Dachshund

O cão salsicha mais famoso do mundo - um cavador profissional
(Créditos/Copyright: "vovaklak/Shutterstock")
Dachshund
4.00 out of 5 based on 2 customer ratings
(2 avaliações de clientes)

Origem: Alemanha
Data de origem: 1.600
Grupo de Raças: FCI Grupo 04 – Cães Dachshunds / AKC Grupo de Cães Hound.
Função original: cães de caça rastreadores/farejadores.
Função atual: cão de caça e companhia.
Apelidos ou outros nomes: Kaninchen; Doxie; Cão Salsicha; Pequeno Hot Dog; Wiener; Cão Longo; Pequeno Cão Texugo; Cão Terra; Cão Texugo; Dackel; Teckel; Tekkel Doxie; Bassotto; Sosis; Worshond; Perro Salchicha; Taksis; Cão Hotdog; entre outros.
Tamanho: 3 tamanhos ou variedades: Padrão, Miniatura e Toy, todos porte pequeno.
Altura: Padrão de 20 cm a 27 cm / Miniatura de 13 cm a 18 cm / Toy 30 cm.
Peso: Padrão 4.9 kg / Miniatura 4.9 kg / Toy 3.5 kg.
Cores: vermelho, preto, ou creme; preto e castanho, chocolate e castanho, cinza e castanho, marrom claro amarelado e castanho, rajado ou malhado.
Pelos: 3 variedades: curto ou macio, duro e longo.
Manutenção: fácil, escovar semanalmente, banho ocasional.
Expectativa de vida: cerca de 12 a 15 anos.
Filhotes: de x a x filhotes por cria, sendo x um padrão comum.
Reconhecimento (Canil): FCI, AKC, UKC, KCGB, CKC, NKC, NZKC, CCR, DRA, NAPR, ACA, ANKC, CKC, APRI, ACR.

Categoria

Introdução à raça Dachshund

cachorro-dachshund
Dachshunds nas suas três cores mais populares (Créditos/Copyright: “OlgaOvcharenko/Shutterstock”)

Apelidado de “cão salsicha”, entre outros apelidos, o Dachshund ou Teckel, a menor raça dos hounds, pode ter as patas curtas, mas a sua personalidade é bem ampla. O seu formato único é a sua característica física que mais chama a atenção, mas quem conhece a raça também aprecia muito o seu temperamento, sua expressão agradável, inteligência, espírito de caçador e devoção absoluta à sua família.

Apesar de historicamente ser uma raça antiga que, segundo alguns historiadores, data de cinco mil anos, em vista de imagens semelhantes ao seu físico encontradas na tumba de um faraó, é uma raça oriunda da Alemanha – tanto é que a palavra “Dach” vem do alemão que significa Texugo, um animal parecido com gambá.

Os cães modernos foram desenvolvidos por caçadores alemães, que buscavam um cão ágil, resistente e pequeno o suficiente para entrar em tocas e pequenos buracos para caçar texugos, lebres e coelhos. O Dachshund adora cavar e seguir o rastro com seu olfato bastante apurado, que lhe permite seguir pistas facilmente, e que o torna eficaz em ataques surpresas à presas pequenas. O corpo rebaixado e longo do Dachshund permite que ele entre nestas tocas, túneis e locais apertados, movendo-se livremente sem precisar sacrificar a força do seu corpo ou mandíbula para chegar à sua presa.

A sua autoconfiança, instintos de caça, excepcional faro e voz alta são ferramentas bastante significantes para caçar debaixo da terra. Agilidade, liberdade de movimento e resistência são necessários para o seu trabalho, além disso a sua marcha é suave e fluida. É dito ainda um bom sabujo, capaz de perseguir animais maiores já que, apesar das pernas curtas, é leve.

Possuem um grupo próprio na FCI devido a sua grande variedade de tamanho e pelagem: Dachshund Padrão, Dachshund Miniatura e Dachshund Toy; todos podendo ser de pelo longo, pelo curto e pelo duro.

Sendo que, os três tipos possuem uma variedade de cores e marcações, incluindo cor sólida, salpicada e manchada de branco. Cada uma destas variações possuem atributos especiais: o de pelo curto ou macio é liso e brilhante, o que lhe confere alguma proteção ao meio ambiente em que vive; o de pelo longo é lustroso, as vezes levemente ondulado, que fornece um pouco mais de proteção; o de pelo duro possui pelagem mais grossa, mais rente e mais dura com uma camada mais fina por baixo que fornece ainda mais proteção.

Sua personalidade, enquanto cão de caça, é dita valente e destemida, determinada ao ponto de serem teimosos, um pouco agressivos e cavadores entusiasmados; já como cão de companhia, é conhecido por sua esperteza, inteligência e energia. No geral, os Dachshunds são cães ousados, curiosos e sempre prontos para uma aventura. O Dachshund é independente mas gosta de participar das atividades em família sempre que possível. Se dá bem com crianças se socializado desde filhote, mas pode estranhar alguma desconhecida.

A maioria é mais reservada com estranhos, outros costumam latir ao suspeitarem de algo incomum. Apesar de divertidos e amáveis, podem ser difíceis de ser treinados, deviso a sua teimosia. A variedade de pelos longos é normalmente mais quieta e menos parecida com os terriers; a padrão tende à ser mais extrovertida, e a miniatura mais tímida.

Eles estão entra as raças que possuem as mais altas expectativas de vida do mundo canino, superior a doze anos, embora não seja raro ver exemplares passando dos vinte. Hoje, a sua versatilidade faz da raça excelentes cães de companhia, cães de exposição e caçadores. A sua natureza adaptável e necessidade de exercícios moderada os tornam apropriados para qualquer pessoa, sejam jovens, solteiros, casais, famílias com crianças e até idosos.

Origem da raça Dachshund

cachorro-dachshund-origem
Dupla de Dachshunds de pêlos grossos (Créditos/Copyright: “VKarlov/Shutterstock”)

O Dachshund originou-se na Alemanha no início de 1.600, contudo não haviam evidências da raça até o século XVI, quando referências à um cão de patas curtas chamado de “cão texugo”, foram achadas em ilustrações da época.

Desenvolvido para caçar pequenos animais como texugos e coelhos, é uma das únicas raças capazes de caçar tanto por cima quanto por baixo da terra, com suas patas curtas e corpo rebaixado que facilitam seguir o rastro destes animais para dentro de tocas onde podia lutar até a morte. Estas pequenas feras eram capazes de caçar animais ainda maiores como raposas e javalis.

Variedades distintas

Estes antigos Dachshunds variavam em tamanho e tipos de pelagem: 3 variedades de pelos e dois tamanhos diferentes. Os Dachshunds originais eram de pelo curto, suave e liso originário de cruzamentos entre o Bracke, uma versão miniatura de Pointer Francês, com o Pinscher, um matador de vermes do tipo terrier. Algum Basset Hound Francês também pode ter tipo um papel nesse desenvolvimento.

Algumas xilografias do século XVI também fornecem evidências de um tipo de Dachshund de pelos longos, que provavelmente originaram de cruzamentos entre os do tipo de pelo curto com raças da família Spaniels e o Stoberhund Alemão (um tipo de cão apontador). Já a terceira variedade, os Dachshund de pelos duros, datam de 1.797, e não foram cruzadas de forma adequada, sendo a maioria delas criadas em cerca do final do século XIX com cruzamentos de Pinschers Alemães com o Dandie Dinmont Terrier.

Cada uma destas variedades era mais adequada para caças sob diferentes terrenos e condições climáticas, mas todas produziram cães durões, fortes capazes de caçar vários tipos de mamíferos.

Por exemplo, os Dachshunds padrão não eram muito pequenos para caber nos buracos de coelhos, então criaram os Dachshunds miniaturas. Mas o seu pelo liso e macio também não protegia a sua pele o suficiente enquanto caçava, então criaram a variedade de pelo mais longo, que também o protegia do frio, mas não dos arbustos espinhosos, por isso a criação da terceira variedade de pelos duros, que por causa da sua pelagem o protegia de espinhos e outros animais.

De cão de caça à cão de companhia

Em meados de 1.800, Dachshunds começaram a ser criados mais para animais de estimação do que para caça, especialmente no Reino Unido. Eles eram uma das raças favoritas entre as côrtes em toda a Europa, incluindo a côrte da Rainha Vitória, que era uma grande admiradora da raça.

Por causa dessa moda, o seu tamanho também foi reduzido. Uma padrão de raça foi criado em 1.879, e o Clube Alemão de Dachshund fundado logo após em 1888. Por volta de 1.885, Dachshunds chegaram aos Estados Unidos, sendo o Clube Americano de Dachshund fundado há dez anos mais tarde, em 1895.

Em 1910, critérios mais rigorosos foram criados para cada tipo, e cada um deles foi cruzado com diferentes raças para se obter os melhores resultados: os de pelo macio com o Pinscher Miniatura, os de pelo longo com o Papillon e os de pelo duro com o Schnauzer. Depois de cuidadosamente esculpidos através dos anos de cruzamentos, as patas curtas e poderosas, perfeitas para cavar do Dachshund permitem que ele entre nos túneis mais estreitos e profundos para perseguir a sua presa.

A sua cauda longa e robusta, estendendo-se em linha reta da espinha permite que o caçador o puxe de volta do buraco para for a dele, sua pelagem solta o protege dos arbustos, o seu peito largo com ampla capacidade pulmonar fornece energia suficiente para caçar, e o seu focinho comprido os tornam excelentes farejadores. Até o seu latido alto tinha um propósito – o caçador podia localizá-lo mesmo dentro de buracos mais profundos.

Auge da popularidade

Foi no início de 1900 que a raça se tornou bastante popular, e em 1913 e 1914, já estavam entre as raças mais populares em competições caninas. Contudo, foi durante a Primeira Guerra Mundial que a raça sofreu um forte declínio em popularidade nos Estados Unidos e na Inglaterra devido à sua forte associação com a Alemanha. Mas depois da Grande Guerra, alguns criadores americanos começaram a importar a raça novamente, que começou a ganhar popularidade, que nem a Segunda Guerra Mundial conseguiu acabar com ela.

Já em 1950, os Dachshunds já eram uma das raças mais populares, um status que permanece até hoje. Embora Dachshunds raramente são usados como cães de caça nos Estados Unidos e no Reino Unido, em outras partes da Europa, especialmente na França, ainda são considerados cães de caça. São muito protetores e muito inteligentes, além de manterem o seu temperamento brincalhão de filhote até a fase adulta, e ainda permanecerem muito afetuosos por toda a vida.

Aparência do Dachshund

cachorro-dachshund
Dachshunds em meio a flores no jardim (Créditos/Copyright: “Liliya Kulianionak/Shutterstock”)

O Dachshund é uma raça de hound pequena com um corpo longo, musculoso e membros curtos. Possuem uma expressão inteligente e costumam ter um porte orgulhoso. O seu corpo apresenta um osso externo saliente e um abdômen retraído.

A sua cabeça é elongada, com o cérebro levemente convexo, e um focinho longo com mandíbulas fortes. Seus dentes se fecham em mordida de tesoura e seus olhos ovais são escuros, com sobrancelhas arcadas proeminentes e longas orelhas que se penduram na direção das bochechas. A sua cauda fica em linha com a traseira.

Variedades de tamanho e pelagem

Existem 3 variedades de Dachshund: pelo curto ou macio, pelo comprido, e pelo duro, sendo que dentro destas 3 variedades, há 2 tamanhos diferentes, sendo o terceiro não reconhecido como uma variedade, apenas um termo para designar o tamanho deles, são eles: Padrão, Miniatura e Toy.

Os Dachshunds Padrão mesmo nas três variedades, pelo macio, duro e longo, pesam acima de 4.9 kg e os Miniatura cerca de 4.9 kg. Já todos aqueles que pesam cerca de 3.5 kg costumam ser chamados de Toy Dachshunds. O Dachshund Pelo-longo possui uma pelagem lisa e brilhante, com os pelos levemente emplumados e mais compridos na parte de baixo da barriga, orelhas, peito e patas dando uma aparência elegante. O Dachshund Pelo-curto possui uma pelagem lisa, macia, curta e brilhante por todo o seu comprimento. Já o Dachshund Pelo-duro possui uma aparência quebrada com pelos rijos, grossos e duros.

Variedades em cores, misturas e padrões

Os Dachshunds costumam ter uma enorme variedade em cores, são elas:
Cores sólidas: preto, vermelho, chocolate, castanho, creme e cinza.
Bicolores: preto e castanho, preto e creme, chocolate e castanho, chocolate e creme, cinza e castanho, cinza e creme.
Manchas: as manchas devem ser listradas por todo o corpo em qualquer uma das cores acima.
Pintas: as pintas se apresentam como manchas de cores mais claras ou mais escuras sobre uma cor sólida.
Malhado/rajado: podem ser bicolores ou tricolores, com corpo branco com manchas de uma ou duas cores sólidas, como vermelho no branco, ou preto e castanho em branco.

Ambiente Ideal do Dachshund

cachorro-dachshund-ambiente
Dupla de Dachshunds lado a lado no jardim (Créditos/Copyright: “iliya Kulianionak/Shutterstock”)

O Dachshund fica satisfeito em viver em locais pequenos, e são excelente raça para apartamentos. E podem ser muito felizes mesmo sem jardim, mas devem obter exercícios ao menos uma vez por dia. Os Dachshunds são uma raça ativa, tanto dentro como fora, e apreciam longas caminhadas e passeios no parque, porém atividades muito rigorosas como pular de um local para outro, e até mesmo subir e descer escadas devem ser evitadas devido à sua propensão à danos na coluna.

Temperamento & Personalidade do Dachshund

cachorro-dachshund-treinamento
Dachshund preto filhote no jardim (Créditos/Copyright: “Olga Kuzyk/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, costumam se aproximar das pessoas e gostam de ser carregados por elas. Como todo cão, o Dachshund precisa de socialização desde filhote — o exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização ajuda a garantir que o seu Dach cresça saudável para tornar-se um cão sociável.

Uma das palavras mais associadas ao Dachshund, quando se fala em temperamento, é “determinado”. Os padrões da raça o descreve como esperto, curioso, divertido, vívido, afetuoso, orgulhoso e corajoso ao ponto de ser precipitado. É o tipo de cão que nunca desiste. E não importa o seu tamanho. Ele foi criado para ter perseverança, e por esta razão, como todo hound, isto significa que ele é teimoso, cabeça-dura, mandão e muito ciumento.

Ele costuma ser muito devotado em relação à sua família, e leal à um único dono. Mas pode ser mais reservado com estranhos, e corajosos demais com relação à outros cães, especialmente os maiores. A sua personalidade também depende da sua variedade, ou seja, variedade de pelos. Embora todos os Dachshunds sejam corajosos e destemidos, cada um tem um tipo de temperamento e personalidade. Porém, todos eles são igualmente ativos e alegres, durões e extrovertidos, adoram atenção e estão sempre procurando uma aventura.

Os Dachshunds Pelo-duros possuem terrier em sua linhagem, e podem ser muito levados, donos de uma atitude espalhafatosa e propensos a se meter em encrencas. Os Dachshunds Pelos-longos são mais calmos e quietos, com temperamentos mais suaves, personalidade mais maleável e de atitudes mais elegantes. E os de Dachshunds Pelo-curto possuem uma personalidade e temperamento moderado. Os minis ou toys podem ser mais nervosos e tímidos, o que não é muito peculiar da raça e devem ser evitados.

É o tipo de cão que precisa de um dono que seja um bom líder, ou ele vai tentar dominar a casa e mandar em todo mundo. Se conseguir, o Dachshund pode desenvolver sérios problemas de comportamento como guardar móveis ou locais favoritos, ansiedade de separação, guardar comida, brinquedos e outros objetos, ter rompantes agressivos, latir em excesso, e até morder. Podendo ficar até imprevisível com crianças e estranhos, e até com o seu próprio dono. Por isso que nestes casos, os Dachshunds são recomendados a famílias com crianças maiores, que saibam como tratar um cão com mais respeito.

A maioria dos donos de cães de porte pequeno não costuma mostrar uma liderança adequada em relação aos seus cães, causando até um excesso de proteção. Todo esse mal comportamento pode ser alterado e corrigido se os donos passarem a demonstrar mais liderança. Com a liderança adequada, os cachorros podem se comportar bem com crianças de qualquer idade, assim como qualquer pessoa.

Estes traços negativos não são peculiares da raça, são traços de um distúrbio comportamental muito comum em raças de cachorros de porte pequeno que chamamos de Síndrome de Cachorros Pequenos, que consiste no desencadeamento de uma série de comportamentos inadequados muitas vezes reforçados pelos próprios donos ao tratarem seus cães como se fossem crianças humanas e sem a liderança que precisam para se desenvolver de maneira saudável, assim como regras que precisam ser seguidas junto à limites com relação ao que podem ou não fazer, coisa que a maioria dos cães necessita por instinto. Os Dachshunds que possuem a liderança necessária, assim como caminhadas diárias se tornam companheiros ideais de excelentes temperamentos.

A raça possui o instinto de cavar, afinal nasceram para isso. E só porque vivem em um apartamento não quer dizer que não possuem mais este instinto. Se possível, dê a ele o seu próprio local para cavar, pois se nada mais estiver ao alcance, ele provavelmente vai procurar por um. Com relação ao treinamento, um Dachshund obediente é um termo um tanto contraditório, mas aquele que trabalhar para você ao invés de contra você pode se tornar um competidor excepcional em competições caninas de obediência, rally ou outros esportes caninos. É só encontrar o que o motiva – e geralmente comida funciona –, apesar de possuírem uma forma muito única e peculiar de pensar podendo não coincidir com a sua. O treinamento deve ser paciente, consistente e com muito senso de humor.

O Dachshund perfeito não nasce perfeito, ele é produto da sua hereditariedade e criação. Seja lá o que for que você deseja dele, procure por um que tenha tido pais com boa personalidade e que tenham sido socializados desde filhotes. Qualquer cão pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, cavações e outros comportamentos inadequados se estiver entediado, destreinado ou não supervisionado. Compre um filhote que tenha sido criado em casa e tenha certeza de que ele foi exposto a diferentes locais e sons, assim como pessoas antes de ir para outro lar.

Continue socializando-o sempre levando a casa de amigos e vizinhos, assim como a passeios públicos. Antes de comprar um filhote, procure saber como escolher o filhote ideal e não deixe de conversar com o seu criador, descreva exatamente o que você procura em um cachorrinho, e peça ajuda para escolher um filhote. Os criadores costumam conviver com filhotes todos os dias e podem dar excelentes recomendações uma vez que saibam um pouco sobre o seu estilo de vida e personalidade.

Cuidados & Manutenção do Dachshund

cachorro-dachshund-cuidados
Dachshund de pêlos longos (Créditos/Copyright: “Ekaterina Brusnika/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu Dachshund à ser escovado e examinado desde filhote. Mecha em suas patas com frequência — os cães costumam ser sensíveis com relação às suas patas — e olhe dentro de sua boca e orelhas. Torne essa manutenção uma experiência positiva cheia de elogios e recompensas, e assim você irá construir a base para exames veterinários e idas ao pethop mais fáceis de se lidar.

Ao checá-lo, procure por machucados, arranhões, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço, ou inflamação na pele, nas orelhas, nariz, boca, olhos e patas. Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde. Escove os seus dentes 2 ou 3 vezes na semana para remover tártaro e bactéria que proliferam dentro da boca – diariamente é ainda melhor para prevenir gengivite e mau hálito. Corte suas unhas uma ou duas vezes ao mês se não forem gastas naturalmente.

Os Dachshunds não precisam de muitos cuidados. Eles costumam trocar de pelos, mas não em excesso. Não precisam de banhos frequentes e não costumam ter odores fortes. Os Dachshunds Pelo-curto podem ser limpos com pano úmido entre os banhos para mantê-los limpos e brilhantes. Se viver em local frio, pode precisar de uma roupinha no inverno quando sair de casa.

Os Dachshunds Pelo-duro precisam de mais cuidados, como escovações regulares para evitar emaranhamentos e precisam que sejam tosados de 2 a 3 vezes ao ano para ficar com boa aparência. Já os Dachshunds Pelo-longo precisam ser escovados regularmente e diariamente para evitar emaranhamentos. Precisam de banhos mais regulares que os outros tipos, sendo necessário secar para que fiquem com uma melhor aparência. Para todas as variedades e tamanhos de Dachshunds, é preciso dar atenção especial às suas orelhas, que são propensas ao crescimento de fungos, bactérias e ácaros. Limpe-as com algodão em solução recomendada pelo veterinário semanalmente.

Atividade & Exercícios do Dachshund

cachorro-dachshund-atividades
Dachshund correndo pelo gramado no parque (Créditos/Copyright: “Pospisil MRL/Shutterstock”)

O Dachshund pode ser cheio de vida e energia, mais precisa de uma quantidade moderada de exercícios para se manter saudável. Ele ficará satisfeito com apenas 10 minutos diários de caminhadas, sendo que um pouco de tempo para brincar no quintal ou no parque também é o suficiente. Ele é um cão versátil que adora perseguir coelhos participando de competições de campo que envolvam entrar em túneis, competições de agilidade, e outros esportes caninos. O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à raça do seu cachorro.

Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos que devem ser tomados na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo.

Saúde do Dachshund

cachorro-dachshund-saude
Dachshund no colo da sua veterinária (Créditos/Copyright: “Syda Productions/Shutterstock”)

Na maioria das vezes, os Dachshunds são todos saudáveis, mas como toda raça canina, alguns são mais suscetíveis à certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos os cachorros terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça.

O Dachshund é suscetível à problemas de disco de coluna que pode levar à paralisia. Outros problemas de saúde podem incluir doenças do coração, urinários, epilepsia, problemas na pele e diabetes. Também é comum alguns problemas de visão, deformidades causadas por mutações genéticas em algumas variedades. Os Dachshunds também estão propensos a inchar, uma condição em que o estômago se expande com ar, podendo se tornar mais sério resultando em torção gástrica, se o estômago der reviravoltas cortando o fornecimento de sangue. É propenso também à tumores, e à obesidade canina, uma das doenças mais comuns em cães.

Super alimentá-lo pode levar à excesso de peso em suas costas e prejudicar a sua coluna. É recomendável carregá-lo ao subir e descer escadas para evitar maiores problemas de coluna. É preciso ter cuidado também ao permitir que suba em sofás e cadeiras e deve-se sempre ajudá-lo a descer e subir delas. Os Dachshunds costumam viver de 12 a 15 anos, o que não quer dizer que ele não possa viver por mais tempo, pois o Dachshund é uma das raças de maior longevidade. Na verdade, qualquer cachorro pode estender a sua longevidade canina desde que se tomem os devidos cuidados com a sua saúde.

Treinamento do Dachshund

cachorro-dachshund-treinamento
Dachshund castanho deitado no chão esperando para sair para caminhar (Créditos/Copyright: “ch_ch/Shutterstock”)

O Dachshund pode ser muito teimoso, tornando o seu treinamento bem mais difícil. A raça exige firmeza e consistência durante o treino, mas pode ser um tanto sensível, tendo que ser corrigida de maneira gentil, nunca dura demais, ou pode tornar-se submissa e tímida. Os Dachshunds Pelo-longo são levemente mais fáceis de serem treinados que os Dachshunds Pelo-curto e Dachshunds Pelo-duros, contudo, todas as variedades precisam de consistência, pois possuem mentes independentes e pensamentos próprios. Dachshunds respondem melhor à métodos de treinamentos variados. Podem aprender rápido
se motivados da forma adequada.

Use métodos de esforços positivos como recompensa por comida ou brinquedo favorito para segurar a atenção deles e mantê-los interessados. Mantenha os treinos curtos e variados, pois ficam facilmente entediados se tiverem que repetir a mesma ação várias vezes, por isso faça do treinamento algo divertido e interessante.

Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo. Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. Socialização e obediência são essenciais desde cedo.

Além de ser muito importante ensiná-lo desde filhote quem é o líder. Consistência também é importante. É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro. Ensinar o seu filhote a sentar, deitar e ficar no lugar é vital para o seu treinamento.

Há vários métodos também de treiná-lo a fazer suas necessidades em locais apropriados ou fora de casa. Considere o método da caixa se precisar adaptá-lo a um ambiente seguro e confinado por razões de segurança e conforto. Treiná-lo para não fazer suas necessidades dentro de casa, mas em local apropriado também pode ser difícil. Um Dachshund pode não ver a necessidade de fazer suas necessidades fora de casa. Paciência e consistência são a chave de um treinamento de sucesso.

2 reviews for Dachshund

  1. 3 out of 5

    :

    Ajudar a cortar unhas dashund. Quero saber como cortar as unhas da minha filha canina dashund fêmea para não machucá-la.

    • :

      Recomendo que você consulte um veterinário para saber a melhor maneira de cortar as unhas do seu Dashund.

  2. 5 out of 5

    :

    Cara o meu tem 10 kg você errou o kg

    • :

      Olá Irineu, as medidas de peso, altura, comprimento são apenas estimativas de acordo com os padrões da raça, irá variar de animal para animal.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *