Algumas raças populares de cachorro estão praticamente desaparecendo dos consultórios veterinários. Mas não se assuste, não é um caso de abdução extraterrestre. O fato é que essas raças populares de cachorro eram vistos com mais frequência andando por aí. E hoje, simplesmente não vemos mais esses cachorros como antes.

Mas isso é bom. Afinal, popularidade nunca foi algo positivo para qualquer raça de cachorro, muito pelo contrário, não traz nenhum benefício e só causa mais problemas. Problemas esses que estão quase sempre relacionados à saúde, superpopulação ou abandono.

Ou seja, é justamente a popularidade ou a falta dela que faz com que essas raças populares de cachorro sejam ou não mais tão procuradas. Portanto, é a popularidade que determina quais raças vemos ou não por aí.

Pare para pensar. Quantos Collies, Cockers, Brittanies, e Setters Irlandeses você costuma ver hoje em dia ver pelas ruas?

Por outro lado, enquanto algumas raças populares de cachorro desaparecem, outras vivem entrando e saindo dos consultórios veterinários. Sendo que muitas delas estão começando a preocupar os veterinários em questões de saúde, pois estão sendo reproduzidas em excesso.

Raças populares de cachorro preocupam veterinários

Raças populares de cachorro: Casal de Golden Retrievers juntos em passeio. (Créditos/Copyright: “Por Martin Stiavnicky/Shutterstock”)

Nós amamos os animais de estimação. Veterinários amam ainda mais, senão nem seriam veterinários. Quem tem cachorro valoriza este vínculo que é criado na convivência com ele. Por isso, por mais que algumas raças populares de cachorro façam falta, tem veterinário ficando preocupado com a tamanha popularidade de algumas delas. Com isso, preferindo até que elas nem sejam mais tão populares.

Na maioria dos casos, quando a popularidade de certas raças atinge proporções descontroladas, ela traz muitos problemas relacionados à saúde desses cachorros. A procura exagerada por essas raças populares de cachorro faz com que hajam super reproduções em verdadeiras “fábricas de filhotes” por criadores irresponsáveis. Além disso, ainda ocorrem operações bastante contraditórias que também contribuem de forma negativa para a saúde e outras complicações para esses cachorros.

A solução seria frear estas reproduções em larga escala, para que houvesse uma menor quantidade de raças populares de cachorros. Assim, quem sabe haveria mais gente adotando e menos criadores as reproduzindo.

Dessa forma, muitos cachorros iriam se beneficiar com pessoas bem mais preparadas para os desafios que englobam ter um cachorro. Teria mais gente procurando por resgatar animais, adotar cachorros de abrigos ou comprar de criadores confiáveis.

Como sempre, não importa a raça de cachorro que você escolher, os veterinários estarão sempre aqui para ajudá-lo a fazer as melhores escolhas. No entanto, reunimos uma lista abaixo com 5 raças populares de cachorro que andam preocupando demais veterinários nos pelo aumento de popularidade:

1. GOLDEN RETRIEVERS

Raças Populares de cachorro: Lindo Golden retriever deitado na grama do jardim exibindo a sua fofura.(Créditos/Copyright: “Por Petr Jilek/Shutterstock”)

Golden Retrievers estão o topo da lista em popularidade. Não é para menos, Goldens são donos de uma personalidade simplesmente solar. Além disso, ainda possuem uma linda aparência e um comportamento dos mais ativos e brincalhões que existem. Assim, eles são tudo o que uma pessoa pode querer em um cachorro. (os Labradores Retrievers também estão indo pelo mesmo caminho).

No entanto, os Goldens têm tido bem mais do que merecem no que se refere a problemas de saúde relacionados à raça. Sendo que o mais comum e mais trágico de todos é o câncer. Infelizmente, muitas famílias estão tendo que lidar com a doença de forma muito prematura, pois muitos desses cães ainda são jovens.

Por esta razão, projetos como o “Golden Retriever Lifetime Project” (estudo conduzido pela instituição americana Morris Animal Fondations), são tão importantes para ajudar a salvar esses cães. Saiba mais sobre o assunto pelo vídeo abaixo:

Morris Animal Foundation Golden Retriever Lifetime Project (VET 60) from INCITE Productions on Vimeo.

2. BULDOGUES

Raças populares de cachorro: Típico Buldogue inglês adulto de cabeça larga quadrada e focinho atarracado.(Créditos/Copyright: “Por Claudia Steininger/Shutterstock”)


O Buldogue é a raça mais amada do mundo da propaganda, hoje mais do que nunca. Não tem explicação para tamanha adoração. Quem nunca se apaixonou perdidamente por um Buldogue inglês, Buldogue francês, ou até mesmo por um Buldogue Americano?

Sem falar em outras raças populares de cachorro relacionadas como os Boston terriers e o Pug, que estão crescendo muito também em popularidade, na procura e no preço dos filhotes.

No entanto, os atributos exagerados de todas essas raças têm produzido muitos problemas de saúde que estão diminuindo a qualidade de vida desses cães, assim tornando essas raças extremamente caras de se manter. Sem falar no sofrimento desses animais de ter que conviver com esses problemas.

Buldogues, assim como outras raças como por exemplo o Pug, o Boxer, o Griffon de Bruxelas e o Pequinês, são raças Braquicefálicas. Ou seja, sofrem de uma série de complicações cardíacas e respiratórias por conta de seus focinhos achatados. Por esta razão, muitos deles fazem cirurgia para encurtar o palato e aumentar as narinas para poder respirar normalmente. Portanto, por mais que a gente ame essas raças, é impossível fechar os olhos para o sofrimento desses cães e suas famílias.

3. CHIHUAHUAS

Raças populares de cachorro: Filhote de Chihuahua de pelagem longa castanha e branca deitado na grama fazendo o que sabe fazer de melhor – sendo uma fofura (Créditos/Copyright: “Por chanee indy/Shutterstock”)


A saúde nem sempre é o problema no caso dos Chihuahuas. O que vem preocupando veterinários é fato deles terem conquistado uma enorme popularidade e feito com que suas reproduções fossem aumentadas de uma hora para outra. O fato é que estes pequeninos grudentos se comportam como se fossem verdadeiros gigantes (é como eles pensam que são – Gigantes!), e possuem temperamento difícil.

Ou seja, muitos deles vivem até a adolescência sob cuidados básicos, isso não é problema. No entanto o temperamento dependente dele e muitas vezes irritadiço é que torna a convivência mais complicada. Assim muita gente acaba abandonando esses bichinhos.

Consequentemente, eles estão entre as raças mais comuns em abrigos de cachorros nos dias de hoje, e por isso encontrar um lar para eles é um grande desafio. A sua popularidade foi ao topo depois de se tornarem estrelas de comerciais de TV e animais de estimação de celebridades. Só que nem todo mundo compreende ou tem paciência suficiente para lidar com o temperamento do Chihuahua. Veterinários sonham com o dia em que o pequeno Chihuahua não será mais tão visto por aí. Isto é, quando eles desaparecerem de vista, significa que os abrigos não estarão mais lutando para lidar com a sua superpopulação.

4. PASTORES ALEMÃES

Raças populares de cachorro: Pastor Alemão adulto à serviço e sempre alerta! (Créditos/Copyright: “Por zetat/Shutterstock”)


Um bom Pastor Alemão é um cachorro inspirador, sendo que os melhores exemplares já prestaram serviços de diversas formas. O Pastor Alemão foi a raça original de cão guia para deficientes. Além disso, já foram também muito usados pela polícia e trabalhos militares, assim como para salvamento e busca.

A sua popularidade vinha sendo muito estável desde o famoso seriado de TV americano “Rin Tin Tin”, mas os problemas de saúde da raça parecem ter aumentado a cada década. Os Pastores Alemães são suscetíveis a epilepsia, problemas de visão, doenças de hemorragias e digestivas, assim como má formação de quadril e Mielopatia degenerativa, uma condição incurável que causa paralisias progressivas.

Os Pastores Alemães foram as primeiras raças populares de cachorro mais amadas na mídia no mundo, e permanecem como o clássico exemplo dos problemas que surgem com a popularidade excessiva.

5. PIT BULLS

Raças populares de cachorro: Pit Bull Terrier Americano castanho avermelhado de orelhas naturalmente caídas de olhar dócil. (Créditos/Copyright: “Por Voltgroup/Shutterstock”)


Pit Bulls e outras raças relacionadas, como por exemplo o Bull terrier e o Staffordshire Terrier, entre outros) são exemplos como os Chihuahuas no que diz respeito a superpopulação nos abrigos.

O maior problema com Pit Bulls é a extrema popularidade que levou a uma explosão populacional fora de sincronia com o número de casas disponíveis e adequadas para esses poderosos cachorros. Ou seja, a maioria dos Pitties são doces e estáveis, mas a publicidade negativa e injusta sobre o temperamento deles assusta. Dessa forma, as pessoas têm medo de adotá-los.
Eles são constantemente alvos de críticas, conhecidos por cães de raça Bully, devido ao passado negro como cães de luta e algumas criações irresponsáveis. E tudo isso faz com que eles sejam abandonados por falta de informação e experiência de donos equivocados.

A solução para este problema é simples: mais adoções e menos reproduções irresponsáveis, assim como a devida socialização do cachorro adequada, e o adestramento canino. Uma raça dessas exige integração na sociedade através de informação. Ou seja, antes de adotar uma raça Bully é necessário conhecer a raça. (Para saber mais toda a verdade sobre a raça Pit Bull, clique aqui).

Conclusão:

Raças populares de cachorro: Filhote de Buldogue francês fazendo gracinha. (Créditos/Copyright: “Por Patryk Kosmider/Shutterstock”)


Concluindo, ter um cachorro é uma enorme responsabilidade. Isso vai desde a sua decisão sobre comprar ou adotar, até a raça do cachorro. Ou seja. É preciso cautela. Não existem “raças ruins”, nem desejamos que qualquer uma destas raças populares de cachorro desapareçam. Extinção não é a solução.

Qualquer um que realmente AMA cachorros sofre demais por saber que esses cães estão se tornando raças de cachorros mais abandonadas, lutando para conseguir lares decentes e tentando sobreviver à condições de saúde. Ou seja, isso é injusto e vai contra tudo o que desejamos para eles.

Faça o que puder e tiver que fazer para ajudar. Se for preciso, ao invés de comprar, adote uma raça de “má reputação” se ela for adequada ao seu estilo de vida. Simplesmente, não siga modismos saindo a procura da raça famosa do anúncio da televisão, só porque ela está em alta no momento. E por fim, coopere com o seu veterinário garantindo a melhor vida possível para o seu cachorro, de forma a estender a sua longevidade canina, seja qual for o animal de estimação da sua escolha.

Por Dani Jardim

Dani Jardim é redatora freelancer, contribui com contéudo digital para vários sites diferentes. Amante dos animais, divide o seu tempo escrevendo sobre todos eles neste portal, e nas horas vagas, se divertindo com seus cachorros, o Pug, Bóris e o Buldogue francês, Vasco. Dani também faz parte da nossa equipe editorial como gerente e editora de conteúdo.

Deixe uma resposta