Jack Russell Terrier

Energia que não acaba
(Créditos/Copyright: "tomas devera photo/Shutterstock")
Jack Russell Terrier

Origem: Inglaterra
Data de origem: metade século XIX
Grupo de Raças: FCI Grupo 03 – Cães Terrier – de pequeno porte / AKC Grupo Terriers.
Função original: cão de caça
Função atual: cão de companhia
Outros nomes ou apelidos: Jack, Parson Russell Terrier, Russell Terrier.
Tamanho: porte pequeno
Altura: de 25 cm a 38 cm
Peso: de 06 kg a 08 kg
Cores: branco com manchas castanhas, marrons e preto.
Pelos: duplo, curtos, lisos e resistentes à água.
Manutenção: fácil, algumas escovações, banho ocasional.
Expectativa de vida: cerca de 12 a 15 anos
Filhotes:
Reconhecimento (Canil): JRTCA, FCI, UKC, KCGB, NZKC, CET, ANKC, IKC, CKC, NKC, APRI, ACR, DRA, NAPR, ACA.

Categoria

Introdução à raça Jack Russell Terrier

jack-russel-intro
Grupo de Jack Russel Terriers juntos numa farra. (Créditos/Copyright: “Robert Przybysz/Shutterstock”)

O Jack Russell Terrier é uma raça canina oriunda da Inglaterra desenvolvida na metade do século XIX pelo Reverendo inglês John Russel, que buscava um animal que fosse imbatível na caça à raposa. Após alguns cruzamentos entre própria cadela, uma Fox Terrier com Beagles e outras raças desconhecidas, John obteve como resultado um cão forte, corajoso, inteligente e compacto, de aparência rústica e ideal para caça. A raça possui algumas variações também conhecidas por Parson Russell Terriers, Russell Terriers ou Jack Russell Terriers dependendo do registro de seu clube de canil. Seus pelos podem ser densos, ásperos, resistente à água e predominantemente brancos com manchas castanhas, marrons e preto.

O Jack Russell Terrier é corajoso, alegre, independente e ativo, sempre pronto para uma atividade, trabalho ou nova aventura. Seu corpo atlético, quadrado, equilibrado e proporcional, de peitoral flexível e pernas musculosas, só aumentam a sua habilidade em perseguir raposas acima ou abaixo do chão. É uma raça que possui muita vitalidade, determinação e um desejo intenso de caçar. Por muitos anos foi a raça favorita de donos de cavalos, entusiastas de esportes caninos, treinadores de animais para filmes e televisão, e tantos outros que apreciam a sua personalidade destemida, energética, suas palhaçadas divertidas e seu tamanho portátil.

O Jack Russell Terrier é devotado à sua família e adora estar sempre junto deles. A sua herança de cão de caça faz com que ele seja uma excelente companhia para correr. Crianças ativas e mais velhas costumam adorar a sua companhia alegre e afetuosa, mas a sua natureza bagunceira e atrapalhada pode ser um pouco demais para as menores. Esta raça pode ser charmosa e afetuosa, mas é difícil de se lidar e dá um trabalho enorme para treinar, pois ele é teimoso e não gosta de tédio.

Ensinar um Jack Russell a ser civilizado não é uma tarefa fácil, e exige tempo e paciência assim como um forte senso de humor. Se você não souber como entretê-lo, ele é capaz de achar o seu próprio entretenimento e isso nem sempre é bom.

O Jack é capaz de preencher os seus dias com risadas e muito amor, mas apenas se você for capaz de dar-lhe atenção, treinamento, supervisão e a estrutura de que ele precisa. Esta é uma raça que precisa de um treinamento firme e consistente desde filhote para que possa entender os limites necessários para viver com humanos. Desde que tenham uma boa quantidade de exercícios e estímulos para a sua mente rápida, ele é perfeitamente capaz de diferenciar entre o ar livre e o seu sofá – desde que você tenha tempo para ensiná-lo.

Se você deseja um cão que pode aprender truques, correr com agilidade, brincar de pegar objetos sem cansar, o Jack Russell pode ser o cão para você. Se você não consegue lidar com um cão que adora cavar, mastigar coisas, latir, correr que nem foguete pela casa muitas vezes seguidas ao dia, perseguir gatos e outros animais pequenos com alegria, e que irá sempre achar uma desculpa para não seguir seus comandos, definitivamente não é o cão para você, não importa o quanto são fofinhos. Se você tiver tempo e a paciência necessária para devotar à ele, o Jack Russell possui muitas qualidades que o torna o cãozinho ideal para a sua família.

Origem da raça Jack Russell Terrier

jack-russel-origem
Jack Russel livre em um gramado curtindo um belo dia de sol. (Créditos/Copyright: “Smit/Shutterstock”)

A raça recebeu o nome em homenagem ao Reverendo inglês Parson John Russell, um entusiasta da caça às raposas que desejava criar o cão ideal para o esporte, e que pudesse caçar com hounds perseguindo raposas para dentro de suas tocas para que os cães pudessem depois pegá-las. O Jack Russell Terrier foi desenvolvido no sul da Inglaterra durante a metade do século XIX, e logo se tornou favorito entre os esportistas, especialmente entre aqueles que caçavam montados em cavalos.

Herança de caçador

Os Jacks se destacaram pelo seu peitoral compacto e flexível; comprimento de corpo capaz de entrar dentro de tocas atrás das raposas; pelas suas longas pernas capazes de seguir hounds; pela sua cor branca com uma única mancha marrom escura sobre um dos olhos e orelhas; pela ponta de seu rabo manchado; e pela sua dupla camada de pelos que o protege em todos os tipos de climas e condições.

O Reverendo fez vários cruzamentos com sua própria cadela, uma Fox Terrier, alguns Beagles e outras raças desconhecidas, provalmente o Antigo Terrier Branco Inglês, hoje extinto, e o Terrier preto e castanho similar ao Manchester, desenvolvendo uma linhagem distinta de Fox Terrier que ficou conhecida pela sua paixão por perseguir raposas. Muitos desses cruzamentos acabaram por originar inúmeras variações quanto à aparência dos Jacks, alguns mais altos, outros mais baixos.

Jack Russell Terrier vs. Parson Russell Terrier

A raça ficou conhecida nos Estados Unidos em 1930, e vários clubes de raça apareceram com opiniões diferentes com relação a sua aparência, a sua habilidade de trabalho, e se deveria competir em exposições ou permanecer um cão trabalhador. Criadores enfatizaram a sua habilidade de trabalhador, por isso o padrão acabou ficando muito amplo, permitindo uma grande variedade de tipos de corpos aceitos.

A Associação Jack Russel Terrier da América não ficou muito feliz com toda essa variedade de Jacks, e quando a AKC decidiu reconhecer o Jack Russell Terrier em 1997, a notícia não foi muito bem recebida. Eles já possuiam seu próprio registro, o Clube Jack Russell Terrier da América, com padrões bastante restritos, e não achavam que o reconhecimento pela AKC poderia trazer algum benefício.

O Clube Jack Russell Terrier da América mantém um registro independente e considera o Jack um cão puramente de caça, mas a Associação Jack Russell Terrier da America (JRTCA) buscou reconhecimento pela AKC, que foi dada em 2000. Assim, para diferenciar a raça da variação registrada pela JRTCA, a AKC renomeou a raça, que passou a chamar de Parson Russell Terrier em 2003 e JRTCA mudou o seu nome para Associação Parson Russell Terrier da América. Os tipos trabalhadores permaneceram Jack Russells enquanto os tipos para exposição se tornaram Parson Russell Terrier. Alguns dos talentos do Jack Russell incluem: caça, rastreamento, agilidade e desempenho de truques.

Aparência do Jack Russell Terrier

cachorro-jack-russel-aparencia
Perfil do Jack Russel Terrier e suas características de pelagem castanha e branca na face. (Créditos/Copyright: “Chonlawut/Shutterstock”)

O Jack Russell Terrier é um cão terrier forte, compacto com um corpo flexível, e um peitoral pequeno – necessário em cães trabalhadores que precisam entrar em tocas atrás de presas. O seu comprimento deve ser proporcional a sua altura e suas costas devem ser fortes, retas e em comparação com a altura, deve apresentar uma imagem compacta, equilibrada, sólida e condição dura. A cabeça deve ser bem equilibrada e em proporção ao corpo. O crânio deve ser liso, com largura moderada das orelhas afinando até os olhos. A sua parada, a área de transição de trás do crânio até o focinho, deve ser definida e não muito pronunciada. O comprimento do focinho do nariz até a parada deve ser levemente mais curta que a distância da parada até o occipício.

O nariz deve ser preto. A mandíbula forte e ossuda, com bochechas musculosas e dentes fortes, com os de cima transpondo levemente os de baixo, em mordida em nível ou de tesoura. Os olhos possuem formato de amêndoas, escuros e cheios de vida e inteligência. Suas pequenas orelhas em formato triangular se dobram pra frente da face, rente à cabeça, afinando até o nariz. O pescoço é musculoso, de bom comprimento, gradualmente alargando até os ombros. Os cotovelos são perpendiculares ao corpo e trabalham livremente pelas laterais.

O peito deve ser raso e estreito, e as patas da frente, fortes com juntas bem alinhadas e não muito espaçadas, dando uma aparência atlética ao invés de pesada. As traseiras devem ser fortes também e musculosas, bem colocadas com uma boa angulação para dar boa propulsão. Olhando de trás, as jarretes devem ser retas, os pés redondos, acolchoados, largos e com aparência de gato. A cauda deve ser alta, em proporção ao comprimento do corpo ou amputada.

Variações dentro da mesma raça

Jack Russells variam muito em tamanho, por causa dos diferentes tipos usados para propostas diferentes e terrenos. Jack Russells que são mais compridos que altos são conhecidos por “Shorty” Jacks ou Jacks Baixos, e se parecem mais com os Dachshunds; que os mais altos, mais equilibrados que os Parson Russell Terriers. Ambos possuem três variedades distinguidas pelo tipo de pelagem: macio, quebrado e áspero. O Jack Russell Terrier de pelo macio, possui pelo liso de 1cm de comprimento, pelo seu corpo inteiro.

O Jack Russell Terrier de pelo áspero, possui pelagem dupla de mais de 10 cm de comprimento pelo corpo inteiro. O Jack Russell Terrier de pelo quebrado, possui uma combinação dos dois, com uma leve sobracelha e barba – as três variações possuem pelagem densa e grossa. Jack Russell Terriers são mais da metade brancos com manchas castanho, preto, limão ou tricolor, preferencialmente na cabeça e na base do rabo.

Ambiente Ideal do Jack Russell Terrier

cachorro-jack-russel-ambiente
Uma ninhda inteira de filhotes de Jack Russel Terriers filhotes.(Créditos/Copyright: “Utekhina Anna/Shutterstock”)

O ambiente ideal seria uma casa com um jardim de tamanho padrão, para que o Jack pudesse se exercitar, pois eles são muito ativos mesmo dentro de casa. Se tiver que morar em um apartamento, não deve ser deixado sozinho por tempo algum, à não ser que seja treinado a ficar na caixa canina. Eles estarão extremamente excitados e prontos para se exercitarem ao serem soltos.

Eles são verdadeiros artistas com relação a escapar, por isso o seu acesso ao jardim deve ser seguro e devidamente cercado, sem que haja a possibilidade de pular, escalar ou cavar. O seu instinto predador faz com que ele não seja nem um pouco confiável sem coleira, por isso segure firme quando estiver em áreas não cercadas. E o seu instinto cavador de presas significa que o seu jardim não está livre das escavações.

Temperamento & Personalidade do Jack Russell Terrier

cachorro-jack-russel-temperamento
Jack Russel Terrier de pelagem grossa brincando livremente no parque. (Créditos/Copyright: “anetapics/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, costumam se aproximar das pessoas e gostam de ser carregados por elas. Como todo cão, o Jack Russell Terrier precisa de socialização desde filhote — o exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização ajuda a garantir que o seu Jack cresça saudável tornando-se um cão bastante sociável.

O Jack Russell Terrier é uma raça alegre, extrovertida, devotada e amável. Ele é espirituoso, obediente e absolutamente destemido. Adora jogos e brincar com brinquedos, mas embora bons e gentis com crianças, não aturam desaforos ou maus tratos e costumam se defender. Eles são inteligentes e se forem deixados ditar as regras podem se tornar teimosos e determinados em dominar as situações. É necessário estar sempre no controle e ditar as regras claramente, se posicionando sempre como o líder do bando. Ele precisa de regras para seguir e limites com relação ao que pode ou não fazer.

Não deixe que este pequeno cãozinho desenvolva a famosa “Síndrome do Cão Pequeno”, em que o cão passa a acreditar ser o líder de todos os humanos de seu convívio, pois vários níveis de problemas de comportamento podem surgir, incluindo ansiedade de separação e latidos obcessivos.

Eles são altamente treináveis e capazes de desempenhar truques impressionantes. Já foram até usados em programas de TV e filmes. Contudo, se a sua autoridade não for apresentada de forma clara, ele pode ser bastante difícil de ser treinado. A raça precisa de um treinador firme e experiente. Jacks que são permitidos a assumir o controle podem ser agressivos com outros cães. Alguns já até mataram ou foram mortos em lutas de cães, as populares “rinhas”.

É importante socializá-los. Ele tem fortes instintos predadores e não é nem um pouco confiável com outros animais menores, pois os Jacks os vêm como presas. Ele é capaz de se dar bem com gatos do seu convívio se forem criados juntos, mas não é algo com que se deve contar. Seus instintos de caça naturais estimulam a sua natureza agressiva. Estes cães adoram perseguir, explorar, latir e cavar. Só os deixe sem coleira se forem bem treinados ou estiverem em locais seguros. Ele pode ser incansável e destrutivo se não for exercitado e tiver atividades suficientes para ocupar a sua mente.

O Jack Russell Terrier que tiver sua mente estável, com todos as suas necessidades caninas supridas, não apresentará comportamentos negativos, que não são necessariamente comportamentos naturais da raça, mas criados por humanos, resultado de uma liderança ineficiente junto a falta de estímulos mentais e físicos.

Viver com um Jack Russel é um exercício de paciência, mas quem os ama não os trocariam por nada nem ninguém. Jacks são tenazes, por isso é difícil viver com eles à não ser que você consiga canalizar a sua energia, independência e teimosia com esportes caninos. Eles costumam prosperar quando têm um trabalho ou tarefas a fazer e quando possuem estrutura e rotina, mas seu treinamento seja qual for, deve ser curto e gentil para manter o seu interesse. Repetições os entediam. Ele deve ter um trabalho a fazer e supervisão ou ele será capaz de destruir a casa inteira até achar algo interessante para fazer — exercícios diários são essenciais.

Jack Russells devem aparesentar uma aparência vívida, ativa e alerta, e deve impressionar com a sua coragem e disposição alegre. É importante lembrar que o Jack Russell é um terrier trabalhador e deve manter estes instintos. Nervosismo, covardia ou agressividade exagerada devem ser desencorajados e ele deve sempre se apresentar confiante.

O Jack Russell Terrier perfeito não nasce perfeito, ele é produto da sua hereditariedade e criação. Seja lá o que você deseja dele, procure por um que tenha tido pais com boa personalidade e que tenham sido socializados desde filhotes. Qualquer cão pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, cavações e outros comportamentos inadequados se estiver entediado, destreinado ou não supervisionado. Compre um filhote que tenha sido criado em casa e tenha certeza de que ele foi exposto a diferentes locais e sons, assim como pessoas antes de ir para outro lar.

Continue socializando-o sempre levando a casa de amigos e vizinhos, assim como a passeios públicos. Antes de comprar um filhote, procure saber como escolher o filhote ideal e não deixe de conversar com o seu criador, descreva exatamente o que você procura em um cachorrinho, e peça ajuda para escolher um filhote. Os criadores costumam conviver com filhotes todos os dias e podem dar excelentes recomendações uma vez que saibam um pouco sobre o seu estilo de vida e personalidade.

Cuidados & Manutenção do Jack Russell Terrier

jack-russel-cuidados
Jack Russel Terrier em grama alta. (Créditos/Copyright: “InBetweentheBlinks/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu Jack Russell Terrier à ser escovado e examinado desde filhote. Mecha em suas patas com frequência — os cães costumam ser sensíveis com relação às suas patas — e olhe dentro de sua boca e orelhas. Torne essa manutenção uma experiência positiva cheia de elogios e recompensas, e assim você irá construir a base para exames veterinários e idas ao petshop mais fáceis de se lidar. Ao checá-lo, procure por machucados, arranhões, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço, ou inflamação na pele, nas orelhas, nariz, boca, olhos e patas.

Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde. Escove os seus dentes 2 ou 3 vezes na semana para remover tártaro e bactéria que proliferam dentro da boca – diariamente é ainda melhor para prevenir gengivite e mau hálito e ainda evitar o caimento de dentes precoce. Corte suas unhas uma ou duas vezes ao mês se não forem gastas naturalmente. E cheque suas orelhas uma vez por semana por sujeira, vermelhidão ou mal cheiro que possam indicar infecções.

Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas. O Jack Russell Terrier é fácil de cuidar e manter – simplesmente escove e penteie seus pelos regularmente com uma escova firme. Banhos apenas quando necessário. Para exposição, os pelos devem ser raspados – independente do tipo deles.

Atividade & Exercícios do Jack Russell Terrier

cachorro-jack-russel-atividade
Jack Russel Terrier saltitando alegremente em capo aberto. (Créditos/Copyright: “Ammit Jack/Shutterstock”)

Jack Russell Terriers são companhias super agradáveis quando são exercitados e estimulados de forma suficiente; contudo, se não suficientemente exercitados podem se tornar muito desagradávies. Eles têm uma fonte aparentemente inesgotável de energia, e por isso devem ter muitas oportunidades para gastar toda essa energia. Jacks prosperam com exercícios. Eles costumam ser bastante ativos mesmo dentro de casa e precisam de estímulos constantes. Dê a ele de 30 a 45 minutos de exercícios vigorosos diariamente, assim como muitas brincadeiras no jardim sem coleira para mantê-lo cansado e longe de encrencas. Pode ser na forma de longas caminhadas, corridas, caçadas e muitas brincadeiras.

Se o Jack é deixado sozinho durante o dia em um apartamento ou casa, deve ser exercitado bastante antes que a pessoa saia de casa, ou quando voltar irá ter desagradáveis supresas. Jack Russell Terriers também adoram brincar de buscar objetos ou correr atrás de algo ou alguém. Cavações, latidos em excesso e escapadas são formas dele dizer que precisa de mais exercícios. O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à raça do seu cachorro.

Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo.

Saúde do Jack Russell Terrier

cachorro-jack-russel-saude
Jack Russel Terrier em meio a margaridas do campo. (Créditos/Copyright: “Smit/Shutterstock”)

Na maioria das vezes, os Jack Russell Terriers são todos saudáveis, mas como toda raça canina, alguns são mais suscetíveis à certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos os cachorros terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça.

Alguns Jacks são suscetíveis a deslocamento das rótulas dos joelhos em que ocorre um desalinhamento que pode causar artrite; certas doenças oculares hereditárias como cataratas, glaucoma – uma doença em que a pressão ocular aumenta de forma anormal, e luxação das lentes oculares em que os ligamentos das lentes deterioram; tumores, surdez e Legg Calvé Perthes — uma doença degenerativa das juntas do quadril; e doença de Von Willebrand, assim como Myasthenia gravis (deficiência dos músculos). Mas com os cuidados necessários, uam dieta balanceada e muitos exercícios, o Jack Russell pode viver até 15 anos.

Treinamento do Jack Russell Terrier

cachorro-jack-russel-treinamento
Jack Russel Terrier obedecendo a comandos básicos de treinamento. (Créditos/Copyright: “Erik Lam/Shutterstock”)

Aqueles que vivem com um Jack Russell em casa devem ser firmes e consistentes. Jacks são cães cheios de vontade própria, difíceis, determinados e embora respondam a motivação positiva na forma de elogios, brincadeiras e recompensas por comid, podem ser teimosos ao se depararem com repreensões duras ou agressivas. Dê ao seu Jack muitas interações positivas com outros cães desde filhote — socialização desde cedo é importante para prevenir agressividade com relação a outros cães. Forneça regras e rotina, e aplique a quantidade certa de paciência e motivação, e então será recompensado.

Não há limites para o que eles podem aprender quando se conectam com apessoa certa, além de aprenderem tudo muito rápido. Jack Russell Terriers são capazes de aprender uma grande variedade de jogos e se destacam em competições de agilidade entre outros. É importante que eles saibam quem manda ou eles tentarão roubar o controle. Treinamento de obediência é bastante recomendável, sendo que devem ser curtos, divertidos e sem muita repetição para que não fiquem entediados, pois se distraem facilmente. Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo.

Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro. Ensinar o seu filhote a sentar, deitar e ficar no lugar é vital para o seu treinamento.

Há vários métodos também de treiná-lo a fazer suas necessidades em locais apropriados ou fora de casa. Considere o método da caixa se precisar adaptá-lo a um ambiente seguro e confinado por razões de segurança e conforto.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Jack Russell Terrier”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *