Old English Sheepdog

Fofura tamanho família!
(Créditos/Copyright: "Eric Isselee/Shutterstock")
Old English Sheepdog
5.00 out of 5 based on 1 customer rating
(1 avaliação de cliente)

Ficha Técnica
Origem: Inglaterra
Data de origem: 1880
Grupo de Raças: FCI Grupo 01 – Cães pastor e boieiros (excepto boieiros suíços) / AKC Pastores
Função original: cão pastor
Função atual: cão de companhia, pastor
Outros nomes ou apelidos: Bobtail, Bob-tail, pastor inglês
Tamanho: grande porte
Altura: Machos de 56 cm a 61 cm / Fêmeas 51 cm
Peso: Machos 29 kg / Fêmeas 27 kg
Cores: cinzas, preto com face, barriga e patas frontais brancas
Pêlos: longos, encaracolado
Manutenção: intensa, difícil, escovações regulares e semanais
Expectativa de vida: cerca de 10 a 12 anos
Filhotes:
Reconhecimento (Canil): CKC, FCI, AKC, UKC, KCGB, CKC, ANKC, NKC, NZKC, APRI, ACR, DRA, NAPR, ACA.

Introdução à raça Old English Sheepdog

old-english-sheepdog-intro
Old English Sheepdog entre as árvores na floresta (Créditos/Copyright: “Best dog photo/Shutterstock”)

O Antigo Sheepdog Inglês ou do inglês Old English Sheepdog (OES para os íntimos que preferem abreviar) é um raça de porte grande desenvolvida na Inglaterra a partir de uma variedade de cruzamentos de espécies de pastores europeus antigos. Apesar da sua ascendência ser incerta, existem algumas especulações com relação a três possibilidades, sendo que a mais aceita é a dos cães pastores continentais, incluindo o Pastor de Brie.

O Old English Sheepdog é também popularmente conhecido por alguns apelidos, como pastor inglês, cão do pastor e Bobtail ou Bob-tail, devido à sua cauda amputada.

O OES foi usado originalmente como animal de trabalho até o século XIX, servindo aos fazendeiros como pastor de ovelhas e para levar o gado aos mercados. Mais tarde, por volta da década de 80, iniciaram-se cruzamentos artificiais para exposições, o que inibiu seus instintos agressivos. Mas apesar disso, o seu instinto de pastor ainda pode levá-lo a pastorear a própria família, um comportamento que deve ser controlado desde filhote. Fisicamente o OES é um cão de pelagem abundante, densa e felpuda que cobre todo o corpo e a face, escondendo até os olhos e orelhas, mas que pode ser aparada em climas quentes.

Atenção: a raça é de manutenção intensa! Pode dispensar de 3 a 4 horas de cuidados e manutenção por semana — talvez mais — qualquer um que esteja considerando esta raça deve pensar bastante sobre a sua manutenção e cuidados relacionados.

O seu temperamento é classificado como estável, despreocupado, dócil, gentil, amigável e amoroso. O EOS é também bastante adaptável, e para a surpresa de muitos, ele vive bem tanto na cidade ou no campo, em casa ou apartamento, se for exercitado regularmente. Contudo, apesar da sua herança trabalhadora, não chega a ser um bom candidato para o fundo do quintal. Ele é tão devotado à sua família, que deseja e deve ficar junto à ela. Se for deixado sozinho por longos períodos de tempo pode sofrer de ansiedade. Ele é extremamente apaixonado por crianças e capaz de proteger o lar, onde costuma ser um animal de estimação bem educado e brincalhão. Apesar de protetor, não costuma ser usado como cão de guarda — costuma latir forte e alto — mas é muito afetuoso e amistoso, até mesmo com estranhos. Ele é um animal grande e de adestramento considerado de dificuldade moderada, mas responde bem a um dono firme que seja gentil e consistente, apesar de as vezes ser teimoso. Socialização frequênte é essencial para evitar que ele suspeite de estranhos ou tenha medo de qualquer coisa nova ou diferente.

O OES chegou até a conquistar fama devido às suas constantes aparições na TV e em filmes; como em comerciais britânicos da tinta Dulux na década de 1960; no filme “De Volta para o Futuro” como o cachorro Einstein do Dr Brown; e ainda já foi a personagem principal de nome Priscilla do programa infantil brasileiro TV Colosso exibido de 1993 a 1997; além de ter também menções em letras de músicas como “Martha My Dear”, gravada pelos Beatles (Martha era o nome de uma cadela de Paul McCartney).

Hoje, o Old English Sheepdog possui uma boa natureza, adora o conforto da sua vida familiar e ainda é capaz de competir em concursos caninos de conformação, obediência, agilidade e pastoreio além de ser um excelente animal de estimação e companheiro para uma vida inteira.

Origem da raça Old English Sheepdog

old-english-sheepdog-origem
Old English Sheepdog adulto na floresta(Créditos/Copyright: “Best dog photo/Shutterstock”)

O Antigo Sheepdog Inglês originou-se dos cães pastores antigos da Inglaterra, mas não há registros destes cães, e tudo com relação a estes antigos tipos de pastores é pura especulação. Sem dúvida, ele é uma das raças que possui a mais das obscuras origens. Mesmo assim, há algumas teorias sobre a sua origem.

Teorias diversas

Há evidências de que a raça originou-se no sudeste da Inglaterra, por cerca do início do século XIX por fazendeiros que precisavam de um pastor de ovelhas e gado que fosse rápido, forte e bem coordenado capaz de proteger o rebanho de predadores como lobos e ainda levar seus animais ao mercado. Uma das teorias é que a sua origem está relacionada ao Poodle e ao Deerhound. Outras teorias afirmam que a raça está relacionada ao Briard e ao Bergamasco, ou ao Bearded Collie Escocês e ao Owtchar Russo, uma raça Russa trazida para a Grã-Bretanha em navios do Báltico. Alguns também acreditam que um pequeno cão de orelha caída identificado em uma pintura de 1771 de Gainsborough possa representar os primeiros tipos de OES.

Curiosidade: O OES adquiriu o apelido de “Bobtail” quando, largamente usados nas áreas agrícolas, fazendeiros passaram a amputar suas caudas no século XVIII como forma de identificacão e prova de suas funções como cão trabalhador para se isentarem de taxas e impostos.

A cada primavera, quando as ovelhas eram tosadas, os fazendeiros também tosavam os cães para fazer roupas e cobertores. Originalmente, foram chamados de “Cães de Pastor” e foram exibidos pela primeira vez em uma exposição em Birmingham, na Inglaterra em 1873. Desde então, a raça se tornou popular em exposições de cães, e, embora o formato do cão tenha mudado pouco todos esses anos, a manutenção elaborada tem sido registrada desde 1907.

Da Inglaterra para o mundo

A raça foi exportada para os Estados Unidos em 1880, onde foi comprada por um industrial de Pittsburgh chamado W. Wade. Por volta de 1900s, a raça foi possuída, exibida e criada apenas por 5 famílias americanas mais abastadas. Em 1904, Henry Arthur Tilley fundou o primeiro OES Clube da América. Tilley e seu irmão, William Steeds Tilley, foram pioneiros em criar o padrão da raça, sendo que muitos cães que foram criados por eles podem ser encontrados em pedigrees de linhagens até hoje. O OES foi reconhecido pela AKC em 1905. Os OESs antigos podiam ser marrom, mas depois foram restringidos a tonalidades de cinza com branco. Embora os de hoje sejam ainda muito similares aos antigos Bobtails, eles possuem uma pelagem ainda mais profusa e um corpo mais compacto. A popularidade da raça como animal de estimação cresceu devagar, até 1970s quando se tornou o animal favorito da mídia devido a sua exposição em filmes e em programas de televisão.

Aparência do Old English Sheepdog

old-english-sheepdog-aparencia
Old English Sheepdog e sua pelagem exuberante no jardim(Créditos/Copyright: “Marcel Jancovic/Shutterstock”)

O Antigo Sheepdog Inglês é um cão forte, compacto e proporcional, que combina agilidade e força. O seu corpo é mais largo na garupa que nos ombros. A linha superior é menor na altura dos ombros, inclinando-se ainda mais em direção a traseira. Seu peitoral é profundo e largo. A sua cabeça é grande com uma parada bem definida. Seu nariz é preto, os dentes de fecham em nível ou em mordida de tesoura. Os olhos podem ser castanhos, azuis ou um de cada cor. Suas orelhas de tamanho médio caem sobre a cabeça e ficam escondidas por debaixo da sua pelagem densa. As pernas da frente são bem retas e as traseiras arredondadas e musculosas com patas pequenas, redondas que apontam para frente com dedos bem arcados. O OES ou nasce sem cauda ou tem ela completamente amputada. A sua pelagem dupla é longa e profusa, de textura externa dura e interna macia à prova d’água, nem lisa, nem encaracolada, cobrindo o corpo todo, olhos e face. As cores incluem tons variados de cinza com marcas brancas ou branco com marcas cinzas. Os filhotes costumam nascer com pelos preto e branco, e depois se tornam cinzas.

Ambiente Ideal do Old English Sheepdog

old-english-sheepdog-ambiente
Old Enlgish Sheepdog filhote(Créditos/Copyright: “InBetweentheBlinks/Shutterstock”)

O OES é um maravilhoso animal de estimação capaz de se dar bem com toda a família. Ele poderia ser feliz em qualquer tipo de lar, desde que possa conviver junto às pessoas. Locais abertos e grandes são ambientes ideais, pois a raça se adapta naturalmente ao ambiente rural, como fazendas e sítios. Contudo, com exercícios adequados e treinamento, ele é capaz de se adaptar perfeitamente ao estilo de vida urbano e até viver em um apartamento, apesar adorarem um jardim para brincar e correr. Ele não é o tipo de cão para donos que não têm tempo para ficar junto dele ou dinheiro para gastar com sua manutenção. De preferência, o OES deve ter acesso a um jardim cercado, mas quando a família estiver em casa, ele deve ficar com ela. Largar ele no jardim sozinho e não dar atenção à ele não é apenas cruel, mas também leva a um comportamento agressivo e destrutivo.

Temperamento & Personalidade do Old English Sheepdog

old-english-sheepdog-temperamento
Old Enlgish Sheepdog adulto sentado no gramado do parque(Créditos/Copyright: “Svetlana Valoueva/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, costumam se aproximar das pessoas e gostam de ser carregados por elas. Como todo cão, o Antigo Sheepdog Inglês precisa de socialização desde filhote — o exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização ajuda a garantir que o seu OES cresça saudável tornando-se um cão bastante sociável.

Os padrões de raça descrevem o OES ideal como um cão de temperamento nunca nervoso, tímido ou agressivo, mas inteligente, social e adaptável. Ele costuma ser estável e alegre. É capaz de se ajustar rapidamente a diferentes condições, sempre de forma amável e amigável. Ele é leal, protetor e muito inteligente por natureza, por isso é um companheiro excelente para toda a família. Sempre gentil, a raça também ama e se dá muito bem com crianças, fazendo sempre questão de ser parte da família em todas as ocasiões. Ele é brincalhão, afetuoso e adora fazer palhaçadas com sua família. Tanto é que a sua adolescência se estende até seus três anos de idade, podendo reter o seu temperamento brincalhão até os seus áureos anos. A raça exige exercícios físicos e mentais significantes. Ele não gosta de ser deixado sozinho por longos períodos de tempo e prefere muito mais ficar na companhia da sua família. Não é do tipo que pode ser largado no jardim sem nenhuma interação humana. Pode ficar infeliz e agressivo. Leve-o para longas caminhadas ou treine-o para esportes caninos; desde que esteja com o seu dono, o OES vai estar sempre disposto a seguir com os seus planos. Como todas as raças pastoras, o OES é caseiro, e é o seu trabalho guardar o seu território. Contudo, ele não é o cão de guarda mais confiável. Ele pode até latir quando estranhos se aproximarem da casa — ou não, sendo que alguns OESs são altamente protetores, enquanto outros não são nem um pouco. Inteligente, o OES aprende rápido, e está sempre procurando por algo interessante e divertido para fazer. Ele é capaz de desempenhar inúmeras tarefas, incluindo pastoreio, agilidade, obediência e busca e salvamento.

Os Old English Sheepdogs possuem um instinto forte de pastor e podem tentar pastorear os integrantes de sua família, empurrando-os constantemente – o tipo de comportamento que deve ser ensinado a não ser feito. Donos muito passivos ou que não sabem colocar regras claras da forma que o cão possa entender podem causar um comportamento teimoso. Esta raça precisa de liderança firme, porém calma, confiante e consistente. O OES é um trabalhador muito bom e capaz de seguir comandos, mas poderá ignorar instruções se achar que é mais forte que o seu dono e seu bando.

O Antigo Sheepdog Inglês perfeito não nasce perfeito, ele é produto da sua hereditariedade e criação. Seja lá o que você deseja dele, procure por um que tenha tido pais com boa personalidade e que tenham sido socializados desde filhotes. Qualquer cão pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, cavações e outros comportamentos inadequados se estiver entediado, destreinado ou não supervisionado. Compre um filhote que tenha sido criado em casa e tenha certeza de que ele foi exposto a diferentes locais e sons, assim como pessoas antes de ir para outro lar. Antes de comprar um filhote, procure saber como escolher o filhote ideal e não deixe de conversar com o seu criador, descreva exatamente o que você procura em um cachorrinho, e peça ajuda para escolher um filhote. Os criadores costumam conviver com filhotes todos os dias e podem dar excelentes recomendações uma vez que saibam um pouco sobre o seu estilo de vida e personalidade.

Cuidados & Manutenção do Old English Sheepdog

old-english-sheepdog-cuidados
Old English Sheepdog filhote no jardim(Créditos/Copyright: “Grigorita Ko/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu OES à ser escovado e examinado desde filhote. Mecha em suas patas com frequência — os cães costumam ser sensíveis com relação às suas patas — e olhe dentro de sua boca e orelhas. Torne essa manutenção uma experiência positiva cheia de elogios e recompensas, e assim você irá construir a base para exames veterinários e idas ao petshop mais fáceis de se lidar. Ao checá-lo, procure por machucados, arranhões, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço, ou inflamação na pele, nas orelhas, nariz, boca, olhos e patas. Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde. Escove os seus dentes 2 ou 3 vezes na semana para remover tártaro e bactéria que proliferam dentro da boca – diariamente é ainda melhor para prevenir gengivite e mau hálito e ainda evitar o caimento de dentes precoce. Corte suas unhas uma ou duas vezes ao mês se não forem gastas naturalmente. E cheque suas orelhas uma vez por semana por sujeira, vermelhidão ou mal cheiro que possam indicar infecções. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas.

Espere levar pelo menos de meia-hora a 1 hora para manutenção e cuidados do seu OES. Além dos cuidados com a sua pelagem, esteja preparado por pelos ao redor da casa, em suas roupas, assim como sujeira, lama e outras coisas que podem ser trazidas pelas patas peludas dele. O OES solta muito pelo e exige escovações diárias para remover os pelos soltos e mantê-los livres de nós e embaraços. À não ser que ele seja escovado por pelo menos três vezes na semana, ele não ficará embaraçado e não desenvolverá problemas de pele e parasitas. Alguns OES babam tanto que os pelos ao redor da boca podem ficar amarelos. Se isso acontecer, limpar regularmente, especialmente depois das refeições ajuda. Outro método é aplicar amido de milho nos pelos da barba, que depois de seca, pode ser escovada. É preciso investir em algumas ferramentas para pentear o seu OES. Escovações devem ser um processo gentil para evitar machucá-lo. É importante sempre escovar até atingir a pele, e não apenas na superfície, para remover qualquer sujeira ou cabelo preso na camada de pelos interna. É sempre bom usar um condicionador spray antes de escovar. Além de escovar e pentear seus pelos, o OES precisa de banhos ocasionais a cada 6 a 8 semanas. Muitos donos usam profissionais para este trabalho, o que é bastante caro e que deve ser considerado ao comprar um OES.

Atividade & Exercícios do Old English Sheepdog

old-english-sheepdog-atividade
Old Enlgish Sheepdog correndo no parque com sua pelagem ao vento(Créditos/Copyright: “Best dog photo/Shutterstock”)

Por causa das suas origens trabalhadoras, o OES gosta de atividade. Mas claro, as necessidades dele irão variar de acordo com a sua idade. Filhotes possuem muita energia — tanta que eles irão usá-la para destruir a sua casa se não forem mantidos ocupados com atividades apropriadas. Por outro lado, cães mais velhos preferem ficar deitados ao pé do sofá e precisam ser encorajados a fazer exercícios. É importante lembrar que enquanto o OES pode rapidamente se ajustar a menos exercícos, isto não é saudável para ele. Contudo, diminua os exercícos em climas muito quentes, especialmente do lado de fora, pois devido a sua pelagem interna densa é extremanete quente, o que faz com que o cão superaqueça rapidamente. Água e sombra devem estar disponíveis sempre. Eles gostam de longas caminhadas ou boas corridas. Hoje os OESs são muito capazes de participar em competições caninas, podendo se engajar também em uma ou duas horas de exercícios diários como parte da sua rotina. O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à raça do seu cachorro. Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos que devem ser tomados na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo.

Saúde do Old English Sheepdog

old-english-sheepdog-saude
Filhote de Old English Sheepdog (Créditos/Copyright: “Kate Grishakova/Shutterstock”)

Na maioria das vezes, os Antigos Sheepdogs Ingleses são todos saudáveis, mas como toda raça canina, alguns são mais suscetíveis à certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos os cachorros terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça. Os OESs são mais suscetíveis a problemas de saúde que podem incluir a displasia de quadril; problemas de visão como atrofia progressiva da retina, cataratas, glaucoma, entropio; problemas de tiróide como hipotiroidismo, uma doença hormonal comum em cães emq ue a glândula da tiróide que não produz hormônios suficientes; diabetes; alergias e problemas de pele; doenças neurológicas como abiotrofia cerebelar e surdez congênita; e doenças do coração como defeito atrial septal e displasia de válvula tricuspida. Como muitas raças pastoras, o OES também pode ter reações adversas a certas drogas, uma delas ivermectin – um ingrediente presente em alguns medicamentos vermicidas. Câncer também é provável na raça, além de IMH ou Anemia Hemolítica Mediada.

Treinamento do Old English Sheepdog

old-english-sheepdog-treinamento
Old English Sheepdog no gramado (Créditos/Copyright: “Marcel Jancovic/Shutterstock”)

Treinamento de obediência é encorajado à todos os cães, não importa a raça, mas especialmente para uma raça de grande porte como o OES. Os comandos básicos como “sentar,” “deitar,” “venha,” e “fique” são importantes para a vida cotidiana de qualquer cão, mas para um cão desse tamanho estes comandos são cruciais. Felizmente, o OES é muito inteligente e aprende rápido, além de responder bem a treinamento consistente e gentil. Ele precisa de um dono firme, pois tem a tendência a ficar teimoso e independente demais. Uma variedade de treinamentos são recomendáveis e muitas técnicas de treinamento podem mantê-los interessados e alertas. Considere o método da caixa se precisar adaptar o seu cão a um ambiente seguro e confinado por razões de segurança e conforto. Mas lembre-se que o OES também não lida bem com confinamento, portanto, se decidir pelo método da caixa, não deixe-o preso ali por muito tempo. Ele deve ficar fora da caixa quando você estiver em casa, pois fica sensível se for privado da companhia da família. Comece o treinamento logo que levar o filhote para casa, enquanto ele ainda está em um tamanho fácil de lidar, pois logo ele estará em um tamanho muito maior. Use técnicas de esforço positivo como elogios, brincadeiras e recompensas por comida, e seja paciente. Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo. Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro.

1 review for Old English Sheepdog

  1. 5 out of 5

    :

    Este cachorro é engraçado. Uma verdadeira boal de pêlos gigante. Ficou famosos aqui no programa de televisão infantil. Priscilla conquistou a todos rapidamente.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *