Adotar um cachorro pode ser uma experiência muito gratificante, mesmo que você não possa fornecer à ele um lar permanente no primeiro momento. Neste caso, você estará ajudando um cão em necessidade enquanto ele espera para ser adotado em um lar definitivo.

Mais que pais adotivos definitivos, quem decide cuidar de um cachorro abandonado até que ele encontre um lar mais adequado às suas necessidades é uma maneira generosa e compassiva de demonstrar o seu carinho pelos necessitados.

No entanto, cuidar de um cachorro abandonado, na rua ou em abrigo, pode ser extremamente desafiante. Isso porque você estará trazendo para casa um animal que passou por circunstâncias duvidosas, ou seja, que poderá apresentar alguns comportamentos difíceis.

Seja por conta de temperamento, maus tratos sofridos ou outros traumas, eles podem ser mais complexos para se ajustar. E aí, depois de ter devotado todo o seu tempo dando amor e carinho, com toda a paciência, é chegada a hora de entregá-lo a outra pessoa.

É frustrante, e não é para qualquer pessoa. Se você estiver considerando ser um desses “tutores postiços” por tempo indeterminado, há algumas maneiras de saber se você está mesmo preparado para adotar cachorro nesses termos. Afinal, é uma decisão que exige uma avaliação séria.

Além disso, você não deve concordar em abrigar um cão abandonado até que ele encontre um lar se não for fazer do jeito certo. O objetivo principal desta tarefa é ajudá-los, e se não fizer adequadamente, melhor não fazer nada.

Isso é pelo bem de ambos. Você tem que saber que está fazendo a coisa certa! Portanto, antes de pegar essa enorme responsabilidade de “pai adotivo temporário”, tenha certeza de estar 100% preparado para essa missão.

Veja abaixo como saber disso!

1. Adotar cachorro exige uma rotina flexível

Para adotar cachorro voc6e deve ter tempo para ele na sua rotina.

Você adotar cachorro temporariamente é como ser dono: vai dar trabalho e exigir do seu tempo do mesmo jeito. E o quanto, vai depender do tipo de cachorro que você escolheu cuidar.

Por isso, é preciso ter tempo disponível para passear com ele, brincar, alimentar, levar a diferentes lugares quando necessário, além de de dar todo o amor que ele merece.

Além disso, você vai precisar estar disposto a gastar uma certa quantidade de tempo com o cachorro para monitorar a sua saúde, assim como garantir que ele esteja se ajustando ao novo ambiente. Você terá que ter tempo também para se dedicar ao treinamento dele.

Se você tiver que passar a maior parte do tempo fora trabalhando, talvez pegar um desses cachorros para cuidar até que eles encontrem um lar permanente não seja uma boa ideia. Talvez nem seja uma boa ideia você ter o seu próprio cachorro.

2. É preciso estar emocionalmente pronta para adotar cachorro

Antes de decidir se tornar “pai adotivo temporário” você tem que pensar nos sentimentos que estarão envolvidos nessa tarefa. Você vai estar trazendo um animal para casa, vai se dedicar a aprender tudo sobre ele, começar a realmente se importar com ele, para depois entregá-lo a alguma outra pessoa.

Isso não é uma coisa fácil de se fazer. Se você é uma dessas pessoas que se apegam rápido, e acha que pode partir o coração entregar o cachorro, então é melhor não arriscar. Por que passar por esse estresse emocional?

Além disso, é bom não esquecer que o cachorro pode também ser difícil de lidar. Não há garantias que você vai levar para casa um cachorro que se comporta perfeitamente.

Aliás, muitos dos cães abandonados em abrigos que necessitam de um lar vieram de ambientes ruins, onde sofreram abusos e maus tratos. Por isso, podem dificultar as coisas e você deve estar emocionalmente forte e pronta o suficiente para lidar com essas intemperanças.

3. Para adotar cachorro é preciso espaço

Para adotar cachorro é preciso espaço na casa.

Qualquer cachorro precisa de espaço para se manter entretido e saudável. Portanto, se você mora em um apartamento pequeno, com pouco espaço, é melhor não adotar cachorro. Isso porque é preciso ter espaço para tudo o que ele necessita.

Será que você será capaz de fornecer ao cachorro um local próprio enquanto ele se ajusta ao novo ambiente? Você teria um quintal para o cachorro poder passar um tempo, se exercitar e se aliviar, enquanto você não puder sair com ele? Tudo isso é importante e deve ser considerado.

4. Você terá que procurar por um lar permanente para o animal

Ao adotar cachorro de forma temporária, você deve saber que em algum momento você terá que procurar um lar permanente. Algumas ONGs ou abrigos já até podem ter uma lista de lares para esses cachorros, e você pode estar apenas cuidando temporariamente deles até que eles possam ir para lá, mas nem sempre é o caso.

Neste caso, você tem que estar pronta para interceder pelo cachorro, mostrando que ele está apto para se mudar, que tem um bom comportamento e que pode ser uma excelente companhia para os novos donos dispostos a levá-lo.

Se você achar que não tem capacidade para esta tarefa e não quer essa responsabilidade na suas mãos, então é melhor não se candidatar a adotar cachorro nessas condições — ou só tente ficar com os cachorros que já possuem um lar encaminhado.

5. Você deve aprender técnicas de adestramento básicas

Se adotar cachorro tera que aprender técnicas básicas de adestramento.

Na verdade, você não precisa ser um treinador de cachorro certificado para adotar cachorro enquanto ele não encontra um lar definitivo, mas entender os conceitos básicos de treinamento em relação a comportamento e obediência pode ajudar bastante.

Aliás, é tão importante quanto ter um certo conhecimento sobre cachorros em geral, já que nunca se sabe o que você pode encontrar pela frente. Assi, faça algumas aulas e converse com alguns profissionais antes de levar um cachorro para casa.

6. Para adotar cachorro você deve ser paciente

Às vezes, quando decide adotar cachorro dá sorte e consegue um aminal docil, amoroso, e bem comportado. Mas é muito mais provável que você acabe tendo que lidar com cachorros mais difíceis de cuidar, cheios de energia e nada obedientes, para ser otimista.

Afinal, é um dos maiores motivos de cão abandonado em abrigo. Alguns, podem até ter tendência à agressividade ou mau comportamento. Portanto, você deve estar preparado para tudo isso.

Muitos desses cães serão erráticos, e mesmo que sejam maravilhosos, podem ter seus momentos de mau comportamento. Neste caso, é preciso que você tenha muita paciência em lidar com situações como essas quando elas aparecem, além de precisar saber como agir se o cachorro ficar agressivo com você ou outros na sua casa.

7. Se tiver outros animais, eles terão que conviver bem

Para adotar cachorro todos os animais da casa devem conviver bem.

Se você estiver considerando adotar cachorro para viver com você, mesmo que temporariamente, mas tem outros cachorros ou outros animais de estimação em casa, você vai ter que garantir que eles convivam bem entre si.

Por exemplo, se você já tiver um cachorro, será preciso garantir que os dois são amistosos o suficiente para se dar bem um com o outro. Se você tiver um gato que odeia cachorro, não será possível essa convivência. Então, já desista da ideia. Voc6e estará colocando dois animais em péssimas posições.

8. Ao adotar cachorro, prepare-se para um compromisso a longo prazo

Adotar cachorro, mesmo que em uma situação temporária — às vezes pode levar mais tempo que você imagina. E nunca se sabe o que vai acontecer, podendo acontecer de você não estar disponível para a tarefa por um período mais longo que imaginou.

Isso já costuma acontecer normalmente, por isso há tantos cães abandonados nas ruas e nos abrigos. Portanto, isso é uma coisa que você precisa ter consciência e estar preparado se acontecer — o fato de que o cachorro pode ficar mais tempo com você que o planejado.

E assim, isso nos leva de volta às primeiras questões da lista: tenha certeza de que a sua rotina é flexível o bastante para acomodá-lo em sua vida por muito tempo e que você esteja emocionalmente preparado e pronto para isso, caso seja necessário.

Por Equipe Editorial

O Vidanimal.com.br acredita que compartilhar um bom conteúdo é a melhor maneira de fazer com que a informação chegue ao seu destino ou público alvo. Educar e conscientizar as pessoas é a nossa missão. Procuramos criar parcerias com profissionais empenhados em fazer parte dessa missão. Contamos com uma equipe de colaboradores que amam aquilo que fazem e se dedicam todos os dias para levar até você um conteúdo informativo de qualidade.

Deixe uma resposta