Fox Terrier

cachorro-fox-terrier
(Créditos/Copyright: "Por Angyalosi Beata/Shutterstock")
Fox Terrier

Origem: Inglaterra
Data de origem: século XVII
Grupo de Raças: FCI Grupo 03 – Cães Terrier – de pequeno porte / AKC Grupo Terriers.
Função original: cão de caça
Função atual: cão de companhia
Outros nomes ou apelidos: Foxy, Cão-raposa
Tamanho: pequeno-médio porte
Altura: Machos de 36 cm a 41 cm / Fêmeas de 33 cm a 38 cm
Peso: Machos de 7 kg a 9 kg / Fêmeas de 6 kg a 8 kg
Cores: predominância de branco, com manchas castanhas, vermelho, ou vinho escuro.
Pelos: curto, liso ou duro (encaracolado).
Manutenção: fácil, escovações semanais, banho ocasional.
Expectativa de vida: cerca de 15 a 20 anos
Filhotes:
Reconhecimento (Canil): CKC, FCI, AKC, UKC, KCGB, CKC, ANKC, NKC, NZKC, CET, APRI, ACR, DRA, NAPR, ACA.

Categoria

Introdução à raça Fox Terrier

cachorro-fox-terrier-intro
Fox Terrier em campo de flores. (Créditos/Copyright: “Por ESBuka/Shutterstock”)

O Fox Terrier é uma raça de cão de porte pequeno-médio originária da Inglaterra. Foi desenvolvido no século XVII a partir de cruzamentos de diversas raças de Terrier trabalhadoras, como por exemplo, Terrier Preto de Pelo-duro e Terrier Castanho entre outros, para produzir a mistura ideal de um cão equilibrado, capaz de caçar e matar pestes e ainda assistir nas caçadas, perseguindo raposas. Estes cruzamentos acabaram originando duas variações: Fox Terriers de Pelos Lisos e Fox Terriers de Pelos Duros (ou ondulados), ambos extrovertidos, ativos e curiosos, com uma atitude destemida e aventureira, sempre prontos para tudo.

O Fox Terrier Liso é elegante, inteligente, enquanto o Fox Terrier Duro é bonito, alegre e bem estiloso. Em geral, o Fox Terrier, seja lá qual for o tipo, é um cão forte, energético, curioso, inteligente, ávido, dinâmico, persistente, brincalhão, independente, afetuoso e, acima de tudo, muito amigo, leal e protetor de seu dono, e que se integra muito bem a família toda, acatando melhor as ordens de quem lhe impõe disciplina e as regras de quem lhe dá carinho.

Devido ao seu antepassado, a raça vive para correr por aí, perseguir, cavar e explorar. Possui uma energia inesgotável, por isso costuma ser desafiante tê-lo em casa. Mas apesar disso, estará sempre pronto para uma diversão. É indicado para famílias que tenham tempo para se dedicar à ele, exercitando-o, passeando e brincando. Se for deixado muito tempo sozinho pode tornar-se destrutivo, estressado e muito barulhento.

Para esta raça ativa e inteligente, independente e teimosa, um treinamento firme e consistente ajuda a canalizar toda a sua energia e determinação, além de evitar comportamentos inadequados como latidos, mastigação, cavação e perseguição de outros animais. Eles aprendem rápido e adoram truques, mas preferem, na maior parte das vezes, fazer tudo à sua maneira, pois como todo terrier, são teimosos e muito independentes. É um cão com tendência para a guarda e defesa, com forte instinto caçador. Por isso, precisa ser socializado com outros animais desde cedo, pois costuma ser encrenqueiro e não ter muita noção do seu próprio tamanho. Mesmo assim, não deve ser deixado sozinho com outros animais de estimação. Também pode ser mais reservado com estranhos, mas é excelente com crianças, adoram brinquedos, bolas e até água.

Se o seu dono for dedicado, conseguirá canalizar todo o entusiasmo dessa raça na caça, em competições caninas, e vários outros tipos de atividades informais – caminhadas e passeios. Costumam também trabalhar em busca e apreensão, detecção de drogas e assistir à pessoas com deficiências.

Origem da raça Fox Terrier

cachorro-fox-terrier-origem
Fox Terrier no parque durante o outono. (Créditos/Copyright: “Por Ovchinnikova Stanislava/Shutterstock”)

O Fox Terrier foi desenvolvido através de cruzamentos entre antigos Dachshunds, Hounds Ingleses, Terriers e Beagle. É um dos tipos terriers mais velhos originados nas Ilhas Britânicas durante o século XVII, e foi usado por fazendeiros que precisavam de cães para se livrar de animais que pudessem atacar seus rebanhos, como raposas, ratos e outros predadores menores. O Fox Terrier era capaz de encontrar o animal no chão, cavando, latindo e rosnando incansavelmente até que o animal saísse do seu esconderijo ou toca para que o caçador pudesse matá-lo. Fox Terriers possuem muita história. Eles já foram excelentes companhias para monarcas, entreteram pessoas em circos e filmes, e já venceram mais prêmios em exposições que muitas outras raças.

Diferentes variações

Todos esses cruzamentos acabaram originando duas variações de Fox Terriers: a variação Fox Terrier de pelo liso e a variação Fox Terrier de pelo duro (ondulado), sendo que ambos os tipos foram considerados a mesma raça por muitos anos. Apesar das suas semelhanças em tamanho, formato e temperamento, a principal diferença é o tipo de pelo e levemente o formato da cabeça. Embora os ancestrais do Fox Terrier de pelo liso não tenham sido documentados, a raça já era conhecida desde 1800 e já era muito popular antes do surgimento das exposições caninas. Cães predominantemente brancos eram preferidos por serem facilmente distiguidos da presa em pouca luminosidade.

Existem algumas especulações de que as duas variações de Fox Terriers vieram de origens distintas, com o Terrier de pelo liso descendendo do Terrier Preto de pelo liso e Terrier castanho, do Beagle, Greyhound e do Bull Terrier. Já o Fox Terrier de pelo duro foi criado a partir de cruzamentos entre o terrier de pelo duro preto e o terrier castanho de Gales e Derbyshire para ser usado no campo, pois este tipo de pelagem era menos vulnerável que a variação de pelo liso.

As duas variedades foram cruzadas entre si extensivamente, puramente com o objetivo de melhorar a variedade de pelo duro diminuindo seu tamanho, aumentando a quantidade de branco na sua pelagem e dando um contorno mais elegante à sua figura. Fox Terrier de pelo liso foram os primeiros a entrarem nas competições de exposição classificados como cães esportistas, sendo que os Fox Terriers de pelos duro entraram para as exposições cerca de 20 anos depois.

O padrão Fox Terrier

O Clube Fox Terrier Inglês foi formado em 1876, sendo que os seus membros estabeleceram padrões que permaneceram inalterados por décadas, assim o que previamente havia sido considerado uma raça com duas variedades, foi separado em dois registros com dois padrões de raça. Os primeiros registros de Fox Terriers de pelo liso importados para os Estados Unidos datam de 1879, seguidos pelos de pelo duro alguns anos depois. O Clube Fox Terrier Americano, clube precursor da raça nos Estados Unidos, foi fundado em 1885 e possui a distinção de ser o primeiro clube de especialidade a se tornar membro da AKC, que acabou reconhecendo ambas as raças no mesmo ano. Contudo, ambas as variações ainda são consideradas a mesma raça com variedades de pelos diferentes por alguns clubes, mas foram separadas nos Estados Unidos em 1984 pela AKC, e os padrões de ambas ainda mantidos pelo Clube Fox Terrier Americano ou AFTC, que antes adotava o padrão inglês ao ser formado.

Aparência do Fox Terrier

cachorro-fox-terrier-aparencia
Fox terrier de perfil e focinho escuro. (Créditos/Copyright: “Por Evdoha_spb/Shutterstock”)

Ambos Fox Terriers, pelo liso ou duro, são muito similares, mas mesmo assim apresentam algumas diferenças em sua aparência, mais precisamente a pelagem. No geral, ambas as variações do Fox Terrier são de um cão de porte médio, corpo pequeno, compacto, porém firme e forte. O crânio é plano, em forma de cunha, moderadamente estreito até os olhos, estendendo-se até um pescoço longo e musculoso. A parada é leve com um focinho igualmente pequeno, porém comprido, afinando até um nariz preto. Os dentes se encontram em mordida de tesoura. Como o resto da face, os olhos são escuros. As orelhas são altas ficando bem acima da linha superior do crânio, triangulares e se dobrando sobre si perto das bochechas. As pernas são retas, sólidas e as patas ovais. A cauda é normalmente amputada erguendo-se em linha reta desde as costas, que é curta e proporcional.

No Fox terrier de pelo liso, os pelos são densos, curtos, retos, finos, macios e lustrosos, muito abundantes cobrindo não só o corpo inteiro, como o estômago e debaixo das coxas também. Podem ter 4 variações de cores: todo branco, branco com manchas pretas, branco com manchas marrom, ou branco com manchas pretas e marrom. Já a característica mais marcante no Fox Terrier de pelo duro é o seu longo focinho terminando em uma barbicha de pêlo ondulado. Como a barbicha, o resto dos pêlos também são ondulados, mas também bem grossos, em cores que podem variar entre branco puro à misturas de branco, preto e castanho.

Ambos as variações Fox Terriers de pelo liso ou duro de cor branca pura eram muito valorizados por serem menos confundidos com as presas durante a caça. Já os de pelos duros ou ondulados eram favorecidos por caçarem no campo, já que eram menos vulneráveis a serem machucados. Hoje, os padrões da raça — a descrição escrita de como a raça deve aparentar — como branco deve ser a cor predominante em ambas as variações, podendo ter manchas pretas, castanhas ou preto e castanho. A cabeça é geralmente de uma cor sólida, mas olhos e orelhas de cor diferente.

Ambiente Ideal para o Fox Terrier

cachorro-fox-terrier-ambiente
Fox Terrier deitado no sofá descansando. (Créditos/Copyright: “Por Maria Mikhailenko/Shutterstock”)

Quem ama cães do tipo Fox Terrier precisam morar em uma casa, pois não é só porque são pequenos que podem viver dentro de apartamentos facilmente. Eles costumam ser muito ativos dentro de casa, e até poderiam viver em um apartamento sem a presença de um jardim, apenas se forem suficientemente exercitados – é a única exigência vital da raça – muito exercício físico e mental. Sem a quantidade suficiente de estímulos eles podem ser difíceis de conviver e podem ser muito destrutivos. Eles podem incomodar os vizinhos com seus constantes latidos, por isso são mais ideais para áreas rurais ou condomínios, onde os vizinhos podem ficar mais afastados. Fazer um Fox Terrier infeliz é só deixá-lo renegado no jardim com pouca ou nenhuma companhia humana.

A raça pode viver do lado de fora da casa em climas temperados, mas é mais feliz vivendo dentro de casa, com acesso ao jardim. Como são bastante energéticos, é melhor que não vivam com pessoas mais velhas, mas são ótimos com crianças e famílias ativas que possam dispensar um pouco do seu tempo para se exercitarem na sua companhia. Ele precisa de locais devidamente cercados de forma segura e adequada, onde possa correr livremente sem coleira, mas que seja impossível escapar. Mantenha-o na coleira em áreas abertas. Ele possui instinto muito forte e irá perseguir qualquer coisa que se mova. Na casa certa — ou seja, com pessoas que possuem um forte senso de humor e crianças com idade suficiente para brincar com eles — o Fox Terrier pode ser o animal de estimação ideal. Ele ama gente e pode se adaptar a qualquer rotina.

Temperamento & Personalidade do Fox Terrier

cachorro-fox-terrier-temperamento
Fox Terrier no parque de perfil. (Créditos/Copyright: “Por Angyalosi Beata/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, costumam se aproximar das pessoas e gostam de ser carregados por elas. Como todo cão, o Fox Terrier precisa de socialização desde filhote — o exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização ajuda a garantir que o seu Foxy cresça saudável tornando-se um cão bastante sociável.

Seja lá qual for a variação, o Fox Terrier tem um porte autêntico e auto-confiança de sobra. Ele é extrovertido, curioso, corajoso, entusiasmado, brincalhão, alegre e muito ativo. O Fox Terrier está sempre curtindo o momento, cada segundo dele. Ambas as variações de pelo liso e duro possuem temperamentos similares, mas os de pelos duros ou encaracolados podem ser um pouco mais espirituosos e astutos. Eles costumam ser muito amáveis, devotados e leais à sua família, e adoram a companhia de todos, especialmente crianças, embora não sejam muito adequados aos pequeninos, pois não costumam tolerar maus tratos infantis.

E por gostarem muito de companhia e atenção, não costumam se comportar bem quando são ignorados ou deixados sozinhos por longos períodos de tempo, podendo ficar muito agressivos e desenvolver uma série de péssimos comportamentos. Muito inteligentes, a raça é capaz de aprender qualquer coisa, até os mais difíceis truques. É o tipo de cão cheio de energia e muito dominante, que pode ficar estressado e frustrado se não tiver a quantidade de exercícios físicos e estímulos mentais necessários para controlar o seu temperamento e acabar desenvolvendo uma série de problemas comportamentais.

No caso do Fox Terrier, é muito importante que o seu dono seja um líder 100% firme e consistente. Se este tipo de cão tiver donos muito mansos capazes de deixar que ele tome conta da casa, podem desenvolver a Síndrome do Cão Pequeno, começando a apresentar vários níveis de problemas de comportamento, como desafios de dominância, guarda excessiva de objetos ou lugares e até comida, latidos em excesso, ciúmes, ansiedade de separação, comportamentos destrutivos, mordidas, entre outros.

O cachorro quando desenvolve estes comportamentos fica a ponto de surtar a qualquer momento, ficando agressivo e impulsivo ao tentar defender a sua posição de dominância sobre todos. Estes não são exatamente comportamentos naturais de um Fox Terrier, mas comportamentos criados pela forma como o cão é tratado pelas pessoas do seu convívio, e podem ser corrigidos logo que seus instintos são supridos: regras consistentes, estáveis e firmes para serem seguidas, limites do que se pode ou não fazer, junto a caminhadas diárias e outros exercícios.

Cachorros que sentem que precisam tomar a liderança no lar não são tão felizes como aqueles que seguem a liderança e os comandos de seus donos, pois é muito estressante para um cão ter que manter seus donos na linha.

Por causa do seu forte instinto caçador, o Fox Terrier também costuma perseguir tudo que se move, inclusive até matar outros animais menores, como coelhos, pássaros, hamsters ou qualquer outro animal de estimação do tipo, se tiverem a oportunidade. Sua natureza vigilante e alerta e a sua capacidade acurada para ouvir faz dele um excelente cão de guarda, pois é capaz de alertar a todos com latidos se desconfiar de algo suspeito, podendo até ser um tanto invasivo ao latir excessivamente. Além disso, eles são ótimos em evitar que pestes como ratos e outros animais indesejáveis invadam a sua casa.

Eles são capazes de tratar gatos da mesma forma se não forem completamente socializados desde filhotes, e mesmo assim não devem ser deixados sozinhos sem supervisão. Eles costumam ser amigáveis com pessoas, um pouco desconfiados de estranhos, e não têm a menor consciência do seu tamanho acabando sempre provocando brigas com outros cachorros por conta do seu temperamento briguento. Se forem treinados de forma adequada e socializados desde cedo são capazes de se dar bem com outros cães. É importante mantê-lo na coleira ou em área devidamente cercada, pois ele também adora fugir para explorar. Eles também costumam ser bastante maliciosos e chamosos, e muito astutos. Ele é capaz de ser mais esperto que você, e ainda fazer você rir das suas travessuras.

O Fox Terrier perfeito não nasce perfeito, ele é produto da sua hereditariedade e criação. Seja lá o que você deseja dele, procure por um que tenha tido pais com boa personalidade e que tenham sido socializados desde filhotes. Qualquer cão pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, cavações e outros comportamentos inadequados se estiver entediado, destreinado ou não supervisionado. Compre um filhote que tenha sido criado em casa e tenha certeza de que ele foi exposto a diferentes locais e sons, assim como pessoas antes de ir para outro lar. Continue socializando-o sempre levando a casa de amigos e vizinhos, assim como a passeios públicos. Antes de comprar um filhote, procure saber como escolher o filhote ideal e não deixe de conversar com o seu criador, descreva exatamente o que você procura em um cachorrinho, e peça ajuda para escolher um filhote. Os criadores costumam conviver com filhotes todos os dias e podem dar excelentes recomendações uma vez que saibam um pouco sobre o seu estilo de vida e personalidade.

Cuidados & Manutenção do Fox Terrier

cachorro-fox-terrier-cuidados
Fox Terrier brincando no parque. (Créditos/Copyright: “Por Angyalosi Beata/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu Fox Terrier à ser escovado e examinado desde filhote. Mecha em suas patas com frequência — os cães costumam ser sensíveis com relação às suas patas — e olhe dentro de sua boca e orelhas. Torne essa manutenção uma experiência positiva cheia de elogios e recompensas, e assim você irá construir a base para exames veterinários e idas ao petshop mais fáceis de se lidar. Ao checá-lo, procure por machucados, arranhões, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço, ou inflamação na pele, nas orelhas, nariz, boca, olhos e patas. Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde.

Escove os seus dentes 2 ou 3 vezes na semana para remover tártaro e bactéria que proliferam dentro da boca – diariamente é ainda melhor para prevenir gengivite e mau hálito e ainda evitar o caimento de dentes precoce. Corte suas unhas uma ou duas vezes ao mês se não forem gastas naturalmente. E cheque suas orelhas uma vez por semana por sujeira, vermelhidão ou mal cheiro que possam indicar infecções. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas.

Fox Terriers de pelo liso precisam de escovações ocasionais com uma escova firme para manterem a boa aparência. Banhos regulares não são realmente necessários — apenas se estiverem muito sujos. Fox Terriers de pelo duro não costumam trocar de pelos em grande quantidade, mas devem ser escovados regularmente para mantê-los sem cheiro. Para obter a textura famosa pela sua linda aparência, os pelos devem ser despidos ou despojados à mão — o que significa que o pelo deve ser arrancado ao invés de cortado com tesoura ou alicate, feito por profissionais. É importante saber que a pelagem pode mudar a textura, ficando mais macia e com cores mais pálidas. Além disso, os de pelos duros possuem uma barba mais comprida no focinho que deve ser escovada com pente fino um dia sim outro não para evitar que se embarace ou fique com sujeira agarrada e lavar com sabão neutro.

Atividade & Exercícios do Fox Terrier

cachorro-fox-terrier-atividades
Fox Terrier deitado no gramado com sua bolinha de brincar. (Créditos/Copyright: “Por violetad/Shutterstock”)

Fox Terriers precisam de caminhadas ou corridas diárias, ou de pelo menos 30 a 45 minutos de exercícios diários, assim como uma boa quantidade de brincadeiras sem coleira no jardim para que fiquem cansados evitando assim que se metam em encrenca. A raça é perfeita para correr ao lado da bicicleta, e adora sair para correr com o seu dono. Eles se beneficiam muito e apreciam caminhadas na coleira, sessões de brincadeiras com a família com bola ou Frisbee, e um jardim seguramente cercado para correr livremente. Fox Terriers se dão bem em todo tipo de atividades e esportes caninos, como agilidade e obediência; trabalhando de busca e salvamento, detecção de drogas; desempenhos em filmes, programas de TV, comerciais e até no circo.

É o tipo de cão que adora ser o centro da atenção – ensine-o truques ou treine-o para ser cão de terapia. Tem um cavalo? Ele adoraria correr ao seu lado por horas a fio. No final do dia, ele ficará feliz em se deitar ao seu lado no sofá. Por outro lado, se não for exercitado pode se tornar desobediente, destrutivo e começar a latir de forma excessiva ao sentir-se entediado ou solitário. O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à raça do seu cachorro.

Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo.

Saúde do Fox Terrier

cachorro-fox-terrier-saude
Fox Terrier em campo de flores na primavera. (Créditos/Copyright: “Por Anna Averianova/Shutterstock”)

Na maioria das vezes, os Fox Terriers são todos saudáveis, mas como toda raça canina, alguns são mais suscetíveis à certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos os cachorros terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça. Epilepsia é altamente suspeita de ser um componente genético desta raça.

Alguns outros problemas menores incluem escorrimento nasal, Luxação de Córnea – quando as córneas saem do lugar quando os ligamentos que as seguram deterioram; cataratas – uma opacidade na córneas que causa dificuldade de visão; síndrome da Legg-Calvé-Perthes – uma doença que dá em raças menores, e esta condiçao — uma deformidade da bola da junta do quadril que pode ser confundido com displasia. Já a displasia de quadril nos cães é uma condição hereditária em que o fêmur não se encaixa confortavelmente na articulação do quadril. Fox Terriers também são conhecidos por terem problemas com os rins fazendo com que eles diminuam; luxação das rótulas dos joelhos; deslocamento dos ombros; doença de Cushing, tumores, alergias cutâneas, e cegueira, predominantemente em cães brancos. Fox Terriers podem viver por cerca de 15 anos.

Treinamento do Fox Terrier

cachorro-fox-terrier-treinamento
Fox Terrier e seu sorriso incomparável esperando pelo treinamento. (Créditos/Copyright: “Por Angyalosi Beata/Shutterstock”)

Esta raça exige socialização intensiva e extensa desde cedo e treinamento de obediência. O Fox Terrier é teimoso e muito independente e desafiará autoridade tentando ser dominante. São suscetíveis a latir em excesso. E não respondem bem a métodos de treinamento muito duros, e devem ter um dono experiente, firme que saiba dominar sem ser agressivo. O treinamento deve ser feito com firmeza, consistência e muita paciência, pois ele costuma perder o interesse rapidamente. Você pode fazer do treinamento um jogo, pois ele adora agradar o seu dono e aprende muito rápido. Ele aprenderá melhor através de sessões de treinamento divertidas que envolvam repetição e técnicas de esforço positivo, elogios e recompensas.

Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo. Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. Socialização e obediência são essenciais desde cedo. Eles precisam de consistência e rotina, então fornecendo regras claras com firmeza de uma forma positiva e ainda mantendo o senso de humor, o progresso é imediato. É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro. Uma vez que você encontra o segredo para a motivação deles, eles são capazes de aprender qualquer coisa que você possa ensinar.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Fox Terrier”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *