Spaniel Bretão ou Brittany

cao-brittany
(Créditos/Copyright: "Por cynoclub/Shutterstock")
Spaniel Bretão ou Brittany

Origem: França
Data de origem: 1800
Grupo de Raças: FCI Grupo 7 – Cães de Parar ou Cães Apontadores / AKC Grupo de Cães Esportistas / Cão de tiro, Setters, cães de caça.
Função original: apontar e recuperar (presas, caça)
Função atual: cão de caça, companhia.
Outros nomes ou apelidos: Brittany Spaniel, Epagneul Breton, Brittany Americano.
Tamanho: porte médio
Altura: Fêmea de 46 cm a 50 cm / Macho de 43 cm a 53 cm
Peso: Fêmea de 14 kg a 18 kg / Macho de 16 a 18 kg
Cores: laranja e branco, vinho (marrom avermelhado escuro, chocolate) e branco, preto ou tricolor.
Pêlos: pelagem fina e densa
Manutenção:
Expectativa de vida: cerca de 12 a 13 anos.
Filhotes: cerca de 1 a 11 filhotes, padrão de 6 filhotes de Cão Brittany por cria.
Reconhecimento (Canil): CKC, FCI, AKC, UKC, KCGB, CKC, ANKC, NKC, NZKC, APRI, ACR, DRA, NAPR, BCGB, ACA.

Categoria

Introdução à raça Spaniel Bretão ou Brittany

cao-brittany-intro
Brittany ou Spaniel Bretão com o seu sorriso maroto e alegre irresistível. (Créditos/Copyright: “Por Annette Shaff/Shutterstock”)

O Spaniel Bretão, mais conhecido por Brittany, é a raça de cão apontador mais popular da França e favorita nos Estados Unidos, salva da extinção na década de 1900 pelo criador Arthur Enaud. E apesar de ser um Spaniel, comporta-se como um pointer, levantando e carregando as presas nas caçadas. É uma das raças mais populares para a caça de pássaros.

O Spaniel Bretão é uma raça de caça amável, gentil e ávida para agradar. Compacto e atlético, são cães entusiasmados, independentes e apaixonados pelo seu trabalho. O Brittany é um cão apontador elegante, alegre, rápido e curioso, sempre à procura de pássaros ou diversão. Altamente inteligentes, alertas e geralmente de natureza boa, costumam ser obedientes e fáceis de lidar e treinar. Adoram correr, caçar e brincar. É uma raça aventureira que possui uma boa medida de independência, mas se não for exercitada o suficiente, pode se tornar destrutiva. E apesar desta sua natureza independente, condizente com qualquer raça de apontadores, é muito sensível ao comando humano. Um olhar repreensivo ou uma palavra agressiva é geralmente uma punição suficiente quando ele estiver agindo de forma errada. Treine-os de forma firme, mas gentil, usando encorajamento positivo. Quando propriamente socializado, o Spaniel Bretão é um excelente animal de estimação desde que receba a quantidade necessária de exercícios físicos e mentais diários.

Eles costumam ter uma enorme alegria de viver e alto nível de entusiasmo em tudo que fazem, seja brincar com crianças, caçar pássaros ou simplesmente apreciar a vida. E é justamente por causa da sua natureza feliz e amigável, que os Brittanys costumam ser bons com crianças e outros animais de estimação, mas a sua exuberância, hiperatividade e alta energia pode, muitas vezes, machucar acidentalmente, por isso é sempre bom ter supervisão enquanto crianças estiverem brincando juntos.

Existem dois tipos de Brittany, o “Americano” e o “Francês”, ambos da mesma raça, mas o Americano é mais alto e mais rápido que o Francês, que é menor e geralmente trabalha mais junto ao caçador. Ambos são alertas, cheios de vida e independentes, e no geral de natureza boa e um dos cães mais leais.

Muitas vezes o Brittany é até descrito como hiperativo, e para ser um bom animal de estimação, vai depender muito dos seus interesses e níveis de atividade. O seu porte médio atrai muitas famílias e esportistas, pois são do tipo versáteis. Mesmo assim, não são uma raça adequada a qualquer pessoa, pois como todo cão esportista, o Brittany possui um nível de energia muito alto. Se você não tiver a mesma energia e entusiasmo, pode ser difícil de acompanhar a raça.

Devido a toda esta energia é preciso fornecer muitas sessões de exercícios. Apenas uma volta no quarteirão não será o suficiente. Se a sua necessidade básica de exercícios e tarefas não forem suficientes, podem se tornar neuróticos e hiperativos ao extremo, gastando energia de formas que você provavelmente não irá gostar.

Os Brittanys são especialmente orientados por tarefas. Por isso, nunca deixe o seu cão em casa sozinho o dia todo e espere que ele fique quieto e se deite ao seu lado quando você chegar, pois ele vai estar explodindo de energia e pronto para gastá-la. Os Brittanys exigem pelo menos uma hora ou mais de exercícios físicos ao dia, o que os tornam inadequados para a maior parte dos apartamentos.

Se você conseguir se adequar às necessidades físicas do seu cão, vai descobrir que a raça é excelente companhia para a sua família. Além disso, os Brittanys são cães de muito boa aparência que atraem muitos elogios. E a sua manutenção é relativamente simples. São sempre felizes, amigáveis e afetuosos, cães perfeitos para famílias que adoram brincar, amam a natureza, e querem um cão para compartilhar de tudo isso juntos. Embora sejam muito usados como cães de caça, são também muito populares como cães de companhia, pois são divertidos, alegres e cheios de vida. Brittanies aprendem rápido e com alegria, e podem ser excelentes cães de guarda também.

Origem da raça Spaniel Bretão ou Brittany

cao-brittany-origem
Cão Brittany na floresta caçando. (Créditos/Copyright: “Por Keith Bell/Shutterstock”)

O Brittany tem o seu nome originário de uma pequena província francesa chamada Pontou, em Brittany, no nordeste da França, uma área Celta, que certa vez já foi um reino independente. A província faz divisa com o Canal Inglês de Wales, e por muitos anos houve uma grande quantidade de comércio entre os dois países, e os cães provavelmente também faziam parte deste comércio.

Por esta razão, muitos acreditam que a raça é o resultado do cruzamento de Setters ingleses com raças menores de Spaniels e outras raças de cães francesas não identificadas com o objetivo de desenvolver um cão com habilidades de caça mais adequadas às suas necessidades. Além disso, o Brittany possui muitas características físicas semelhantes às do Welsh Springer Spaniel, o que leva a crer que seja provavelmente um ancestral comum. Por ser um hábil caçador de pássaros com excelente faro, a raça logo se tornou popular não só entre a aristocracia francesa mas também entre caçadores ilegais, pois os cães desta raça além, de apontar e recuperar caça, são extremamente obedientes — qualidades essenciais para as atividades clandestinas dessas pessoas.

Os primeiros Brittanies

Os primeiros registros de cães do tipo Brittany são visuais: pinturas e tapeçarias que datam do século XVII que mostram um cão da cor marrom escuro e branco apontando uma perdiz. Alguns dizem que o primeiro cão Brittany foi o resultado do cruzamento de uma fêmea branca e cor de mogno de uma caçador francês com um macho amarelo limão e branco trazido a Brittany por um caçador inglês. Este cruzamento teria produzido dois filhotes, sendo que um deles foi considerado um exímio caçador com excelentes habilidades de caça e faro, tornando-se um garanhão da raça muito popular na área. O resultado foi um cão cauda curta que podia apontar e recuperar a caça, e muitos apreciavam a raça pela sua velocidade, agilidade e disposição de assumir ordens.

No entanto, a raça levou tempo para ser aceita, devido na maior parte à sua aparência, pois caçadores esperam que Apontadores tenham longos rabos, mas quando vistos em ação, logo suas habilidades de caça extraordinárias provaram seus méritos, e a raça se tornou bastante popular entre caçadores por toda a Europa e outros países. O primeiro Brittany foi registrado na França em 1907.

A trajetória da raça Brittany

Os primeiros Brittanies aportaram no México em 1925, e nos Estados Unidos em 1931, e logo ganharam popularidade como cães de companhia também, pelo seu tamanho moderado e personalidade amigável. A raça Brittany só foi reconhecida pela AKC em 1934, sendo formado o primeiro Clube de Raça Brittany Americano em 1942, reescrevendo o padrão francês para melhor adequar a raça aos americanos.

Como muitas outras raças, os Brittanies sofreram um declínio durante a segunda Guerra Mundial e a criação da raça chegou a um impasse. Depois da guerra, criadores franceses decidiram permitir cães com manchas pretas no padrão, pois o “pool” genético estava tão esgotado por toda a Europa, que seus criadores não tiveram outra opção, senão abranger as possibilidades. Os criadores americanos não quiseram seguir os mesmos padrões, e até hoje, o padrão preto não é aceito nos Estados Unidos e Canadá, mas aceito em outros países da Europa.

Por muitos anos, muitos criadores também quiseram deletar a palavra “spaniel” do nome da raça, pois os Brittanies são cães apontadores, e não cães levantadores como os Spaniels. Em 1982, o Conselho de Diretores da AKC acabou aprovando o pedido para modificar o nome da raça, sendo apenas chamada de Brittany, embora a raça ainda seja conhecida por Brittany Spaniel em alguns países.

Aparência do Spaniel Bretão ou Brittany

cao-brittany-aparencia
Brittanies deitado sob a relva do campo. (Créditos/Copyright: “/Shutterstock”)

O Brittany possui um comprimento médio, de pêlos densos lisos ou ondulados com penugens nas patas. Sua cabeça é mediana ovalar em formato côncavo, não tão larga quanto é longa. A sua parada desde de forma suave, e o focinho é de comprimento médio. O nariz possui narinas largas, nas cores camurça, tons de marrom ou rosa, a depender da cor dos pêlos. Focinhos pretos não são aceitos. Os dentes são alinhados em mordida do tipo tesoura. Os olhos são marrom escuro a tons de âmbar e castanho, dependendo do seu pêlo, e protegidos de poeira por uma sobrancelha espessa.

Suas orelhas triangulares são altas e pequenas, caindo reto perto do rosto, e a sua expressão é sempre alerta, ávida, porém suave. São compactos e musculosos, extremamente atléticos, de ossatura leve, sendo que a combinação das patas longas com a leve ossatura lhes permitem uma maior agilidade e velocidade esplêndidas.

Possui longas pernas com patas bem arcadas e solas grossas. Seu comprimento é tão longo quanto alto, em uma proporção quase que quadrangular – a altura dos ombros é igual ao comprimento do corpo. E alguns criadores costumam diferenciar o Americano do Francês, pela altura e velocidade (mais alto e mais rápido), sendo o Francês mais similar aos Spaniels. A cauda é naturalmente pequena e curta com até 10 cm de comprimento.

Em todo o mundo, as cores aceitáveis para a raça são 5: sendo mais comuns o laranja e branco, e o marrom escuro (vinho) e branco, com variações de branco e preto, vermelho escuro tricolor, e preto tricolor, tanto em um padrão liso ou variado com marcações em áreas isoladas de pêlos pretos em fundo branco, como nas sobrancelhas, focinho, bochechas, dentro das orelhas, abaixo do rabo, e sardas laranjas na parte de baixo das pernas. Os Canis Americano (AKC) e do Canadá (CKC) não reconhecem a cor preta, todos os outros países aceitam todas as cores e seguem os padrões da raça pela FCI.

Ambiente Ideal para o Spaniel Bretão ou Brittany

cao-brittany-ambiente
Cão brittany sobre o gramado do campo procurando pela caça. (Créditos/Copyright: “Por Gaby Fitz/Shutterstock”)

Originalmente desenvolvido para caça, esta raça é bem adequada para a vida no campo, e não é recomendada para viver em apartamento. São muito ativos para se manter dentro de casa, sendo melhores em locais mais abertos. A raça é resistente ao frio e condições úmidas, e toleram mudanças de temperatura. Pode viver do lado de fora de casa em clima temperado, mas é um cão bastante social que precisa de interação humana. Adoram exercícios físicos e possuem muita energia. São uma boa escolha para famílias que possuem crianças ativas, mas a sua energia pode até ser demasiada para crianças pequenas. Como todo cão, devem ser confinados a um jardim cercado ou com portão seguro quando não supervisionados.

Temperamento & Personalidade do Spaniel Bretão ou Brittany

cao-brittany-temperamento
Casal de Brittanies juntos no jardim interagindo. (Créditos/Copyright: “Por Andrew Williams/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Como todo cão, o Brittany precisa de socialização desde filhote — o exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização ajuda a garantir que o seu Spaniel Bretão cresça saudável tornando-se um cão bastante sociável.

O Brittany é inteligente muito fácil de se lidar e treinar. É um animal amável, gentil; obediente e sempre ávido para agradar e aprender. Feliz e alerta, esta raça possui uma incrível presença. É um caçador ativo e entusiasmado. Devido à sua personalidade alegre, é também um popular cão de companhia.

Afetuoso, porém independente; é um pensador-livre. De natureza boa e fácil de se manter. Porém, mesmo com todas estas excelentes qualidades caninas, se não tiver a quantidade de exercícios e atividades físicas e mentais necessárias poderá se tornar hiperativo e instável com toda essa energia mantida dentro dele.

Quando não estiverem caçando, devem ser levados para longas caminhadas diariamente mantendo-se sempre ao lado dele. Nunca os deixe caminhar à sua frente, como líder, o dono deve ir sempre à frente. Eles precisam de um dono que seja firme, mas calmo, confiante e consistente ao mesmo tempo, impondo as regras e mantendo-se ao seu lado. Se não se sentirem seguros em seu local podem se tornar tímidos ou nervosos. Convide pessoas para a sua casa regularmente, leve-o para parques, lojas que permitem cães, praia e caminhadas para conhecer os vizinhos para educá-lo.

Sem uma liderança adequada em que as regras e limites estejam bem claros, Brittanies podem rapidamente de tornarem autoritários, simplesmente porque a maior parte das pessoas que possuem cachorros de porte pequeno a médio costumam tratá-los de forma inadequada, sem que haja uma liderança firme e clara, causando assim alguns comportamentos negativos no cachorro. Até as crianças devem aprender a lidar com o cachorro e serem seus líderes.

São bons com crianças se forem criados juntos desde pequenos ou forem bem introduzidos e socializados, mas devem ser monitorados quando ao redor dos pequeninos devido à sua energia em demasia. Ensine seus filhos como se aproximar do cão e tocá-los, e sempre supervisione a interação entre as crianças menores e o cão para prevenir mordidas ou o puxar de orelhas e rabo, entre eles. Nunca se aproxime do cão enquanto ele estiver dormindo ou comendo, e nunca tente tirar a sua comida de perto.

Qualquer cachorro que apresente comportamentos como rosnar, surtar ou morder, está demonstrando que falta liderança. Estes problemas costumam surgir quando a pessoa não consegue distinguir um comportamento natural canino e confunde com emoções humanas, acabando com um cão que pensa que é o dono da casa. Mesmo sendo uma raça de porte pequeno, a pessoa PRECISA entender e seguir à risca o conceito de como manter um cachorro na linha em casa. Estes problemas podem ser corrigidos logo que os humanos passarem a ter controle sobre o cachorro.

brittanies equilibrados que possuem donos que não permitem que eles desenvolvam Síndrome do Cachorro Pequeno, comportamentos induzidos por humanos em que o cão acredita ser o líder deles, não irão apresentar estes comportamentos negativos. O Spaniel Bretão que possuem líderes firmes, confiantes e consistentes e que recebem estímulos mentais e físicos suficientes serão sempre excelentes companhias para a família.

Costumam se dar bem com outros cães e animais domésticos e forem introduzidos ainda filhotes; e são recomendados para lares com pelo menos dois cães para que tenham companhia para brincar a todo momento. São gentis com estranhos, por isso não são bons cães de guarda, ou para segurança pessoal. Por causa dos seus instintos de caçador, o Brittany gosta de vaguear por aí, e adora água. Além disso, ganhou enorme popularidade entre milhões de caçadores pelo seu tamanho moderado, que permite transportá-lo facilmente, em carros, barcos, etc. Se adaptam a todos os tipos de terrenos: florestas, planícies ou montanhas, e resistentes ao frio e condições úmidas. São usados mais para caçar galinhas de angola, perdizes, faisões e lebres, e são sempre ativos, entusiasmados e incansáveis.

Alertas, como a raça de apontadores, são bastante curiosos e independentes, mas respondem bem aos seus donos e adoram agradar. Podem ser muito focados em suas presas, mas quando não focados nelas, apreciam estar com seus donos, especialmente se estiverem fazendo algo ativo.

Além de energéticos, os Brittanies são inteligentes, e precisam de muito estímulo mental todos os dias. Ao treiná-los, seja consistente, e nunca duro demais. Sua personalidade varia entre suave a delicada, tranquilo a teimoso. Machos castrados têm a reputação de serem mais calmos e mais doces que que as fêmeas. Os filhotes com bons temperamentos são curiosos e brincalhões, sempre dispostos a se aproximar das pessoas e serem segurados por elas.

O Brittany perfeito não nasce perfeito, ele é produto da sua hereditariedade e criação. Seja lá o que você deseja dele, procure por um que tenha tido pais com boa personalidade e que tenham sido socializados desde filhotes. Qualquer cão pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, cavações e outros comportamentos inadequados se estiver entediado, destreinado ou não supervisionado.

Procure por um filhote que tenha sido criado em casa e tenha certeza de que ele foi exposto a diferentes locais e sons, assim como pessoas antes de ir para outro lar. Continue socializando-o sempre levando a casa de amigos e vizinhos, assim como a passeios públicos. Antes de comprar um filhote, procure saber como escolher o filhote ideal e não deixe de conversar com o seu criador, descreva exatamente o que você procura em um cãozinho, e peça ajuda para escolher um filhote. Os criadores costumam conviver com filhotes todos os dias e podem dar excelentes recomendações uma vez que saibam um pouco sobre o seus estilo de vida e personalidade.

Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, costumam se aproximar das pessoas e gostam de ser carregados por elas. Escolha sempre o filhote que seja um meio-termo, não aquele que estiver mordendo ou judiando dos outros filhotes, nem aquele que estiver timidamente acuado em um cantinho. Tente sempre conhecer um de seus pais — normalmente é a mãe que fica disponível — para garantir que que ele tenha um temperamento que te faça sentir-se confortável com ele. Conhecer irmãos ou outros parentes também ajuda a avaliar como o filhote será na idade adulta.

Cuidados e Manutenção do Spaniel Bretão ou Brittany

cao-brittany-cuidados
Brittany molhado após um um banho ao ar livre. (Créditos/Copyright: “Por patostudio/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu Brittany à ser escovado e examinado desde filhote. Mecha em suas patas com frequência — os cães costumam ser sensíveis com relação às suas patas — e olhe dentro de sua boca e orelhas. Torne essa manutenção uma experiência positiva cheia de elogios e recompensas, e assim você irá construir a base para exames veterinários e idas ao petshop mais fáceis de se lidar. Uma introdução cedo mostra para o independente Brittany que manutenção é um hábito normal da sua vida, e o ensina a aceitar com paciência todo o processo.

Ao checá-lo, procure por machucados, arranhões, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço, ou inflamação na pele, nas orelhas, nariz, boca, olhos e patas. Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde. Escove os seus dentes 2 ou 3 vezes na semana para remover tártaro e bactéria que proliferam dentro da boca – diariamente é ainda melhor para prevenir gengivite e mau hálito e ainda evitar o caimento precoce dos dentes.

Corte suas unhas uma ou duas vezes ao mês se não forem gastas naturalmente para evitar lágrimas dolorosas e outros problemas. Se você pode ouvir suas unhas batendo no chão, elas estão longas demais. Unhas caninas possuem artérias, se você cortá-las demais causará sangramento — e o seu cão pode não querer cooperar nas próximas vezes. Por isso, se você não tiver experiência ou não se sentir confiante para a tarefa, procure ajuda profissional. Cheque também suas orelhas uma vez por semana por sujeira, vermelhidão ou mau cheiro que possam indicar infecções, especialmente se forem expostos a locais como praias e florestas. Limpe-as semanalmente usando loção de de PH equilibrado para evitar maiores problemas. É um cão de baixa manutenção, escovações regulares do seu pêlo é mais que o suficiente para mantê-lo em boas condições, duas a três vezes na semana. Dê banhos apenas quando necessários, a raça não solta muito pêlo.

Atividade & Exercícios do Spaniel Bretão ou Brittany

cao-brittany-atividades
Brittany preto e branco nadando no rio. (Créditos/Copyright: “Por everydoghasastory/Shutterstock”)

Brittanies precisam e amam exercícios intensivos e possuem uma enorme quantidade de energia. Devem ser levados para corridas e longas caminhadas, além de precisarem de um dono bastante ativo. O cão desta raça necessita de pelo menos uma hora ou mais de sérios esforços físicos e mentais diariamente.

Não é suficiente apenas levá-lo para uma voltinha no quarteirão, por isso não são adequados para apartamentos. Eles são mais felizes se puderem viver livremente e correr em jardins com bastante espaço, além de poder participar em esportes.

É necessário limitar a quantidade de exercícios para pelo menos ½ hora quando filhotes menores dois anos de idade, pois nessa idade suas juntas ainda não estão completamente formadas, e nem sua coordenação muscular e habilidade de foco. Além disso, faça pausas no treinamento, brincadeiras ou outras atividades a qualquer momento que o seu filhote ou cão parecer cansado ou sem energia.

Enquanto caminha, ele deve sempre se manter ao lado ou atrás da pessoa que segura a guia, para que ele saiba quem é o líder. As brincadeiras podem até suprir suas necessidades físicas, no entanto, como em toda raça, apenas brincar não irá suprir seu instinto primário de caminhar. Cães que não fazem suas caminhadas diariamente são mais suscetíveis a apresentar problemas de comportamento.

O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à raça do seu cachorro. Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo ao seu lado.

Saúde do Spaniel Bretão ou Brittany

cao-brittany-saude
Cão Brittany adulto saudável em plena forma física mostrando toda a sua vitalidade. (Créditos/Copyright: “Por everydoghasastory/Shutterstock”)

Na maioria das vezes, Brittanies são todos saudáveis, mas como toda raça canina, alguns são mais suscetíveis à certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos eles terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça.

E é geralmente uma raça saudável e forte que exige poucos cuidados, porém suscetível à males caninos comuns e algumas condições de saúde como displasia de quadril (uma má formação das juntas do quadril que necessita de cirurgia), epilepsia (distúrbio convulsivo), hipotireoidismo ( uma doença hormonal comum em cães da qual a glândula da tireóide não produz tiroxina suficiente), cataratas, fenda palatina e infecções de ouvido.

Por serem cães ativos, podem exigir tratamento para cortes e lacerações, lesões nas patas e até ossos quebrados, além de rompimento de ligamentos. Nem todas estas condições são detectáveis em um filhote, e é impossível prever se o animal estará livre desses males, por isso é importante que se encontre um bom criador que seja sério e honesto e que forneça os animais mais saudáveis possíveis. Eles devem fornecer certificado dos pais do filhote e seus descendentes, que devem ter sido checados e testados por defeitos e considerados saudáveis para reprodução.

Todos os cães possuem o potencial para desenvolver problemas genéticos de saúde, assim como todas as pessoas possuem potencial para herdar doenças. É sempre uma boa ideia perguntar a criadores quais os problemas que possam existir em suas linhagens. Um criador honesto sempre estará a disposição para discutir a saúde de seus cachorros, seja boa ou má.

Criadores cuidadosos costumam investigar e testar seus cães para evitar doenças genéticas e reproduzir apenas as espécies mais saudáveis e de melhor aparência, mas às vezes a Mãe Natureza possui outros planos. Um filhote pode desenvolver uma destas doenças mesmo em reproduções cuidadosas. Avanços na medicina veterinária hoje garantem que na maioria das vezes os cães podem ter uma qualidade de vida. Se estiver pensando em comprar um filhote, pergunte ao criador sobre as idades dos cães em sua linhagem e as causas mais comuns de morte.

Lembre-se que depois de levar um filhote para casa, você tem a responsabilidade de protegê-lo de um dos problemas caninos mais comuns: a obesidade canina, inclusive uma das tendências da raça. Manter o seu Brittany em um peso adequado é uma das maneiras mais fáceis de manter a saúde do seu cachorro e a vida dele saudável para a vida inteira. Em geral, qualquer cachorro pode estender a sua longevidade canina desde que se tomem os devidos cuidados com a sua saúde. O Brittany possui uma expectativa de vida de 12 a 13 anos, e costuma ter cerca de 6 filhotes por cria.

Treinamento do Spaniel Bretão ou Brittany

cao-brittany-treinamento
Cão brittany já de idade, mas ainda em plena forma física. (Créditos/Copyright: “Por Richard Peterson/Shutterstock”)

Qualquer cão pode ser difícil de conviver durante a adolescência. No caso do Brittany, os anos “teen” podem começar aos 6 meses e continuar até que o cão esteja com cerca de 18 meses. Felizmente, os Brittanies tem uma boa reputação de ser fácil de ser treinada devido a sua inteligência e obediência, e além disso, são sensíveis e tem um desejo forte de agradar o seu dono, estando sempre prontos a receber direções. O que dá uma vantagem para o treinamento, especialmente se for iniciado logo quando filhotes.

Inicie o treinamento no dia que o trazer para casa. Mesmo com 8 semanas de idade, esta raça é capaz de absorver tudo o que você puder ensiná-lo. Não espere até que ele esteja com 6 meses de idade para começar a treiná-lo ou você terá que lidar com um cão bem mais cabeça-dura.

Como são hiperativos, podem se tornar entediados facilmente, por isso é importante que recebam um treinamento apropriado para mantê-los ocupados e exercitados sempre que possível.

Os Brittanies amam correr livremente em espaços abertos, por isso é essencial ensiná-los a ir e voltar quando chamados. Treine-os com firmeza e consistência, e nunca seja duro. Muitas vezes, uma palavra dura é mais que o suficiente para parar qualquer comportamento inapropriado. Os Brittanies são cães altamente sensíveis; por isso qualquer disciplina além de uma palavra dura ou olhar de reprovação pode ser desencorajador e nada benéfico.

Embora seja cães de caça, também se destacam em esportes caninos, incluindo agilidade, bola voadora e obediência, além de adorarem correr, caminhadas e brincar de pegar e trazer de volta com seu dono.

Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo. Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro.

O treinamento da caixa é algo também fortemente recomendado para o Brittany. Não só ajuda no treinamento dentro de casa, mas também serve como um espaço para se acalmar e relaxar, além de evitar que ele saia mastigando tudo por ai enquanto você estiver fora. A caixa é apenas uma ferramenta, não uma jaula, por isso não mantenha-o preso ali por longos períodos. O melhor lugar para o seu Brittany é sempre com você.

Ensinar o seu cachorro a deitar, sentar e ficar no lugar é vital para o treinamento de um filhote, procure se informar sobre como adestrar o seu cachorro, é muito comum cometer erros durante o processo de treinamento.