve como um espaço para se acalmar e relaxar, além de evitar que ele saia mastigando tudo por ai enquanto você estiver fora. A caixa é apenas uma ferramenta, não uma jaula, por isso não mantenha-o preso ali por longos períodos. O melhor lugar para o seu Mal é sempre com você.

Ensinar o seu cachorro a deitar, sentar e ficar no lugar é vital para o treinamento de um filhote, procure se informar sobre como adestrar o seu cachorro, é muito comum cometer erros durante o processo de treinamento.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Pastor Australiano”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *