Cães de Companhia


Cães de Companhia refere-se ao nome dado ao grupo de raças de cães, usado por canis ao redor do mundo para classificar um grupo definido de raças, e não necessariamente inclui todos os cães mantidos como animais de estimação. Em alguns canis internacionais o grupo pode também ser chamado de Grupo de Cães de Companhia e Cães Toys, como a Fédération Cynologique Internationale ou FCI, que classifica os cães em seu Grupo 9 – Cães de Companhia e Toy.

Todas as raças foram criadas por algum motivo, e os cães de companhia não são exceção. O Cão de Companhia, como o próprio nome já diz, descreve um tipo de cão que não é obrigado a executar nenhuma função ou tarefa específica, à não ser a de fazer companhia aos seus donos. Alguns deles são versões miniatura de seus ancestrais, os cães chamados trabalhadores. Os cães de companhia geralmente variam em tamanho, dos mais minúsculos pesando menos que 2kg aos mais pesados que podem variar entre 9 a 18kg. Como um grupo, são todos cães do lar, o que significa que não são adequados para viver do lado externo da casa. Seu único e principal objetivo na vida é ficar com seus donos, e podem se entristecer ou até adoecer se forem deixados sozinhos por longas horas durante dias seguidos.

Cães de companhia vs. Cães Toy

Toy é o nome do grupo de raças dos tipos menores de cães ou menores cruzamentos de uma raça de cão, usados por clubes de canil para classificar uma coleção definida de raças de cães que não refere-se necessariamente a um só tipo de cão. A maioria dos canis ingleses e americanos, incluem um Grupo Toy, embora muitos outros podem não incluir as mesmas raças no grupo. A FCI inclui os Cães Toy no Grupo 9 Cães de Companhia e Cães Toy, que depois é subdividido em 11 outras seções baseadas nos tipos de cães e histórico de raças.

O uso do termo toy, que quer dizer brinquedo, na tradução livre para o português, é baseado na tradição, e não chega a ser uma classificação precisa. Tradicionalmente, os cães classificados neste grupo, são os menores tipos de cães já criados, e podem ser um de vários tipos de cães. Alguns são antigos tipos de cães de colo, e outros são versões menores de cães de caça, spitz, ou tipos de terrier, diminuídos em tamanho para um tipo em particular de trabalho ou para criar um tamanho conveniente de animal doméstico, como os Spaniels, Pinschers e Terriers que foram diminuídos em tamanho. Os mais minúsculos são as vezes chamados de Teacup ou Xícaras de chá, embora nenhum registro de cão que se preze reconheça este termo.

Cães Teacup e Cruzas de Designers

Existem também os cães minúsculos que também são incluídos nas listagens de registros especiais, como clubes de canis menores, clubes esportivos de cães, clubes de raças, registros de cães raros e clubes e negócios de cães na internet. Cada um tendo suas próprias definições sobre quais raças se enquadram em seus próprios Grupo Toy. Além disso, os cães toy também são usados em cruzamentos para criar os chamados “cães de cruza de designer” ou “cruzamentos fabricados” (saiba mais aqui), fabricados para aumentar o marketing de filhotes, com seus nomes portmanteau feitos com as primeiras sílabas de cada nome da raça usada na mistura. Embora haja clubes que gostariam de “registrar” alguns testes tipos de cães, estes não são necessariamente raças definidas, e podem até serem chamados de Cães Toy, mas não fazem parte do Grupo oficial.

Como por exemplo, os “Teacups” que não são reconhecidos por nenhuma associação de registros, e assim nem podem ser comparados a um cão toy. O tamanho padrão para a raça varia entre 1,81kg a 3,18kg. Os “teacups” são bastante populares hoje no mercado devido ao seu interessante tamanho quando adultos (como se fossem filhotes para sempre); além disso vendem muito rapidamente. Porém, como estes tipos de cães são muito mais suscetíveis a problemas de saúde, é muito perigoso confiar nestes criadores para que façam os devidos testes genéticos de saúde e criem seus cães seguindo os padrões de cruzas.

Cães de companhia vs. Cães de colo

Muita gente confunde este grupo de raças com a denominação Cães de Colo, que apenas denomina um tipo de cão pequeno o suficiente para ser carregado nos braços ou deitar confortavelmente no colo de uma pessoa com um temperamento predisposto a fazer isso. Os cães de colo não chegam a ser uma raça específica, mas um termo genérico para um tipo de cão de um tamanho menor e disposição amigável. Muitos deles, devido ao seu tamanho e nenhuma função específica como o Bichon Frise, o Maltês, o Lulu da Pomerânia, o Yorkshire Terrier e muitas outras são classificados também como Cães de companhia, daí a confusão.

Isto deve-se ao fato de que os cães de colo historicamente foram mantidos em muitas sociedades ao redor do mundo por indivíduos como animais de companhia dóceis com nenhuma função específica ou tarefa a desempenhar. Análises genéticas revelam que cães de colo estão entre os mais antigos tipos de cães específicos que já viveram entre pessoas. Hoje em dia, a maioria das raças de cães de colo estão entre o Grupo Cães de companhia e Cães Toy.

Alguns cães de colo foram criados para serem extremamente pequenos, sendo anatomicamente diferentes de seus companheiros de tamanho normal. Muitos cães de colo são criados para reter características de filhotes, como orelhas dobradas. As proporções do corpo podem também mudar, resultando em pernas curtas e cabeças grandes. Podem ter até características que lembram os bebês humanos: tamanho e peso, testa alta, focinho curto e olhos relativamente grandes.