Labrador Retriever

O companheiro perfeito para todas as horas até debaixo d'água
(Créditos/Copyright: "Eric Isselee/Shutterstock")
Labrador Retriever
5.00 out of 5 based on 1 customer rating
(1 avaliação de cliente)

Origem: Canadá
Data de origem: 1700/1800
Grupo de Raças: FCI Grupo 8 – Cães Levantadores e Cobradores de Caça e Cães de Água – Retrievers / AKC Grupo de Cães Esportistas / Cão de tiro, Apontadores, Cães de caça.
Função original: recuperador, levantador e cobrador de caça.
Função atual: cão de companhia, recuperador, levantador e cobrador de caça.
Tamanho: porte médio a grande
Altura: Fêmea de 53cm a 58cm / Macho de 56cm a 61cm.
Peso: Fêmea de 25kg a 32kg / Macho de 27kg a 34kg (alguns chegam até 45kg ou mais).
Cores: preto, amarelo e chocolate.
Pelos: curtos e lisos.
Manutenção: escovação diária
Expectativa de vida: de 10 a 13 anos.
Filhotes: 8 filhotes de Labrador Retriever por cria
Reconhecimento (Canil): CKC, FCI, AKC, UKC, KCGB, CKC, ANKC, NKC, NZKC, CCR, APRI, ACR, DRA, NAPR, ACA.

Introdução à raça Labrador Retriever

cachorro-labrador-retriever-intro
Trio de Labradores Retrievers nas suas cores características da raça – preto, amarelo e chocolate. (Créditos/Copyright: “claire norman/Shutterstock”)

O Labrador Retriever, ou Lab, é um cão forte, de porte médio com uma aparência atlética e bem equilibrada. Bonito, inteligente, divertido e amável, é um cachorro calmo e tranquilo apesar do seu tamanho — o tipo de cão versátil que pode fazer de tudo. São originários da Terra Nova (Newfoundland), Ilha do Pacífico no Canadá, por volta de meados de 1700. Descendentes de cães encontrados por exploradores, pescadores e colonos, os Labradores Retrievers foram importados para a Inglaterra no início dos anos 1800s, onde foram cruzados eventualmente com outras raças de cães esportistas, dando origem ao robusto e forte Labrador Retriever, que acabou evoluindo por seleção natural até chegar à espécie que temos hoje.

A raça está entre as mais antigas raças modernas já reconhecidas. A sua versatilidade e infinitos atributos tornaram o Labrador Retriever um animal de estimação bastante popular nos Estados Unidos, Brasil e outros lugares do mundo, graças ao seu temperamento ansioso para agradar e sua facilidade para aprender.

Não é à toa que está entre as raças mais populares e mais vendidas, porém também entre as raças mais abandonadas e as raças mais visadas por ladrões.

Os Labradores Retrievers já foram conhecidos por diversos nomes, entre eles, Cão D’Água Preto, Lesser Terra-nova e St. John.

Poucos sabem, mas há dois tipos de Labradores: o Labrador Retriever Inglês e o Labrador Retriever Americano. O Lab Inglês vem de uma linhagem de produção inglesa e possui uma aparência diferente do Lab Americano — mais pesado, mais espesso e mais troncudo. Já o Americano vem de linhagem de produção americana, mais alto, esguio e magro. Ambos possuem pelagem nas cores pretas, amarela e chocolate, mesmo em uma única cria.

A raça do Labrador Retriever foi criada tanto para ser um cão de companhia como para um útil trabalhador. Poucas raças merecem tanto a sua popularidade como o Labrador. Devotado, obediente e agradável, o Lab é uma das melhores raças para crianças, outros cães e outros animais domésticos. Ele é capaz de ser um animal super calmo dentro de casa, brincalhão do lado de fora no jardim e intenso no campo. O Labrador Retriever tem verdadeira obsessão por recuperar presas. É só levá-lo a qualquer local de água que ele irá recuperar tudo que ver pela frente: bolas, gravetos e até pessoas. Ele precisa de desafios físicos e mentais para se manter ocupado, ou pode ficar entediado e se meter em encrenca.

Geralmente, o Labrador é fácil de treinar e se sobressai em competições caninas como de obediência. Até hoje, o Labrador Retriever continua tendo uma boa natureza e sendo ótimo trabalhador como seus ancestrais, sendo suas funções mais comuns: recuperador para caçadores, assistência à deficientes, competições, cão de resgate e busca, cão de terapia, cão guia, além de outros trabalhos caninos.

Todas estas características fazem com que o Labrador seja bastante adequado a uma variedade de famílias ativas. Com exercícios adequados, estes companheiros versáteis são capazes de se darem bem em qualquer ambiente, embora precisem de espaço pra gastar energia. Só não aguentam o isolamento, portanto ao considerar o Lab, faça dele um membro da família e não um cão para viver do lado de fora da casa.

Origem da raça Labrador Retriever

cachorro-labrador-retriever-origem
Labradores marrom chocolate e amarelo lado lado deitados no parque. (Créditos/Copyright: “DragoNika/Shutterstock”)

O Labrador Retriever é uma raça de cães D’água originária da costa Atlântica do Nordeste do Canadá, mais precisamente da Ilha de Terra Nova ou do inglês, Newfoundland. Considerada a raça mais popular no Reino Unido e na América do Norte, este cachorro teria chegado ali levado por exploradores portugueses ou bascos, ou ainda por exploradores escandinavos.

Início em tempos difíceis

Embora ainda hoje sejam populares entre outras raças, os Labradores chegaram à ser quase instintos por volta de 1880, devido a restrições do governo do Canadá e leis de impostos e taxas muito pesadas sobre os cães. As famílias eram obrigadas a manter não mais que um cão, e ter uma fêmea significava impostos ainda maiores, por isso filhotes eram abatidos à cada cria. Além disso, seus criadores davam preferência apenas aos Labradores pretos, e sacrificavam os de cores amarela ou chocolate.

Assim, um pequeno grupo de Labs foi levado à Inglaterra no início de 1800 em navios ingleses vindos de uma praia de Newfoundland, no mar do Labrador. Foi ali, que estes primeiros cães pretos, de tamanho médio e pelo curto, foram cruzados com Setters, Spaniels e outros tipos de Retrievers para aprimorar ainda mais seus instintos caçadores. E foi a partir desses cães, que a raça continuou salvando-se da extinção total.

Esses cães tinham diferentes tamanhos, e o menor deles acabou se desenvolvendo sob o nome de pequeno Cão de St. John, mas também já foi chamado de Cão D’Água Preto e Lesser Terra-nova para depois se tornarem Labrador Retriever. Os Labradores Retrievers, não apenas buscavam caças, mas também peixes, puxando pequenos barcos de pesca nas águas geladas do Atlântico e ajudando os pescadores em todas as tarefas que envolvesse nadar.

Ao contrário do que muitos pensam, o seu nome, Labrador Retriever, deriva mesmo de “lavradores” portugueses ou “labradores” espanhóis, ambas palavras que significam “trabalhadores rurais”, sua função de origem no início da criação da raça; ao invés de “Labrador” da região litorânea do Canadá. Seja lá qual for a derivação do seu nome, estes cães eram muito conhecidos pelo seu senso de faro, habilidade de achar caças e pela sua velocidade.

Da Inglaterra aos dias de hoje

Foi no início de 1900, que as outras cores começaram a ser aceitas, embora não tanto quanto a cor preta, passando a serem reconhecidas pelo English Kennel Club em 1903, e pelo AKC em 1917. E a partir da Segunda Guerra Mundial, a sua popularidade passou a crescer, tornando-se a raça mais popular já registrada na AKC, além de ser também muito popular na Inglaterra, Canadá e em vários outros países. Contudo, até 1950, a raça ainda era usada como trabalhadora rural, quando passou a ser considerada excelente para companhia, graças à sua personalidade tranquila e jovial, sua tolerância e sua necessidade de brincar.

Hoje, Labs além de estarem entre as excelentes raças de cães de companhia, ainda passaram a ser utilizados em diversas áreas como apreensão de drogas, detecção de explosivos, buscas e resgates, assistência a deficientes, cães de caça, guia de cegos, além de serem uma das raças mais utilizadas em terapias. Também se destacam em diversas formas de competições caninas: show, campo, agilidade e obediência.

Aparência do Labrador Retriever

cachorro-labrador-retriever-aparencia
Labradores deitados no gramado lado a lado. (Créditos/Copyright: “Rosa Jay/Shutterstock”)

Eles são uma raça de corpo igualmente ou mais comprido que alto. Suas costas são fortes, de curvatura em nível, e o quadril largo e forte denota flexibilidade. Possuem um pescoço comprido, musculoso que se alonga em um arco dos ombros. A barriga é quase que reta. Seus membros são bem musculosos, equilibrados e fortes. Os ombros formam um ângulo de 90 graus com as patas, que além de melhorar a mobilidade das patas dianteiras, o ângulo permite que o cão tenha um bom alcance para frente.

Quando visto de cima, as patas da frente do Labrador Retriever são retas e bem estruturadas, e seus pés compactos, fortes e arcados. O rabo do Labrador Retriever é de comprimento médio, grosso na base e gradualmente afinado na ponta. Fica completamente coberto por pelos curtos, sem penugens, além de servirem como uma espécie de leme ao nadar. O crânio do Labrador Retriever é largo e bem desenvolvido. Possuem uma sobrancelha levemente protuberante que evita que o crânio fique em linha reta com o nariz. Suas orelhas são relativamente para trás, abaixo do crânio, em boa proporção, próximas à cabeça e pendentes.

O Labrador Retriever possui olhos castanhos ou dourados, a depender da cor dos pelos. Possui um focinho proporcional com um nariz grande e grosso e narinas bem desenvolvidas, na cor preta ou marrom. Sua pelagem é dupla – curta, lisa, grossa por cima; e densa, suave e impermeável por baixo para protegê-lo do frio.

Podem variar nas cores preta, amarela indo do creme ao quase vermelho, ou marrom chocolate, sendo possível todas as variações de cor em uma mesma cria. Embora não sejam classificados separadamente, o Lab Inglês e o Lab Americano possuem linhagens separadas – os Ingleses são mais pesados e compactos e os Americanos mais altos e esguios.

Ambiente Ideal do Labrador Retriever

cachorro-labrador-retriever-ambiente
Labrador chocolate adulto deitado no banco do parque descansando. (Créditos/Copyright: “otsphoto/Shutterstock”)

Estes cães são mais adequados para viver no campo ou em uma casa grande com jardim, e de preferência com famílias que possam fornecer muitas atividades, pois são muito ativos e sociáveis. Precisam de exercícios diários, como nadar e correr. Quem possuir piscina em casa deve cercá-la ou se preparar para dividir a piscina com ele. Embora Labs possam viver do lado de fora da casa em locais de clima temperado, são mais felizes se puderem dormir dentro de casa junto da família.

Temperamento & Personalidade do Labrador Retriever

cachorro-labrador-retriever-temperamento
Labrador amarelo adulto ao lado do seu dono na cama. (Créditos/Copyright: “Nina Buday/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, propensos a se aproximarem das pessoas e serem segurados por elas. Como todo cão, os Labs precisam de socialização desde filhotes — os exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização ajuda a garantir que o seu Labrador Retriever cresça para se tornar um cão sociável.

O Labrador Retriever costuma ser leal, amável, afetuoso e paciente, o que faz dele um cão de companhia ideal para toda família. Altamente inteligente, de boa natureza, muito disposto e sempre pronto a agradar, está sempre entre as primeiras raças a serem escolhidas para qualquer que seja o serviço. Possuem um temperamento excelente e confiável. São ótimos com crianças e tranquilos com outros cães. Necessitam de liderança humana e precisam sentir que são parte da família, pois adoram atenção e a companhia dos humanos.

Se deixados sozinhos por longos períodos de tempo e sem atenção ou estímulo se tornam solitários, entediados e até destrutivos. Alguns podem ser um tanto reservado com estranhos à não ser que sejam socializados desde filhotes. Podem ser ótimos cães de guarda, mas não costumam ser muito territoriais. As raças para apresentações costumam ser mais pesadas e mais tranquilas. Já aqueles que foram criados para serviços são mais energéticas.

Os Labs cruzados a partir de linhagens inglesas são mais calmos e tranquilos que os Labs de linhagens americanas, sendo que os Labs ingleses amadurecem mais rápido que os americanos.

No caso dos Labradores Retrievers, os anos de adolescência podem começar aos 6 meses e continuar até os 3 anos de idade, é por isso que muitos donos de 1a. viagem, inexperientes, que não pesquisam direito sobre a raça e desconhecem suas necessidades acabam abandonando seus cães. É por esta razão, entre outras, que o Labrador Retriever está entre as raças mais abandonadas.

Contudo, além da sua personalidade excepcional, ele também possui uma inteligência enorme e um forte desejo de agradar a todos, por isso é facilmente treinado. Apesar disso, o seu treinamento é definitivamente necessário pois a raça possui muita energia e exuberância. Ele precisa de atividades físicas e mentais para manter-se feliz. Antes dos 2 ou 3 anos, muitos Labradores podem ser extremamente ativos e destrutivos, embora tenham a reputação de ser calmos. Mas se você for capaz de fornecer muitas atividades e formas de extravasar toda essa energia, o Lab pode ser o melhor cão do mundo.

Cuidados & Manutenção do Labrador Retriever

cachorro-labrador-cuidados
Labrador retriever chocolate filhote deitado na grama do parque. (Créditos/Copyright: “Janelle Lugge/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu Labrador à ser escovado e examinado desde filhote. Pegue nas suas patas com frequência — eles costumam ser sensíveis com relação às patas — e olhe dentro das orelhas e boca. Torne isso uma experiência o mais positiva possível com elogios e recompensas para que não sofra toda vez que for ao veterinário. Ao cuidar dele, cheque sempre por machucados, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço ou inflamação na pele, nas orelhas, nariz, boca, olhos e patas.

Os olhos devem ser claros, sem vermelhidão ou corrimentos. Este exame regular irá prevenir o diagnóstico precoce de qualquer problema ou principais doenças mais comuns no futuro. A sua manutenção não é difícil, mas o Labrador costuma soltar muito pelo. Escove e penteie regularmente com pente e escovas firmes, uma vez por semana ou duas quando estiverem na época de trocar os pelos. Precisam de banhos a cada dois meses para mantê-los limpos e cheirando bem.

Escove seus dentes duas a três vezes por semana para remover tártaro e bactéria, e prevenir gengivite e mau hálito. Corte as unhas uma ou duas vezes ao mês, se o cão não gastá-las naturalmente. Suas orelhas devem ser checadas por sinais de vermelhidão ou mau cheiro, indicações de infecção. Por serem comuns nos Labs, limpe-as depois do banho, nadar ou toda vez que se molharem. Como todo Retriever, o Lab costuma colocar tudo na boca, e fica muito feliz quando consegue carregar algo pela boca. Também costuma mastigar tudo o que vê pela frente, por isso tenha sempre brinquedos que possam ser mastigados por ele, e tire todo o resto do seu alcance.

Atividade & Exercícios do Labrador Retriever

labrador-atividade
labradores amarelos brincando juntos no gramado. (Créditos/Copyright: “argo74/Shutterstock”)

Os Labradores Retrievers são cães altamente energéticos, que adoram trabalhar junto aos seus donos e brincar ativamente. Possuem variação no nível de atividade, mas todos precisam de atividades físicas e mentais para serem estimulados. Podem ser levados para longas caminhadas, corridas ou passeios ao lado da bicicleta. Adoram nadar e correr em campos abertos, jogar algum esporte seja na terra ou na água. Os Labradores não costumam nadar até que atinjam 3-5 meses de idade, faça uso de métodos de recompensas e você terá exímios nadadores. Ele ainda se destaca em vários esportes caninos, incluindo agilidade, obediência, etc.

Ensine-o truques e adquira uma variedade de brinquedos que desafie o seu cérebro. Lições desafiadoras de obediência, jogos ativos ou sessões de recuperação de objetos como trazer a bola de volta são excelentes formas de exercitar o corpo e a mente dos cães. Eles precisam ser constantemente estimulados, incentivados e mantidos ativos, ou podem ficar ansiosos e se tornarem até destrutivos. O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à raça do seu cachorro.

Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo.

Saúde do Labrador Retriever

cachorro-labrador-saude
Filhote de Labrador Retriever amarelo sorridente e feliz. (Créditos/Copyright: “Mila Atkovska/Shutterstock”)

Os Labs são em sua maioria saudáveis, mas como toda raça canina, são também suscetíveis a certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos os cachorros terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça. Como toda raça de porte médio a grande, o Labrador Retriever é suscetível à displasia de quadril e cotovelos; problemas ortopédicos como osteocondrite dissecante e panosteitis. Outros problemas de saúde comuns que podem vir à ocorrer incluem problemas nos olhos como atrofia progressiva da retina, cataratas, tumores, epilepsia, displasia da válvula tricúspide, um defeito no coração; miopatia que ataca os músculos e sistema nervoso; dilatação gástrica, dermatite aguda e infecções de ouvido devido à sua exposição à água constante.

A raça pode viver de 10 ta 13 anos, o que não quer dizer que ele não possa viver por mais tempo. Na verdade, qualquer cachorro pode estender a sua longevidade canina desde que se tomem os devidos cuidados com a sua saúde, como ter o seu peso for controlado, tiver uma boa dieta alimentar e se for propriamente estimulado de forma física e mental.

Treinamento do Labrador Retriever

cachorro-labrador-treinamento
Filhotes de Labrador Retriever pretos juntos convivendo em harmonia. (Créditos/Copyright: “Reddogs/Shutterstock”)

O Labrador Retriever aprende rapidamente e adora trabalhar para o seu dono. A raça é facilmente treinável, porém socialização desde cedo e obediência básica são necessárias. Recomenda-se um treinamento na coleira desde filhote. É uma raça muito forte e precisa ser ensinada a não puxar a coleira. Não responde bem à métodos duros, e precisa de segurança, firmeza, consistência, e respeito. Ele é ainda capaz de aprender uma enorme variedade de esportes caninos, como o Frisbee. Ele aprenderá melhor através de sessões de treinamento divertidas que envolvam repetição e técnicas de esforço positivo, elogios e recompensas.

Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo. Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. Socialização e obediência são essenciais desde cedo. Além de ser muito importante ensiná-lo desde filhote quem é o líder. Consistência também é importante, por isso o treinamento deve ser feito com firmeza, paciência, consistência, elogios e recompensas.

É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro. Ensinar o seu filhote a sentar, deitar e ficar no lugar é vital para o seu treinamento. Há vários métodos também de treiná-lo a fazer suas necessidades em locais apropriados ou fora de casa. Considere o método da caixa se precisar adaptá-lo a um ambiente seguro e confinado por razões de segurança e conforto.

1 review for Labrador Retriever

  1. 5 out of 5

    :

    Meu marido e eu recentemente adotamos um Labrador amarelo de um canil local. Ele é um cachorro maravilhoso e todos que o conhecem se encatam, sejam eles membros próximos da família que venham para uma visita ou o carteiro quando vem entregar cartas.

    Ele é muito inteligente e não teve nenhum problema para aprender os comandos que lhe ensinamos. Ele sempre é alegre e adora cavar buracos no jardim.

    A principal desvantagem de possuir um Labrador é o seu nível de energia. Este não é um cão que eu recomendaria para uma família sedentária. O nosso Labrador faz exercícios diários sob a forma de uma longa caminhada ou brincadeiras no quintal (jogando uma bolinha). Quando ele não faz exercícios suficientes, ele pode ficar aborrecido e inquieto à noite, latir, pular nas pessoas e mastigar coisas que ele não deveria estar mastigando.

    Em geral, os Labradores são animais de estimação fantásticos. Eu não trocaria o meu por nenhum outro cachorro!

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *