Basset Hound

Um caçador de olhar meigo e preguiçoso
(Créditos/Copyright: "Daleen Loest/Shutterstock")
Basset Hound

Origem: França
Data de origem: 1.800
Grupo de Raças: FCI Grupo 06 – Cães Sabujos Farejadores e raças Semelhantes / AKC Grupo de Cães Hound / Cães de caça.
Função original: cão de caça farejador.
Função atual: cão de companhia
Tamanho: porte pequeno
Altura: Fêmea de 28 cm a 36 cm / Macho de 30 cm a 38 cm.
Peso: Fêmea de 20 kg a 27 kg / Macho de 23 kg a 29 kg.
Cores: tri-colores de preto, marrom e branco, ou vermelho aberto e branco (marcas vermelhas em pelo branco), vermelho fechado de branco (vermelho sólido com pata e rabo branco) ou limão e branco.
Pelos: curto, denso e macio.
Manutenção: fácil, escovação semanal, banho ocasional.
Expectativa de vida: cerca de 10 a 12 anos.
Filhotes: 15 ou mais filhotes de Basset Hound por cria, padrão de 8 filhotes.
Reconhecimento (Canil): CKC, FCI, AKC, UKC, KCGB, CKC, ANKC, NKC, NZKC, APRI, ACR, DRA, NAPR, AC.

Introdução à raça Basset Hound

basset-hound-intro
Cães Basset Hounds juntos no gramado (Créditos/Copyright: “Ksenia Raykova/Shutterstock”)

O Basset Hound ou simplesmente Basset é uma das raças de cães mais reconhecidas no mundo pelas suas patas curtas e grossas, silhueta longa e baixa estatura, e ainda um dos mais populares entre todos os hounds.

Criada para caçar pequenas presas através do seu extraordinário faro, surgiu por volta de 1800 através do cruzamento entre o Bloodhound e o Beagle, adquirindo assim as características das raças como o pelo curto e a sua coloração. O seu nome Basset origina do francês “bas” que significa “baixo” ou “anão”. Por ter sido criado originalmente para caçar, muitas das suas características possuem uma razão: suas orelhas longas e baixas se arrastam no chão e ajudam a farejar, enquanto a sua pele solta ao redor da face formam rugas que captam o cheiro de qualquer coisa que estiverem rastreando.

Por ser acostumado a caçar pelo faro, são farejadores potentes, perdendo apenas para o Bloodhound, investigando tudo por aí bem devagar. É um rastreador talentoso e determinado, e dificilmente se distrai, por isso tem a tendência a ser teimoso e lento. O Basset está entre as raças de temperamento mais tranquilos e de natureza boa. É amigável com outros cães, outros animais de estimação e crianças.

Costuma ser calmo, mas ainda precisa de exercícios regulares para manter-se em boa forma, pois adoram comer e ganham peso com facilidade. Possuem alta resistência, assim longas caminhadas diárias já são o suficiente para mantê-los saudáveis. A maioria deles vêm com uma combinação de branco, preto e marrom, com olhos escuros expressivos, testa enrugada e longas orelhas.

Origem da raça Basset Hound

basset-hound-origem
Basset Hound preto e branco no meio do gramado do parque. (Créditos/Copyright: “Zuzule/Shutterstock”)

O Basset Hound é uma raça antiga que descende diretamente do Bloodhound Algumas fontes sugerem que a raça tenha sido originada de cães geneticamente anões, que foram resultado de crias de diferentes tipos de cães de caça do tipo hounds. A primeira menção ao cão Basset foi achada em um texto de um livro ilustrado de século XVI sobre caça, chamado “La Venerie”, escrito por Jacques du Fouilloux em 1585. Pelas ilustrações, parece que os primeiros Basset Hounds franceses se pareciam muito com o Basset Artésien Normand, uma raça canina muito conhecida na França.

Outros relatos dizem que os Bassets provavelmente descendem do St. Hubert Hound, o ancestral do Bloodhound de hoje, e que apareceu quando a mutação do St. Hubert produziu a espécie de patas curtas ou hound anão. Estes cães foram desenvolvidos no século XVII, no mosteiro de St. Hubert na floresta de Ardennes, durante a época da França Medieval, onde Abbot Hubert – hoje o santo patrono dos caçadores, arqueiros e guardas florestais – era um apreciador da caça.

Ele passava muito do seu tempo desenvolvendo novas linhagens de hound com habilidades poderosas de faro. Logo estes cães ficaram conhecidos por St. Hubert hounds e foram muito premiados na França e na Inglaterra. Por certo, uma linhagem de St. Hubert hounds tornou-se os Bloodhounds de hoje, e outra linhagem produziu um tipo de cão de patas curtas, movimentos lentos que logo tornaram-se os preferidos dos caçadores que caçam à pé à procura de pequenas presas.

As espécies anãs de patas curtas ocorrem em muitos cruzamentos e são conhecidas desde o início dos tempos, mas é difícil dizer a que ponto estes cães foram produzidos propositalmente e quais levaram ao Basset hound de hoje em dia. O fato de a palavra “Basset” ser derivada do francês “bas”, que significa algo “baixo ou anão”, pode ser uma das evidências mais concretas para esta teoria.

A raça foi primeiro apresentada em Paris em uma exposição de cães em 1863, e foi ali que a popularidade da raça começou. Popularidade esta que se espalhou para a Inglaterra e para os Estados Unidos na época colonial onde criadores começaram a desenvolver um cão que poderia servir tanto para caça, como para companhia e exposições, passando a ficar mais popular no início do século XX.

Ambiente Ideal para o Basset Hound

basset-hound-ambiente
Basset Hound filhote deitado no gramado. (Créditos/Copyright: “Robynrg/Shutterstock”)

Embora o Basset precise de muito exercício físico para manter a forma e canalizar a sua energia de caçador natural, pular e outras atividades que coloquem stress desnecessário nas suas patas da frente devem ser evitados. O Basset fica contente em viver em residências pequenas ou apartamentos, desde que sejam levados para caminhar diariamente e brincar ao ar livre. A raça pode ser bastante inativa dentro de casa, mas fora de casa são capazes de correr por horas a fio.

Temperamento & Personalidade do Basset Hound

cachorro-basset-hound-personalidade
Basset Hound adulto junto ao seu amiguinho felino. (Créditos/Copyright: “Pap Kutasi Szilvia/Shutterstock”)

O temperamento de qualquer cão é afetado por inúmeros fatores, incluindo hereditariedade, treinamento, e socialização. Os filhotes que possuem bons temperamentos costumam ser curiosos e brincalhões, costumam se aproximar das pessoas e gostam de ser carregados por elas. Como todo cão, o Basset Hound precisa de socialização desde filhote — o exponha à diferentes pessoas, locais, sons, cenas e experiências. A socialização ajuda a garantir que o seu Basset cresça saudável para tornar-se um cão sociável.

Quando jovem, o Basset Hound é extremamente ativo, muito agitado e brincalhão, sendo aconselhável sempre ter algo para que ele possa roer, mas quando adultos o seu comportamento se estabiliza tornando-se relativamente calmo, sonolento e preguiçoso. Porém, por baixo dessa expressão sonolenta, os Bassets são altamente inteligentes e aprendem rapidamente a manipular as pessoas usando linguagem corporal e abanando o rabinho. Mesmo assim, seu temperamento deve ser sempre amável, e nunca agressivo, mal-humorado ou duro, e só se comportará mal dessa maneira se for levado a pensar que é o líder da família.

Ele também é um tanto teimoso, por isso precisa de um dono firme, confiante e consistente que possua uma autoridade natural sobre o cão. Os cães precisam conhecer as regras da casa e os humanos mantê-las. Embora sejam extremamente leais, gentis, devotados, pacíficos, sensíveis, carinhosos, o Basset é um cão de personalidade forte, sendo muito impulsivo e ciumento, além de não aceitarem comandos facilmente.

Se o dono deixar que o seu cachorro se torne o líder da família, o animal acabará desenvolvendo vários estágios diferentes de mal comportamento, incluindo latidos excessivos, morder sem razão, comportamento agressivo e destrutivo. Embora não sejam características naturais do Basset Hound, são traços de um distúrbio comportamental muito comum em raças de cachorros de porte pequeno que chamamos de Síndrome de Cachorros Pequenos, que consiste no desencadeamento de uma série de comportamentos inadequados muitas vezes reforçados pelos próprios donos ao tratarem seus cães como se fossem crianças humanas e sem a liderança ou exercícios e estímulos suficientes, assim como regras que precisam ser seguidas junto à limites com relação ao que podem ou não fazer, coisa que a maioria dos cães necessita por instinto para se desenvolver de maneira saudável.

A maioria dos donos de cães de porte pequeno não costuma mostrar uma liderança adequada em relação aos seus cães, causando até um excesso de proteção. Todo esse mal comportamento pode ser alterado e corrigido se os donos passarem a demonstrar mais liderança e suas necessidades instintivas forem supridas. Com a liderança adequada, os cachorros podem se comportar bem com crianças de qualquer idade, assim como qualquer pessoa.

Por comerem muito, os Bassets gostam de aprender e fazer coisas em troca de comida. O treinamento pode ser mais desafiador, mas respondem bem se quem o treinar for paciente e gentil. Com o treinamento adequado costumam ser obedientes. Como foram criados para caçar em grupo, possuem grande espírito de equipe. Seu lema será sempre “quanto mais melhor”, por isso costumam ser bastante amigáveis mesmo com desconhecidos e sempre dispostos a fazer novas amizades.

Por esta razão, são muito indicados como animais de estimação para famílias com crianças, além de conviverem muito bem com outros animais de estimação. Recomenda-se que ele tenha a companhia de um outro animal de estimação, caso fique muito tempo sem a presença de seus donos, pois detestam ficar sozinhos, e acabam latindo e uivando quando isso acontece. Embora calmos dentro de casa, são alertas o suficiente para servir de cães de guarda apenas para alertar sobre algum perigo, mas não são agressivos o suficiente para fazer algo a respeito.

A raça também tem um instinto muito forte de caça e costuma iniciar perseguições a quase qualquer coisa que se mova, se detectar algum odor que lhe pareça interessante. Por isso, é recomendável sempre deixá-lo preso a uma guia quando passeando na rua, ou em jardim seguramente cercado. Eles também costumam latir muito quando querem algo ou quando não gostam de algo.

Costumam também murmurar e uivar alto para chamar a atenção. Canalize a sua habilidade de farejador participando de exercícios de rastrear, assim como outras competições caninas de caça, ou apenas o leve para fazer longas caminhadas todos os dias para mantê-lo saudável e feliz. Lembre-se que o Basset foi criado para caçar o dia inteiro, por esta razão não é assim tão fácil cansá-lo.

O Basset Hound perfeito não nasce perfeito, ele é produto da sua hereditariedade e criação. Seja lá o que for que você deseja dele, procure por um que tenha tido pais com boa personalidade e que tenham sido socializados desde filhotes. Qualquer cão pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, cavações e outros comportamentos inadequados se estiver entediado, destreinado ou não supervisionado. Compre um filhote que tenha sido criado em casa e tenha certeza de que ele foi exposto a diferentes locais e sons, assim como pessoas antes de ir para outro lar.

Continue socializando-o sempre levando a casa de amigos e vizinhos, assim como a passeios públicos. Antes de comprar um filhote, procure saber como escolher o filhote ideal e não deixe de conversar com o seu criador, descreva exatamente o que você procura em um cachorrinho, e peça ajuda para escolher um filhote. Os criadores costumam conviver com filhotes todos os dias e podem dar excelentes recomendações uma vez que saibam um pouco sobre o seu estilo de vida e personalidade.

Cuidados & Manutenção do Basset Hound

cachorro-basset-hound-manutencao
Basset Hound em meio às folhagens de outono. (Créditos/Copyright: “Victoria Rak/Shutterstock”)

Comece a acostumar o seu Basset à ser escovado e examinado desde filhote. Mecha em suas patas com frequência — os cães costumam ser sensíveis com relação às suas patas — e olhe dentro de sua boca e orelhas. Torne essa manutenção uma experiência positiva, cheia de elogios e recompensas, e assim você irá construir a base para exames veterinários e idas ao pethop mais fáceis de se lidar.

Ao checá-lo, procure por machucados, arranhões, feridas ou sinais de infecção como vermelhidão, inchaço, ou inflamação na pele, nas orelhas, nariz, boca, olhos e patas. Este rápido exame pode levar a diagnósticos mais cedo e evitar maiores problemas de saúde. Com exceção de limpar suas orelhas e dobras faciais, além de limpar a baba que vai derramando por aí, os Basset Hounds são fáceis de se manter. A sua pelagem curta costuma repelir sujeira e água. Raramente precisam de banhos, uma boa escovação com escova de cerdas apropriadas, uma flanela ou uma luva para hounds é mais que o suficiente para manter o seu pelo em boas condições.

Os Basset Hounds costumam soltar pelos o ano inteiro, mas se você escová-los semanalmente, isso não será um problema. As orelhas do Basset são longas e se arrastam pelo chão, por isso podem ficar bem sujas. As infecções podem ser um problema, pois o ar não circula bem dentro do ouvido interno. Limpe o seu interior pelo menos uma vez na semana com a solução recomendada, limpe do lado de fora para remover qualquer sujeira, limpe as dobras e rugas da face com pano úmido secando tudo por inteiro, e cheque suas patas por machucados entre os dedos. Escove os seus dentes 2 ou 3 vezes na semana para remover tártaro e bactéria que proliferam dentro da boca – diariamente é ainda melhor para prevenir gengivite e mau hálito. Corte suas unhas uma ou duas vezes ao mês se não forem gastas naturalmente.

Atividade & Exercícios do Basset Hound

cachorro-basset-hound-atividade
Basset Hound todo molhado se divertindo no rio. (Créditos/Copyright: “Grigorita Ko/Shutterstock”)

Os Bassets são inativos dentro de casa, e adoram ficar deitados ao sol o dia inteiro, mas também apreciam caminhadas e passeios onde possam farejar tudo por aí. Não deixe que ele se torne um eterno preguiçoso. Para manter um Basset Hound saudável, deve exercitá-lo com uma boa quantidade de exercícios incluindo longas caminhadas para mantê-lo mentalmente estável e muitas oportunidades para correr livremente em áreas seguras e cercadas.

Como costuma ter uma forte tendência à obesidade, o exercício é necessário, mas evite atividades que exijam pular ou que coloquem muito stress em suas patas da frente, para que suas juntas não sejam lesionadas. A raça pode brincar e correr por horas se tiver a chance. E por causa do seu extraordinário faro, tendem a perseguir cheiros que acham interessantes, por isso esteja sempre atento, pois eles podem nem ouvi-lo chamar de tão focados no que estão tentando encontrar.

Ele é um cão versátil que adora participar de competições caninas, e outros esportes caninos. O importante é dar os estímulos certos e mais adequados à raça do seu cachorro. Para entender melhor o que pode ou não pode ser feito em termos de exercícios e estímulos, é preciso saber como estimular a mente do seu cão, e ter sempre em mente quais são os cuidados básicos na hora de exercitar o seu cachorro. Existem diversos motivos para exercitar e estimular o seu cão, mas o mais importante deve ser a saúde física e mental dele, sem falar que um cachorro saudável pode viver por muito mais tempo.

Saúde do Basset Hound

cachorro-basset-hound-saude
Basset Hound filhote no gramado do parque. (Créditos/Copyright: “Zuzule/Shutterstock”)

Na maioria das vezes, os Bassets são todos saudáveis, mas como toda raça canina, alguns são mais suscetíveis à certas condições de saúde. Algumas doenças são mais comuns em algumas raças que em outras e nem todos os cachorros terão uma ou todas estas doenças, mas é importante saber sobre elas ao considerar esta raça. Um dos problemas mais comuns entre a raça é a obesidade.

Não o super alimente, pois todo esse peso extra pode sobrecarregar as suas patas e espinha, causando problemas ainda mais sérios, como doença de disco invertebral, problemas de ossos e eventual paralisia, especialmente devido às patas curtas e o seu corpo longo. Por serem suscetíveis à inchar com o excesso de gás, é importante alimentá-los apenas de 2 a 3 refeições pequenas ao invés de apenas uma enorme refeição ao dia. O Basset ainda pode desenvolver outros problemas, incluindo glaucoma, trombose, doença de Von Willebrand, hipotiroidismo, luxação patelar, displasia de cotovelo e imunodeficiência combinada, uma condição que dificulta o sistema imunológico à lutar contra infecções.

Eles também são mais suscetíveis à infecções de pele, especialmente onde a pele se dobra e nas patas, e à infecções de ouvido devido ao fato de que o ar não circula bem no canal do ouvido. Os Basset Hounds costumam viver de 10 a 12 anos, o que não quer dizer que ele não possa viver por mais tempo. Na verdade, qualquer cachorro pode estender a sua longevidade canina desde que se tomem os devidos cuidados com a sua saúde. Costuma dar cria de no mínimo 6 a 10 filhotes; sendo que é comum ocorrer crias ainda maiores com cerca de 15 filhotes, com 8 sendo o padrão mais comum.

Treinamento do Basset Hound

cachorro-basset-hound-treinamento
Basset Hound adulto sob a sombra de uma árvore descansando. (Créditos/Copyright: “sanjagrujic/Shutterstock”)

Esta é uma raça bastante sensível, portanto treinamento gentil e paciente é obrigatório. A consistência funciona melhor com esta raça teimosa. O Basset Hound possui a tendência a se perder por aí farejando tudo quanto é coisa que lhe pareça ter cheiro interessante, esquecendo do seu mestre, por isso técnicas divertidas é a melhor opção para mantê-lo entretido e atento aos seus comandos.

O processo deve ser feito com muita paciência e de forma ativa para mantê-lo interessado do início ao fim. Não costumam obedecer quando recompensas com comida não são oferecidas. Ele aprenderá melhor através de sessões de treinamento divertidas que envolvam repetição e técnicas de esforço positivo, elogios e recompensas.

Quando o treinamento é divertido, ou seja, mistura técnicas de adestramento com diversão, o resultado é sempre muito mais positivo. Algumas dicas de como se divertir exercitando o seu cachorro poderão ajudar você a treiná-lo brincando. É importante conhecer o seu cão e entender quais são as atividades preferidas do cachorro.

Ensinar o seu filhote a sentar, deitar e ficar no lugar é vital para o seu treinamento. Ele também costuma ser mais difícil de ser treinado para viver dentro de casa, seja persistente e muito paciente ao ensiná-lo onde e quando fazer suas necessidades. Há vários métodos também de treiná-lo a fazer suas necessidades em locais apropriados ou fora de casa. Considere o método da caixa se precisar adaptá-lo a um ambiente seguro e confinado por razões de segurança e conforto.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Basset Hound”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *