Chow Chow

O guardião chinês silencioso - "Songshi Quan" ou "Cão-leão-empolado"
(Créditos/Copyright: "Grisha Bruev/Shutterstock")
Chow Chow
5.00 out of 5 based on 1 customer rating
(1 avaliação de cliente)

Origem: China
Data de origem: 150 A.C., cerca de 2.000 anos
Grupo de Raças: FCI – Grupo 5 – Cães de tipo Spitz e de tipo Primitivo / Spitzs asiáticos e raças semelhantes / AKC Não-esportivos.
Função original: cão de rinha, de guarda, de caça e como cão de trenó
Função atual: cão de companhia
Outros nomes ou apelidos: Chow, Xiāo, Tang Quan, Cão da Dinastia Tang
Tamanho: porte médio a grande
Altura: Machos de 48 cm a 56 cm / Fêmeas de 46 cm a 51 cm
Peso: Machos de 25 kg a 32 kg / Fêmeas de 20 kg a 27 kg
Cores: creme, castanho, vermelho, azul (cinza), preto.
elos: lisos, longos
Manutenção: média, escovações semanais.
Expectativa de vida: cerca de 09 a 15 anos
Filhotes: cerca de 3 a 6 filhotes Chow Chow por cria
Reconhecimento (Canil): ACA; ACR; AKC; ANKC; APRI; CKC; CKC; DRA; FCI; KCGB; NAPR; NKC; NZKC; UKC.

Introdução à raça Chow Chow

cachorro-chow-chow-introducao
Chow Chow e sua língua azul característica da raça deitado no gramado . (Créditos/Copyright: “Bokstaz/Shutterstock”)

O Chow Chow é uma raça canina da família dos Spitz, provavelmente originária das regiões nórdicas como Sibéria ou Mongólia, há mais de 2000 anos atrás, e posteriormente usada como guardiões de templos na China, Mongólia e Tibet, onde é popularmente conhecida por “Cão-leão-peludo” ou “Cão do Império Tang”, e tendo depois sido largamente utilizada como cão de caça, de trenó e depois até cão de rinha.

Acreditava-se que o Chow Chow era um dos cães nativos usados como modelo para os famosos e sagrados Cão Foo, os tradicionais guardiões de pedra encontrados à frente dos templos Budistas e palácios chineses.

Ao final do século XIX a raça foi introduzida no Ocidente, mas demorou a ganhar popularidade. Apenas quando a Rainha Vitória se interessou pela raça que o seu sucesso foi garantido. O Chow possui um porte médio, imponente e poderoso, de estrutura firme e desenvolvimento muscular forte, e uma aparência típica spitz: focinho profundo e cabeça larga, pequenas orelhas triangulares, pelagem dupla macia ou áspera, solta e exuberante nas cores preta, vermelha, azul, castanho ou creme e uma cauda espessa enrolada firmemente sobre as costas.

O Chow possui duas características muito distintas e bem peculiares da sua raça: uma língua azul-escura, como a do seu conterrâneo Shar-pei, que segundo lendas Chinesas, recebeu esta tonalidade azul durante a criação do mundo, quando lambeu gotas de tinta enquanto o céu estava sendo pintado; a outra característica é a falta de angulação na articulação inferior das patas traseiras, que lhe empresta um rebolado característico pomposo e reservado ao caminhar.

O Chow costuma ser orgulhoso, independente, leal e protetor à sua família apesar de não demonstrar. Ele não gosta muito de ser abraçado, mas pode ser uma companhia quieta e atenta à sua pessoa favorita, mesmo que a sua lealdade se estenda a outros membros da família. Se for criado com crianças, é capaz de aceitá-las com prazer, mas não é o tipo de cão que tolera abuso, por isso é melhor que viva com quem saiba tratar bem os animais. É desconfiado de estranhos, mas se tiver sido socializado desde filhote, é capaz de tratar a todos com serenidade.

Contudo, deve-se lembrar que esta é uma raça altamente territorial e protetora, capaz de dar um aviso claro a qualquer um que se aproxime da casa sem ser convidado. É também teimoso e pode ser agressivo se não for treinado de forma adequada. Pode ser agressivo também com outros cães, mas geralmente são bonzinhos com outros animais de estimação. O Chow Chow possui um nível baixo de atividade e pode viver perfeitamente em qualquer tipo de lar, mas deve ficar dentro de casa.

Não é à toa que está entre as raças de cães de companhia mais populares para viver em apartamentos. Ele pode ficar muito infeliz se for segregado ao jardim do lado de fora sem companhia humana. Uma ou duas caminhadas diárias já satisfazem suas necessidades de exercícios físicos. Com relação a sua manutenção, seus pelos costumam cair bastante, e devem ser escovados pelos menos, três vezes por semana.

Se você é do tipo que admira a aparência distinta do Chow e o seu espírito independente, você terá uma companhia leal capaz de ser um verdadeiro tesouro para o lar. Como dizem, o Chow combina a nobreza de um leão, a capacidade de divertir de um panda, a aparência de um ursinho, a graça e independência de um gato, e a lealdade e devoção de um cão.

Origem da raça Chow Chow

cachorro-chow-chow-origem
Chow Chow filhote de pelagem clara. (Créditos/Copyright: “Petr Jilek/Shutterstock”)

O Chow é uma dessas raças de cães da qual acredita-se ser uma das mais antigas a serem reconhecidas. Pesquisas indicam que ele é uma das primeiras raças primitivas que evoluíram do lobo. Análises de DNA sugerem que o Chow é uma das antigas raças caninas que provavelmente originou-se nas regiões de estepes altas da Sibéria ou Mongólia, e mais tarde foi levada para a China, Mongólia e Tibet para ser usada como cão de guarda em seus templos.

O Chows foram úteis aos chineses de diversas outras formas além de para o trabalho. A sua pelagem era usada para fazer casacos, e ainda serviram de alimento, considerados até uma “iguaria” da culinária chinesa, por ter a carne macia.

Um baixo relevo da época da Dinastia Han chinesa datado de 150 AC inclui um cão de caça de aparência similar ao Chow. Mais tarde, Chow Chows foram criados com o intuito de usá-los para diversas tarefas diferentes como para caça, pastoreio, puxar trenós e guarda. Alguns recordes que sobreviveram ao tempo, mostram que o Chow era o cão que costumava acompanhar os exércitos mongóis em invasões ao sul da China assim como na Europa ocidental e sudeste do Oriente Médio no século XIII D.C.

Outros historiadores afirmam que o Chow Chow foi o ancestral original de raças como o Samoieda, Elkhound Norueguês, Pomerânia e Keeshond. Entre outras especulações, há a versão de que o Chow tenha participado de cruzamentos entre Mastins e Spitzs.

Na China, eram chamados de Songshi Quan, que significa literalmente “cão-leão-empolado ou emplumado” e durante a Dinastia Tang, ficaram conhecidos como Tang Quan ou “cão da Dinastia Tang”. E tiveram ainda vários outros nomes diferentes: cão da língua-azul (hei shi-tou), cão lobo (lang gou), cão urso (xiang gou), e cão cantonês (Guangdong gou). Seu nome “Chow Chow” provavelmente originou de um dialeto inglês, um termo usado para descrever todas as bugigangas curiosas que vinham do Oriente.

A raça sofreu um enorme declínio em qualidade e número depois que as caçadas imperiais acabaram, mas alguns descendentes puros foram mantidos isolados em monastérios e lares abastados. Até que ao final de 1800, Chows foram levados para a Inglaterra por mercadores. Foi quando a Rainha Vitória, que sempre amou cachorros, se interessou pela raça e ajudou a aumentar a sua popularidade. O primeiro clube de raça inglês se formou na Inglaterra em 1895.

Existe até uma lenda que diz que os ursos de pelúcia originais foram modelados com base nos filhotes da Rainha, que costumava carregá-los onde quer que fosse. Tamanho era o descontentamento com essa atitude, que a Rainha pagou um estilista para criar uma versão de pelúcia do animal para substituir o cães reais.

A sua aparência nobre sempre atraiu admiradores, mas ao final dos anos 1980 a sua popularidade cresceu ainda mais entre os donos de animais de estimação, assim como chegou ao sexto lugar das raças mais populares nos Estados Unidos. A AKC reconheceu a raça em 1903, e os Chow Chows viraram moda entre os ricos e famosos dos anos 1920s. Chegaram até a Casa Branca, como animal de estimação do então Presidente Calvin Coolidge. Sigmund Freud também era fã e possuía um exemplar da raça, e sua filha Anna matinha e criava Chows.

Aparência do Chow Chow

cachorro-chow-chow-aparencia
Chow Chows marrom e preto lado a lado juntos no jardim. (Créditos/Copyright: “Lenkadan/Shutterstock”)

O Chow Chow é um cão grande, encorpado, de construção robusta e perfil quadrado, com um crânio largo e reto, pequenas orelhas triangulares com pontas arredondadas, e um focinho largo e profundo que afina na direção do nariz, que deve ser escuro. Contudo, Chows cinzas podem ter narizes cinzas com narinas abertas. De acordo com os padrões de raça pela AKC, qualquer outro tom não é aceito em competições. Por outro lado, países regidos pela FCI, no entanto, permite narizes coloridos nos de pelos creme.

Os dentes se fecham em mordida de tesoura, e seu peitoral é largo e profundo, com abdômen forte, mas de comprimento curto. A raça é conhecida pela sua pelagem dupla, densa e abundante em duas variações: aqueles de pelos longos, lisos e ásperos, e aqueles com pelos curtos e macios. O de pelos ásperos são os mais vistos, sendo mais grossos, mais abundantes e soltos. Abaixo da pelagem exterior, eles possuem outra interior suave, grossa e lanosa. O de pelos macio possui pelos externos duros, densos e macios sem penugens mais longas nas orelhas, pernas, cauda ou corpo. Em ambas as variações, os pelos na área do pescoço são abundantes semelhantes a juba de um leão.

Os pelos podem ser vermelhos, pretos, azul (cinza), canela (castanho) ou creme. Nem todas estas variedades de cores são reconhecidas como padrão em todos os países, mas todas devem ser sólidas. Seus olhos são tipicamente profundos, escuros e em formato de amêndoa. A raça se distingue pela sua língua azul-escura e suas patas traseiras retas que lhe emprestam um caminhar distinto e bastante peculiar.

Quando os filhotes nascem, eles possuem línguas rosadas que vão escurecendo com o tempo até ficarem escuras aos 8 a 10 semanas de idade. A cor azulada se estende para os lábios; o que faz dele a única raça com esta cor azulada distinta nos lábios e cavidade oral. Outra característica distinta é a sua cauda enrolada caída sobre as costas.

Ambiente Ideal para o Chow Chow

cachorro-chow-chow-ambiente-ideal
Chow Chow deitado relaxando no jardim de casa. (Créditos/Copyright: “YAN WEN/Shutterstock”)

O Chow Chow pode viver muito bem em uma casa pequena ou apartamento se for devidamente exercitado, aliás, estão entre as melhores raças para viver em apartamentos. Ele é relativamente inativo dentro de casa e um pequeno jardim é o suficiente.

Sensíveis ao calor, podem viver tanto dentro de casa quanto fora em climas amenos, mas preferem ficar na companhia de seus donos. O Chow Chow é caseiro e não costuma fugir, mas é preciso ter um jardim seguramente cercado; isto o protegerá do tráfego e evitará que estranhos se aproximem dele quando não tiver ninguém supervisionando, além de evitar conflitos com outros animais que passarem por perto, por questões territoriais peculiares da raça.

Temperamento & Personalidade do Chow Chow

cachorro-chow-chow-temperamento
Chow Chow adulto interagindo com um filhote de Pastor da Ásia Central. (Créditos/Copyright: “Eduard Kyslynskyy/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, costumam se aproximar das pessoas e gostam de ser carregados por elas. Como todo cão, o Chow Chow precisa de socialização desde filhote — o exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização ajuda a garantir que o seu Chow cresça saudável tornando-se um cão bastante sociável.

Apesar da sua aparência de ursinho de pelúcia, o Chow Chow não é o tipo de cão amoroso e super doce. Versátil, este cão já teve inúmeras serventias – foi animal de rinha, guarda, caça e puxador de trenó, e até serviu de alimento e cedeu sua pelagem para fazer casacos. Os Chows são leais, reservados e silenciosos. Ainda conservam o instinto de guarda, por isso são territoriais e dominadores, mandões, sérios e obstinados, apesar de educados e pacientes. Eles são teimosos e possuem vontade própria.

Como foram mantidos como animais de estimação na maior parte do tempo, Chow Chows tendem a apresentar um certo estranhamento em relação à desconhecidos e podem se tornar protetores ferozes de seus donos e lares. Apesar da sua carranca, um bom Chow nunca deve ser agressivo ou tímido. Chows tendem a ficar na deles e nunca iniciam alguma confusão. Eles são capazes de brincar com seus donos, mas não se interessam por desconhecidos, à não ser que se aproximem da sua casa sem ser convidado pela dono — e neste caso podem desafiar o intruso. Mas é capaz de deixar que o toquem, se apresentados por um de seus donos.

Costumam ser independentes e dignos, são protetores e afetuosos para com o a família inteira, mas a sua maior devoção será sempre de uma única pessoa. São conhecidos como “cão de um dono só”, e deixam bem claro qual o escolhido. São bons com crianças, mas podem desapontá-las pela falta de interesse em serem abraçados. No geral, se forem introduzidos a outros animais domésticos quando filhotes, irão se dar bem quando adultos.

O Chow Chow deve ser socializado extensivamente — introduzido a novas pessoas, cães e situações — desde filhote para que ele cresça seguro e relaxado. Por terem um temperamento extremamente forte, necessitam de um dono experiente. Eles precisam de alguém com autoridade firme que inicie um treinamento desde filhote. Ao adotar um filhote ou um cão adulto, o dono, antes de mais nada deve procurar saber sobre a raça e estabelecer regras para serem seguidas e mantê-las já de cara. O Chow é uma raça muito dominadora que exige um dono dominante.

Ele deve ser calmo e naturalmente firme, confiante e consistente. Com um dono com estas características, o Chow Chow é capaz de se desenvolver bem. Os problemas aparecem quando o cão vive com donos que não entendem ou não sabem se colocar na posição de “alfa” do bando. Se você permitir que este cão acredite ser o dono da casa, ele irá se tornar teimoso, protetor em excesso e indisciplinado. A não ser que o cão sinta que seu dono seja forte, ele vai tentar disputar a sua posição de líder do bando. E quando isso acontece, ele pode ficar agressivo ao tentar ganhar o seu espaço no bando.

Um Chow Chow que não estejam 100% convencido de que os humanos que mandam na casa são mais difíceis de obedecer ao treinamento. Ele achará que deve decidir quando deve fazer algo. Estas não são características da raça, são comportamentos instintivos, resultado da falta de autoridade de seus donos.

Se você quer ter um cachorro deste raça, deve se certificar que que você e toda a sua família sabe se colocar na posição de alfa. Todos os membros da família e outros humanos de seu convívio devem se colocar na posição mais alta no bando. Chow Chows costumam dar muito trabalho para donos passivos, mas o mesmo cão com um dono que tenha uma autoridade natural sobre ele será capaz de ser educado, paciente e sociável, sendo uma excelente companhia para a família.

O Chow perfeito não nasce perfeito, ele é produto da sua hereditariedade e criação. Seja lá o que você deseja dele, procure por um que tenha tido pais com boa personalidade e que tenham sido socializados desde filhotes. Qualquer cão pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, cavações e outros comportamentos inadequados se estiver entediado, destreinado ou não supervisionado. Compre um filhote que tenha sido criado em casa e tenha certeza de que ele foi exposto a diferentes locais e sons, assim como pessoas antes de ir para outro lar.

Continue socializando-o sempre levando a casa de amigos e vizinhos, assim como a passeios públicos. Antes de comprar um filhote, procure saber como escolher o filhote ideal e não deixe de conversar com o seu criador, descreva exatamente o que você procura em um cachorrinho, e peça ajuda para escolher um filhote. Os criadores costumam conviver com filhotes todos os dias e podem dar excelentes recomendações uma vez que saibam um pouco sobre o seu estilo de vida e personalidade.

Cuidados & Manutenção do Chow Chow

cachorro-chow-chow-manutencao
Chow Chow tomando um banho gostoso de banheira. (Créditos/Copyright: “135pixels/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu Chow Chow à ser escovado e examinado desde filhote. Mecha em suas patas com frequência — os cães costumam ser sensíveis com relação às suas patas — e olhe dentro de sua boca e orelhas. Torne essa manutenção uma experiência positiva cheia de elogios e recompensas, e assim você irá construir a base para exames veterinários e idas ao petshop mais fáceis de se lidar. Ao checá-lo, procure por machucados, arranhões, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço, ou inflamação na pele, nas orelhas, nariz, boca, olhos e patas. Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde.

Escove os seus dentes 2 ou 3 vezes na semana para remover tártaro e bactéria que proliferam dentro da boca – diariamente é ainda melhor para prevenir gengivite e mau hálito e ainda evitar o caimento de dentes precoce. Corte suas unhas uma ou duas vezes ao mês se não forem gastas naturalmente. E cheque suas orelhas uma vez por semana por sujeira, vermelhidão ou mal cheiro que possam indicar infecções. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas.

As exigências de manutenção irão depender do tipo de pelo do Chow. Um Chow de pelos macios precisa de escovações 3 vezes por semana para manter os pelos em boas condições e evitar que os pelos soltos se espalhem pela casa. Já o Chow de pelagem áspera deve ser escovado um dia sim, outro não. Ambas as variações costumam soltar bastante pelo duas vezes ao ano, exigindo mais atenção neste período. Eles não possuem cheiro forte se os pelos forem escovados como devem.

É importante usar as ferramentas adequadas para evitar machucar a pele e facilitar a escovação. Pode usar um spray de condicionador apropriado para ajudar a desembaraçar. Nunca escove os pelos secos para evitar que os fios se quebrem, e escove profundamente tocando em sua pele até as pontas para tirar todos os nós e evitar mais embaraços. Banhos podem ser mensais — ou mais frequentes se ele costuma ficar brincando muito do lado de fora e se sujar.

Atividade & Exercícios do Chow Chow

cachorro-chow-chow-atividade
Chow Chow deitado no gramado do parque. (Créditos/Copyright: “otsphoto/Shutterstock”)

Como todo cão, um Chow adulto precisa de exercícios físicos diariamente para se manter saudável e feliz, mas não precisa ser em grande quantidade — ele ficará satisfeito com apenas 15 minutos de caminhada por dia, ou uma caminhada mais longa em um jardim seguramente cercado, ou até mesmo várias sessões de brincadeiras. Sempre nas manhãs ou finais do dia em que as temperaturas são mais amenas, pois não suporta o calor, e precisa de locais mais frios para descansar, principalmente durante os verões.

Ele tem a tendência a ser preguiçoso, mas se não for exercitado de forma adequada e suficiente pode apresentar uma série de comportamentos inadequados. O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à raça do seu cachorro. Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo.

Saúde do Chow Chow

cachorro-chow-chow-saude
Filhote de Chow Chow na grama do jardim. (Créditos/Copyright: “Waldemar Dabrowski/Shutterstock”)

Na maioria das vezes, os Chow Chows são todos saudáveis, mas como toda raça canina, alguns são mais suscetíveis à certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos os cachorros terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça.

O Chow Chow é suscetível a sofrer de problemas de visão como entrópio, uma irritação nos olhos causada por uma anormalidade nas pálpebras que se dobram para dentro irritando a córnea. Podem também vir a ter outros problemas como glaucoma, cataratas juvenil e distichiasis. Outros problemas comuns em raças deste porte também podem aparecer, como linfoma, displasia de quadril e cotovelos, luxação patelar, diabetes mellitus, câncer estomacal e infecções de ouvido.

Os Chows também possuem um alto risco para doenças auto-imunes como tiroidites; pemphigus foliaceous, uma doença de pele; melanoma, um tipo de câncer; e torção gástrica. Por causa da sua pelagem grossa, pulgas também podem ser um problema, e devido ao focinho curto eles costumam roncar. A raça vive por cerca de 10 a 15 anos, sendo que alguns podem chegar a viver até 17 anos, o que não quer dizer que ele não possa viver por mais tempo. Na verdade, qualquer cachorro pode estender a sua longevidade canina desde que se tomem os devidos cuidados com a sua saúde.

Treinamento do Chow Chow

cachorro-chow-chow-treinamento
Chow Chow adulto encostado na parede à espera de diversão. (Créditos/Copyright: “Volodymyr Tverdokhlib/Shutterstock”)

O Chow Chow exige treinamento intenso, extenso e diário em socialização e obediência. Devem ser ensinados desde cedo quem é que manda, ou eles irão tentar dominar tudo. Eles precisam de firmeza, equidade e consistência. Chows são mais que capazes de aprender qualquer coisa que você quiser ensinar, e correção verbal é tudo que é preciso para colocá-los na linha. Nenhum cão deve apanhar, mas isso é ainda mais ineficaz com esta raça.

O Chow nunca irá responder bem a abuso físico. Eles não respondem bem a métodos severos ou ríspidos, e podem se tornar agressivos se tratados de maneira desrespeitosa. Ganhe o seu respeito quando ainda filhote com firmeza e consistência, e você não terá nenhum problema ao treiná-lo. Mas se você deixar que o seu filhote fofinho faça tudo o que bem entender o tempo todo pra depois tentar treiná-lo, você terá sérios problemas. O Chow Chow não é famoso por ser um dos mais obedientes nos ringues de competições mais populares, mas aprende rápido.

Ele é inteligente, apesar de teimoso e responde bem a treinamentos com técnicas de esforço positivo como brincadeiras, elogios e recompensas, mas também gosta de fazer as coisas do jeito dele. Para obter sucesso, você deve ser paciente e deve estar disposto a testar muitos métodos diferentes até achar aquele que funcione.

Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo. Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. Alguns deles podem ser resistentes a coleiras e guias.

É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro. Ensinar o seu cão a sentar, deitar e ficar no lugar é vital para o treinamento do seu filhote. São relativamente fáceis de serem treinados a fazer suas necessidades em locais apropriados ou fora de casa.

Há vários métodos aceitáveis para treiná-lo, considere o método da caixa se precisar adaptá-lo a um ambiente seguro e confinado por razões de segurança e conforto. O método da caixa facilita a evitar que o seu Chow mastigue ou destrua coisas quando você estiver fora.

Adaptabilidade

Moderada

Adestramento

Moderado

Afetuosidade

Moderada

Ambiente ideal

Apartamento, Casa, Fazenda ou Campo

Amistoso c/ crianças

Normal

Amistoso c/ estranhos

Pouco

Amistoso c/ outros animais

Normal

Amistoso c/ cães

Pouco

Expectativa de vida

Normal

Função ou Tipo

Caça, Cães da montanha, Companhia, Guarda, Não-esportista, Spitz e Primitivo, Trabalhador

Manutenção

Alta, Difícil

Necessidade de exercicios

Baixa

Nível de energia

Moderado

Nível de inteligência

Moderado

Nível de Socialização

Moderado

Pelagem

Lisa, Longa

Porte

Grande

Propenção à latidos

Alta

Proteção e Guarda

Média

Saúde

Fraca, Sensível

Territorialismo

Moderado

Tolerância à brincadeiras

Normal

Tolerância ao calor

Baixa

Tolerância ao frio

Alta

Troca de pêlos

Muita

1 review for Chow Chow

  1. 5 out of 5

    :

    São ótimos animais de estimação, mas recomendo que você compre de um bom criador.
    Eu tive vários Chows na minha infância e acredito que a raça é injustamente criticada. Todos os meu cachorros eram confiáveis, leais, amorosos e protetores. Eles podem ser bastante dominantes, mas não pior do que muitas outras raças que eu conheci. É verdade que eles são bem comportados como filhotes. Muitas pessoas pensam que isso significa que eles não precisam de treinamento. Como todos os cães, especialmente aqueles com possibilidade de agredir, os Chow Chows precisam de muita socialização e devem ser treinados para ter obediência, mais para que eles saibam que você é o chefe do que qualquer coisa.

    Eu não acho que isso seria uma boa raça para alguém que quer um cachorro que eles possam ignorar ou não querem treinar, especialmente se tiverem filhos. O Chow Chow se ignorado e largado no quintal ou acorrentado o tempo todo, eles podem se tornar agressivos (assim também como muitas outras raças). Compre de um bom criador. Tenho a sensação de que a má reputação que esses cães conseguiram era de pessoas com cachorros mal treinados e que não tiveram a atenção necessaria dos donos. Nenhum deles jamais teria me machucado ou a minha família.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *