Clumber Spaniel

clumber-spaniel
(Créditos/Copyright: "Por GoDog Photo/Shutterstock")
Clumber Spaniel

Origem: França, Inglaterra
Data de origem: 1700, meados do século XVIII
Grupo de Raças: FCI Grupo 08 – Cães Levantadores e Cobradores de Caça e Cães D'Água (Retrievers) / AKC Grupo de Cães Esportistas / Cão de tiro, Retrievers, cães de caça.
Função original: levantar e localizar (presas, caça)
Função atual: cão de caça e companhia.
Outros nomes ou apelidos: Tamanho: de porte médio a grande
Altura: Fêmea de 41 a 48 cm / Macho de 48 a 51 cm
Peso: Fêmea de 25 a 31 kg / Macho de 31 a 39 kg
Cores: branco com marcas em amarelo limão ou laranja.
Pêlos: denso, reto e liso, com penugens nas orelhas, patas, barriga e rabo.
Manutenção: escovações semanais
Expectativa de vida: cerca de 10 a 15 anos.
Reconhecimento (Canil): CKC, FCI, AKC, UKC, KCGB, CKC, ANKC, NKC, NZKC, APRI, ACR, DRA, NAPR, ACA.

Introdução à raça Clumber Spaniel

O Clumber Spaniel é uma raça canina oriunda da Inglaterra, e considerada uma das raças mais antigas dos Spaniels, tendo seu surgimento datado do século XVIII. Foi um cão muito apreciado pela aristocracia local, e batizado em homenagem ao castelo de Clumber, em Nottinghamshire na Grã-Bretanha, na época de seu surgimento. Logo foi favorecido pelos monarcas britânicos pelo seu comportamento solene e majestoso.

O Clumber possui um corpo longo, baixo, de estrutura atarracada, porém de aparência descontraída e natureza calma, dócil e gentil. Seus pêlos são sedosos e retos, de cor branca com marcas em amarelo limão ou laranja. Devido à sua enorme cabeça e à sua estrutura baixa e substancial, o Clumber Spaniel é muitas vezes tido como uma raça que se movimenta com lentidão, sem muita agilidade ou energia, mas não é bem assim. Mesmo sendo um dos mais tranquilos e discretos da raça dos esportistas, o Clumber Spaniel tem um coração de caçador, e está sempre pronto para uma aventura no campo.

Embora seja o mais lento e mais pesado dos Spaniels, e trabalhe devagar, o Clumber é um cão eficiente para caça, pois é tido como excelente localizador devido ao seu extraordinário senso de olfato e possui força e resistência, assim como um enorme entusiasmo. É astuto e ótimo em recuperar presas como faisões e perdizes. Ele chega a vibrar ao captar um odor interessante e sai para explorá-lo de forma meticulosa até achar o que procura ou desistir.

É a escolha perfeita de raça para um caçador que aprecia o esporte em um ritmo descontraído e mais relaxado, com um cão que fique por perto e à mão. O Clumber costuma seguir o seu caminho em ritmo de trote, e é capaz de percorrer um dia inteiro neste mesmo ritmo. Não foi criado para ser um cão d’água recuperador de presa como um retriever, mas a maioria nada bem e possui uma camada de pêlos que os protegem de águas frias.

Apelidado de “spaniel de cavalheiros aposentados”, pode ser uma boa escolha para donos de cachorros de primeira viagem devido ao seu temperamento descontraído e fácil de lidar. Ele é calmo, dócil, afetuoso, doce e gentil que aprecia muito a companhia de seu dono. Dentro de casa tende a ser quieto e calmo, e precisa até ser instigado a fazer exercícios. Costuma a ajustar-se ao nível de atividade e às necessidades de seus donos, e é uma das poucas raças de caça que são adequadas à vida na cidade, pois não exige muitos exercícios físicos, embora adore longas caminhadas e passeios. Devido a sua herança esportiva é capaz de se sobressair em campo ou em uma variedade de esportes caninos, mas também adora ficar em casa deitado aos seus pés. O Clumber é brincalhão e inteligente, travesso e teimoso, digno e charmoso, e adora chamar a atenção.

É um bom animal de estimação, fiel e carinhoso, especialmente para um dono devotado. Ele é capaz de se dar bem com toda a família, mas muitas vezes elege uma pessoa como sua favorita. A raça é bem comportada e geralmente se dá bem com outros cães e outros animais de estimação. São confiáveis perto de crianças, mas nem tanto ao redor de estranhos. Nunca tímidos ou agressivos, só não saem por aí ficando amigo de todos que encontram pelo caminho.

Ele costuma sair carregando coisas em sua boca por aí, um hábito que começa quando filhote e que o acompanha até adulto. Por isso, é imperativo que se mantenha objetos perigosos que possa machucá-lo fora do seu alcance. Recomenda-se dar-lhes muito brinquedos caninos para brincar e satisfazer seus desejos.

O Clumber não é um cão fácil de cuidar, mas também não exige grande devoção. Seus pêlos caem bastante e necessita ser escovado diariamente. Nem é um cão recomendável para quem é neurótico com limpeza, pois ele baba e costuma arrastar sujeira para dentro de casa. Também não responde a métodos duros de disciplina, e preferem um dono gentil. Possuem boa memória, e o seu treinamento é comparativamente fácil.

Com o surgimento de raças de Spaniels mais velozes, sua criação sofreu um forte declínio, e hoje há um enorme esforço em reestabelecer a raça como cão apontador, sendo que muitos Clumber Spaniels competem em testes de campo. São muito populares em apresentações e competições de esportes caninos, mas sobreviveu mesmo graças a sua adaptação para cão de companhia. Por isso, são bem raros e mais difíceis de serem encontrados.

Seja ele o seu companheiro de caçada ou amigo leal da família, o Clumber retornará afeição e lealdade muitas vezes — e ainda irá aquecer os seus pés como parte da barganha. Para quem estiver procurando pela companhia calma perfeita, o Clumber Spaniel é o seu cãozinho, pois nem latir costuma fazer.

Origem da raça Clumber Spaniel

clumber-spaniel-origem
Clumber Spaniel em atividade no campo, uma das suas atividades favoritas. (Créditos/Copyright: “Por Lenkadan/Shutterstock”)

A origem da raça Clumber Spaniel não foi bem documentada e não há provas suficientes que comprovem a sua exata derivação. Alguns dizem que a raça origininou-se na França do século XVIII, em cerca de 1768, por um dos Duques de Noailles.

Sua descendência

Acredita-se que o nobre francês, tenha presenteado todo o seu canil de spaniels ao Duque de Newcastle, transferindo todos eles para a propriedade do lorde inglês, Clumber Park, na Inglaterra durante a Revolução Francesa em meados de 1789 para salvar seus cães premiados. Poucas evidências foram encontradas que pudessem comprovar esta estória, porém, uma pintura de 1788 — um ano antes da Revolução Francesa — mostra o próprio Duque de Newcastle com vários cães brancos e amarelos ao seu redor que aparentam ser a raça. Além disso, os spaniels levam o nome da propriedade do Duque, Castelo de Clumber, em Nottinghamshire. Contudo, foi o seu encarregado de caça, William Mansell, a pessoa a ser creditada por ter desenvolvido a raça como a conhecemos hoje. Embora não hajam provas suficientes para comprovar a sua origem, acredita-se que alguns de seus ancestrais que contribuiram para o desenvolvimento da raça hoje, podem ser o Alpine Spaniel, Basset Hound e o São Bernardo.

O Clumber antigo até os dias de hoje

Os Clumber Spaniels eram valiosos cães apontadores, resistentes e capazes de trabalhar em vegetação densa e rasteira, mais adequados à caçadores que costumam caçar à pé. Foram muito populares entre a nobreza inglesa que apreciava suas habilidades de caça lenta e quieta, de extraordinário faro, capazes de recuperar presas e de trabalhar sozinhos ou em bando.

Dizem que muitos monarcas eram fãs da raça, incluindo o Príncipe Albert, marido da Rainha Victória; o Rei Edward VII, Príncipe de Wales e seu filho, Rei George V. Por se beneficiarem do seu status elevado e relação próxima à nobreza, os Clumbers estavam entre as primeiras raças a serem mostradas em competições. É uma raça rara, e difícil de ser encontrada pois a nobreza sempre desencorajou a sua popularidade entre os demais plebeus, exceto entre a alta sociedade burguesa da epoca. Além disso, por um tempo, a raça pode desfrutar de toda a sua popularidade nas competições, até que as raças de cães esportistas mais velozes aparecerem e tornaram-se mais populares, contribuindo para a diminuição de cruzamentos da sua espécie.

A raça chegou em Nova Escócia, no Canadá em 1848 pelo oficial britânico Tenente Venables, e logo seguiu para os Estados Unidos. O primeiro Clumber Spaniel foi reconhecido pela AKC em 1884 e fica entre as 9 primeiras raças reconhecidas pelo clube.

Aparência do Clumber Spaniel

clumber-spaniel-aparencia
Clumber Spaniel passeando de coleira no campo. (Créditos/Copyright: “Por avarand/Shutterstock”)

O Clumber Spaniel é uma raça de dupla camada de pêlos. Sua camada externa é de pêlos longos, enquanto a de baixo é grossa e macia. Seus pêlos são lisos, retos, emplumados, suaves e densos para dar mais resistência as condições climáticas e temperaturas mais frias. Os pêlos caem sobre todo o corpo e cauda em plumagens, principalmente na barriga, orelhas e na área das patas.

Seus pêlos são normalmente brancos, com marcas amarelo limão ou laranja ao redor dos olhos, na cabeça ou orelhas. As vezes possuem sardas na área da cabeça em frente aos olhos, e nas patas, corpo, e na base do rabo. A sua cor permite que o caçador o localize mais facilmente. Aqueles que forem participar de apresentações e competições devem ter o mínimo de marcas possíveis, mas suas marquinhas no corpo não afetarão a sua habilidade de ser um bom companheiro da família.

O Clumber é uma raça de spaniel de estrutura óssea massiva, corpo longo e baixo com patas curtas, peito largo e profundo, e em geral de formato retangular. Seus membros são robustos, musculosos, e sua cabeça é grande, larga e quadrangular, com um focinho profundo, grande e largo em tons de marrom, bege, rosado e cereja, com parada e sobrancelhas definidas. Suas orelhas grandes são triangulares, de pontas arredondas que caem para frente em formato de folhas de videira. A sua expressão é suave, com olhos profundos e de cor âmbar escuro.

Seu pescoço é grosso, pesado e emplumado na área da garganta, e seus ombros são robustos e nivelados com a parte de trás. Possuem uma mandíbula forte com dentes em mordida de tesoura e beiços caídos sobre a mandíbula inferior. Seu rabo é emplumado e pode ser tanto amputado ou mantido naturalmente.

A sua combinação de peito largo, sobrancelhas espessas, patas dianteiras retas e traseira poderosa, permite que ele se mova através de vegetação grossa quando caça com facilidade, rolando levemente por causa do seu corpo largo e suas patas curtas.

Ambiente Ideal para o Clumber Spaniel

Clumber Spaniels ficam bem em apartamentos se forem exercitados e estimulados fisicamente e mentalmente de forma suficiente e de acordo com as suas necessidades. Embora cresçam rapidamente e sejam ativos ao ar livre, diminuem esse ritmo quando adultos, e costumam ser inativos dentro de casa, por isso um pequeno jardim pode ser o suficiente. Apreciam mais os climas frios.

Temperamento & Personalidade do Clumber Spaniel

clumber-spaniel-temperamento
Clumber Spaniels deitados juntos sobre o campo descansando das suas atividades. (Créditos/Copyright: “Por Lenkadan/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Como todo cão, o Clumber Spaniel precisa de socialização desde filhote — o exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização ajuda a garantir que o seu Clumber cresça saudável tornando-se um cão bastante sociável.

De acordo com o padrão da raça, o Clumber Spaniel é um cão leal e afetuoso com a sua família. Pode ser mais reservado com estranhos, mas nunca agressivo ou tímido. Costumam ser dóceis, doces, estáveis, confiáveis gentis e dignos, mas não se deixe enganar por estes adjetivos. O Clumber é altamente inteligente, determinado a conseguir o que deseja e mais ágil do que parece.

Mesmo sendo os mais tranquilos e descontraídos das raças de cães de caça, são os mais afetuosos, e nem tão ativos quando adultos. Porém, durante a sua fase de filhote, que geralmente dura de 3 a 4 meses, costuma aprontar bastante e ser selvagem a ponto de rasgar tudo o que vê pela frente em questão de segundos. Por outro lado, o Clumber tende a se manter jovem de coração até adulto.

A sua personalidade pode variar entre reservado e digno à “amo a todos”. Em campo, eles costumam ser trabalhadores quietos, assim como dentro de casa. Podem alertar quanto a qualquer perigo, mas não costumam latir muito.

Os Clumbers se dão bem com outros cães e gatos, assim como com outros animais de estimação se forem criados juntos desde pequenos. Se sentirem que seus donos são mansos e passivos demais podem se tornar um tanto teimosos.

Costumam ser brincalhões e geralmente são confiáveis ao redor de crianças na família, ficando logo amigos. Porém, como todo cachorro, o Clumber precisa de socialização desde filhote, portanto socialize-o bem para ajudar a fazer amizade com estranhos — exponha o cão a diferentes pessoas, lugares, sons e experiências — enquanto forem jovens. A socialização ajuda a garantir que o seu filhote de Clumber cresça para ser um cachorro agradável e social. Se você não tiver criança em casa, faça com que eles se acostumem com outras crianças desde cedo para que não estranhem com os barulhos e movimentos rápidos delas.

Esta raça possui boa memória e adora agradar o seu dono, por isso treiná-lo não chega a ser difícil. Embora tenham esta reputação de ser doce e gentil, podem também ser determinados e teimosos, pois possuem mentes independentes e no geral acham que podem conseguir tudo o que desejam. Um macho adolescente pode ser arruaceiro, podendo se tornar possessivo e agressivo se você não souber impôr limites desde cedo. Não costumam responder bem à métodos de disciplina duros, mas precisam de um dono calmo, paciente, firme e confiante que saiba comunicar bem as regras e seja capaz de convencê-los de que fazer aquilo que você quer, seja ideia deles. Seja gentil, mas firme, nunca severo demais. Estabeleça regras claras e aplique-as para que ele saiba o que você espera dele.

Os Clumbers podem desenvolver péssimos hábitos como deslizar sobre balcões, invadir geladeiras e mastigar coisas. Podem até roubar comida de criança pequena pois podem alcançar as bancadas da cozinha e cadeiras de alimentação. Corrija estes comportamentos logo cedo — mesmo que lhes pareçam engraçado — antes que isso se torne enraizado. Ele é bom em resolver problemas, mas o problema é que quando resolve algo é sempre de forma proibida. Mantenha comida e lixo fora do alcance deles, e coloque trancas em armários onde há comida. Se avistá-lo mastigando algo que não devia, tire dele com calma e substitua por algum brinquedo de mastigar firme.

Durante suas caminhadas, o Clumber segue em ritmo devagar e estável. Não possui os altos níveis de energia dos outros cães de caça, mas possui a habilidade de um tanque de guerra ao se colocar diante de qualquer arbusto que esteja em seu caminho. Além disso, possui um vigor infinito, por isso é ótimo companheiro tanto para caminhadas quanto para caçadas. Mas não assuma que ele irá se exercitar sozinho, o Clumber é daqueles que precisa da motivação de um amigo para levantar e ir.

Sem uma liderança adequada em que as regras e limites estejam bem claros, Clumber Spaniels podem rapidamente de tornarem autoritários, simplesmente porque a maior parte das pessoas que possuem cachorros de porte pequeno costumam tratá-los de forma inadequada, sem que haja uma liderança firme e clara, causando assim alguns comportamentos negativos no cachorro. Até as crianças devem aprender a lidar com o cachorro e serem seus líderes.

Qualquer cachorro que apresente comportamentos como rosnar, surtar ou morder, está demonstrando que falta liderança. Estes problemas costumam surgir quando a pessoa não consegue distinguir um comportamento natural canino e confunde com emoções humanas, acabando com um cão que pensa que é o dono da casa. Mesmo sendo uma raça de porte pequeno à médio, a pessoa PRECISA entender e seguir à risca o conceito de como manter um cachorro na linha em casa. Estes problemas podem ser corrigidos logo que os humanos passarem a ter controle sobre o cachorro.

Clumber Spaniels equilibrados que possuem donos que não permitem que eles desenvolvam Síndrome do Cachorro Pequeno, comportamentos induzidos por humanos em que o cão acredita ser o líder deles, não irão apresentar estes comportamentos negativos. xxxxxxxx que possuem líderes firmes, confiantes e consistentes e que recebem estímulos mentais e físicos suficientes serão sempre excelentes companhias para a família.

O Clumber Spaniel perfeito não nasce perfeito, ele é produto da sua hereditariedade e criação. Seja lá o que você deseja dele, procure por um que tenha tido pais com boa personalidade e que tenham sido socializados desde filhotes. Qualquer cão pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, cavações e outros comportamentos inadequados se estiver entediado, destreinado ou não supervisionado.

Compre um filhote que tenha sido criado em casa e tenha certeza de que ele foi exposto a diferentes locais e sons, assim como pessoas antes de ir para outro lar. Continue socializando-o sempre levando a casa de amigos e vizinhos, assim como a passeios públicos. Antes de comprar um filhote, procure saber como escolher o filhote ideal e não deixe de conversar com o seu criador, descreva exatamente o que você procura em um cãozinho, e peça ajuda para escolher um filhote. Os criadores costumam conviver com filhotes todos os dias e podem dar excelentes recomendações uma vez que saibam um pouco sobre o seus estilo de vida e personalidade.

Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, costumam se aproximar das pessoas e gostam de ser carregados por elas. Escolha sempre o filhote que seja um meio-termo, não aquele que estiver mordendo ou judiando dos outros filhotes, nem aquele que estiver timidamente acuado em um cantinho. Tente sempre conhecer um de seus pais — normalmente é a mãe que fica disponível — para garantir que que ele tenha um temperamento que te faça sentir-se confortável com ele. Conhecer irmãos ou outros parentes também ajuda a avaliar como o filhote será na idade adulta.

Cuidados e Manutenção do Clumber Spaniel

clumber-spaniel-cuidados
Trio de Clumer Spaniels sentados sobre o campo esperando para fazer suas atividades diárias. (Créditos/Copyright: “Por Lenkadan/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu Clumber Spaniel à ser escovado e examinado desde filhote. Mecha em suas patas com frequência — os cães costumam ser sensíveis com relação às suas patas — e olhe dentro de sua boca e orelhas. Verifique se há feridas, erupções cutâneas ou sinais de infecções, tais como vermelhidão, sensibilidade ou inflamações na pele, orelhas, nariz, boca, olhos e nas patas. Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde.

Torne essa manutenção uma experiência positiva cheia de elogios e recompensas, e assim você irá construir a base para exames veterinários e idas ao petshop mais fáceis de se lidar. Uma introdução cedo mostra para o independente Clumber que manutenção é um hábito normal da sua vida, e o ensina a aceitar com paciência todo o processo.

O Clumber Spaniel possui tendência a infecções de ouvido, por isso a prevenção é importante. Sempre seque suas orelhas depois de nadar e cheque-as regularmente procurando por sinais de infecção como cheiro ruim, vermelhidão ou inchaço. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas. Um cão com infecção de ouvido costuma chacoalhar as orelhas com frequência ou coçá-las. Limpe-as suavemente com cotonetes e solução de limpeza recomendada pelo veterinário, e nunca enfie nada dentro do canal do ouvido para evitar machucá-lo.

Escove os seus dentes 2 ou 3 vezes na semana para remover tártaro e bactéria que proliferam dentro da boca – diariamente é ainda melhor para prevenir gengivite e mau hálito e ainda evitar o caimento precoce dos dentes. Corte suas unhas uma ou duas vezes ao mês se não forem gastas naturalmente para evitar lágrimas dolorosas e outros problemas. Se você pode ouvir suas unhas batendo no chão, elas estão longas demais. Unhas caninas possuem artérias, se você cortá-las demais causará sangramento — e o seu cão pode não querer cooperar nas próximas vezes. Por isso, se você não tiver experiência ou não se sentir confiante para a tarefa, procure ajuda profissional.

Os Clumbers não necessitam de muitos cuidados e não são difíceis de cuidar e manter, porém acostume-o a ser escovado desde filhote. Seu pêlo deve ser aparado e escovado com uma escova e pente regularmente. Seus olhos e orelhas devem ser aparados e limpos regularmente para evitar irritações. Os pêlos devem ser aparados por profissionais, e se tiver uma grande quantidade de pêlos ao redor das orelhas, pode aparar mais vezes. A raça solta bastante pêlo e não é recomendada para quem sofre de alergias. E devido a sua camada de pêlos densa, o Clumber Spaniel deve ser protegido para não se aquecer demais. Além disso, sua camada de pêlos brancos pode sujar facilmente e aculumar detritos, por isso pode banhá-lo quantas vezes desejar ou sentir que seja necessário, desde que use shampoo de cachorro, e enxágue-o completamente para remover resíduos e evitar coceiras e irritações na pele.

Atividade & Exercícios do Clumber Spaniel

clumber-spaniel-atividades
Clumber Spaniel correndo pelo campo para se exercitar.(Créditos/Copyright: “Por Lenkadan/Shutterstock”)

Os Clumbers crescem muito rápido e são extremamente ativos quando filhotes, mas tendem a diminuir o ritmo de forma considerável quando adultos. Adoram brincar de buscar coisas, e costumam a obter a quantidade suficiente de exercícios diários desta brincadeira em apenas alguns minutos.

Precisam se exercitar diariamente, podendo ser através de caminhadas de 20 a 30 minutos ou de 15 a 20-minutos, ou através de brincadeiras duas vezes ao dia, mas não são adequados para corridas, pois a raça possui uma alta incidência à displasia de quadril e corridas podem colocar pressão desnecessária sobre suas articulações.

Gostam de longas caminhadas diárias, além de serem muito importantes para a saúde mental do cachorro. Porém, cuidado com o calor e a temperatura do chão. A raça adora água, é um excelente nadador por natureza, mas se não for exercitado de forma suficiente pode ficar obeso, atrofiar a musculatura e diminuir a sua expectativa de vida.

Enquanto caminha, ele deve sempre se manter ao lado ou atrás da pessoa que segura a guia, para que ele saiba quem é o líder. As brincadeiras podem até suprir suas necessidades físicas, no entanto, como em toda raça, apenas brincar não irá suprir seu instinto primário de caminhar. Cães que não fazem suas caminhadas diariamente são mais suscetíveis a apresentar problemas de comportamento.

O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à raça do seu cachorro. Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo ao seu lado.

Saúde do Clumber Spaniel

(Créditos/Copyright: “/Shutterstock”)
Na maioria das vezes, os Clumbers Spaniels são todos saudáveis, mas como toda raça canina, alguns são mais suscetíveis à certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos eles terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça.

Alguns tendem a ter epilepsia, claudicação juvenil, e devido ao seu porte grande e pesado, também possuem tendência à displasia de quadril e problemas de disco intervertebral. Também costumam ter muitas alergias e serem alérgicos a muitas coisas, como alergia de pele e alergia a pulgas; problemas de visão como entrópio e ectrópio, cataratas e ceratoconjuntivite seca ou olho seco.

Alguns podem ter uma condição genética chamada deficiência de piruvato de fosfatase desidrogenase, a falta de uma proteína enzimática que pode levar a uma intolerância por exercícios assim como problemas cardíacos e pulmonares.

Clumbers também possuem tendência a ter colite, um inflamação do intestino grosso. Se o seu cão apresentar fezes moles com manchas de sangue ou muco, porém pareça saudável, ele pode estar com colite. Coloque-o em um jejum de 24 hrs, porém com muita água, depois alimente-o com refeições brandas como frango e arroz por alguns dias e gradualmente volte à sua dieta normal. Se persistir e for recorrente, pergunte ao seu veterinário sobre uma dieta especial para cães com sistemas digestivos sensíveis. O Clumbers costumam roncar, espirrar e babar. Adoram mastigar, por isso preste atenção para que não engulam objetos nocivos à sua saúde. Costumam também a ganhar peso, por isso não os alimente demais.

Todos os cães possuem o potencial para desenvolver problemas genéticos de saúde, assim como todas as pessoas possuem potencial para herdar doenças. É sempre uma boa ideia perguntar a criadores quais os problemas que possam existir em suas linhagens. Um criador honesto sempre estará a disposição para discutir a saúde de seus cachorros, seja boa ou má.

Criadores cuidadosos costumam investigar e testar seus cães para evitar doenças genéticas e reproduzir apenas as espécies mais saudáveis e de melhor aparência, mas às vezes a Mãe Natureza possui outros planos. Um filhote pode desenvolver uma destas doenças mesmo em reproduções cuidadosas. Avanços na medicina veterinária hoje garantem que na maioria das vezes os cães podem ter uma qualidade de vida. Se estiver pensando em comprar um filhote, pergunte ao criador sobre as idades dos cães em sua linhagem e as causas mais comuns de morte.

Lembre-se que depois de levar um filhote para casa, você tem a responsabilidade de protegê-lo de um dos problemas caninos mais comuns: a obesidade canina, inclusive uma das tendências da raça. Manter o seu Clumber em um peso adequado é uma das maneiras mais fáceis de manter a saúde do seu cachorro e a vida dele saudável para a vida inteira. Em geral, qualquer cachorro pode estender a sua longevidade canina desde que se tomem os devidos cuidados com a sua saúde. O Clumber costuma viver cerca de 10 a 15 anos.

Treinamento do Clumber Spaniel

clumber-spaniel-treinamento
Clumber Spaniel em treinamento em campo aberto. (Créditos/Copyright: “Por Lenkadan/Shutterstock”)

O treinamento desta raça inteligente é razoavelmente fácil, embora hajam exceções a toda regra. No geral, os Clumbers respondem bem ao métodos de treinamento de louvor e reforço positivo na forma de recompensas alimentares ou jogo. Porém, a sua disposição gentil pode ser facilmente danificada se for corrigida de forma severa. O Clumber Spaniel precisa de uma mão gentil. Portanto, seja justo e consistente com relação ao que pedir, e recompense-o toda vez que vê-lo fazendo algo direito ou algo que você goste. Os Spaniels costumam ser fáceis de serem treinados pois possuem boa memória e gostam de agradar seus donos. São calmos e despretensiosos.

Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo. Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro.

O treinamento da caixa é algo também fortemente recomendado para o Clumber Spaniel. Não só ajuda no treinamento dentro de casa, mas também serve como um espaço para se acalmar e relaxar, além de evitar que ele saia mastigando tudo por ai enquanto você estiver fora. A caixa é apenas uma ferramenta, não uma jaula, por isso não mantenha-o preso ali por longos períodos. O melhor lugar para o seu Clumber é sempre com você.

Ensinar o seu cachorro a deitar, sentar e ficar no lugar é vital para o treinamento de um filhote, procure se informar sobre como adestrar o seu cachorro, é muito comum cometer erros durante o processo de treinamento.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Clumber Spaniel”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *