(Crédito/Copyright: “Ezzolo/Shutterstock”)

8 cuidados básicos para exercitar o seu cachorro

Os cães podem ser ótimos companheiros de caminhadas ou corridas. Mas, como nós, precisam de cuidados ao se exercitar para que não ocorram ou provoquem problemas que possam afetar a sua saúde ou até colocá-­los em perigo, diminuindo assim a sua expectativa de vida. Ao seguir estes 08 simples passos abaixo, o seu cão poderá se exercitar durante a vida inteira sem que haja qualquer problema. Veja a seguir:

1. Cuidado com a idade

cuidados-exercicios-idade
Golden Retriever já adulto fazendo sua caminhada matinal (Crédito/Copyright: “Lunja/Shutterstock”)

Devemos ter um cuidado especial com os filhotes (até 6 meses) e com cães de idade avançada (a partir de 8 anos). Ambos não devem se exercitar em demasia para evitar problemas ósseos, em suas articulações ou problemas cardíacos, entre outros.

2. Faça um checkup

cuidados-exercicios-checkup
Labrador retriever fazendo o seu check-up anual no veterinário (Crédito/Copyright: “Alexander Raths/Shutterstock”)

Antes de começar a praticar qualquer atividade física com o seu cão, providencie uma espécie de checkup para ele ou marque uma consulta com um veterinário de sua confiança.Não deixe de colocar em dia vacinas e vermifugação.

3. Atente para a temperatura

cuidados-exercicios-temperatura
Cachorro sendo refrescado na mangueira após exercícios durante o verão (Crédito/Copyright: “Claudiowl/Shutterstock”)

Procure fazer os exercícios nos horários em que o sol não esteja forte para evitar a desidratação. Não se esqueça de ter água disponível o tempo inteiro, ofereça sempre pequenas doses com frequência.

4. Atenção aos sinais de cansaço

cuidados-exercicios-sinais-cansaco
Labrador retriever descansando no gramado após exercícios (Crédito/Copyright: “sanjagrujic/Shutterstock”)

Ao praticar os exercícios, aumente o grau do esforço gradativamente e pare aos primeiros sinalis de cansaço. Abusos podem provocar problemas de coluna, deformidades dos membros anteriores e posteriores e até enfarte.

5. Atenção à raça

cuidados-exercicios-raca
Raças como o Beagles são bastante ativas e adoram se exercitar (Crédito/Copyright: “Soloviova Liudmyla/Shutterstock”)

Informe­-se sobre os limites e as necessidades de cada uma das raças. Algumas raças de pequeno porte, por exemplo, são mais sensíveis a atividades prolongadas, outras possuem dificuldade de respiração e mais dificuldade de controlar a temperatura corporal.

6. Evite exercícios após refeições

cuidados-exercicios-refeicoes
Labrador retriever se alimentando (Crédito/Copyright: “Dmytro Zinkevych/Shutterstock”)

Nunca estimule a prática de exercícios logo após das refeições. Procure sempre dar um intervalo de duas horas entre as refeições e o exercício.

7. Coleira é sempre necessária

cuidados-exercicios-coleira
Cachorro segurando a sua coleira para ser colocada antes do passeio de rotina (Crédito/Copyright: “Jaromir Chalabala/Shutterstock”)

Não deixe o seu cão sem coleira, mesmo em locais seguros, as guias longas dão mais liberdade, assim como segurança.

8. Cuidado com a resistência física

cuidados-exercicios-resistencia
O Dálmata é uma das raças conhecidas pela sua enorme resistência física (Crédito/Copyright: “Rock and Wasp/Shutterstock”)

Assim como os humanos, alguns cães podem criar uma maior resistência física com relação aos exercícios, não se satisfazendo mais tão facilmente. É raro acontecer, mas se acontecer, tente manter a mesma frequência, quantidade e intensidade, mesmo assim.

Um comentário sobre “8 cuidados básicos para exercitar o seu cachorro”

  1. Uau! Eu realmente desfrutei o template/tema deste site.
    É simples, mas eficaz. Muitas vezes é desafiador obter esse “equilíbrio perfeito”
    entre convivialidade e aparência visual. Devo dizer que tens feito um incrível trabalho com isso.
    Além disso, o blog carrega muito rápido para mim no Opera.

    Soberbo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *